Jump to content

Para acessar os anunciantes, clicar nos banners!

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 08/25/2020 in all areas

  1. 3 points
    Bom, durante a semana passada consegui fazer os primeiros tiros no meu canto aqui. Fiz de 2 à 3 grupos de 5 tiro ao longo da semana. Fiz poucos assim pois já nos primeiros grupos percebi que havia algo errado, os tiros estavam espalhando muito. Mudei um pouco a velocidades, desmontei e remontei a carabina, chequei aperto dos parafusos... mas no geral a coisa não mudou muito. Notei então que o cano tem uma boa vibração naturalmente. Pegando um martelo de borracha, dando uma leve pancada no cano (inclusive no cano desmontado da carabina) ele produz uma boa vibração que se mantem por um bom tempo. Ainda não tenho certeza se o motivo dos tiros ruins seja realmente esse (ou outro motivo... ou motivos combinados...) mas resolvi então prender uma abraçadeira tipo "8" entre cano e cilindro e fiz os 2 grupos circulados em vermelho. Enfim, parece-me que essa vibração prejudica a precisão. Pretendo fazer mais alguns tiros ao longo dessa semana e ver no que ficam. Quando montei a carabina com o novo cano, notei que tinha uma boia vibração quando dava pequenas pencadas na coronha. A principio pensei que poderia ser a mola do martelo ou a fixação com a coronha... e achei que isso não teria importância na performance. Desmontei a coronha e notei que ainda vibrava quando eu dava leves pancadas na ferragem. Deixei apenas o castelo com o cano fixado e ainda havia a vibração bem notável, pensando então que o problema seria na fixação do cano com o castelo. Por fim fiquei apenas com o cano, segurando pendurado pelas pontas dos dedos indicador e polegar e ainda assim permanecia a vibração quando dava leves pancadas.
  2. 2 points
    Prosseguindo nas experimentações... 3 grupos de 5 tiros cada à 25 metros. Chumbos JSB 18gr de saia grossa. Tiro free recoil tocando apenas o gatilho no momento do disparo. Velocidade média de 865 fps (~264 m/s) Quando atiro, a carabina desliza coisa de 2~3 mm sobre os apoios. Notei, em outros agrupamentos anteriores a estes abaixo, que a maneira que empurro a carabina para frente até a posição inicial (até o batente) influencia consideravelmente no ponto de impacto. Portanto o movimento que faço para retornar a carabina ao ponto inicial deve ser repetido de forma igual em todos os disparos. Notei boa melhora usando essa abraçadeira abaixo. Ela entra justa no cano e cilindro, sem folgas, porém ser ficar tencionada. Quando a abraçadeira esta no local certo. travo ela fazendo a aperto dos parafusos laterais. Antes eu usei uma abraçadeira que estrava com certo aperto no cano e cilindro e essa ficava fixa por estar apertada. Mas como ela ficava apertada desde o momento da montagem, não havia como eu saber se ela estaria tencionando o cano para esquerda ou direita (não sei se fui claro aqui). Mas com essa abraçadeira que aperta com os parafusos, não tenho esse risco. Vejo que tenho muito que treinar para manter bons tiros. também preciso providenciar indicadores de ventos e aprender a usa-los com o tempo. E outras coisas mais.
  3. 2 points
    Pessoal a minha crítica sobre o kit inverter é apenas pelo motivo de como o mesmo é montado..... quando montamos o kit com o corpo do Gr invertido ( corpo do Gr dentro do embolo) a carabina apresenta um maior recuo em comparação de quando a haste do pistão é montada dentro do embolo..... como uso a Cfx para fazer alvos de Wrabf onde é essencial que a carabina tenha o mínimo de recuo possível para não prejudicar a sua precisão um pistão aliviado montado com a haste do gasram dentro do embolo deixa a carabina mais estável e com menos recuo após o embolo chegar a seu curso final que é quando ele bate no tambor de municiamento..... minha escolha sempre será um pistão aliviado rotativo e um Gr de 40kg para as Cfx 4.5 seja lá qual marca que for o kit....uso Gr da elite e da quickishot e ambos são muito bons.
  4. 2 points
    Falando de sonho, o meu é uma BSA, modelo comemorativo do centenário da empresa, BSA Centenary 1982 - One of One Thousand no cal 4,5.
  5. 2 points
    Finalmente chegou minha FX Crow laminada azul safira .22 novinha! Mais tarde posto foto com a luneta montada
  6. 2 points
    Considerando que: 1) Atualmente (31/08/2020) não existe disponível no mercado, kits de customização (êmbolo e molas a gás) para as Cometas Fênix 400/Fusion; 2) a partir de determinada distância o uso de luneta torna-se imprescindível e que neste quesito (instalação de luneta) as carabinas de cano fixo são indiscutivelmente superiores quando comparadas com as carabinas de cano basculante; 3) estatisticamente uma carabina 4,5mm por ação de mola, usada e de boa qualidade, é mais vendável que a mesma no calibre 5,5mm; 4) o preço dos chumbos 4,5mm x 5,5mm (mais tiros) A escolha seria a Gamo CFX Royal 4,5mm
  7. 2 points
    Não está nada difícil, pelo contrário, esta é muito fácil!! CFX 4.5!!!!! Precisão a 50 metros não é para qualquer carabina de mola mas a Cfx 4.5 tem potencial para dar conta do recado....com certeza é a mais precisa.
  8. 2 points
  9. 1 point
    Os agrupamentos estão bons, só não sei se para os alvos do benchrest dão boa pontuação. Tá bonito!
  10. 1 point
    Bom dia Srs Falar de Cometa é chover no molhado, todo mundo sabe que é coisa boa, na minha opinião é o mais próximo que as espanholas conseguiram chegar das alemãs (HW). O @Alberto José já dissecou bem a mecânica de todas as cometas (de mola) que a gente consegue aqui no Brasil então vou me ater a relatar o causo e os resultados da minha. A história começou no final do ano passado quando comprei ela 0km, a princípio o último exemplar da loja e até onde se sabe a última oportunidade de comprar uma Compact nova no Brasil pois não se achava disponível em mais nenhuma loja conhecida (pelo menos online). O GR de fábrica era a única opção disponível e a princípio era pra ser com o 455 (55kg) porém devido a incompetência de algum funcionário da loja em questão o que veio instalado nela foi o 440 (40kg). E isso foi na loja mesmo, já explico como e porquê. Eu estava muito feliz com a aquisição de uma carabina que sempre me deixou curioso, de estética muito agradável e de resultados sabidamente bons na mão de qualquer atirador dentro da média aceitável, a carabina é um doce em todos os aspectos. Muito leve de carregar e armar, o gatilho mesmo sendo de plástico é muito bom, mas até aí nenhuma novidade pois conheci essas características na Fusion do amigo @Ricardo Köhler. A minha decepção veio quando resolvi passar a dita cuja no cronógrafo e tive os seguintes resultados: Como puderam notar a potência ficou muito abaixo do esperado, a carabina foi muitíssimo pouco usada e ainda estando dentro do prazo de garantia, acionei-a. Foi aí que a incomodação começou... Mandei email pra loja (não vou citar nomes pra não fazer propaganda) e somente foram me responder após eu ter ligado e falar do dito cujo. Daí pra frente foi uma enrolação que se prolonga até a presente data, mas pra encurtar a história através de uma assistência autorizada próxima da minha casa descobrimos que essa carabina consta nos registros da Rossi como saindo de lá com GR de 40kg instalado e não o de 55Kg conforme foi anunciado na loja, logo o problema é da loja que anuncia uma coisa e entrega outra, não da Rossi. Pra matar a questão foi combinado então que eles me mandariam um GR 55kg e eu mesmo instalaria aqui, após muitos dias sem resposta com o rastreamento do GR entrei em contato novamente e fui informado que eles ESQUECERAM DE PAGAR O GR PRA ROSSI e por isso não tinham o rastreamento ainda. Um pequeno detalhe não é mesmo? ? Depois de mais alguns dias entrei em contato de novo e até que enfim recebi um rastreamento, que saiu da Rossi no RS seguiu até a cidade da referida loja, Maringá / PR e parou de movimentar... Atualizou o rastreio hoje (10/09/2020), saiu pra entrega EM MARINGÁ, sabendo que o destino seria minha casa que é em SC. Em breve mais capítulos dessa "novela mexicana" que espero não terminar em tragédia... Mas nem tudo são espinhos, ontem 09/09/2020 fui dar uns tiros com a Cometinha que só a essa altura do relato deu as caras: O alvo em questão era um plate, levei também um joguinho de pêndulos pra colocar mais perto e ter alguma variedade de alvos. Aqui atirando a 30M, Mira aberta sem apoio: E aqui 50M, Mira Aberta Apoiado: Assim que fizer mais algumas strings com o GR de 40 coloco os resultados aqui, e depois que colocar o GR de 55kg também pra gente ter uma idéia da diferença de potência também. Por hoje é só
  11. 1 point
    Wrabf realmente não é nada fácil, já imaginou a dificuldade desta prova para o pessoal que a disputa com uma carabina de mola, coronha original e sand bag.....estes desafios foram o que me fez se apaixonar por esta modalidade......240 pontos na mola considero um verdadeiro feito alcançado Com o tempo vamos pegando o jeito, o segredo do sucesso é exatamente o treino, parabéns pelo empenho e talento, torço para que em breve vc esteja zerando seu primeiro alvo.
  12. 1 point
    Tem muita coisa boa nesse canal, ainda não assisti tudo. https://www.youtube.com/channel/UCe_vXdMrHHseZ_esYUskSBw
  13. 1 point
    Que bom que deu certo! Parabéns pela aquisição.
  14. 1 point
    Para os simpatizantes de carabinas a CO2, este é o lançamento de 2020.
  15. 1 point
    Olá amigos do fórum. Estou disponibilizando para venda uma QGK Night Wolf 4,5mm. Preço = R$450,00 + Frete (por conta do comprador, JADLOG) Watsapp: (24)99921-6036 E-mail: mercadorprateado@gmail.com Arma seminova, com gatilho aliviado e outras pequenas tunagens. Vejam no vídeo mais abaixo (depois das fotos) todas as modificações que foram feitas na arma. Acompanha: - Nota fiscal de compra (no meu nome) - Caixa original - Manual, planfleto, e alvo de papel. - Mola original do gatilho Dados técnicos: - Marca / Fabricante: QGK / SPA - Calibre: 4,5mm - Velocidade: entre 130 e 150m/s (depende do chumbo utilizado) - Potência: entre 4 e 5 joules (depende do chumbo utilizado) - Trava de segurança: Manual - Trilho: 11mm - Comprimento: 99,5cm - Peso: 2,3kg
  16. 1 point
    VECTOR CAPRICORN FFP PRIMEIRO PLANO FOCAL NOVA NA CAIXA SEM USO 4.5-14X44 PARALAX LATERAL 2200 reais ... faco ML mas ai adciono o valor da taxa ... contato 11 99314 8827
  17. 1 point
    Prezados, Como muitos aqui já tiveram (e tem) problemas com a demora ou extravio de entregas por parte dos Correios, principalmente nas remessas internacionais, e diante de algumas informações MENTIROSAS que vez ou outra nos são passadas pelo mesmo, estou abrindo este tópico para servir de "guia" aos que desejam reclamar seus direitos. Todas as citações que coloquei são respostas REAIS que recebi dos Correios. Primeiro vamos a algumas VERDADES e MITOS. MITO = Somente o remetente pode fazer uma manifestação (reclamação). VERDADE = Qualquer pessoa, de posse do código de rastreio e dados do remetente, pode fazer uma manifestação (reclamação). Somente pode ser registrada uma manifestação por objeto. MITO = Somente o remetente tem direito de indenização no caso de extravio. VERDADE = O remetente tem o direito de indenização no prazo de 6 meses, passado este prazo e não sendo reclamado a indenização, passa a ser de direito do destinatário. Dentro do prazo de 6 meses o remetente pode transferir o direito de indenização ao destinatário, devendo para isso comunicar a agencia de Correios. Abaixo reposta que recebi dos Correios ao questionar sobre o processo de ressarcimento: "Prezado Cliente, informamos que as apurações foram concluídas, entretanto o objeto não foi localizado no fluxo postal Conforme normas postais internacionais, e também nacionais, o objeto postal pertence ao remetente enquanto não tiver sido entregue ao destinatário. O remetente é o detentor do direito à indenização nos casos em que as remessas não forem entregues ao destinatário. Desta forma, a retratação financeira pela não prestação do serviço deverá ser feita ao remetente. Para a definição do valor da indenização, é levada em conta a modalidade de serviço contratada. Será necessário que o remetente formalize reclamação junto à Administração Postal de origem para que o processo de indenização seja iniciado. Assim, pedimos orientar o remetente a respeito. Existe a possibilidade do pagamento da indenização ocorrer no Brasil ao destinatário. Para isso, o remetente deverá desistir de seu direito à indenização, autorizando o destinatário a recebê-la. A autorização deve ser registrada junto à Administração Postal de origem pelo remetente. Esclarecemos ainda que o remetente possui um prazo máximo de SEIS MESES, a contar da data de postagem, para reclamar o objeto. Caso não haja confirmação de reclamação por parte do remetente ao final desse período, poderá ser presumida a desistência de seu direito ao ressarcimento, cabendo indenização ao destinatário. Para iniciarmos este processo de indenização, será necessário o seu retorno neste canal de atendimento. Informamos que o comprovante de postagem é indispensável para prosseguimento deste processo indenizatório. Desta forma, solicitamos providenciar uma cópia junto ao remetente e guardá-la até a finalização do processo." Pois bem agora vamos ao "passo a passo" para abrir uma manifestação junto aos Correios, onde usarei no exemplo os dados reais da MUNDILAR (pois muitos compram lá e tem problema no recebimento). Importante atentar para alguns FATOS: a) A MUNDILAR nunca vai abrir uma manifestação para VOCÊ, mesmo que eles sejam remetentes, é politica da empresa uma vez que tenham enviado se eximir de qualquer preocupação ou responsabilidade! Portanto CORRA ATRÁS! b) O prazo para abertura de uma manifestação para encomendas INTERNACIONAIS é de 180 dias contados a partir da data da POSTAGEM. Se você reclamar após este prazo irá receber a seguinte resposta dos Correios: "Prezado Cliente, seu Pedido de Informação foi apresentado fora do prazo regulamentar, que é de 180 dias contados a partir da data de postagem para objetos enviados do exterior, segundo normas internas dos Correios, amparadas pelo disposto na Lei 8078/1990 (Código de Defesa do Consumidor). Desta forma, não podemos dar prosseguimento à solicitação." Passo a passo para abrir uma manifestação: 1) Acessar o site dos Correios, Fale conosco: http://www2.correios.com.br/sistemas/falecomoscorreios/ 2) Registrar uma "Reclamação" e no caso do remetente MUNDILAR tipo de atendimento "Objeto postado no Exterior com destino Brasil" e clique no "Aceite" dos termos; 3) No formulário que se abre, informar o "Codigo do Registro" (rastreio). Nesse ponto se já tiver sido aberto uma manifestação (reclamação) para o objeto será exibido um aviso. Observe também mais abaixo o campo "Data da Postagem" virá já preenchido; 4) Preencher os campos relacionados ao "Remetente" como segue para o caso da MUNDILAR: NOME COMPLETO = Mundilar Air Guns PAIS DE ORIGEM = Portugal Os campos abaixo serão informados apenas se solicitado pelos Correios: CNPJ = *NÃO INFORMAR, OPCIONAL PARA REMESSA INTERNACIONAL CEP = 3840-274 ENDEREÇO = Rua Albino Oliveira Pinto NUMERO = *NÃO INFORMAR, OPCIONAL PARA REMESSA INTERNACIONAL BAIRRO = Praia da Vagueira CIDADE = Gafanha da Boa Hora E-MAIL = *COLOCAR O SEU E-MAIL 5) Nos dados do "Destinatário" colocar tal como foi despachado, ou seja, para onde a MUNDILAR enviou; E-MAIL = *COLOCAR O SEU E-MAIL 6) Nos "Dados da Postagem" não preencher nada (o campo da data já estará preenchido conforme o rastreio); 7) Na "Solicitação" informe o "Tipo do Serviço" como "Leve Internacional", e em "Motivo da Reclamação" como "Destinatário não recebeu a correspondência"; 8) Em "Conteúdo" coloque "Artigos esportivos" que é suficiente; 9) E por fim se disponível, em "Mensagens ou Observações" dê a BRONCA! Basicamente questione o porque de não ter sido entregue; Caso o campo MENSAGENS OU OBSERVAÇÃO não esteja disponível na abertura do protocolo, poderá ser feito a replica a partir do e-mail resposta recebido dos Correios (haverá um link no inicio do e-mail, que leva a reabertura do protocolo). 10) Digite o código da imagem e confirme a manifestação. Você receberá no seu e-mail o protocolo do processo e agora espere a resposta. Um detalhe muito importante, você pode abrir a manifestação a qualquer momento, na maioria das vezes você receberá uma resposta "automática" sobre os prazos dos Correios como exemplo: "Prezado Cliente, informamos que o objeto mencionado chegou ao Brasil e já foi analisado pela Alfândega, tendo sido encaminhado para triagem e distribuição. Esclarecemos que a modalidade contratada é econômica e possui prazos estendidos de entrega estimados em 50 dias ÚTEIS, a partir da liberação na Alfândega. Além disso, esse tipo de objeto não possui rastreamento detalhado, ou seja, a próxima atualização no sistema ocorrerá após o recebimento do objeto na Unidade responsável pela entrega. Caso o objeto não seja entregue nesse prazo, solicitamos retorno a este canal, para que iniciemos buscas físicas nas Unidades operacionais pelas quais o objeto deva ter transitado." Que fique bem claro, você não leu errado, é 50 DIAS ÚTEIS A PARTIR DA LIBERAÇÃO DA ALFANDEGA, ou seja se ficar 2 meses na alfandega, RFB ou seja lá onde for, azar o seu porque os Correios lava as mãos! Ignore a mensagem automática e fique atento a frase no topo do e-mail "Caso queira adicionar algum comentário ou questionamento sobre a resposta abaixo CLIQUE AQUI" (no e-mail na verdade é bem pequenininho a letra). Ali vai ter o link para você mandar o protocolo para a OUVIDORIA caso o prazo prometido não seja cumprido. E ai sim você tem chances de resolver o seu caso! Espero que esse "pequeno" texto seja útil a vocês como tem sido para mim (nunca mais deixei de receber encomenda). Abraço.
  18. 1 point
    Se vc busca uma velocidade maior pegue o de 45kg, perdera um pouco na precisão mas nada de absurdo.....a Cfx é muito precisa.....está minha do link estava com um gasram de 45 na época deste vídeo e sua V0 estava em 240ms. Obs: o pistão que está nela possui apenas 80 gramas..... portanto a sua ficará mais forte e com um pouco mais de recuo..... não esqueça do pistão rotativo aliviado.
  19. 1 point
    Obrigado Eduardo pela opinião, realmente é muito relativo, o que é bom pra mim, pode não ser pra outra pessoa. Vou aguardar a opinião do @Rodrigo Sanches 👍 Alberto, agradeço também por clarear um pouco mais minha mente 😁
  20. 1 point
    Evento realizado dia 06 de setembro em Sao Jose dos Campos-sp comemoraçao dos 40 anos de Field Target Realizado pela Attack Airgun- HFT Brasil-Sao Gabriel Possenti lista de classificaçao no final do video
  21. 1 point
    Gás ram de 60kg na minha opinião é um exagero para a CBC B19. O gás ram de 45kgf é o que oferece melhor resultado.
  22. 1 point
    Olá Amigos do tiro, Sou entusiasta do tiro desde muito cedo, usava uma carabina dos anos 70 que pertencia a meu pai, uma rossi 4.5, ainda existente. Sou de Santa Maria no RS. Os anos foram passando adquiri novas carabinas, com mola, GR, PCP... Hoje tenho mais tempo para me dedicar e por isso estou aqui no grupo para melhorar meu conhecimento e quem sabe disputar um campeonato mais para frente... Desde já agradeço a todos pelos excelentes posts que já li aqui. Abraço
  23. 1 point
    Essa é a terceira carabina alemã que chega às minhas mãos. A primeira foi uma Diana 34 no calibre 5,5, comprada nova em 2001 na Venezuela, e que dei de presente a um colega de trabalho, pois não é permitido sair daquele país com qualquer tipo de arma de propulsão, em retorno definitivo ao Brasil; a segunda foi a HW 97k que ganhei aqui no fórum e a terceira é essa Diana 35 que está mais para “Diona” do que Diana, como vocês verão abaixo. Carabina clássica e muito mal cuidada, com substituição de peças internamente, coisa não perceptível pelas fotos e tão pouco dita pelo vendedor, foi um tiro no escuro, mas vamos ao que interessa. No anúncio dizia que ela não engatilhava e que faltava o elevador da alça de mira, por conta disso, assisti a um vídeo antes de concretizar a compra mostrando o problema, e mesmo assim acabei comprando, sabendo que seria bastante difícil ou quase impossível de conseguir as peças que necessitava, porque também havia pesquisado em sites estrangeiros sobre tais peças antes mesmo de fechar a compra, sobre disponibilidade e valores. Os itens disponíveis para compra no Reino Unido são: Bucha original em couro ou bucha com adaptador em PU, guia da mola, mola impulsora, vedação do cano, graduador e gatilho completo sem a caixa. Nessa busca de informação sobre o modelo, achei um vídeo de um italiano com o título Diana/Brema 35 com ricambi nuovi, no qual a pessoa substituía vedações e a mola impulsora, e dava para ver na montagem que ela tinha a caixa do gatilho parecida com a da Rossi Dione. Já em outro vídeo italiano duas pessoas pedem ajuda de onde conseguir o gatilho completo para suas Diana 35. Depois de informações sobre esse modelo e com a carabina em mãos, parti primeiro para comprar o graduador compatível que faltava, até conseguir algo que poderia substituir e ficar muito parecido ao original, por fim abri a carabina e constatei que ela não possuía o conjunto de gatilho original e sim uma adaptação bem marreta de um conjunto velho (caixa, gatilho e centralizador) de uma Rossi Dione, bem como a alteração do formato do sear do pino guia do pistão adaptado ao gatilho Rossi. Este modelo de pistão tem a possibilidade de girar 180 graus, deste modo há chance de reverter o sistema de gatilho, caso eu consiga o modelo original, bastou inverter a posição e ela voltou a engatilhar. Faltava também uma arruela-calço, lado esquerdo do bloco do cano, essa carabina é diferente do modelo apresentado na vista explodida que consegui, pois possui somente uma arruela-calço e não quatro como se pode observar nessa figura, o lado direito o formato de uma arruela-calço é usinado no próprio bloco. Iniciei a reforma pela coronha, depois de pensar muito se faria ou não esse trabalho, por se tratar de uma Diana antiga, mas com um visual bem judiado e possuindo alterações no mecanismo, decidi por fazê-la. Comprei o graduador da Cometa 400, a bucha da Elite usada na Gamo Hunter 1250 / BSA / SAG 2000, e a mola original da Hatsan 125/135/150, esta última depois de pedir ajuda aos companheiros do fórum TPeretti, Alberto José e Daniel Anibolete. Fiz a adaptação do graduador ao parafuso Allen presente na alça, trabalhei na adequação das dimensões da bucha ao cilindro da carabina, porque não encontrei bucha no diâmetro 28,0 mm no mercado nacional, e a mola cortada após cálculo de suas dimensões e o espaço disponível ao conjunto montado, pistão/caixa do gatilho/engatilhamento. O primeiro problema surgiu quando tentei substituir a bucha, o parafuso que fixava a bucha original de couro estava travado, e ao forçar sua saída ele quebrou, resolvi eu mesmo retirar o pedaço da cabeça do pistão e foi a pior coisa que poderia ter feito, o extrator de parafuso quebrou dentro da peça, e quando levei ao torneiro ele disse que não era possível fazer nova furação/rosca, porque aquele pedaço de metal duro estragaria a broca de centro que ele usaria, um conselho - não tentem retirar parafuso quebrado com esse tipo de ferramenta, deixe para quem é do ramo. Para consertar o estrago, fiz pequenos furos com broca de 1,5 mm e escareei com ponta montada cônica até retirar todo o material duro, mandando ao soldador para encher com solda MIG, usando um eletrodo o menos duro possível. Voltando ao torneiro para retificar a cabeça e abrir rosca M5, só que devido ao material do eletrodo e a rosca antiga o trabalho ficou mal feito, fora de centro e inclinado, então pedi para refazer e abrir rosca M6, agora sim, problema foi resolvido. Esse problema poderia ser evitado se a fábrica não usasse um pino travando a haste do pistão e parafuso da bucha a cabeça do pistão. Encomendei ao torneiro uma caixa de gatilho nas dimensões internas do cilindro e nos moldes do conjunto da Rossi, mas com o guia de mola incorporado a caixa, com o diâmetro externo adequado a nova mola da Hatsan. Ele ficou pronta semana passada, só necessitou de pequenos ajustes, que eu mesmo fiz. Confecção da arruela calço, a partir de uma bucha de nylon, que veio junto com as peças da Rossi 17 que comprei do Daniel Anibolete. Fabricação de dois novos pinos da caixa da culatra com diâmetros compatíveis com as respectivas sedes. Ajuste e conformação de um parafuso cabeça de panela M6 Phillips em substituição ao de fixação guarda-mato/cilindro. Coronha limpa, hidratada para recuperação de vários impactos, lixada e com os pedaços faltantes preenchidos, foi tratada com três demãos de Stain e acabada com 4 demãos de Tru-Oil, a soleira também foi recuperada com o uso de lixa 220 e ajustada ao contorno da coronha. Massa de mira polida e oxidada com Super Blue, o resultado não ficou como esperava, pois deveria ter usado um produto específico para alumínio. Todo o corpo metálico e mecanismo serão futuramente tratados, com oxidação a quente, depois de todas as peças serem lixadas adequadamente, onde na montagem final instalarei a bucha de PU preparada, ela foi montada com antiga bucha de couro. Na sequência o quadro de dimensões/especificações, vista explodida, peças de reposição, vídeo e as fotos comparativas. Vídeo 10-06-2020 16 56 18.mp4
  24. 1 point
  25. 1 point
    Qual óleo protege melhor o metal contra a corrosão? WD-40? CorrosionX? Silicone? Quimatic 10? Óleo de Máquina? Qual o melhor para a sua arma? Sua arma também precisa de proteção. Por ter peças de aço ela está sujeita a ataques corrosivos por causa da umidade, dos sais do suor, entre outros. Neste vídeo, fizemos um teste extremo com os principais óleos protetivos do mercado, em busca do mais eficaz na proteção contra a corrosão e os ataques químicos do suor. No andamento do teste encontramos um resultado surpreendente e fomos capazes de identificar quais os protetivos que apresentaram os melhores resultados de curto, médio e longo prazo, para que você possa escolher a melhor proteção para sua arma. Se você quer cuidar bem de sua arma para que ela tenha uma vida longa, você precisa assistir este vídeo até o final... Aproveite também para conferir o vídeo onde falamos sobre lubrificação no link a seguir: https://youtu.be/leNLw5aWJYI
  26. 1 point
    Salve caros amigos, Gostaria que me ajudassem com informaçoes de como fundar um clube de tiro a ar comprimido. Preciso entrar em contato com quais autoridades? "Começar do começo" mesmo! Qualquer dica vai me ajudar muito! Abraços
  27. 1 point
    Vendo Mount único trilho 20 mm para Tubo 30 mm com adaptadores para tubo de 25 mm. Valor R$100,00 + Frete.
  28. 1 point
    Olá pessoal, Comprei esta carabina Hatsan AT 44 5,5 monoshot no começo do ano e tenho feito melhorias nela desde então e gostaria de compartilhar os resultados com vocês. A primeira coisa que fiz foi polir o gatilho e todas as partes móveis pois o gatilho de fábrica é muito duro. Melhorou, mas o que resolveu o problema foi confeccionar um parafuso de ajuste fixado por rosca atrás do gatilho, na peça sextavada vai o parafuso de ajuste. Troquei a mola do gatilho por uma de caneta também para deixar mais leve. Dá para deixá-lo tipo cabelinho, mas acho perigoso e deixei com uns 500 g. O ajuste da posição do gatilho é a única coisa que funciona de fábrica e deixei ele bem curto, como eu gosto. Como gosto de armas reguladas, instalei um regulador do tipo que necessita de furo. Apesar de existirem reguladores comerciais, este da foto eu mesmo desenvolvi e nada mais é do que uma capa para o conjunto de pistão e molas prato de um regulador de paintball. Ele não tem ajustes por parafuso, apenas pelas molas prato, como no regulador JDS. Acho que com menos partes móveis o regulador fica mais estável. Ele está ajustado para 130 BAR e dá uns 30 tiros, na string não estão os tiros com erro. A parte mais importante das melhorias foi a troca do cano. Dei poucos tiros com o cano original e não me pareceu ruim, mas já tinha comprado este cano BSA antes mesmo da arma chegar e resolvi instalar. Características do cano: Marca: BSA Raias: 12 micro-raias à direita Choke: 3 cm de choke na ponta do cano. Não é muito forte, mas dá para perceber onde começa quando se empurra o chumbo com uma vareta. Comprimento:55 cm Diâmetro: 15,8 mm Peso: 650 g Coroa: Coroa inglesa, 45 graus. Oxidação: Ao contrário de outros canos blank, este já vem oxidado de fábrica, da mesma cor do resto da oxidação da AT. Claro que ao usinar o cano, será necessário oxidar a parte do encaixe. Na minha ainda está sem oxidação, mas pretendo fazer logo. Tipo de chumbo preferido: Testei os JSB e o Barracuda e o que se saiu melhor foi o JSB Heavy 18.1. O JSB express também se saiu bem. Barulho: por ser um cano longo, o tiro é mais baixo do que o cano original. Os tiros foram executados a 25 e 50 metos, sentado, apoiado em sandbag com uma luneta BSA Sweet 6x18x40 no zoom máximo. Vento leve. Atualização em 23/05/2014. Depois de um tempo com meu regulador resolvi trocá-lo por um Audrius, abaixo a string. A vantagem deste regulador é que permite tiros a 270 metros a 130 bar com JSB 18.1 grains. Mantive os 250 metros por segundo por uma questão de precisão e autonomia. Cortei parte da trava de segurança para não ficar automática. A trava ainda funciona, só que manual. Fiz testes com cano flutuante, com contrapesos na ponta do cano, mas não obtive melhoras nos agrupamentos. Agrupamento a 100 metros com JSB Heavy 18.13. 3,2 cm ou 1,26 polegadas. Bom, é isso. Espero que gostem. Donizetti Carabina Coronha nova Regulador String regulador Doni String regulador Audrius USBR 25 metros - 240 pontos 50 metros 5 tiros Barracuda Match 21 grains 25 metros 5 tiros, 8 mm 25 Metros 5 tiros em cada alvo 50 metros 5 tiros - JSB HEAVY 18.1 100 metros - 5 tiros com JSB Heavy 18.13 - 3,2 cm ou 1,26 polegadas BR feito hoje, pontuação excelente.. Parabéns... http://www.dropbox.com/s/m8cxxk4zx0gufaz/DSC_0071.JPG https://www.dropbox.com/s/asjyfcwjdrfobmt/DSC_0072.JPG
  29. 1 point
    Tem mod de gatilho que vc consegue fazer a custo 0, dá uma olhada: https://www.youtube.com/watch?v=bCzDBdBHx7E https://www.youtube.com/watch?v=_VQxrtpJ7hg A CFX atira muito bem na mola antes de precisar de um gasram. Aí quanto a luneta tbm: https://www.youtube.com/watch?v=yAjVbtUdvcU
  30. 1 point
    Vou tentar fazer um tópico bem construido agora que tenho um crono (mesmo que basico da china). Sempre gostei de armas de CO² e essa de longe foi minha preferida até hoje. Já adquiri um adaptador para atirar plugado no cilindro (mesmo esquema do tópico da CP2). A unica diferença é que esse possui válvula para, em tese, inserir o dióxido de carbono diretamente e atirar livre. O calibre é o 5.5, ferrolho muito fácil de armar. Acompanham a carabina: alça de mira 11mm retiravel e ajustável; Alça de mira dioptro; chave para esvaziar o cilindro; 2 inserts para trocar a massa de mira; soleira ajustável de fábrica. Nas fotos ela já está com o adaptador instalado, adquirido na GMAC Custom Parts.
  31. 1 point
    Nilson boa tarde, obrigado pela força.
  32. 1 point
  33. 1 point
    Kkkkk Vai que... Eu realizei um sonho meu, espero sinceramente que se concretize o de vocês.
  34. 1 point
    Artigo da Norica sobre porque os chumbos cobreados são até 20% mais rápidos. https://noricaairguns.com/balines-cobreados-norica/?lang=es
  35. 1 point
    norica-catalogo-2020-web.pdf
  36. 1 point
    Eu acho esse laminado azul lindo Com certeza valeu o esforço? Tô feliz igual a um pinto no lixo hehe
  37. 1 point
    Importante é acertar!!!e não com a força com que você acerta.
  38. 1 point
    Não caia na bobeira de colocar um Gr de 50 nela no calibre 4.5, no máximo um de 45 nelas tanto no 4.5 ou 5.5....com o tempo vc entenderá que muita potencia não é a escolha certa para carabinas de mola.
  39. 1 point
    CFX com toda certeza, tive uma no calibre 5.5 que só me deu alegria, com ela já acertei tiros em distâncias maiores das que você citou. Hoje compraria uma no calibre 4.5 para experimentar, mas o 5.5 também é muito bom.
  40. 1 point
    3. Gamo CFX Royal 4.5 (sei que é bem recomendada aqui no CA, devido a sua precisão e tem a vantagem do custo do chumbo) R$ 2400 Nem pensaria duas vezes e iria direto na CFX, futuramente terá muitas opções de tunning e melhorias para esta carabina que mesmo original já é fantástica.
  41. 1 point
    Sim, a forma de compra mudou. Você precisa responder ao e-mail deles com seus dados preenchidos e assumir o risco do envio. Só depois disso eles vão mandar a cobrança e os chumbos. O boleto emitido belo Ebanx foi proibido, segundo eles disseram. Agora só aceitam pagamento por PayPal.
  42. 1 point
    E foi isso mesmo... Estava atirando e quando eu ficava sem apoio agrupava melhor que com apoio, não estava entendendo mais nada. Acontece q eu municiava a carabina e apoiava ele no saco de areia de cima para baixo... Só descobri o erro quando em uma das vezes o cano desceu e a carabina abriu. Passei a encostar ela bemmm devagar no saco e o agrupamento ficou ótimo.
  43. 1 point
    Informação recebida da Elite sobre a customização da Hatsan 125.
  44. 1 point
    Aqui já finalizada com as telhas e os acabamentos. Na parte da frente, uma janela basculante. Provavelmente amanha vou colocar o coletor de chumbos e o porta alvos à 25 metros e deixar tudo pronto para os primeiros tiros. Quero fazer também uma pequena basa à frente da casinha para pôr o cronografo e poder fazer algumas series de tiros cronografados.
  45. 1 point
    Boa noite a todos, segue o último vídeo da parceira mostrando a evolução dos sistemas de GR criados pela empresa . - A maneira mais fácil de saber qual Kit Elite Airguns é ideal para você !
  46. 1 point
    MPLA Airguns Marcos Paulo
  47. 1 point
    Ajustando os anéis da luneta... Para os primeiros testes acabei usando os anéis com aquela fitas que vem coladas por dentro deles com um torque menor de aperto. Más agora tirei essas fitas e fiz o alinhamento deles. Comecei marcando os anéis e suas posições. T para o traseiro e F para o frontal. Também fiz uma seta para indicar qual parte deles deve estar apontado para frente. Isso vai me servir para eu remontar a parte de cima quando for tirar a luneta. Desmontar eles do trilho é mais raro, mas também fiz as marcas ali caso precise remonta-los no trilho. O anel dianteiro deixei um pouco recuado para que possa ter acesso aos parafusos que prendem o cano. O parafuso que segura o breech fica escondido, mas este acredito que não será mexido com frequência. Ferramentas usadas para lapidação; uma barra de aço no diâmetro certo do corpo da luneta e pasta grossa de lapidar válvula. Isolei toda o castelo, deixando apenas os anéis para fazer o trabalho de lapidação. Coloquei a paste de lapidação nos anéis... Montei a barra e a parte de cima dos anéis. Com isso vou "escovando" com a barra e fazendo o aperto dos anéis aos poucos conforme o decorrer do trabalho de lapidação. Pausa na lapidação e limpeza da pasta para conferir o progresso do trabalho. Da pra notar claramente como esses anéis não abração o corpo da luneta de maneira correta, exatamente por isso os anéis vem com aquela fita colada por dentro, para compensar esse desalinhamento. Isso é compreensível, devido serem anéis baratos. Costumo fazer a lapidação até que uns 90% dos anéis estejam fazendo o contato com a barra. Agora é só montar a luneta sobre ele com um bom torque de aperto sem medo de danificar a luneta. Talvez no caso de PCP o torque possa sem menor nos anéis e as fitas de compensação façam o trabalho, mas não me custa nada fazer o trabalho do jeito certo.
  48. 1 point
  49. 1 point
    Agora bateu aque saldade do tempo de criança quando era comun todos ter estilinges, a galera da minha rua fazia incurções no meio da mata atraz de furquilha boas, o tempo bão que não volta mais. O que eu tinha era mais ou menos como esse: Abraços e bons tiros Airton
  50. 1 point
    bom, tem de ter paciência para iniciar uma jornada dessas. parabenizo pela atitude positiva. primeiramente vc deve reunir pessoas interessadas e fazer uma reunião para decidir nome, local de funcionamento e sede administrativa se for diferente o endereço do estande. eleger uma diretoria provisória. com isso, busque informações com um contabilista para que ele faça o registro do estatuto de constituição (é uma associação conforme rege o Código Civil). alvará de funcionamento junto a Prefeitura e depois (ou antes...) registro no CNPJ. após isso, "seu" clube estará formado legalmente. passo seguinte é pedir registro no SFPC de CR. clube precisa de CR além dos sócios. em algumas regiões se exige autorização da Polícia Civil para funcionamento do estande. no SFPC vc terá mais informações quanto ao estando, normas de edificação, proteção, etc. pode haver tb clube sem estande. não há impedimento. apenas a participação será em estande de outro clube ou federação. no estatuto pode ficar estabelecido o uso restrito de armas de ar comprimido ou deixar em aberto para no futuro uso com armas de fogo. pode ser incluído caça, pesca, acampamento, aeromodelismo, montanhismo, etc, o que for de interesse do grupo e que tenha a ver com a região. basta ter um diretor para cada uma das atividades. boa sorte!






























Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear



×
×
  • Create New...

Important Information


CFX_4.5.thumb.jpg.d8dd4ba7a67d9f6c24fbe75d857bdb9e.jpg