Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada
karolaza

Porque não se pode competir com arma de cano fixo no papel?

Recommended Posts

Gostaria de saber qual é o critério porque de não poder participar com arma de cano fixo em provas de papel 10mts, pergunto porque até agora não encontrei explicação plausível? Tenho esta dúvida e gostaria de saber se ao menos em provas ai do RJ no CCTN se poderá mudar esta régra ou se realmente vcs queram apenas seguir as régras do CBTE, pois estou de olho em uma carabina com cano fixo e gostaria muito de usa-la não só em provas de papel como tb em FT, BR e silhuetas.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também gostaria de saber a razão. Não minha opinião o atirador com uma arma de cano fixo não tem vantagem em relação ao atirador com uma arma de cano basculante. O municiamento no cano fixo é mais complexo, mais lento e mais cansativo. Sem contar que a carabina de cano fixo é mais pesada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por isso abri o tópico, porque sinceramente acho que eventos onde o cidadão não é federado porque não competir com a arma que tem? Se for assim existe grande vantagem de um competidor com uma slavia contra um que tenha CBC por exemplo, acho mais plausível esta situação porque uma slavia tem um conj de miras espetaculares,recuo bem baixo e um gatilho maravilhoso onde nem se compara com uma CBC, por mais que ela esteja tunada existe boa diferença e maior dificuldade, então não vejo ter que achar que uma arma de cano fixo não possa participar tb, sei lá é minha opinião apenas.

 

Abraços

  • +1 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest BidU

É como o Marlon falou a cbte faz isso para nivelar a galera!

 

Outra coisa, carabinas de cano fixo "geralmente" são mais precisas do que as de "cano de quebrar" !

 

No CCTN seguimos as regras da CBTE, até pq existem provas on-line desta modalidade.

 

Ano que vem vamos nos adequar as regras em outras modalidades também onde fazemos um número menor de silhuetas por exemplo.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostaria de saber qual é o critério porque de não poder participar com arma de cano fixo em provas de papel 10mts, pergunto porque até agora não encontrei explicação plausível? Tenho esta dúvida e gostaria de saber se ao menos em provas ai do RJ no CCTN se poderá mudar esta régra ou se realmente vcs queram apenas seguir as régras do CBTE, pois estou de olho em uma carabina com cano fixo e gostaria muito de usa-la não só em provas de papel como tb em FT, BR e silhuetas.

 

Abraços

 

Excelente perguinta Karolaza! Até porque já li em diversos tópicos e foruns que não há absolutamente nenhuma diferença de precisão "na pratica" entre os dois modelos.

 

Abração!!!

  • +1 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest BidU

Como não ? As armas de mola mais precisas tem cano fixo sim!

 

Já viram alguém praticando FT sério com arma de mola e "cano de quebrar"?

 

Já vi armas de mola chegando perto das de cano fixo mas nenhuma bateu as de cano fixo e olha que falo da mesma marca a HW , temos que tomar cuidado com o que lemos pela NET para não tomar como regra do que é melhor a opinião de alguns!

 

Tiro esta minha opinião do que vejo rolando aqui no RJ no bench por exemplo!

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como já diz, "Cano Fixo", ele é fixo, sem nenhuma articulação. Com certeza 2 carabinas de mesma qualidade, na de cano fixo vai levar vantagem na precisão.

 

A articulação, por mais justa e precisa que ela seja, sempre vai ter um deslocamento lateral ou vertical. Isto é fato. Em um cano de 500mm, se tiver um deslocamento de 0,5mm, lá nos 10m vai dar uma diferença de 10mm, o que seria um 10, já passou para 9.

 

Tá certo que tem outros fatores, como o atirador, qualidade da carabina, mas isso não é o caso. São categorias diferentes.

 

Poder colocar, até acho que poderia, mas aí daqui a pouco alguém vai falar que tem que deixar as PCP atirar tbm, junto com as de mola no 10m.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como não ? As armas de mola mais precisas tem cano fixo sim!

 

Já viram alguém praticando FT sério com arma de mola e "cano de quebrar"?

 

Já vi armas de mola chegando perto das de cano fixo mas nenhuma bateu as de cano fixo e olha que falo da mesma marca a HW , temos que tomar cuidado com o que lemos pela NET para não tomar como regra do que é melhor a opinião de alguns!

 

Tiro esta minha opinião do que vejo rolando aqui no RJ no bench por exemplo!

 

Abraços

 

Pois é Bidu, EU sempre achei e atestei em todas as armas que já tive que as de cano fixo eram (são) mais precisas, curioso que já vi muitos jurando de pés juntos que não há diferença nenhuma hehehehehe

A diferença até que em alguns casos não é gritante mas há na minha opinião.

 

Abração!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já li e ouvi muito a respeito das carabinas de cano fixo, que são mais precisas. O que ainda não encontrei foi alguma explicação técnica para isso. Já tive uma Gamo CFX. Achei fantástica. Hoje tenho uma TX 200, ainda estou me adaptando a ela.

O que constatei na prática até agora é que o municiamento das carabinas de cano fixo é mais complexo e demorado. Sem contar que o peso dessas carabinas é maior e exige mais esforço do atirador para mover a alavanca para armar.

Creio que é só uma questão de tempo a sua liberação para competições em SM e pouco tempo depois no papel 10 metros.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma carabina mais pesada é uma vantagem, não uma desvantagem.

 

É só ver que as carabinas olímpicas tem limite de peso máximo em 8 quilos. Se carabina leve fosse uma vantagem, eles iriam colocar um peso mínimo.

 

A explicação técnica da maior precisão está logo acima, a articulação. Como eu já tinha comentado, não existe um braço com uma articulação que tenha a mesma precisão de um braço fixo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A prova de carabina mira aberta 10 metros tem como regra o uso de carabinas de "quebrar o cano", com ausência absoluta de dispositivos que visem facilitar o tiro. Isso foi feito em função de ser a prova de entrada para a categoria, para permitir novos atiradores com equipamento simples participarem de uma competição de nível nacional. Baixo custo, baixa tecnologia, simplicidade do equipamento, são fatores necessários para considerar uma prova como a porta de acesso ao tiro esportivo.

Levando em consideração que a carabina de cano fixo é superior em qualidade, precisão e preço, ao abrir o uso desse tipo de equipamento começamos a descolar do objetivo inicial, que era a simplicidade e baixo custo, fatores que promovem o fácil acesso ao tiro esportivo.

  • +1 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como o tópico está muito bom, gostaria de saber se tem algum amigo aqui do fórum que tem os dois tipos de carabina e que está disposto a fazer uma simulação de uma prova papel com cada tipo de arma e postasse aqui.

Gostaria que na simulação fossem observados os seguintes pontos:

- Mesmas condições para carabina A e para carabina B.

- Peso das carabinas.

- Precisão,

- Municiamento das carabinas.

- Nível de exaustão do atirador após a simulação da prova.

- Outros critérios que os amigos acharem que mereçam ser observados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o Flávio, porque na época da instituição da mira aberta 10m, as armas de cano fixo eram importadas e são até hoje, muito caras.

Esta prova foi concebida para estimular iniciantes no tiro esportivo, e portanto com armas de baixo custo como as CBCs.

Pessoalmente não acredito que com 10m de distância, haja muita diferença entre uma top com cano basculante e uma com cano fixo, mas gostaria de ver dois bons bons atiradores tirarem a teima sobre o assunto, quem se abilita???

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o Arlindo. Só saberemos testando. Gostaria de ver o resultado do tira-teima aqui no fórum.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O ideal é que um teste destes fosse realizado com carabinas semelhantes. Por exemplo, uma HW 50S e uma HW 57. Praticamente a mesma mecânica, mesmo gatilho e pesos compatíveis (dentro da realidade de cada projeto).

Duro é achar quem tenha essas belezuras e depois conseguir colocar as duas juntas para o teste.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O mais fácil é encontrar uma Gamo Hunter 440 e uma Gamo CF 30.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Correto de se fazer é o mesmo atirador(de preferência um bom atirador) usar ambas e ver se existe diferença, eu particularmente acho que deveria ser liberado geral, mesmo porque hoje existe armas de cano fixo mais barato que uma slavia por exemplo, sinceramente ja vi nego aqui persistir que arma de cano quebrável é mesma coisa que fixo, isso é até engraçado, bom vcs que sabem pra mim o que manda mais no tiro a 10 mts em pé é o atirador do que a arma em si desde que seja uma arma de potência média baixa ta valendo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

aqui penso em fazer a modalidade opem valendo todas as armas miras aberta pois fica muita gente de fora com arma de cano fixo, e o mais chato é dizer nao

Share this post


Link to post
Share on other sites

Flavio Cilli K9,

Concordo plenamente contigo. devemos atrair mais atiradores e não afastá-los, criando restrições. Vejo muita dificuldade em ter um número razoável de atiradores para uma prova, percebo isso através dos comentários dos colegas do fórum, de todos os lugares do Brasil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

aqui penso em fazer a modalidade opem valendo todas as armas miras aberta pois fica muita gente de fora com arma de cano fixo, e o mais chato é dizer nao

 

Te dou todo apoio se vc fizer uma open, pelo menos dá oportunidade a muitos que as vezes quer participar em um evneto mesmo que informalmente para ver se pega gosto pela competição, ai sim cabe a ele depois se adequar as normas oficiais comprando equipamento adequado caso decidir ir enfrente . :thumbup:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Colocarei aqui minha humilde opinião.

Acredito que como o Arlindo havia exposto, a distância de 10mts não haverá tanta diferença assim.

Concordo também com o que o Gian afirma sobre os peso da carabina porém, deve-se ter em mente que numa prova de tiro olímpico, o atirador se utiliza de vestimenta que facilita o tiro e possui 1:45 hs ( se não me engano) para realizar a prova. Numa prova de mira aberta 10 mts temos 35 minutos para realizar 30 disparos além do alvo de ensaio.

Na minha opinião, o tempo reduzido, assim como a não utilização de vestimenta ( que ajuda a distribuir melhor o peso da carabina), faz com que a utilização de carabinas de cano fixo (em geral mais pesadas e com municiamento mais complexo) o atirador se desgaste mais e prejudique assim sua precisão.

Como não tive a oportunidade de fazer este teste ainda (apenas com carabina olímpica), exponho apenas uma opinião.

Share this post


Link to post
Share on other sites

As provas seguem as regras da CBTE, então fica difícil criar outras com regras próprias. O que se pode fazer é tentar mudar as regras junto a Confederação.

Básicamente existem dois grupos de atiradores:

Os de tiro informal, que atiram em latas etc e ocasionalmente participam de provas. Estes normalmente tem uma única arma.

Os atiradores esportivos, que só atiram em alvos oficiais e as vezes tem uma arma para cada modalidade.

Infelizmente o tiro esportivo no Brasil, além do tempo e dedicação, é muito dispendioso mesmo para quem faz uma única modalidade.

Se for mais de uma então nem se fala pois para cada modalidade tem uma arma específica.

Observem as provas de silhuetas metálicas que no ano que vem, serão com 40 alvos, em vez dos 20 atuais.

Quem atira com arma mais pesada e multi shot, vai ter que melhorar o condicionamento físico e se não tiver 4 carregadores, administrar o tempo para poder recarregar durante as provas.

Podem ter certeza que muitos atiradores vão se surpreender com os resultados e certamente vão querer alterar as regras para poderem recarregar ou se recuperar.

Regra, assim como a lei, ou se cumpre se movimenta para alterar as existentes ou se cala. O que não se pode é criar novas, quase sempre em causa própria.

  • +1 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na opiniãon deste humilde novato, as regras da CBTE, tem que ser aplicada nos campeonatos oficiais, nada nos impede de criar regras mais maleaveis para campeonatos que o objetivo seje atrair mais praticantes para o espote, por isso concordo com o FLAVIO CILLI K9, karolaza e demais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com o Arlindo. No tiro a 10 mts tem que sobressair a qualidade do atleta, visto que é uma competição...as armas devem ter as caracteristicas mais proximas uma das outras....portanto quem quer competir tem que ter o equipamento necessario...sem desmerecer as ideias colocadas...inclusive acabo de comprar uma carabina pra essa finalidade exclusiva....abs!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por isso abri o tópico, porque sinceramente acho que eventos onde o cidadão não é federado porque não competir com a arma que tem? Se for assim existe grande vantagem de um competidor com uma slavia contra um que tenha CBC por exemplo, acho mais plausível esta situação porque uma slavia tem um conj de miras espetaculares,recuo bem baixo e um gatilho maravilhoso onde nem se compara com uma CBC, por mais que ela esteja tunada existe boa diferença e maior dificuldade, então não vejo ter que achar que uma arma de cano fixo não possa participar tb, sei lá é minha opinião apenas.

 

Abraços

 

Concordo com vc Karolaza.

 

Ter cano fixo também tem seus contras, pois demora muito mais para se municiar, sem contar que as provas tem tempo!

 

Acho que seria interessante essa regra não ser aplicada a reuniões e eventos dos membros do CA..

 

Abraços,

 

Miceli

Edited by Miceli-RJ

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma carabina mais pesada é uma vantagem, não uma desvantagem.

É só ver que as carabinas olímpicas tem limite de peso máximo em 8 quilos. Se carabina leve fosse uma vantagem, eles iriam colocar um peso mínimo.

A explicação técnica da maior precisão está logo acima, a articulação. Como eu já tinha comentado, não existe um braço com uma articulação que tenha a mesma precisão de um braço fixo.

 

Gian, estou atrasado neste tópico haha

O peso máximo é 5.5kg, e não 8.0kg

Isso pode ser verificado nas regras da ISSF:

http://www.cbte.com.br/tecnico/regulamento/issf_regulamento_carabina.pdf

 

No "7.4.2.7 Quadro de Medidas da Carabina e Fuzil"

Abraço,

IvanFB

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se tiver muita gente dava pra criar uma categoria só de cano fixo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pergunta: alguém que tem arma de cano fixo já experimentou fazer um treno de P10m pra ver que bicho que dá?

Acho que não são todas que servem. As de cano fixo que são muito pesadas podem cansar demais.

Karolaza, testa aí com a CFX.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tenho uma Kral AI 002 S (uma CFX turca genérica) e já experimentei para Carabina 10 metros, o resultado não foi muito diferente do que eu faço com a minha Gamo 68, o problema é que a Kral é bem mais pesada que a G68 e cansa mais, isso se reflete nos últimos tiros.

Resultado, voltei para a Gamo 68...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como já comentaram, o objetivo é nivelar os equipamentos (armas). Sabe-se que as carabinas de cano fixo possuem um melhor agrupamento e que o tiro é mais "igual". Ou seja, as condições da arma são mais constantes, levando à alguma vantagem. Apesar de parecer pequena, a diferença de pontuação entre os atletas de ponta é cada vez menor, onde um ponto pode definir o campeonato! Nas provas olímpicas, por exemplo são definas em décimos, às vezes.

 

De qualquer forma, as regras ajudam a combater os exageros. Tem atirador que quer usar mira laser, coronha personalizada, roupa de "astronauta" (rs) e outros equipamentos que contribuem para um tiro melhor. Se as condições entre os atletas são mais homogêneas, o atleta faz a diferença. Daí o aspecto humano fica em evidência - tornando o tiro mais divertido. Diferente de algumas modalidades, que de alguma forma quem ganha é a arma. Assim, quem tem mais grana, vence! Acho ruim isso...

 

Se não podemos nos divertir com o tiro, é melhor não praticar mais.

Mesmo os que fazem de forma profissional, penso eu.

  • +1 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eduardo,

Ponto para você. Muito bem ponderado o seu post.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem colocado Edumenezes.

 

Já vi alguns árbitros comentando a dificuldade que é controlar as modificações nas armas.

Acredito que esta restrição do cano fixo não é por causa da CFX ou Kral. Seria para que não aparecesse um atirador com uma Fein 300S.

Mesmos com todas as restrições, teve um competidor com uma gamo statical com coronha personalizada. Provavelmente modificações nas regras vão ser feitas para fechar estes "buracos".

Algumas vezes críticas são feitas aos organizadores, sob o ponto de vista de competidores, mas devemos lembrar que existem outros pontos de vista que devem ser também levados em conta.

E na hora que vale título, os competidores buscarão tudo que as regras permitirem.

 

O ideal, é que tenhamos uma participação ativa nas discussões técnicas das federações e confederação, para contruibuirmos de maneira construtiva com o esporte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Infelizmente, alguns atiradores ainda tentam levar vantagens nas 'frestas' das regras. Isso acaba deixando o tiro um pouco burocrático. Mas acredito que as regras são mais benéficas do que não tê-las. Acontece em qualquer esporte, no tiro não seria diferente.

Acho que liberassem de tudo, aí as coisas piorariam. Pois não haveria limite, o legal é tentar chegar no limite... assim que se quebram os recordes!

Quem organiza acaba tendo que se preocupar com muita coisa, geralmente é formado por atletas do tiro. Sabem que não é fácil, afinal sempre alguém vai achar que está sendo prejudicado. O importante é atirar... rs

Share this post


Link to post
Share on other sites

o caso é simples , só o reconhecido calibre 4,5 e cano basculante, sendo assim 5,00,5,50 e 6mm não participam da prova n então esse anos fiz o seguinte normal 4,5 dentro da regra cbte(exceto o alvo que ainda vai ser 14x14 por termos muitos) e abrimos a opem que vai carabinas com molas maior que 4,5mm cano fixo ou não.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como comentei, acho que as regras ajudam...

 

Esse negócio de recorde é relativo...

Um atirador bateu o recorde (296 ou 298) na prova de mira aberta com uma CBC 345!

Não faz muito tempo... esqueci o nome dele agora... quando lembrar eu posto novamente.

Conheço gente que tem CZ e não passa dos 250pts...

 

Vcs vão ver que é um pouco de modismo.

Até algum tempo, todo mundo queria uma CZ, que é fenomenal!

Em novembro de 2011, um atirador de SP fez 299 na mira aberta.

Ele atirou com uma HW, que tb é show de bola...

Agora tô vendo o preço das HW's subir porque todo fica achando que tá na arma...

A CZ mesmo já chegou a R$ 2.500 ou mais... agora vejo por uns R$ 1.200...

 

Bons tiros

Share this post


Link to post
Share on other sites

parabéns pela abertura do tópico Karolaza. Bastante produtivo. O livro do Nelson Farias também menciona a vantagem das armas de cano fixo sobre as armas de cano basculante. O fato de quebrar o cano para municiar e o fechamento, principalmente e em tese, nunca é igual. O impacto pode resultar em mínimas distorções e o que eu acho interessante no livro dele é que "tudo" interfere em um bom disparo.

Por fim, concordo com o Flávio e com Arlindo também. O papel 10 metros é a modalidade de entrada e por isso o uso de armas mais acessíveis. No tiro virtual, por exemplo, uma das coisas que é informada é que se o participante não possuir arma, pode solicitar no clube, basta verificar se aquele clube específico disponibiliza isso. Ou seja, isso é mais um exemplo de iniciativas para difundir o esporte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Amigos

Embora o tópico seja antigo,me permitam fazer minhas considerações.Regras ai estão até para serem quebradas.Principalmente

quando já não atendem o anseio de uma grande maioria.Regras da Confederação,,são impostas por dirigentes que nem sempre

atendiam a maioria.Empunhar uma carabina de cano fixo(sempre são um pouco mais pesadas)não é tarefa fácil,para prova papel a 10

mêtros.Sua potencia quase sempre é maior,que as propias para a modalidade,o que não acrescenta vantagem.Armas basculantes modernas

e de boa procedência não apresentam folgas em suas articulações,o que não as deferência das fixas.Hoje onde um grande numero de atira

dores,pratica o tiro,sem estar atado,a Federações,ou Confederações,acredito,que o critério ficaria por conta do clube ou do idealizador da prova.

E o principal,e que todos os envolvidos na prova se deem conta que o que prevalesce,é a confraternização,de pessoas que ainda praticam

um esporte,visto por mal informados pela mídia,como um esporte maldito.E só para terminar,EXISTE UMA DISTANCIA TÃO GRANDE EM QUESTIONAR CANO FIXO OU BASCULANTE,NA ABILIDADE DE PARAR ALÇA DE MIRA E MASSA DE MIRA NA VISADA,PARA ACERTAR

UM DEZ,QUE O RESTO É PURA PICUINHA.

 

grande abraço Borracha

  • +1 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Amigos

Embora o tópico seja antigo,me permitam fazer minhas considerações.Regras ai estão até para serem quebradas.Principalmente

quando já não atendem o anseio de uma grande maioria.Regras da Confederação,,são impostas por dirigentes que nem sempre

atendiam a maioria.Empunhar uma carabina de cano fixo(sempre são um pouco mais pesadas)não é tarefa fácil,para prova papel a 10

mêtros.Sua potencia quase sempre é maior,que as propias para a modalidade,o que não acrescenta vantagem.Armas basculantes modernas

e de boa procedência não apresentam folgas em suas articulações,o que não as deferência das fixas.Hoje onde um grande numero de atira

dores,pratica o tiro,sem estar atado,a Federações,ou Confederações,acredito,que o critério ficaria por conta do clube ou do idealizador da prova.

E o principal,e que todos os envolvidos na prova se deem conta que o que prevalesce,é a confraternização,de pessoas que ainda praticam

um esporte,visto por mal informados pela mídia,como um esporte maldito.E só para terminar,EXISTE UMA DISTANCIA TÃO GRANDE EM QUESTIONAR CANO FIXO OU BASCULANTE,NA ABILIDADE DE PARAR ALÇA DE MIRA E MASSA DE MIRA NA VISADA,PARA ACERTAR

UM DEZ,QUE O RESTO É PURA PICUINHA.

 

grande abraço Borracha

Concordo plenamente! Obrigado por opinar aqui no meu tópico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha, dizem que carabinas de cano fixo são mais precisas que de cano basculado. Sempre tive de cano basculado, mas muito recentemente comprei uma Carabina de baixo custo, uma BAM B 3-3 , Chinesa, de cano fixo.

é barata.é uma "CBC" Chinesa!

mas Me surprendeu a precisão dela. Nunca ví igual em carabinas de baixo custo com cano basculado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Penso que é pelo fato de ser um modelo diferente de carabina.Como na as corridas são divididas em categorias,tipo,na fórmula um vc usa carro de fórmula um,na Indy vc usa carro de Indy,e assim por diante...

Como o colega acima disse,deve ser uma forma de padronizar as armas para ninguém reclamar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information


GAMO CFR.jpg