Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 08/18/2019 in all areas

  1. 7 points
    Ola a todos . Sei que para fazer um compressor não precisa de nada muito elaborado ... Porem o meu procurei fazer um pouco diferente !
  2. 5 points
    Dissecando a Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm Pessoal, segue a continuação do Mini Review da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm Link do Tópico Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm - Mini Review No Tópico anterior, vimos como se abre a carabina com o uso de um dispositivo e compressor de molas Comprimento do Pino Trava - 32,85mm Diâmetro do Pino Trava - 8,9mm Centralizador do Gás Ram )em aço) e Tampa da Culatra (em polímero) O Centralizador é cilíndrico A Tampa da Culatra possui abertura s Retirando-se também o conjunto de gatilho,temos acesso total ao interior do cilindro Conjunto Gás Ram O Conjunto Gás Ram é composto por um prolongador da câmara, gás ram propriamente dito e um centralizador da haste do gás ram Centralizador da Haste Prolongador da Câmara O O Prolongador da Câmara, além de aumentar o comprimento do gás ram, também tem a função de manter a centralização do gás ram dentro do centralizador e é encaixado em um ressalto existente no fundo da câmara cujo diâmetro é de 12,16mm Comprimento Total (ressalto incluso) da cãmara do gás ram Comprimento - 147,99mm Comprimento da Câmara do Gás Ram sem o ressalto - 144,69mm Comprimento da Haste do Gás Ram - 113,73mm Comprimento Total com o Prolongador . Nota do autor: as medidas registradas com a régua não tem a mesma precisão das tiradas com o paquímetro. 274mm Comprimento Total da Câmara (sem o prolongador) 262mm Comprimento Total do Conjunto Gás Ram (Prolongador, Gás Ram e Centralizador da Haste) - 276mm Resumo da Ópera Este Gás Ram possui Comprimento Nominal de 260mm e o seu desenho é bastante similar a Mola Pneumática Rossi SUSPA também de 260mm. Nota do autor: eu diria, sem medo de ser feliz que trata-se do mesmo fabricante Para retirar o êmbolo é necessário liberar a sapata da alavanca de armar A Alavanca de Armar é articulada, e a liberação da sapata é similar aos modelos da família B19 Detalhe dos Insertos Anti Raspagem Inserto Anti Raspagem Maior situado ao lado da articulação Inserto Anti Raspagem Menor situado ao lado da sapata Com a liberação da sapata, temos uma melhor visualização do sistema de fechamento do cano Sistema de fechamento do cano através de dois trincos, um móvel no bloco do cano e um fixo no cilindro da carabina Medida da Profundidade do Cilindro Profundidade do Cilindro - 316mm Diâmetro Interno do Cilindro - 28,68mm Uma vez liberada a sapata da alavanca de armar, é possível a retirada do êmbolo Êmbolo com retentor de PU e Arruela Centralizadora da Haste Êmbolo após a limpeza da lubrificação excessiva Vista Frontal do Êmbolo Vista Lateral da cabeça do êmbolo Peso do Êmbolo com Retentor de PU - 268 gramas Peso do Êmbolo com Retentor de PU incluindo a arruela centralizadora da haste do gás ram - 286 gramas Comprimento do Êmbolo Comprimento Total do Êmbolo - 173,14mm Comprimento do Êmbolo sem considerar o encaixe do retentor - 167,67mm Diâmetro da Cabeça do Êmbolo - 28,60mm Diâmetro do Parte Posterior do Êmbolo - 28,61mm Diâmetro do Tubo do Êmbolo - 23,81mm Diâmetro do Janela de Engatilhamento do Êmbolo - 23,79mm Comprimento do Janela de Engatilhamento - 8,19mm Diâmetro Menor do Encaixe do Retentor - 12,40mm Diâmetro Maior do Encaixe do Retentor - 16,20mm Altura do Encaixe do Retentor - 5,40mm Diâmetro Interno do Êmbolo - 20,04mm Profundidade do Êmbolo - 148,23mm Centralizador da Câmara do Gás Ram Comprimento - 39,88mm Diâmetro Externo - 24,90mm Diâmetro Interno - 19,84mm Diâmetro do Furo Passante do Pino Trava - 9,00mm Rosca M6 (mesma rosca do parafuso do guarda mato) Centralizador da Haste (confeccionado em aço) Diâmetro Externo - 19,51mm Diâmetro Interno do Furo Não Passante - 7,94mm Espessura - 8,88mm Profundidade do Furo Não Passante - 7,03mm Centralizador da Câmara do Gás Ram (confeccionado em polímero) Diâmetro Externo - 19,61mm Espessura - 13,86mm Diâmetro Interno - 11,92mm Pré compressão Gás Ram 670N (68kgf) Comprimento Nominal 260mm - 4,80mm Medida do Deslocamento do Êmbolo Deslocamento do Êmbolo - 93mm Volume da câmara de compressão da Artemis Black Hawk Wood Edition V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 28,68 mm deslocamento do êmbolo = 9,3cm V = 60,1 cm3 Tópico Concluído
  3. 5 points
    Pessoal, segue o review da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition no calibre 4,5mm Esta carabina é importado pela FXR Army and Tactical (Fixxar_ situada em Blumenau - SC) http://carabinasfxr.com.br/inicio/produtos/artemis/black-hawk-wood-edition/ Os meus agradecimentos ao Eduardo Macedo e ao Mundo da Carabina, pois a aquisição desta carabina para a elaboração deste review, foi possível graças a intermediação do Eduardo Macedo junto ao Mundo da Carabina https://www.mundodacarabina.com.br/carabina-de-pressao-black-hawk-wood-edition-gas-ram-70kg-4-5mm-artemis Carabina de Pressão Black Hawk Wood Edition Gas Ram 70kg 4.5mm Artemis As Carabinas Artemis são Importada e distribuída com exclusividade para o Brasil pela Fixxar Adventure, empresa tradicional com mais de 26 anos de mercado. A Marca Artemis se destaca no mercado Europeu e Americano, competindo com grandes Marcas como Gamo, Crosman, Hatsan, Stoeger e agora chega ao Brasil, sendo uma grande opção para atiradores exigentes, que buscam performance em seus equipamentos. Esta Carabina é indicada para quem busca performance como força, precisão, acuidade e desempenho num só produto. Sua ação ocorre através de pistão Pneumático de 70kg ja instalado de fabrica, o que lhe proporciona maior leveza ao armar e menor vibração nos disparos. Sua coronha em madeira de lei de fino acabamento e o muzzle no cano lhe concede um acabamento perfeito. Principais características: Acionamento através de Pistão Gas Ram 70 kg já instalado de fábrica o que lhe confere uma maior maciez e durabilidade no equipamento, além de Menor recuo e vibração nos disparos; Qualidade e padrão Europeu Coronha em madeira de lei, com soleira em borracha, cano raiado de precisão com muzzle acoplado na ponta. Caixa de Gatilho metálico e ajustável, para lhe conferir melhor precisão nos tiros. Alça de mira com fibra óptica e regulagens na horizontal e vertical. Massa de mira com fibra óptica e fixa no cano. Cano longo com 56cm e micro raimento de perfeito acabamento o que lhe tras maior precisão e acuidade nos disparos; Descritivo Técnico: Fabricante: Artêmis. Importador: Fixxar Import Modelo: Black Hawk Polimero Calibre: 4,5 Ação: Pistão Pneumático de 70 kg (gas ram) Velocidade: 350 m/s (velocidade pode variar de acordo com a munição utilizada, velocidade testada com chumbinhos de 1g/ 15,43gr. Comprimento total: 124 cm. Comprimento do cano: 56 cm Trava Segurança: Sim, manual. Trilho 11 e 20 mm para acoplar luneta (acompanha adaptador para trilho de 20/22mm). Peso 3.5 kg Coronha: Polimero com soleira de borracha, ambidestra. Cano: Raiado de alta prcisão, com Muzzle para melhor acabamento. Caixa de Gatilho em METAL, unha (lamina) em Polimero com regulagens Massa Mira: Fixa com fibra óptica. Alça de mira: Com fibra óptica e regulagem na horizontal e vertical. Itens que acompanham: 01 Carabina Black Hawk Wood 4,5mm. Manual de Instruções. Nota Fiscal A carabina foi enviada via Jadlog no dia 30/08/2019 e recebida no dia 03/09/2019 Fotos do Unboxing Ao invés do tradicional papel pardo (craft) a carabina feito embalada em plástico com a logo marca do Grupo CEM - Distribuição e Varejo Ltda Embalagem de papelão Lacre do Mundo da Carabina (provavelmente a embalagem original é aberta para inspeção ante do envio ao cliente e lacrada) A caixa contém além da arte final destacando a carabina, algumas informações conforme segue: Informações de Segurança Informações Técnicas Informações Gerais Verificação do conteúdo da Caixa (para tal tivemos o auxílio do nosso inspetor de qualidade para dar o confere) 🐱 Confere ! 🐱 A carabina vem acompanhada pelos seguintes itens: Adaptador 11mm Rabo de Andorinha (Dovetail) para Trilho Picatinny 20mm 5 Alvos 14x14 confeccionados em papelão branco Manual de Instruções BLACK HAWK / BLACK HAWK WOOD Edition Manual Artemis Black Hawk.pdf A carabina vem protegida por um saco plástico lacrado Esta carabina Artemis não foge a regra no quesito lubrificação Excesso de lubrificação No bloco do canov vem o nome oficial desta carabina - Artemis Model SR1000S Peso da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition - exatos 3500 gramas como informado pelo fabricante Alça de Mira com fibra ótica verde e o vedante do cano. Alça de Mira Massa de Mira em fibra ótica vermelha incorporada a um Muzzle Sem túnel de proteção Comprimento do Muzzle 17cm Diâmetro do Muzzle - 30,5mm Diâmetro Externo do Cano - 15mm Raiamento do Cano Trilho Rabo de Andorinha (Dovetail) 11mm Lâmina do Gatilho e Guarda Mato em Polímero (trava de segurança na posição Fire) Trava de Segurança na posição Safe O Guarda Mato possui abertura para regulagem do gatilho Soleira confeccionada em borracha e entre a coronha e a soleira existe uma placa de polímero Alavanca de Armar Articulada Parafuso Allen de fixação lateral da coronha Chove lá fora ... então vamos proceder uma limpeza no cano antes de cronografar a carabina Finalmente a chuva parou, vamos aos primeiros tiros ChumboPremium Series Rifle Flat Head 4,5mm 8,23 grains Devido ao excesso de lubrificação de fábrica, ocorreu efeito diesel severo alcançando velocidades supersônicas. Assim, para preservar o retentor decidimos não continuar o Chrony Test e abrir a carabina para limpeza. Retirada da coronha Parafusos Laterais Bit PH (Philips) 3 Parafuso do Guarda Mato Bit PH3 Os parafusos laterais são M6X15 e o parafuso do guarda mato M6X24. Os parafusos laterais possuem arruelas dentadas Na coronha, no parafuso do guarda mato existe um calço, sistema similar ao utilizado nas carabinas da família B19 Na telha da coronha, existe um "patim de polímero" sobre o qual a alavanca de armar (biela) corre evitando o atrito contra a coronha. A alavanca de armar da Artemis Black Hawk não possui um rolete como o utilizado nas carabinas da família B19. Patim e Calço Este "patim de polímero" é parecido com os pinos utilizados em armários para suportar as prateleiras. Ele é encaixado em um furo existente na coronha Comprimento Total do Patim - 16,45mm Diâmetro Maior do Patim - 11,9mm Comprimento da Seção de Maior Diâmetro do Patim - 7,2mm Diâmetro Menor do Patim(encaixa no furo existente na coronha) - 7,8mm A Alavanca de Armar (biela) possui dois insertos anti raspagem que evitam o atrito contra o cilindro da carabina Vista Lateral Esquerda do Conjunto Gatilho Vista Lateral Direita do Conjunto Gatilho Este modelo não possui Trava de Segurança contra acionamento inadvertido da lâmina do gatilho com o cano "quebrado" (aberto) como o existente nas carabinas da família B19 Parafuso Eixo de Rotação do Cano (Bit PH2) Porca do Parafuso Eixo de Rotação do Cano (porca similar a utilizada nas carabinas HW e na Ruger AirHawk) Vista Inferior do Cilindro da Carabina Calço e Parafuso de Fixação do Conjunto do Gatilho Usar Chave Fixa 8mm ou Chave Ajustável (conhecida como chave inglesa ou chave de engenheiro) Tampa da Culatra em Polímero e Pino de Fixação 8,95mmX33 Há uma ligeira diferença com a tampa utilizada pelas carabinas da família B19 Improvisamos para uso provisório, o seguinte Dispositivo para Comprimir (com auxílio de um compressor de molas) a Culatra da Carabina Artemis Black Hawk Tampa da Culatra Removida Conjunto Gatilho e Tampa da Culatra (são duas peças: tampa propriamente dita em polímero e centralizador do Gás Ram em aço) Conforme comentei no seguinte tópico o gás ram original de fábrica que equipa as Black Hawk são de 670N o que corresponde a 68 kgf Chrony Test após limpeza para retirar excesso de lubrificação. Lubrificação do Retentor com Graxa de Silicone QUICKshot Mini Review - Concluído Link do Tópico Dissecando a Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm
  4. 4 points
    LCS Air Arms SK-19 Full Auto Airgun VS Ice Block - YouTube
  5. 3 points
    82 Adolfo Collo A Camiseta do FT Brasil autografada pela Luciana vai para sorteio aqui também.
  6. 2 points
    Fiz uma pequena adaptaçao a coronha pois nao achava muito boa a empunhadura da coronha, fiz em massa epoxi e é removivel com o formato da minha mão pois só eu atiro com ela. Espero ajudar com essa ideia pra mim ajudou bastante http://youtu.be/QPnctwa4x_Y
  7. 2 points
    Cumpadi Alberto José , parabéns . Arrepara que os dois qué atacá e dispois fogi . Ieu num bandeio nem de lado prá num dá o que falá e a dupla de dois , um de Barra mansa ou do Vórta redonda e o outro de Bel orizonte , falá quieu apreceio as coisa preta . O acontecido foi quieu que só levava luneta nas Rifa , desta vez levei uma carabina inteira com cano e tubo . Só pruquê pircurei o piru do Cumpadi Métil e o 77 já ava ocupado , intão fiquei com o 07 e deu .
  8. 2 points
    Hoje, primeiros testes com o cano LW + novo castelo/ferrolho + reguladora Zeca. Passando no cronógrafo apenas, dentro da oficina, já que ele funciona melhor sob um iluminação controlada. Ferrolho ali em cima do caderno. Fiz ele de modo que pudesse ser removido do castelo sem que seja preciso desmontar metade da carabina para isso. Tiro o parafuso que fica no corpo do ferrolho - o parafuso que arma o martelo - por um furo na parte superior do castelo. Com isso posso fazer a visada pelo furo do cano quando for ajustar luneta e passar a haste de limpeza pela culatra. A velocidade esta bem acima, mas os resultados foram animadores, spread de 7,5 fps. O martelo usado foi o original, bem pesado. Tenho então margem para ajustar um martelo mais leve ai. Também ajustes na mola. Reguladora esta ajustada com 115 bar, como era o ajuste que eu estava usando na reguladora original. Desconsiderei o primeiro disparo.
  9. 2 points
    Arma surpreendente ( epa ! ) em 4.5 e 5.5 ( ambas com Gas Rã, souseufan ). Essa Woody serámió? Review do Mito já promete, e com gatinho conceito aumenta. Aguardemos pois. C. M.Q.
  10. 2 points
    Boa noite pessoal Depois de 5 anos sem postar nada voltei para terminar minha at44 com cilindro 500 Acontece que o cilindro não ficou alinhado com o cano ao instalar a conexão z As ATs não foram feitas para ter cano flutuante como todos sabem O bloco é separado diferente por exemplo das theoben que é ensinada em um bloco só O cano estava torto em relação ao cilindro e também muito flexível aí resolvi fazer uma extensão do bloco tudo em casa eu meu torno caseiro Ficou parecido com um mount e será colado com cola epóxi ou outra mais eficiente Se o cano flutuante não ficar preciso terei que por fixo no cilindro porém não gosto pois o stress do enche e esvazia muda o ponto de impacto Pessoal Valorizem os profissionais armeiros por que isso dá Trabalho e isso toma muito tempo Em breve review de um compressor Young heng com alguns ajustes e dicas valiosas Abraço
  11. 2 points
    Vejo bastante gente mandando a Beeman P17 para manutenção, mas defendo a ideia de que você deve ter intimidade com seu armamento. Alguns podem dizer que estou fazendo propaganda contra mim mesmo, afinal de contas eu faço manutenção na Beeman, e cobro por isso, mas gosto de ajudar compartilhando meu conhecimento. O Vídeo a seguir, explica "detalhadamente" como desmontar e remontar o gatilho da Beeman P17! Um forte abraços aos amigos do Fórum... <iframe width="640" height="360" src="https://www.youtube.com/embed/JY870LACjRE" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe>
  12. 2 points
    Enquanto as pessoas normais olham para o céu e veem as nuvens e imaginam imagens de animais como carneirinhos, coelhinhos etc ,o atirador já vê um homem com uma carabina kkk (imagem encontrada na Internet)
  13. 2 points
    Mais uma vez foi realizado,um belo Campeonato,aqui em São caetano.Mais uma vez devo parabenisar o Mikami o Edson,e os demais atiradores que montaram o evento. Uma pista muito mas muito bonita mesmo foi o que vi.Pena que a divulgação,fica restrita aos grupos,e não é divulgado aqui por exemplo,o que tenho certeza que teriam até mais competidores de São Paulo,embora que o numero de competidores estava bem expressivo.Parabens pessoal pelo sucesso e pela garra de fazer as coisas funcionarem. abraço a todos Borracha
  14. 2 points
    Comprei no (editado) por R$ 198,90 com o frete para SP e o vendedor disse tudo bem para comentar sobre a compra aqui no Fórum: amigo, por favor, links de venda somente de lojas parceiras do fórum. (Ok, desculpe, já editei) Ele enviou um vídeo tutorial demonstrativo mas, não tem um link de publicação, esta é a foto da prensa que ele está usando agora e que lhe custou R$ 80,00, ele recomendou que o resultado é melhor por prensagem do que por marteladas. Pelo que vi na internet o macaco utilizado é de 2 toneladas e existem outros modelos de 4 e de 5 toneladas. Já a barra de metal eu desconheço as medidas. Minha intenção era adaptar para a prensa de ilhós, igual a utilizada no kit da CO2 Brasil. No vídeo demonstrativo só mostra os chumbos já cortados e preparados para a forma, não mostra detalhes de medidas do chumbo e tamanho do corte. Eu comprei na loja (editado) um quilo de chumbo tipo prego por R$ 20,00 que pela medida a olho nú numa régua pareciam ter 5 mm mas, na realidade, ao chegar em casa e medir no paquímetro deu 6,5mm : Quando tentei encaixar, deu esta dificuldade: A parte mais fina é a parte que consegui enfiar no buraco após dar umas marretadas, o tamanho da medida do chumbo que deve ser o certo pode ser de 5mm ou de 4mm, ainda preciso encontrar estas medidas para testar e encontrar o tamanho ideal de trabalho. O preço do quilo de chumbo varia muito de um lugar para outro, o mais barato que encontrei foi na loja (editado), de R$ 20,00 por R$ 18,00 o quilo no dinheiro entretanto, não tinha a medida que queria pronta e achei que não compensaria o esforço de derreter e moldar. O mais caro foi R$ 32,80 também (editado). Pesquisei só por chumbos de pesca e ignorei outras alternativas como chumbo usado ou reciclado de stand de tiro, lojas de balanceamento de pneus (não vendem, o fornecedor recolhe e recicla) ou ferros velhos. Na internet existem muitos anúncios. Na parte de cortar o chumbo, o tópico mencionado acima mostra uma tesoura de poda adaptada com uma chapa limitadora, eu comprei uma e usei para cortar sem problemas, não é difícil e não precisa de muita força: Falta fazer o limitador, que deve ser uma chapa de metal com um furo em rosca para regular no parafuso de mesma medida e mais comprido que substitui o original. Também usei um cortador de fio que corta igualmente sem dificuldades: Segue abaixo imagem das embalagens para referência: A tesoura eu comprei na (editado) e o alicate na (editado) por R$ 30,90. A Tesoura de poda tem em muitos lugares com preços médios de R$ 30,00 e o alicate de corte eu só achei na (editado) mesmo. Também cortei o chumbo usando um martelo batendo em uma faca apoiando na madeira, ou um formão e com mais dificuldade uma espátula afiada. Outros alicates com a função de corte serviram perfeitamente. No caso das turquesas eu vejo uma limitação para o tamanho de corte. Ainda deu para serrar com um esforço maior. Enfim, cortar é fácil, o difícil por enquanto é achar um padrão de cortar no mesmo tamanho padronizado. Se observarem nos detalhes das fotos acima, cada ferramenta utilizada para cortar produz uma deformação característica no chumbo, o corte não é reto e certinho e para lidar com isso parece que a melhor medida é cortar a ponta inicial do chumbo para o corte ficar no mesmo padrão da ferramenta a ser utilizada, para então, fazer o próximo corte do chumbo no padrão estabelecido, assim, as duas pontas terão o mesmo padrão de corte e possivelmente as peças terão pesos e tamanhos parecidos com poucas variações. Outro detalhe a não se utilizar um limitador de tamanho corte, eu usei marcas de caneta medidas em uma régua e fiz os cortes em cima da marca, até que pareceu ficar bem na inspeção visual mas, ainda preciso medir as peças com um paquímetro e com uma balança, tarefa a ser realizada no futuro. A forma chegou embalada em plástico e lubrificada com algo cheirando a WD40, novinha, sem marcas de uso e com um aviso de cuidado para não deixar a ponteira cair ao chão. Agora entrando na utilização da forma em si, que é esta: Sendo que a chave Allen ou Harlen não foi fornecida e utilizei uma de 3 mm com um pouco de folga, ela serve para posicionar um parafuso de regulagem de tamanho do chumbinho: Como na foto acima do conjunto todo desmontado, o parafuso posicionado mais acima ou mais abaixo regula a posição do pino e consequentemente o tamanho do projétil, também no detalhe, se mostram os dois pinos que vieram, um de ponta oca e outro ogival. Mais detalhes da parte interna, aonde o chumbo é forçado a tomar sua forma, primeiro com a ponta oca posicionada no interior e o pino da saia do lado de fora: E agora com a ponta ogival e o pino da saia posicionado do lado de dentro: Se puderem notar, ficaram as marcas de corte da saia do chumbo utilizando um estilete, eu cortei como se estivesse descascando uma laranja, diferente do mostrado no vídeo instrução que é um corte seco e único. A prensagem é mais ou menos assim: O chumbo fica entre o pino de moldar a ponta e o pino de moldar a saia, separado fica assim: Procurei deixar as peças alinhadas com a posição original para melhor compreensão. Uma dificuldade que encontrei é que os pinos de moldar as cabeças devem ser tipo cônicos, ou seja, só entram por um lado e numa posição, não tem como inverter e não saem pelo outro lado. Não sei dizer se isso é uma dificuldade ou apenas uma particularidade do projeto, justamente para evitar erros ao inverter a montagem das peças. Achei muito frágil o sistema de regulagem de tamanho por parafuso, tenho a impressão de que com o tempo e uso a rosca vai espanar, eu particularmente eliminaria a rosca de regulagem e usaria pinos maiores ou menores conforme o tamanho desejado. Pensei em utilizar fita veda rosca para deixar o parafuso com menos folga e mais firme. Lembrando que sou um aventureiro no assunto e ainda estou aprendendo com tentativas e erros, não sou especialista, expert ou alguém que domina o assunto, apenas tenho a vontade de aprender e me divertir. Observando melhor a rosca do parafuso de regulagem, ele só entra e sai pelo lado de dentro que tem rosca e não entra ou sai pelo lado de fora que não tem rosca. Rosqueando ele até o fim e posicionando o pino de formar a cabeça no máximo, dá para dar duas voltas e meia até o parafuso atingir o pino e começar a empurra-lo, de forma a diminuir o tamanho do projétil, com cinco voltas vai até o fim e começa a sair para fora. Como não estava dando certo as primeiras moldagens devido ao tamanho errado de chumbo utilizado, resolvi brincar com chumbos cal. 4,5mm usados, juntei três e prensei obtendo meu primeiro chumbo monstro: Interessante, fiquei imaginando se ao disparar os chumbos vão se separar ou não antes de atingir o alvo. Outra curiosidade foi prensar uma esfera de chumbo 4,5mm que se transformou em uma concha: Isso me leva a crer que vai ser moleza moldar com uma esfera de aço na ponta. Não esperava que fosse me divertir tanto com esta brincadeira, após algumas horas de tentativas, erros e fracassos tentando pegar o jeito de fazer minhas próprias munições, consegui meus primeiros resultados: Na foto tem em baixo o chumbo que comprei errado, da direita para a esquerda o corte dele em peça de um centímetro, depois a tentativa de prensa mal sucedida, o erro que cometi aqui foi não ter posicionado primeiramente na cavidade aonde está o pino de moldar a cabeça, dar umas pauladas e depois posicionar o restante do conjunto para finalmente prensar tudo. Como a medida estava errada eu fui desbastando, cortando e moldando no alicate até chegar no tamanho de entrar e moldar meus primeiros chumbos. Outros detalhes ainda serão trabalhados: Acabamento de saia e falhas na ponta: Ainda está sendo difícil acertar dois tamanhos iguais mas, eu chego lá algum dia. Já na parte da medida do calibre, parece estar tudo certo por enquanto, já que falta passar num gabarito ou moldador de chumbo e ainda realizar os disparos. Até agora não usei prensa, fiz tudo na base do martelo e a cabeça do pino da saia já está ficando deformada igual a cabeça de ferramenta de pedreiro para quebrar pisos e paredes na marretada. Outras observações; Obtive melhores resultados com leve lubrificação a óleo do que a seco. Limalhas ou restos de chumbo influem no desempenho ou exatidão, creio que uma escova de aço prata deve ser um bom acessório para eventual limpeza, a dourada deve deixar acabamento amarelado aonde raspar. A sequência de fabricação, pelo que entendi, deve ser assim: 1- Separar os chumbos cortados. 2- Colocar o chumbo na cavidade e martelar de leve para entrar. 3- Fechar o conjunto e prensar. 4- Abrir e remover o excesso de chumbo da saia com um corte seco. 5- Prensar de novo. 6- Abrir o conjunto, empurrar o pino para soltar o chumbo e pronto! Se bem que acredito que ainda não deve ser levado direto a boca da carabina, sem antes passar por um padronizador ou desamassador de chumbinho, ou ainda submetido a algum processo de eletrólise ou coisa parecida para depositar em suas paredes algo que não grude ou se deposite no raiamento do cano.
  15. 1 point
  16. 1 point
    Pessoal, estou satisfeito com uma compra efetuada com a loja parceira do fórum, a Robguns. Comprei dois frascos de óleo de silicone. Não precisa de fazer cadastro na loja, é só clicar no produto e em comprar que tudo se resolve. E chegou rapidinho, apesar da greve dos Correios. Recomendo a loja.
  17. 1 point
  18. 1 point
    Olá Eu Andei sumido mas na época isso a uns 4 anos atrás a b19 era o melhor custo benefício Ela é uma cópia de um modelo consagrado É chinesa também Mas não se preocupe As chinesas nem sempre são sinônimo de má qualidade
  19. 1 point
    Estarei aguardando até sexta-feira dia 20/09 o contato dos ganhadores, caso não ocorra estarei fazendo novo sorteio no dia 21/09. Como para participar tem que vir no tópico, para ter direito ao prêmio também tem que estar ligado no tópico do sorteio. Eduardo Macedo.
  20. 1 point
    Opa. Segue um pequeno review do modelo Máxima da Gamo em 4,5mm Segundo o fabricante, a Máxima apresenta as seguintes características A carabina GAMO MÁXIMA oferece um dos mais elaborados projetos GAMO com o seu poder de 24 joules, destaca a coronha de madeira de faia envernizada com inserções e soleira de borracha ventilada, tudo preto, deixou bem atraente e diferente dos outros. Este rifle é preciso, e também tem outros detalhes como seu gatilho dourado e grande muzzle com a massa de mira incorporada que incluiu a tecnologia TRUGLO que fornece um enquadramento de imagem brilhante e confiável sob quaisquer condições de iluminação. A diversão é garantida com o Maxima. A propagando da Gamo ainda mostra um pouco mais Especificações - Potência 24 J - Peso, 3,2 Kg - Comprimento 117 cm - Velocidade 386 m/s - Cano em aço carbono, de 47cm, estriado - Coronha em madeira de Faia e almofadas tipo Monte Carlo - Incertos de borracha antiderrapante na telha da coronha - Alça de mira com fibra ótica verde, ajustável - Massa de mira com fibra ótica vermelha, sobre o muzzle e com túnel de proteção - Gatilho modelo ATS em dois tempos com tecla em metal dourado - Bloqueio do gatilho quando armado e sistema anti disparo com o cano rebatido. UNBOXING Conferindo o número de série Ligeiramente mais leve do que especificado A oxidação é negra, bem feita e sem falhas. Mas não é totalmente "lisa" apresentando aspereza em alguns pontos A coronha é muito bonita e bem acabada Detalhe do inserto de borracha na telha da coronha Tecla do gatilho e guarda mato em metal dourado. E por falar em metal, o bloco do cano é de metal tal e qual as boas e velhas safras da Gamo ( testado com um imâ ) Massa e alça de mira Detalhes da culatra e do raiamento do cano O equilíbrio é bastante interessante e está razoavelmente próximo do gatilho CRONOGRAFAGEM Limpeza inicial com linha e algodão ( resultado da primeira passada ) No seu habitat natural Sob a luz direta do sol, a coronha se mostra ainda bonita com seus desenhos bem marcados Resultados Agrupamentos Carabina apoiada em Bench Rest com luneta 4-16x50 e alvo a 15 metros. Todos os grupos com 10 tiros, pois segundo meu Oficial Superior grupos de 10 não mentem ! Carabina preparada Alvo posicionado E o resultado É isso, pessoal. A Máxima está apresentada aos amigos. Abs
  21. 1 point
    Todas as reservas finalizadas e vamos adiantar o sorteio para o próximo sabado dia 14/09/2019 pelos 1º e 2º Prêmios da Loteria Federal. A todos muito obrigado, teremos sorteios todos os meses, então fiquem ligados no CA. Eduardo Macedo.
  22. 1 point
    O Fórum Carabinas De Ar (moldura)
  23. 1 point
    Que seria do Mito sem o Toyo... Como sempre preciso. Resumo da ópera a propósito, rs. Cruzeta para campo santo. C. M.Q.
  24. 1 point
    Boa noite...chego aqui para ressuscitar esse post. Tenho uma Rossi azul, exatamente como tu comentastes. Baita arma. Ganhei de meu pai e, agora, vai para meu filho. Relíquia!
  25. 1 point
    22 Luiz Almeida 23 omeganet2000 24 Sniper de Apartamento 25 Sérgio Nadolny 26 williankn 27 Fernando de Souza Barros 28 Reginaldo Aurélio Burda 29 Felipe27 30 Mario Tulio 31 Tony Francione 32 rafael_dz7 33 Paulo Breu 34 Barroso1970 35 Felipe Ghost Rider 36 AlexPontes 37 Alexandre Lessa 38 MATTHEW QUIGLEY
  26. 1 point
  27. 1 point
    Vamos acompanhando, fazia falta um review neste estilo, para nós que "semos" das antigas é um prato cheio. Eduardo Macedo.
  28. 1 point
    BTW. recebi este desafio do Centurião Avrelivs
  29. 1 point
    RSRS, boa! ( mas quem será esse Bastião que tomou tombo? ) Até Cumpadi Mazinho, ah, não é pocíveo! Abraço, Mito. C. M.Q.
  30. 1 point
    Opa. Bacana, hein? Seria essa Artêmia clone de alguma "famosa"? Parabéns por mais esse belíssimo conteúdo. Abs
  31. 1 point
    Pessoal, segue um breve review do Êmbolo Aliviado do Kit Elite B12 para uso com a Carabina CBC B12 e assemelhadas Este êmbolo foi adquirido através do loja virtual da ELITE Airguns Conteúdo do Kit Elite B12 - êmbolo aliviado rotativo com retentor de PU - lubrificante a base de bissulfeto de molibdênio - gás ram Elite FNA 35 kgf - centralizador do gás ram - conjunto gatilho B19 com lâmina Elite, preparada para uso na carabina B12 Neste review utilizaremos apenas o êmbolo aliviado rotativo com retentor de PU, o lubrificante a base de bissulfeto de molibdênio e o gás ram Elite FNA 35 kgf Peso do êmbolo aliviado (com retentor) - 93 gramas Êmbolo Aliviado Elite Airguns versu Êmbolo Gamo Big Cat Diâmetro Externo do Tubo do Êmbolo Aliviado Elite B12 - 20,3mm Diâmetro Interno do Êmbolo - 18,6mm O Êmbolo é confeccionado em aço, sendo a cabeça onde se encaixa o retentor confeccionada em alumínio. Na foto abaixo, os imãs de neodímio "grudam" no corpo do êmbolo Cada êmbolo é identificado através do seu número de série e lote, sendo que o número de série é replicado no gás ram que acompanha o Kit A cabeça de alumínio é fixada ao êmbolo através de dois parafusos allen posicionados diametralmente Diâmetro menor do encaixe do retentor - 12,6mm (esta medida não é padrão do embolos originais da B12 e B19) Nota do autor: a medida do diâmetro maior é de 15mm (padrão da B12 e B19) Medida da Profundidade do Êmbolo Profundidade do Êmbolo - 131mm Comprimento da Seção de Engatilhamento do Êmbolo - 4,9mm Comprimento da Janela de Engatilhamento - 5,5mm Centralizado do Gás RAM Fundo da Câmara do Gás RAM Elite FNA Centralizador e Gás RAM Comprimento do Gás RAM Elite FNA 103739 35 kgf Comprimento - 257mm Comprimento da Câmara do Gás RAM Elite FNA - 142mm Mola a Gás QUICKshot MG260 versus Gás RAM Elite FNA 103739 Neste Mini Review utilizaremos o venerável Centralizador QUICKshot B19 STS (descontinuado) adaptado para uso com o conjunto de gatilho B19 na carabina B19. Mais detalhes podem ser vistos no tópico abaixo Tutorial – Instalação de Mola a Gás na carabina CBC B12 - Gatilho B19 Centralizador QUICKShot B19 STS modificado O anel de bronze centraliza o fundo do Gás RAM FNA Pré compressão Gás RAM Elite FNA FNA 103739 - 41mm Medida do Deslocamento do Êmbolo Aliviado Elite Kit B12 Deslocamento do Êmbolo Aliviado Elite Kit B12 - 60mm Volume da câmara de compressão da CBC B12 com êmbolo aliviado Kit Elite B12 V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,5 cm deslocamento do êmbolo = 6cm V = 29,4 cm3 111% do volume original Volume da câmara de compressão da CBC B12 com êmbolo Original V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,5 cm deslocamento do êmbolo = 5,4cm V = 26,5 cm3 Chumbos utilizados no Chrony Test Fator de correção da balança Fc = 9,989/10 = 0,9989 Chumbo Rifle Premium Series Round Lote 04000002117 Pela aparência, sem brilho, dá impressão de "chumbo velho oxidado", armazenamento incorreto Peso de 10 unidades - 82,14 grains Peso unitário corrigido = (82,14 x 0,9989 / 10 = 8,20 grains (diminuiu o peso neste lote) Chumbo Rifle Premium Series Flat Head Lote 05030201218H Este estão com aspecto bom, com brilho Peso de 10 unidades - 82,36 grains Peso unitário corrigido = (82,36 x 0,9989) / 10 = 8,23 grains Chrony Test Gás RAM Elite FNA 35kg Pré compressão Mola a Gás QUICKshot MG260 - 45mm Chrony Test Mola a Gás QUICKshot MG260 35 kgf Tópico Concluído
  32. 1 point
    Pessoal, segue um breve review do Êmbolo Rotativo Alongado da Dematek Air Guns para uso com a Carabina CBC B12 e assemelhadas Este êmbolo foi adquirido através do Mercado Livre. Como não havia nenhuma descrição do produto, antes da aquisição fiz 3 perguntas básicas conforme segue: 1) Qual é o peso deste êmbolo ? Resposta: não tenho certeza agora, mas acho que tem 130 gramas 2) Qual é o diâmetro interno do êmbolo ? Resposta: 19,5mm 3) Acompanha o anel de teflon ? Se sim, branco ou grafitado ? Resposta: Acompanha, ele é preto e adequado para um ótimo deslize sem desgaste. Embalagem: O êmbolo vem acondicionado em um estojo plástico Conteúdo: êmbolo e lubrificante a base de bissulfeto de molibdênio. Não acompanha o retentor (bucha) Peso do êmbolo: 125 gramas Diãmetro interno: 18,7mm Comprimento do Êmbolo: 156,6mm (sem incluir a sede do retentor) Profundidade do êmbolo - 138mm Diâmetro Externo do Êmbolo: 21mm Êmbolo versus GR SMS Airguns Nota do autor: é de conhecimento dos atiradores experientes que o Gás Ram SMS possui a câmara com um diâmetro maior A câmara do gás ram SMS não entrou até o fundo do êmbolo Através do Mercado Livre, enviei a seguinte mensagem: "Recebi o êmbolo e há 2 problemas: o diâmetro interno não é 19,5mm conforme informado (é no máximo 18,7mm) e um gás ram SMS quando instalado de modo invertido, a câmara não entra totalmente dentro do êmbolo (vai somente até metade do furo conforme mostra a foto, se forçar vai prender e talvez não saia sem causar efeitos colaterais). Fico no aguardo da solução do problema." Resposta do Ademar: Boa noite, pode empurrar que vai entrar, ele só parou aí porque deve ter uma pequena rebarba nesse furo. Por ser 18,7 O diâmetro interno é melhor, menos folga lateral. Fico a disposição, meu wats é xxxx Após executar a orientação do fabricante e efetuar uma análise detalhada, enviei a seguinte mensagem: "Boa noite! Só empurrando não resolveu o problema pois o gás ram ficava preso. Resolvi o problema usando uma fresa de topo 18mm com haste longa (foto) e furadeira manual. Quanto ao diâmetro interno, um dos objetivos era usar este êmbolo também com mola helicoidal, mas tudo bem. Muito obrigado pela atenção e um grande abraço." Marcas no fundo da câmara do GR SMS onde ocorria a prisão Fresa de Topo 18mm com haste longa adaptada A foto abaixo mostra o mesmo gás ram SMS introduzido no êmbolo após o uso da fresa de topo. Pelo orifício, nota-se uma das marcas onde a câmara do gás ram ficava presa. Nota do autor: esta foto foi tirada para comparação, após a retífica do êmbolo em torno mecânico executada em data anterior conforme segue abaixo. A instalação deste êmbolo foi com o mesmo conjunto mecânico utilizado no tópico abaixo Link do Tópico Tutorial – Instalação de Mola a Gás na carabina CBC B12 - Gatilho SAT/ATS Durante a instalação do êmbolo tive uma certa dificuldade para encaixar a sapata da alavanca de armar. Durante o basculante é possível sentir a raspagem da sapata da alavanca de armar contra o êmbolo, principalmente ao fechar o cano. Duas opções para solucionar o problema da raspagem: limar a sapata ou reduzir o diãmetro externo do êmbolo ? Optamos pela opção "mais correta" que é reduzir o diâmetro externo do êmbolo com uso de torno mecânico. A alavanca de armar (biela) da CBC B12 possui um pino na extremidade que contém a sapata cuja função é impedir que durante o basculamento a sapata entre em demasia dentro da guia do êmbolo original o que causaria o desgaste prematura da mola helicoidal. A operação de limagem da sapata, se for exagerada, pode resultar no "encavalamento" da sapata entre o êmbolo original e a parede interna do cilindro da carabina durante o basculamento. Durante a usinagem, notamos alguns pontos com material não homogêneo. Reduzimos o diâmetro externo para 20,5mm. Isto eliminou a raspagem da sapata no êmbolo Isto acarretou uma redução do peso para 117 gramas Resultado Final Nota do autor: como o êmbolo Dematek B12 não vem com retentor de fabricação própria, usamos um retentor genérico (usado) único disponível no momento Até tentamos usar um retentor original (usado pois não tínhamos nenhum original novo), sem sucesso. Êmbolo Original - diâmetro menor do encaixe do retentor - 12,97mm Êmbolo Dematek Air Guns B12 - diâmetro menor do encaixe do retentor -12,60mm Como o desenvolvimento do encaixe é cônico, o retentor original usado fica frouxo pois já perdeu a sua elasticidade devido a exposição à temperatura elevada na câmara de compressão durante os disparos e a exposição ao lubrificante. Espero que seja isso ... Determinação do curso do êmbolo Dematek com a carabina B12 equipada com conjunto de gatilho Gamo SAT Deslocamento do êmbolo - 40mm Volume da câmara de compressão da CBC B12 com êmbolo Dematek Air Guns (alongado) com Gatilho SAT V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,5 cm deslocamento do êmbolo = 4,0cm V = 19,6 cm3 74% do volume original Volume da câmara de compressão da CBC B12 com êmbolo Original V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,5 cm deslocamento do êmbolo = 5,4cm V = 26,5 cm3 Para os testes em cronógrafos utilizaremos: Gás RAM SMS M455 - 55 kgf (refugo retirado de uma Cometa Fênix 400 pois estava vazando óleo e perda de pressão) Pré compressão GR SMS M455 - 30mm Conforme comentado, vazava óleo e continua ... Mola Helicoidal Cometa 220 Encurtada com 30 espiras (N-2)= 28 espiras úteis - Pré Compressão 55mm Mola a Gás QUICKshot MG230 45 kgf - Pré compressão 30mm Mola a Gás QUICKshot MG250 40 kgf - Pré Compressão 50mm Nota do autor: esta mola é novo modelo, registro aqui os meus agradecimentos ao Juliano Sanches da QUICKshot pelo envio deste lançamento 2019. Mola a Gás QUICKshot MG260 35kgf - Pré Compressão 59mm Quadro Comparativo Considerações: os resultados obtidos para velocidade e energia podem ser maiores pois conforme comentado anteriormente, o retentor utilizado foi um genérico (usado) pois não havia disponível um retentor original para a B12 ou de outro fabricante e o êmbolo não vem acompanhado de um retentor de fábrica. Link do Tópico Tutorial – Instalação de Mola a Gás na carabina CBC B12 - Gatilho B19 Determinação do curso do êmbolo Dematek com a carabina B12 equipada com conjunto de gatilho B19 (STS) Volume da câmara de compressão da CBC B12 com êmbolo Dematek Air Guns (alongado) com Gatilho B19 (STS) V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,5 cm deslocamento do êmbolo = 5,25cm V = 25,8 cm3 97% do volume original Chrony Test Mola a Gás QUICKshot MG260 35 kgf Êmbolo Dematek retentor genérico com gatilho B19 STS Nota do autor: vamos aguardar a chegada do RETENTOR DO EMBOLO B18-04-1A Código 10006391 para confirmar se há folga e dar sequência aos testes em cronógrafo Deu Ruim Tópico encerrado
  33. 1 point
    as coisas não mudam porque ninquem cobra brasileiro voce da pros bichinhos uma birita e um joguinho de bola na tv pronta o bichinho ta feliz esquece de tudo que tava ruim não cobra nada e ainda anda com um sorriso no rosto na rua como se no brasil estivesse tudo otimo
  34. 1 point
  35. 1 point
    Um abraço para os amigos membros do grupo oficial de Whatsapp Carabinas De Ar !!
  36. 1 point
    O novo castelo da M22 chegou. Logo que chegou eu fiz a rosca M16x1 para fixação do cano. O furo do cano ficou bem centrado com o furo por onde o chumbo vai alimentar. Cano também ficou bem paralelo em relação ao cilindro reservatório de ar da carabina. O castelo foi fabricado em aço SAE 1045. O acabamento não é dos melhores e ainda esta cheio de rebarbas, mas isso é a parte fácil resolver do trabalho. 😆 Agora vou fabricar o novo ferrolho, que será conforme o desenho abaixo. Terá 2 orings de entraram no furo do breech para vedação do ar e mais 1 oring que ficará pressionado face à face entre ferrolho e breech para fazer um "firmamento" do ferrolho quando fechado.
  37. 1 point
    As B19 possuem cano com diâmetro de 15mm, já o diâmetro do cano da Cometa Fênix 400 é ligeiramente inferior 14,8mm.
  38. 1 point
    Para comparar as coronhas, a nova coronha (verde) tem as faces de apoio com angulo em relação ao cano, enquanto a coronha atual (amarela) tem as faces de contato paralelas entre si e em relação ao cano. Isso não seria algo que interfere no desempenho, seria algo apenas estético mesmo. A carabina deve ficar com essa cara.
  39. 1 point
    Nossa meu amigo Rafael.. fico muito feliz em ver que meu estilo de disparo seja apreciado por grandes atiradores como vc. e parabéns disparos lindo de ver. atira muito nota 1000.
  40. 1 point
    Este é um artigo sobre minha primeira bomba de PCP no qual pretendo registrar as descobertas pessoais no assunto e também compartilhar. Quando vi o anúncio por R$ 599,00 com o frete grátis resolvi comprar e pagar um pouco mais justamente para evitar a grande demora e taxações de comprar direto da China. Ocorre que quando finalizei a compra apareceu um valor de cem reais a mais e só percebi quando veio a fatura do cartão. Este é o texto do anúncio: Caracteristicas Marca AIR PUMP Modelo HAND PUMP PCP BOMBA PCP AIR PUMP Produto novo Envio imediato 1. Bomba de ar PCP de alta pressão, é usado para encher cilindro de carabinas e pistolas PCP. 2. Conector de engate rápido. 3. Generation 3 tecnologia requer menos esforço do que os concorrentes. 4. Aparência cromado (aço inox) 5. Bomba muito leve, apenas 2,5kg. Ideal para quem vai à campo. 6. Pedal Dobrável para facilitar o transporte. 7. Manômetro medidor de pressão. 8. Filtro de ar acoplado DIRETO na mangueira. Especificações: 1. Bomba de 3 estágios de câmaras. 2. Max pressão: 4500psi/310bar (melhor do que os concorrentes: 3300psi). 3. Com uma fêmea foster quick-disconnect (universal M10 * 1), no final da mangueira. 4. Comprimento fechado 24.4 " (620mm), Comprimento aberto 42.1" (1070mm). 5. Peso do pacote 3.0 kg. Pacote inclui: 1x Bomba PCP de alta pressão. 1x Mangueira fina de alta pressão (310bar) (engate rápido foster fêmea na ponta). Serve no Fill Probe com bico macho (bico de encher) 1x Kit reserva de o-rings-anéis 1x Chave de montagem da bomba. E estas são as fotos do anúncio: A diferença que pude perceber em relação à comprar direto da China, além do preço, é que esta veio com o filtro, enquanto que as chinesas tem o anúncio do filtro em separado. Logo que chegou vi que não tem manual em português, fiz uma breve consulta com o vendedor que disse está completa bastando apenas rosquear o relógio, a manopla e a mangueira. Como nunca tinha tido contato antes com bomba de PCP, estudei bem o manual que veio nela: Manual bomba PCP.pdf Etambém outros que encontrei na internet, em português: (cod2_21446)manual__bomba_pneumatica.pdf BOMBA_MANUAL_QS_BAMB01_PTBR-1.pdf BOMBA_MANUAL_Resolução-de-Problemas-QS-BAM.B01.pdf O que ajudou muito na compreensão do assunto, então fiz assim, comecei pela manopla: De um lado tinha a parte achatada que coincidia com o cilindro, do outro lado tinha apenas o cavado que coincidia com as cabeças dos parafusos. Depois de apertar ficou perfeito. O próximo passo foi conferir se as demais partes estavam bem apertadas, uma por uma, usando a chave fornecida: Ai, chegou a vez da mangueira, não usei fita veda rosca de teflon, foi a seco mesmo porque na parte interna tinha um anel de plástico: Chegou a vez do manômetro ou reloginho: Li que neste modelo, não se deve apertar segurando o relógio, o certo é apertar com a chave encaixada no lugar certo. Finalmente tudo montado dei umas bombadas e o ar circula. Para fazer um teste sem ter a arma, coloquei na extremidade da mangueira uma ponta que veio, parece que serve para tampar: Após algumas bombadas o relógio ia mudando a marcação do ponteiro: Deixando tudo como está e parando de bombear, o ar não escapa e a marcação não muda, pela lógica, conclui que está tudo certo e que não há vazamento. detalhe de deixar o ar escapar, de forma lenta, aos poucos não soltar de uma vez só, para não causar danos. também não utilizar ferramentas para apertar ou soltar, use apenas as mãos, ao sair a pressão a mangueira relaxa e o pistão da bomba desce. Para soltar o ar, a válvula funcionou corretamente ao ser desrosqueada. Na hora de bombear conectado à arma, deu tudo certo, exceto que ao parar, lentamente o ponteiro vai descendo, pelo que li, isto é normal porém, ainda tenho minhas dúvidas, gostaria de saber porque isto acontece. Também li que tem um jeito certo de dar as bombadas, não pode ser rapidamente, tem que ser lentamente, parar quando esquentar e dobrar os joelhos, não dobrar a coluna. Dúvida que ainda tenho, para guardar a mangueira deve estar com ou sem a tampinha? O filtro integrado à bomba deve ser a parte azul, preciso descobrir como se abre ele para trocar o elemento filtrante, e também saber a hora certa de trocar. Outra coisa que estou trabalhando é achar um meio de transporte seguro, tipo uma maleta de alumínio. Que raio é este de estágio? Vi que existem de dois, três e quatro estágios. A de quatro estágios é bem mais cara. Na parte da lubrificação eu não sei nada, tem muito a estudar ainda. É isso, qualquer dica é bem vinda.
  41. 1 point
    Em Julho de 2013, adquiri estes padronizadores que foram desenvolvidos pelo André Lazarini Segue teste efetuado com padronizador de chumbos 5,5mm Equipamentos utilizados - Cronógrafo Prochrono Digital Shooting Chrony Indoor Shooting Light Fixture Home Made - Balança de precisão 20 gramas Fundo de escala x resolução Giga de Teste para calibre 5,5mm Padronizador de Chumbo 5,5mm Carabina Cometa Fênix 400 5,5mm Nota do autor: originalmente esta carabina era equipada de fábrica com Gás Ram SMS Airguns M455 e foi reconvertida para Mola Helicoidal Original. Além disso, foi retirada a camisa de mola (metálica) e substituído o retentor original por um retentor de PU QUICKshot (linha antiga). A retirada da camisa metálica tem como efeito colateral a raspagem da sapata da alanca de armar (biela) contra a mola helicoidal, por ocasião do basculamento do cano para engatilhamento da carabina. Chumbo Rifle Premium Series Round 5,5mm Lote Padronizador 5,5mm (Azul) Cilindro padronizador, pino de ação para padronizar o chumbo, base receptáculo para receber os chumbo padronizados A seta indica o lado do padronizador onde o chumbo deve ser inserido Lado da saída do chumbo O Padronizador fica instalado em cima do copo Uso do Padronizador Chumbo Não Padronizado (Normal) Chumbo Padronizado - neste lote de chumbo (Rifle Premium Series Round), a padronização ocorreu apenas no diâmetro do saia | Nota do autor: recomendo padronizar apenas a quantidade de chumbos que serão utilizados a curto prazo. Não é recomendável padronizar deixar armazenados os chumbos padronizados (sem previsão de uso por longo tempo). Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Pesagem dos chumbos Fator de correção com uso do peso padrão 10 gramas Fator de Correção = Peso Padrão Lido (9,988 gramas) / Peso Padrão Nominal (10 gramas) Peso do Chumbo Normal (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Normal Corrigido = (Peso Total Amostras Normal x Fator de correção) / 10 Peso do Chumbo Padronizado (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Padronizado Corrigido = (Peso Total Amostras Padronizadas x Fator de correção) / 10 Chrony Test - Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Quadro Resumo - Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Segue teste efetuado com padronizador de chumbos 4,5mm Giga de Teste para calibre 4,5mm Carabina Cometa Fênix 400 4,5mm Nota do autor: originalmente esta carabina era equipada de fábrica com Gás Ram SMS Airguns M455 e neste teste está equipada com Mola a Gás QUICKshot MG230 40kg utilizando o êmbolo original (sem a camisa metálica) bem como substituído o retentor original por um retentor de PU QUICKshot (linha antiga). A retirada da camisa metálica tem como efeito colateral uma leve raspagem da sapata da alanca de armar (biela) contra a câmara da Mola a Gás, por ocasião do basculamento do cano para engatilhamento da carabina. Meus agradecimentos ao Juliano Sanches da QUICKshot pelo envio da Mola a Gás MG230 (nova versão). Nota do autor: a instalação da Mola a Gás MG230 (nova versão) na carabina Cometa Fênix 400 não é Plug&Play e exige ferramentas o ajuste fino no êmbolo original e caixa de gatilho para possibilitar o engatilhamento da carabina. Coisas das Cometas Fênix 400 / Fusion Link do Tópico -> Tutorial - Substituição do GR SMS na Cometa Fênix 400 Chumbo Rifle Premium Series Flat Head 4,5mm Lote Uso do Padronizador Chumbo Padronizado - neste lote de chumbo (Rifle Premium Series Flat Head), a padronização ocorreu apenas no diâmetro do saia Chumbo Padronizado versus Chumbo Normal Pesagem dos chumbos Fator de correção com uso do peso padrão 10 gramas Fator de Correção = Peso Padrão Lido (9,985 gramas) / Peso Padrão Nominal (10 gramas) Peso do Chumbo Normal (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Normal Corrigido = (Peso Total Amostras Normal x Fator de correção) / 10 Peso do Chumbo Padronizado (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Padronizado Corrigido = (Peso Total Amostras Padronizadas x Fator de correção) / 10 Chrony Test - Chumbo Rifle Premium Series Flat Head - Normal versus Chumbo Padronizado Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola a Gás QUICKshot MG230 45 kgf (nova linha) Chumbo Rifle Premium Series Round 4,5mm Lote Chumbo Padronizado - neste lote de chumbo (Rifle Premium Series Round), a padronização ocorreu apenas no diâmetro do saia Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Pesagem dos chumbos Fator de correção com uso do peso padrão 10 gramas Fator de Correção = Peso Padrão Lido (9,990 gramas) / Peso Padrão Nominal (10 gramas) Peso do Chumbo Normal (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Normal Corrigido = (Peso Total Amostras Normal x Fator de correção) / 10 Peso do Chumbo Padronizado (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Padronizado Corrigido = (Peso Total Amostras Padronizadas x Fator de correção) / 10 Chrony Test - Chumbo Rifle Premium Series Round - Normal versus Chumbo Padronizado (MG230 40 kgf) Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola a Gás QUICKshot MG230 45 kgf (nova linha) Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola Helicoidal Original com Contra Peso em Poliacetal 10 gramas e êmbolo original com retentor PU QUICKshot (linha antiga) Quadro Resumo - Chumbo Rifle Premium Series - Normal versus Chumbo Padronizado (Mola a gás QUICKshot MG230 40 e 45 kgf e Mola Helicoidal Original) Tópico Concluído
  42. 1 point
    Eu ja comprei 3 da elite e tive problema de vazamento em um deles. Tenho curiosidade sobre o dematek, se fosse para comprar um hoje seria esse. Sent from my iPhone using Tapatalk
  43. 1 point
    Enchi o cilindro em 200 bar. Tirei a abraçadeira "8", já que agora o cano ta bem firmado no castelo. Fiz os tiros abaixo, 7 grupos de 5 tiros cada. 25 metros. Medi bem o gatilho e ta disparando em torno de 160 gramas. Esta melhor que o anterior, sem grandes variações do peso da puxada, mas ainda assim ta pesado pra free recoil. Fica ruim de controlar a arma, demora um tanto pra fazer a puxada. Os grupos são parecidos com os que fiz antes do novo gatilho. Agora... fico na dúvida se o gatilho tem uma boa influência nesses tiros ou se é o limite do cano mesmo ?? Não passei no cronógrafo pra ver a V0 também.
  44. 1 point
    Quem vive desmontando e montando as suas carabinas sabe que os furos da telha é o calcanhar de Aquiles da coronha principalmente se for de polímero ou de madeira "sem lei". Após analisar opções para proteger os furos da telha, optei por usar ilhós de latão. Seguem fotos: Coronha da Rossi Dione Anos 60/70 (Rossinha) - Parafuso M4 x 8 ou M4 x 10 Diâmetro da aba do ilhós - 8mm Diâmetro externo do tubo 4,85mm Comprimento total do Ilhós - 4,2mm Diâmetro interno do tubo - 4,1mm Ilhós com parafuso M4 x 10 Ilhós no furo da telha da coronha da Rossinha Telha da Coronha da Rossinha com parafuso Allen M4 X10 cabeça abaulada Coronha da CBC B12-6 com parafuso M5 x 16 Diâmetro da aba do ilhós -9,2mm Diâmetro externo do tubo 5,5mm Comprimento total do Ilhós - 5mm Diâmetro interno 4,7mm Ilhós com parafuso M5 x 16 - Nota do autor: neste ilhós o parafuso M5 entra justo. Ilhós no furo da telha da coronha da CBC B12-6 Vista interna da coronha CBC B12-6 onde pode ser visto o final do tubo do Ilhós Segue o catálogo de Ilhoses do fabricante Baxmann. Nota do autor: neste tópico foram usados ilhoses genéricos adquiridos em loja de aviamento e o vendedor não soube informar o nome do fabricante, pode ocorrer variações nas medidas pois estas não são padronizadas. Ilhoses Baxmann.pdf
  45. 1 point
    Gostaria de deixar relatado que obtive êxito em minha tentativa. Desmontei a arma; limpei a pasta G com uma flanela e álcool absoluto, passando várias vezes para ter certeza de eatar bem limpo; apliquei o silicone que veio com o gás ram em pequena quantidade e a arma parou se estourar. Dei uns 50 tiros até o momento. Este fim de semana vou para a roça acabar de amaciar esse gás ram e ver como fica, mas acho que vou ficar com o de 45 kg mesmo, por questão de barulho. Como atiro em meu quintal, a pancada do GR mais forte está muito incômoda, já com o de 45kg está bem moderada. A diferença é gritante! Quanto a precisão, atirando a 10m de pé na mira aberta, consigo grupos do tamanho de moedas de 10 centavos com qq mola. É lógico que com a mola mais fraca os grupos ficam mais 'bonitos'. Mas acho que é questão de treino... Segue abaixo a foto do meu pistão aliviado só para ilustração. Retirei a camisa de mola da Sag para ajudar a reduzir o tranco.
  46. 1 point
    Após algumas experiências com a reforma de algumas coronhas utilizando mais de um tipo de acabamento, decidi recuperar a coronha da Gamo 300 adquirida em dezembro passado. A coronha apresentava marcas devido ao uso ao longo dos anos, mas o que chamava mais a atenção, era a reação do verniz com algo na madeira e também a elevação desses pontos, como se a madeira tivesse contraído, provocando assim uma elevação desses pontos. Uma vez separada a coronha da mecânica, foram retiradas as partes plásticas fixadas a esta, guarda-mato e soleira. PROCEDIMENTOS: Para a remoção do verniz original, utilizei o removedor de acabamentos, e com auxilio de um cartão de crédito vencido, fui removendo aquela emulsão formada pela reação do produto com o verniz. Com o uso de um trapo retirei todos os vestígios do produto, dando continuidade a limpeza fiz a lavagem da coronha com água e sabão e uma escova com cerdas de nylon. Após secagem à sombra finalizei a limpeza com a aplicação de aguarrás. Como suspeitava, aqueles pontos que haviam reagido com o verniz eram defeitos da madeira original e que foram preenchidos por uma massa de cor marfim, quando do acabamento da coronha pela indústria. Com o uso de um formão pequeno e bastante cuidado, fui retirando toda aquela massa até deixar os orifícios completamente limpos, prontos para receber outro tipo de preenchimento. Marcas na coronha produzidas por impactos ao longo dos anos, foram retiradas usando um pano grosso molhado e ferro de passar roupa. Antes da retirada da soleira, fiz uma marcação na base da coronha com uma punção, com o intuito de retirar material, através do lixamento, pois a base tinha dimensões acima do tamanho da soleira. O pó gerado no lixamento foi reservado para futuro uso. Utilizando pó de serragem de madeiras escuras e cianoacrilato e a serragem em camadas compactadas, fui preenchendo os defeitos até sobrepassar o limite superior destes. Utilizei fita crepe para proteger a madeira dos excessos da cola, aplicando a fita em todos os contornos dos pontos a serem trabalhados. Seca a mistura, iniciei o processo de lixamento com duas granulações distintas, primeiramente nos locais preenchidos pela mistura, e depois nos locais onde o vapor não havia resolvido o problema. Iniciei o acabamento com a aplicação de três demãos de stain, um leve lixamento com lã de aço após a secagem da terceira demão, seguido de três demãos de Tru-Oil, seguido também de um leve lixamento com a lã de aço, somente para retirar o excesso de brilho. A parte mecânica foi desmontada e toda limpa, pois havia um excesso de óleo em todas as partes internas, provavelmente o óleo lubrificante utilizado ao longo dos anos pelo antigo dono, verteu óleo do orifício do parafuso que fixava a bucha de couro do cilindro, bem como da vedação do cano. Foram trocados, bucha do cilindro, anel de vedação do cano e a mola de propulsão. MATERIAIS UTILIZADOS: - Removedor Striptizi Montana; - Aguarrás Suvinil; - Stain Suvinil; - Tru-Oil; - TekBond 793; - Lixas 220 e 400; -Taco para lixa; - Formão pequeno; - Bom Bril; - Mola impulsora Gamo Big Cat 1000 com redução de três espiras; - Bucha de PU Elite Gamo 68; - Vedação cano de PU Elite Gamo 68; - Pasta G; - Óleo Singer; -Água, sabão, escova de nylon, trapo grosso e ferro de passar. FOTOS:
  47. 1 point
    Ah, se alguém tiver alguma curiosidade, manda pau que eu tento ajudar. E se quiser conhecer o esporte e o campo algum dia, basta me chamar !
  48. 1 point
    Sou iniciante total no tiro de pressão e ainda nem comprei minha primeira carabina, mas tenho pesquisado bastante sobre o assunto já fazem três semanas a fim de poder otimizar meu início nessa prática esportiva e, principalmente, não jogar dinheiro fora. Para início de conversa, imagino quantos iniciantes afobados não gastam uma graninha legal comprando armas que têm aparência imponente, porém oferecem baixa qualidade e/ou são inadequadas para quem começa na prática do tiro esportivo. Em minha primeira pesquisa de preços vi uma CBC Nitro 100 com luneta que enchia os olhos, mas pesquisando descobri que divide opiniões em relação a qualidade e desempenho e, pior, é completamente inadequada para o estilo de tiro de pressão que desejo praticar. A pesquisa cuidadosa permite separar o jôio do trigo e, assim, poder determinar quais as carabinas mais adequadas para o estilo de tiro de pressão que se deseja praticar. Nisso entra os tunnings possíveis para tornar a carabina ainda mais adequada e otimizada, visto que alguns modelos são mais flexíveis nesse ponto e outros mais restritos. Outra coisa que iniciantes no esporte não consideram são os custos agregados tanto da compra da primeira carabina quanto da prática do tiro de pressão, o que poderá resultar em endividamento acima do esperado ou até mesmo impossibilidade de uso da carabina o quanto se gostaria por falta de grana. Vejamos. Frete - Notei que os melhores preços de carabinas de pressão são encontrados em lojas do sul do país (RS, SC e PR), o que traz a questão do frete por transportadora que tem um custo relativamente alto, que varia de R$50 a R$150 dependendo da localização da loja e do comprador; Acessórios - Quem compra uma carabina precisa e deseja comprar alguns acessórios como capa de proteção da carabina, luneta, talvez um bipé, alvos de papel ou metal, para-balas e por aí vai. O gasto com acessórios básicos (luneta excluída) varia entre R$100 e R$200; Chumbos - Basta uma pesquisa rápida para descobrir que não há uma marca e tipo de chumbo que dê certo com determinada marca e modelo de carabina. É a carabina que escolhe o chumbo com que se dará melhor. Considerando isso é importante um teste com várias marcas e tipos de chumbo para se encontrar o mais adequado. Considerando que uma lata de chumbo de boa qualidade custa entre R$15 e R$25 reais (sem o frete de envio) e que se utilize meia dúzia de marcas e tipos diferentes, já temos um gasto entre R$100 e R$150 com isso; Tunnings - Também não é preciso de muita pesquisa para descobrir que as marcas e modelos mais indicados de carabinas podem e merecem receber tunnings, ou seja, troca de peças ou ajustes que as tornam ainda melhores. Esses tunnings geralmente não são muito baratos e muitas vezes exigem o envio das carabinas para que armeiros experientes façam a troca de peças e ajustes, o que significa gastos adicionais com frete. Clube de tiro - Uma boa parte dos iniciantes no tiro esportivo não contam com um local adequado para praticarem o esporte, principalmente os que moram em grandes cidades, o que torna necessário pagar para usar as instalações de um clube de tiro. Em São Paulo (Capital), por exemplo, a diária de um estande varia de R$10 a R$30, o que considerando gastos com deslocamento e tal, resultam em um gasto de pelo menos R$100 mensais para poder atirar uma vez por semana. ATUALIZAÇÃO EM 03/01/12 O perigoso efeito "UAU" - Novatos no tiro de pressão esportivo são muito mais ligados nos aspectos visuais que técnicos das armas, algo que chamo de Efeito "UAU" e que vem do "Uau, que carabina maneira! Olha aquela luneta! Com uma dessas vou ficar igualzinho a um sniper do Modern Warfare." que vem acompanhado de olhares embasbacados. Não é a toa que muitas marcas aproveitam desse efeito para colocarem no mercado carabinas de baixa qualidade técnica que vendem muito porque têm um visual legal que chama a atenção. Portanto, muito cuidado para não deixar que o Efeito "UAU" o faça transformar sua primeira carabina, algo que deveria ser uma experiência legal e instrutiva, em uma grande dor de cabeça. Basta uma pesquisa rápida aqui no fórum para saber de diversos modelos de carabinas visualmente atraentes, a maioria com lunetas, que no final são pouco precisas, mal construídas e que somente farão com que o atirador novato ache que é ruim de tiro quando na verdade é a carabina que não acerta nada de tão ruim. E a melhor forma de evitar essa armadilha é pesquisar com cuidado todas as armas pelas quais você se interessar em termos técnicos e não apenas visuais, lendo relatos de donos do mesmo modelo, procurando se informar se aquele modelo de carabina é realmente bom ou se somente tem aparência bonita. CARABINAS NOVAS VERSUS USADAS - Essa dúvida amargura muitos atiradores novatos, principalmente os que optam por começar a atirar com armas um pouco melhores a fim de otimizarem seu aprendizado. Vejamos com cuidado alguns prós e contras das carabinas novas compradas em lojas e das usadas compradas de outros atiradores. PRÓS das carabinas NOVAS - Podem ser pagas com parcelamentos mais longos, muitas vezes sem juros, permitindo que o atirador com um orçamento não tão folgado possa adqurir uma arma melhor. Muitas vezes é possível conseguir isenção do frete de envio da arma. Vêm com garantia contra defeitos de fabricação. Não apresentam vícios e problemas devido ao mal uso ou a modificações mal feitas ou inapropriadas. Vêm documentadas (com nota fiscal no nome do comprador) como exige a lei, evitando que os donos tenham problemas com a polícia. CONTRAS das carabinas NOVAS - Muitas vezes não são encontradas em estoque e novas remessas podem demorar a chegar. No caso de compras online há sempre o medo e risco de ser vítima de algum golpe por parte de lojas inescrupulosas. Muitas vezes não têm a possibildiade de virem "amaciadas" ou modificadas para se tornarem melhores. PRÓS das carabinas USADAS - São geralmente bem mais baratas que as armas novas em folha. Muitas vezes vêm "amaciadas" ou modificadas pelos antigos donos para se tornarem melhores de usar e mais precisas. CONTRAS das carabinas USADAS - Geralmente o pagamento é a vista no valor total da arma, sendo que alguns vendedores aceitam parcelar por serviços como o Mercado Pago e PagSeguro, os quais, porém, cobram juros. Como muitas vezes a negociação é feita entre pessoas que moram em cidades distingas e não raro distantes, é preciso confiar que o vendedor enviará a arma vendida e que essa arma será exatamente como descreveu, sem vícios ocultos ou pior que o anunciado. Poucas vezes acontece do vendedor pagar pelo frete de envio da arma. Ou seja, é preciso analisar com cuidado as opções de compra que você disponíveis. Algumas vezes a compra de uma arma nova é melhor e mais indicada, enquanto outras vezes a compra de uma arma usada é muito mais vantajosa. De qualquer forma nunca se esqueça que seu dinheiro não aceita desaforos e, por isso, você tem de fazer de tudo para gastá-lo da melhor e mais segura forma possível. RESUMO DA ÓPERA - Novatos do tiro de pressão que querem otimizar seu investimento e começar certo no esporte devem pesquisar muito antes de fazer qualquer compra e, principalmente, listar os gastos que terá e confrontá-los com quanto têm disponível para investir, a fim de não gastarem mais do que podem, algo que não é agradável para ninguém.
  49. 1 point
    A maioria das carabinas de ar do mercado vem de fábrica com miras abertas, com exceção corriqueira em alguns modelos mais potentes, voltados para tiro em maiores distâncias e para os quais se espera a instalação de lunetas. Nesse teste falo de um sistema diferente desses e bem comum no tiro esportivo. São os dioptros, sistema de mira que tipicamente usa um orifício como alça de mira e uma peça circular no lugar da maça. Esse é o sistema empregado nas carabinas de ar olímipicas e em outras provas da ISSF como tiro de precisão a 50m e biatlo. O dioptro é um sistema sem ampliação, mas que usa visada fechada, delimitada pelo orifício da alça e o cículo na maça. O dioptro facilita a visada quando comparado às miras abertas, por alguns motivos: a) Profundidade de campo. O orifício da alça, de pequeno diâmetro, aumenta a profundidade de campo na visada. Ela é a distância em que o atirador consegue ver os elementos em foco. Quando é grande, objetos próximos e distantes se apresentam em foco e quando é pequena, a variação de foco é significativo. b) Precisão da visada. A maça de mira em forma de orifício combina-se de forma perfeita com o sistema de alvo com "bulls-eye", o cículo preto de referência comum nos alvos padronizados. O olho humano têm grande facilidade em detectar simetria. Quando o cículo do alvo é concêntrico ao da maça, a figura de visada favorece a percepção e a reação institiva do atirador. c) Facilidade de visada. O dioptro herda uma facilidade que nasceu com as miras de abertura, ou peep-sight. Estas se baseiam em um orifício na alça, geralmente um pouco maior (perto de 1 mm) e pelo qual se efetua a visada numa maça de mira tradicional (poste retangular ou em V). Ambos os sistemas facilitam a visada por simplificar o processo. Ao olhar pelo orifício da alça, o atirador passa a se preocupar apenas com o alinhamento maça-alvo, ao invés de procurar uma figura de visada composta de alça-maça-alvo. d) Grande distância entre elementos. Por conta da montagem próximo ao olho o atirador, o dioptro conta com uma distância elevada entre alça e maça. Esta favorece a precisão do alinhamento; pequenos desvios do alinhamento maça-alvo têm efeito minimizado em comparação ao alinhamento das miras abertas tradicionais, tipicamente montadas na distância entre as extremidades do cano. O uso Claro, esse sistema não é ideal para todas as modalidades de tiro, pois funciona melhor com referências circulares, que geram a figura de visada em círculos concêntricos. Mas pode ser usado em outras situações; enxergue pelo orifício da alça, alinhe a maça de forma a circundar o alvo e a visada está perfeita. No exterior, onde competições de mira aberta são menos populares, se vêem muitas armas de pressão com dióptro, mesmo armas de mola simples. Por aqui só é comum em carabinas olímpicas (que não são nada comuns). Nosso teste As provas de carabina de mola no Brasil utilizam o alvo de pistola de ar olímpica, mais compatível com a precisão inerente dessas armas que os alvos de carabina olímpica. A diferença no tamanho dos círculos de pontuação se reflete no tamanho do círculo central de referência que passa de 30,5 mm para 59,5 mm. Veja na foto abaixo a diferença; à esquerda, alvos de carabina e à direita, de pistola. Armas como as carabinas Weihrauch oferecem como equipamento de série maças de mira do tipo globo, túneis que podem receber insertos variados com círculos de visada em diferentes medida. As HW vêm de série com 2 insertos desse tipo. Esses insertos têm medida interna de 3,1 e 3,5 mm e são pequenos até para emprego com alvos de carabina de ar. Para usar com o alvo de pistola de ar, precisamos de insertos diferentes. Contactei o Alexandre Patrício aqui do fórum, que fez anteriormente maças de mira alternativas para as HW. Ele gentilmente se dispôs e confeccionar um conjunto de insertos compatível com alvos de pistola de ar para uso a 10 m. Mas qual o tamanho dos insertos? Na teoria Nas carabinas olímpicas o diâmetro interno da maça fica em torno de 4 mm. Alguns atiradores usam menos, mas a idéia é deixar uma folga suficiente para conforto na visada e também para que se mantenha o alvo em visada mesmo com a oscilação da arma ao empunhar. O cálculo, simplificado fica: OM => Distância olho-maça. OA => Distância olho-alvo. DA => Diâmetro do cículo preto no alvo. FV => Folga na visada (espaço entre os círculos do alvo e da maça). DM => diâmetro da maça. OM = 1 m (aproximado) OA = 10 m DA = 0,0305 m (30,5 mm) FV = 0,001 m (1 mm) Para o alvo de carabina então: DM = (OM * DA / OA) + FV = (1 * 0,0305 / 10) + 0,001 = 0,0405 m DM = 4,05 mm Para o alvo de pistola de ar, fica: DM = (OM * DA / OA) + FV = (1 * 0,0595 / 10) + 0,001 = 0,0695 m DM = 7 mm Porém essa conta pode variar bastante dependendo da arma. Na minha HW 35 a distância olho-maça é de 90 cm. Na HW30, cai para aproximadamente 78 cm. Com esses valores: HW35: DM = (OM * DA / OA) + FV = (0,90 * 0,0595 / 10) + 0,001 = 0,06355 m = 6,35 mm HW30: DM = (OM * DA / OA) + FV = (0,80 * 0,0595 / 10) + 0,001 = 0,0576 m = 5,76 mm Na prática Pedi ao Alexandre para confeccionar insertos em 3 medidas: 7,0 - 6,7 - 6,4 mm. O primeiro teste foi na HW30. Montei um dioptro Gamo que adquiri de um colega aqui do fórum. Ele lembra bem conjuntos olímpicos, dispondo de uma proteção para entrada de luz e com graduadores para ajuste de elevação e lateralidade. Tem um orifício fixo bem pequeno, mas não consegui descobrir a medida. Parece bem menos que 1 mm. http://www.gamousa.com/product.aspx?product=Diopter%20%28peep%29%20sight&productID=479 Esse dioptro é um modelo copiado por várias empresas. HW, Daisy, Crossman, Air Arms e Gamo. A versão da Gamo é uma das mais bem construídas, feita na Espanha com um bom controle de qualidade. Abaixo a Air Arms S200 (CZ 200T) com este sistema de miras. Montei primeiro o diptro na HW30S. Na HW 30 comecei o teste com o inserto de 6,4 mm. Como nosso cálculo teórico mostrou, ele fica um pouco grande. Apesar da folga adicional, a visada não é ruim; dá para perceber bem o alinhamento dos círculos. A foto abaixo é uma "representação artística" que mostra a visada obtida. Não é a visão exata do olho, pois a distância focal da lente da câmara é bem diferente do olho e para isso fiz uma "montagem", aproximando o alvo da arma e colocando a câmara perto do cano. Os insertos de 6,7 e 7,0 mm ficaram um pouco grandes para essa arma. Na HW35 a situação melhorou. Os 115 mm adicionais de comprimento revertem em uma proporção mais próxima da adequada para os insertos confeccionados. O inserto de 6,4 mm ficou muito bom; o de 6,7 dá uma visada com mais folga, comparável à da HW30. Abaixo a foto da HW35 e a figura de visada obtida (aproximada). No uso Claro que no começo se estranha. O que notei é que a visada fica muito precisa. Enquanto na mira aberta é precisa disciplina e treino para focalizar perfeitamente a maça e buscar sempre a mesma figura de visada, com o dioptro fica mais fácil; detecta-se com facilidade alterações de posição, pois é fácil notar desalinhamento dos círculos concêntricos. Depois de 20 ou 30 tiros comecei a me habituar. O interessante é a clara visão do eventual desalinhamento na visada; é fácil perceber se o círculo está fora de centro. Idem para se detectar a oscilação na postura durante os tiros. Se nota claramente o efeito no alinhamento dos círculos.
  50. 1 point
    Pedrão, você vai ter muita dica boa aqui no fórum. Eu não consigo falar de todas as armas que você mencionou, mas posso comentar as que conheço, talvez te ajude. Papel 10m, como é conhecida a modalidade oficial CBTE "Carabina de Ar Mira Aberta", é uma categoria criada no Brasil para se tornar competitiva com equipamento relativamente simples. A idéia foi criar algo próximo do tiro de ar comprimido padrão ISSF, como são a carabina e pistola olímpicos, porém com equipamento mais acessível. O regulamento é muito simples. Carabina de cano articulado, mecanismo de mola helicoidal ou à gás, mira aberta. Alvo de pistola de ar olímpica e nenhum equipamento ou vestimenta auxiliar para simplificar. Gosto muito dessa modalidade e tive chance de experimentar algumas das armas que você mencionou. Conheço relativamente bem a HW30S e a HW35. Já atirei um pouco segundo as regras da modalidade com Cometa 400, Gamo Kadet Delta, CBC B12-6, CBC B19-S, Slavia 631, Rossi Dione antiga. O que vem a mente com tua pergunta é que até onde sei, não há arma certa. O resultado depende da combinação da arma e atirador. O que é bom para um pode ser ruim para outro e não há receita definitiva. Te dou minhas impressões. A HW30S é maravilhosa. Precisa, tem excelente comportamento, com mínimo recuo. É fraca mas não muito, mesmo assim é muito precisa. Para quem não conhece, na primeira vez impressiona. Mas... é uma arma leve, com 2,5 Kg. É pouco peso e torna a arma fácil de atirar por longas sessões, mas isso a torna menos estável. Como escutei de um atirador, a HW30S permite resultados excepcionais, mas não perdoa erros de procedimento. Se você erra a postura não vai manter a arma estável por conta da leveza. Em compensação, para quem tem peso e altura pequenos, fica perfeita. Lembre que é pequena, mas a distância da soleira até o gatilho é quase a mesma que da HW35, menos de 1 cm de diferença. A HW35 é o extremo oposto. Com quase 4 Kg ela é uma arma muito estável. Porém seu mecanismo é pesado e isso afeta o tranco da arma. A minha tem mola de 7,5 J e mesmo assim ela é muito sensível à empunhadura. O peso do pistão e da mola combinados é considerável e isso torna a carabina mais delicada para se achar o ponto ideal. O sucesso dela é o peso e o equilíbrio. O comprimento do cano faz o peso pender para a frente e isso te ajuda pois favorece um arco de movimento menor (é mais difícil oscilar a arma, pois ela pesa bem). Mas acaba sendo uma arma mais confortável para quem tem físico maior. A Slavia 631 é um show. Mais fraca que a HW30, mecanismo mais suave e peso intermediário. Somando ao bom comprimento, ela tem estabilidade e recuo mínimo. O gatilho não é sensacional como o das HW, mas é muito bom - não compromete. Nunca atirei com a HW50 e gostaria de experimentar. Você deve ter uma boa idéia dela pois tem praticamente o mesmo mecanismo e o mesmo peso da tua HW57. Os kits de mola e pistão são os mesmos e o que muda é o sistema de municiamento por conta do cano. O que imagino no caso da HW50 é a potência alta demais. A minha Cometa 400 tem ótimo peso e proporção para papel 10m, mas a potência não ajuda. A minha tem uma mola aliviada, mas atinge 250 m/s o que deve ser próximo da tua HW50. Sei que muitos atiradores fazem excelente pontuação com essa arma, assim como com a HW50. A Air Rifle Headquarters (a loja do Jim Maccari) vende um kit de baixa potência para a HW50, com 7,5J. Com um pouco mais de peso e potência menor que a HW30, deve ficar ótimo. Também não atirei com a 634. Sei que é uma versão mais forte da 631; não deve ser ruim, mas imagino que a potência extra não deve trazer benefício para essa modalidade. Emendando no assunto, não precisa de uma arma top para ter resultado. A Gamo Kadet Delta, a B12-6 e a Rossi antiga têm o mesmo problema do baixo peso e acrescentam alguns defeitos toleráveis porém visíveis. Todas têm gatilhos pesados, um pouco menos no caso da Gamo, um pouco mais na B12, muito pesado na Rossi. Aqui depende do atirador, com boa técnica se resolve isso. Mas não dá para comparar com o gatilho Rekord das HW, nem de longe. A B19-S, com coronha sintética, para mim foi uma decepção. Muito, muito forte e ao mesmo tempo desbalanceada (por conta da coronha). Sei de gente que arrasa com essa arma, mas não recomendaria frente às que você elencou. Um resumo para você: HW30S: vem pronta para uso. Se for adequada para teu peso e tamanho, é perfeita. HW35: de fábrica é muito forte. Troque a mola pela de 7,5J. Slavia 631: excelente em peso, tamanho, suavidade. Precisa de uma afinada no gatilho para ficar legal. HW50: compare com tua 57. Slavia 634: 10% mais fraca que a tua 57 mas com o equilíbrio da 631. Você já tem HW então já tem um sistema de miras nota 10. Não tem nada melhor no mercado. O da Slavia é pior, por não dar opção, mas é bem razoável. Recomendo o poste largo e a alça mais larga - veja esses artigos abaixo: http://www.australiancynic.com/NYGORD.htm#_What_About_Sights? http://www.australiancynic.com/NYGORD.htm#_So_that%27s_why []s *Saran
























Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear



×
×
  • Create New...