Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

I g o r

CA Gold
  • Content Count

    292
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    7

Everything posted by I g o r

  1. José Manoel, apenas deixando claro que respeito muito sua opinião e a iniciativa que tomou em promover o esporte. Todos sabemos como é difícil manter o esporte vivo nas condições atuais que passamos. A questão não é purismo, apenas seguimos as regras praticadas no mundo todo. Com isso temos a possibilidade de competir em nível nacional e internacional, como aconteceu este mês no campeonato mundial em que participamos. Limitando-se a uma regra específica e praticada apenas dentro de um clube, não há chance de crescimento em nível nacional ou internacional. Isso apenas divide ainda mais o esporte. Gostei da ideia do Pin Target e queria um dia poder atirar. Parece bem divertido, parabéns pela ideia. Em nenhum momento houve desmerecimento dos atiradores da Sniper de Franca - SP e os respeito muito pelas pontuações atingidas. O foco do benchrest é a precisão máxima e para isso tentamos e conseguimos eliminar muitas variáveis, como qualidade do equipamento, munição, apoios frontais e traseiros e condições climáticas. Tudo isso para tentar atingir uma pontuação de 250 pontos e se possível com 25X. Creio que apenas quando alguém chegar (se chegar) à esse ponto, com regularidade, muitos de nós concordaríamos em adicionar algum fator que dificultasse uma prova já muito difícil por natureza. A prova de fogo circular (22LR) de 25 metros da WRABF acabou de ser extinta, pois em os 26 primeiros colocados fizeram 250 pontos em todos os alvos, fazendo o desempate apenas na quantidade de X e no First Miss. Porém no ar comprimido dentre os 118 atiradores, apenas 5 fizeram 250 pontos em um alvo.
  2. José Manoel, boa noite. O benchrest como o conhecemos hoje, segundo algumas publicações e livros, existe desde 1944, porém outras publicações afirmam que em 1963 a classe Hunter Class Rifle foi criada. Desde então sempre utilizou-se apoios frontais e traseiros. O benchrest é uma modalidade de tiro esportivo que NÃO tenta de forma alguma imitar o tiro de combate. O Benchrest busca a precisão máxima do atirador, levando em considerações variáveis como equipamento, munição, balística e condições climáticas. Por isso cada vez mais, ano após ano, surgem novas armas, front rests, rear bags, munições, bandeiras de vento e outros equipamentos. No tiro de combate também não se utiliza bandeiras de vento, nem front rest (usa-se bipé na maioria dos casos), o atirador não atira sentado ao lado ou atrás de uma mesa e sentado em um banco. Pergunto, qual a semelhança? O USBR (United States Benchrest http://usbr.benchrest.net) é uma das vertentes do Benchrest, criada nos EUA e com regras próprias. E diga-se de passagem, ninguém atira isso por lá, é uma modalidade semi-morta atualmente. Outras vertentes existem, assim como a mais popular hoje WRABF (www.wrabf.com), existindo também a USBR, IBS, UKBR, ARA, ERASBF, RBA e NBRSA. Cada uma com suas diferenças nas regras e alvos. USBR possui regras próprias, inclusive traduzidas oficialmente para o Português pela CBTE e necessitam ser seguidas. Caso desejem modificar as regras do USBR, não poderão chamá-lo de USBR, é necessário ter outro nome. Talvez esteja confundindo USBR com Benchrest. Benchrest é a modalidade em geral, mas USBR é uma vertente do Benchrest criada por um grupo independente. O USBR possui as regras atuais porque estas sempre foram e sempre serão utilizadas. Não há "lógica" que irá abolir o uso de apoio traseiro no USBR, IBS, WRABF, UKBR, ARA, ERASBF, RBA e NBRSA. Caso venha a existir uma nova modalidade com essa restrição, com algum outro nome, cabem aos atiradores decidirem se querem praticar essa nova modalidade. Engana-se ao crer que poucos praticam o esporte. Pode ser uma realidade brasileira, mas não mundial. Acabo de voltar do campeonato mundial de benchrest na República Tcheca, o maior evento de benchrest já sediado em todo o mundo. Foram mais de 118 atletas de 20 países participando do evento. Saiba mais em www.wrabf.com O que é vida real? Vida real é aquilo que existe. Benchrest existe, apoio traseiro no benchrest existe. Há outras modalidades de tiro esportivo que tentam imitar o tiro de combate militar, mas o Benchrest não é uma delas. Abraço!
  3. Dificultar mais? O benchrest já tem dificuldades suficientes e tantas variáveis, que não faz sentido.
  4. Ah bom! Entendi errado mesmo. Com o seu tutorial detalhado fica fácil se familiarizar com o procedimento, para quem ainda não tem CR.
  5. Luiz, não entendi o motivo de você dizer que o CR para atirador de ar comprimido não traz benefício. Somente o fato de poder importar lunetas legalmente (restritas ou não), o fato de você poder possuir lunetas de uso restrito e estar dentro da lei, não ter dor de cabeça ou ser preso em uma blitz por causa de uma luneta restrita; tudo isso já não é uma GRANDE vantagem?
  6. Vou escrever um tópico sobre o assunto lunetas e legislação, visto que já postei aqui N vezes mas o pessoal sempre fica em dúvida sobre as lunetas. Mais uma vez: NÃO EXISTE APOSTILAMENTO DE LUNETA, EM QUALQUER TIPO DE ARMA, AR COMPRIMIDO OU E FOGO.
  7. O TBT testou hoje os Pyro Target. http://www.youtube.com/watch?v=gCY3uRUzZXk
  8. Algumas vezes o Exército faz vistorias surpresas durante provas nos clubes. Eles chegam, conferem todas as armas e guias de tráfego. Nunca se sabe o que vão vistoriar, se resolverem questionar sobre a luneta, o mínimo que precisará é mostrar que tem CR. Luiz Ferrarini, lunetas não são apostiladas, seja em armas de pressão ou de fogo. Tendo CR o Exército não vai incomodar o dono da luneta. Pode acontecer de pedirem o comprovante de origem lícita, um CII e a GDA de importação nesse caso. Mas não é regra, geralmente não incomodam quem tem CR.
  9. Marco, de repente é uma ideia boa. Para segurar a miçanga talvez pode ser um nó ou queimar a linha.
  10. O valor da CBTE é 130 no primeiro ano e 250 nos anos seguintes.
  11. Pessoal, criei um tópico para unir os dois vídeos que fiz. Acabei de fazer o vídeo comparativo entre pellets de limpeza e patch. Espero que gostem. http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php/topic/6723-limpeza-de-cano-como-fazer-e-o-que-usar/
  12. Amigos atiradores de ar comprimido, Compartilho aqui um tutorial sobre limpeza de canos em armas de ar comprimido. No primeiro vídeo ensino como fazer a linha para limpar com o patch, ensino o que é e como fazer o patch e posteriormente o procedimento de limpeza. http://www.youtube.com/watch?v=3F_IjT990hs No segundo vídeo faço uma comparação entre dois métodos comuns de limpeza: o patch e o pellet. A limpeza foi feita após 60 disparos com chumbo JSB Heavy. Foram utilizados 5 pellets e depois passado o patch para verificar o quanto de sujeira ainda restava no cano após os pellets começarem a sair limpos. Noto que o pellet é muito pouco eficiente em relação ao patch. Após 5 pellets, a sujeira restante no cano era equivalente a ter passado um patch apenas, ou seja a eficiência de um pellet é apenas 20% de um patch. É importante notar que após uma quantidade de pellets passada no cano, este não consegue retirar mais sujeira, sendo esta sujeira restante apenas removível com o uso de patch. http://www.youtube.com/watch?v=eV7wZy-c8oM Visitem o site do Time Benchrest Triângulo -> www.benchrest.com.br Quem gostou do vídeo, clique no joinha. Inscreva-se no canal pois terão sempre novidades! Obrigado.
  13. Gian, realmente o cano limpo é bom. Apenas uma dica, caso ainda não tenha ouvido falar: o boresnake precisa ser lavado sempre para não acumular sujeira, pois esta vai agindo como abrasivo no cano. Curiosidade: o chumbo Holme é fabricado pela JSB
  14. Eu vou fazer outro video mostrando a limpeza do VFG, vou passar uns pellets no cano e depois vou passar o patch para mostrar o quanto de sujeira ainda fica para trás.
  15. Ivan, eu já comprei esses pellets do eBay e não recomendo. São ruins, muito curtos e não limpam satisfatoriamente. Mesmo se colocar uns 5 no cano, um atrás do outro, não fica bom. Os da VFG já não limpam com a mesma eficiência do método linha + patch, no máximo eles dão uma limpada na sujeira mais grossa, mas não deixam limpos. Eu acho muito caro pelo resultado que eles têm. Ou seja, sugiro ficar com a linha + patch que é o mais barato e eficiente. Mas a escolha é pessoal.
  16. Charles, não me entenda mal, ninguém aqui quer discutir ou lamentar! Mas ficou engraçado a forma como você disse, você usou a palavra "frescura". Geralmente quando alguém diz que uma coisa é frescura, quer dizer implicitamente que aquilo é desnecessário para essa pessoa! Só isso. Ainda misturou o vento (que é um fator importante) com fatores irrelevantes e frescos, como cor do céu e alinhamento astral. Foi em tom de brincadeira e eu ri
  17. Williams, realmente o custo de usinagem e fabricação da peça fica alto. Porém podem haver atiradores interessados. Vamos supor R$600 em um regulador que seja confiável e com resultados ótimos, é muito mais barato que comprar uma arma regulada de fábrica. Para o pessoal que tenha Hatsan e outras armas sem regulador, compensa. Pois o valor de uma arma regulada de fábrica é de R$5000 para cima. As tops mesmo passam de R$8000 fácil. Existem reguladores mais baratos? Sim, o Altaros por exemplo. Mas a válvula é ruim e não confiável. Raramente vemos alguém que instalou e teve os resultados esperados. Veja a quantidade de válvulas Altaros para venda nos classificados, é um sinal que quem comprou, não gostou. O que é bom ninguém quer revender. Fora a dificuldade em sanar problemas técnicos. O Altaros custa a responder um email em inglês, coerente e respondendo aos questionamentos feitos. Um suporte técnico no Brasil para uma válvula fabricada aqui, é muito melhor. Se eu tivesse uma arma não regulada e tivesse que pagar R$600 por um regulador que realmente tivesse os resultados garantidos e confiáveis, compraria na hora.
  18. Ué Charles, o Pedro tirou do seu próprio texto. Destaquei para você localizar.
  19. Olá pessoal, há algumas atualizações no site, incluindo os resultados da última etapa e o tutorial de limpeza de cano (em artigos). Em breve terá muitas novidades!
  20. "Não dê ouvidos às intrigas e calúnias; só a árvore que produz frutos é que se vê apedrejada, para deixá-los cair. A árvore estéril ninguém dá importância. A calúnia, muitas vezes, é uma honra para quem a recebe. Não pare seu serviço por causa da calúnia. Se pára de fazer o que estava fazendo, dá razão ao caluniador. Siga à frente, e todos acabarão calando-se e no fim ainda baterão palmas ao seu trabalho." C. Torres Pastorino
  21. Sim, como dito pelo Karolaza, pode ser usada para competição, ao menos ma modalidade USBR (outras modalidades não sei dizer). Se encaixa na categoria mola, inclusive o Walter Lobão tem uma Diana 54 com esse sistema e está atirando com ela nas etapas do mineiro e brasileiro! Charles você confundiu o sistema sem recuo de armas de mola com as rail guns. São diferentes os sistemas e as rail guns não são permitidas pela CBTE. Já o sistema de mola sem recuo é permitido, pelo menos no USBR. Rail gun: http://en.wikipedia.org/wiki/Rail_gun
×
×
  • Create New...

WhatsApp Image 2020-04-05 at 13.11.15.jpeg