Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

vokuyama

Instalação Gás Ram: cilindro para frente ou para trás?

Posts Recomendados

vokuyama    4

Amigos, tenho uma B19 com kit Elite de 40Kg. Kit completinho com pistao aliviado. Na instruçao dos kits com pistao aliviado manda instalar com o cilindro virado para frente.

 

Porem acho que por isso ela está dando muito recuo.

 

Agora comprei uma Gamo CFR e percebi que nos esquemas da Elite está a mesma coisa, com o cilindro pra frente. Porem olhei no site da Gamo a versão IGT que vem com gasram de fabrica e a aste é para frente, cilindro para tras!

 

Repito, na Gamo CFR IGT o gas ram é com a aste pra frente. Vi um cara no You Tube reclamando do GR da Elite, pensei que talvez seja por isso, pela montagem com o cilindro pra frente que a Elite indica.

 

O que vcs acham? O cilindro socando junto com o pistão teoricamente não daria mais tranco? Com o tempo não estragaria mais propicio a estragar o GR?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Segue o video ai que vai dar certo.

https://youtu.be/hG0CizFUBBg

 

No video a parte fina do cilindro vai na direção do cano.

Acho que isso varia de uma carabina para outra pq na minha cometa o pistao fica ao contrario da B19 do video,com a parte fina virada para o gatilho.

 

 

Talvez seja so impressao sua por estar acostumado com a mola ou seja efeito diesel da graxa da bucha.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lulavc    3

O tutorial no site da Elite está defasado. O cilindro entra igual ao video acima.

 

Enviado de meu GT-N7100 usando Tapatalk

  • Upvote 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vokuyama    4

Amigos, obrigado.

 

Então na verdade o tutorial está mesmo defasado segundo o Juliano Airguns, mas não é só isso. O kit antigo que é o meu a mola era instalada com o cilindro pra frente e aste pra tras quando se utilizava pistão aliviado, nos pistões originais sempre foi com a aste pra frente. Agora corrigiram e de qualquer forma é sempre com a aste pra frente e cilindro virado pra tras!

 

Agora vou corrigir da minha B19, só tenho um problema, vou ter que comprar um centralizador do cilindro para colocar na culatra, já que o kit antigo não tinha.

 

Um abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Líbero    57

A única diferença que notei na minha B 19S é que com o cilindro na culatra e a haste no pistão, a potência do tiro fica levemente mais fraca e o recuo quase inexistente.

Com o cilindro dentro do pistão e haste na culatra, fica um pouco mais potente e com um pequeno recuo. É assim que uso.

Editado por Líbero
  • Upvote 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
EduBacha    276

Olá.

Eu sempre instalo o GR com a haste para dentro do Pistão.

Em teoria:

  • GR com haste para frente ( haste dentro do pistão) = menor recuo
  • GR com haste para trás (corpo do GR para dentro do pistão) = maior recuo

 

MAS, não é Lei. Depende do tamanho do GR e do espaço de dentro da câmara da carabina.
Explico: independente da forma como o GR for instalado, se o GR não sofrer a compressão recomendada pela fábrica, de alguns mm até 1cm em média, o recuo será aumentado, junto com as vibrações.
Em carabinas com câmara muito comprida, isso é comum. Por isso que muitas vezes é necessário mandar fazer uma arruela mais grossa para centralizar o GR...

 

Quando o GR é muito forte, essa diferença de recuo relacionada ao espaço interno da câmara da carabina se intensifica.

 

Quando o GR é menor, tanto em potência quanto em comprimento (ex.: os GR de 35 Kg, 40 kg de 18cm, para as cometas 220 e similares), essa disparidade de recuo é menos acentuada.

 

 

Experimente colocar uma arruela com uns 2mm a mais de espessura, talvez melhore bastante!

 

Se essa compressão inicial do GR estiver adequada, a diferença de recuo entre o GR com haste para frente ou cilindro para frente diminuirá.

 

Quanto à questão de o GR sofrer maior desgaste com o pistão para frente... Eu não concordo plenamente. Os GR produzidos no Brasil são referência mundial, a frente do cilindro é bem reforçada para aguentar os impactos. No entanto, por precaução e para evitar riscos no GR devido ao atrito metal/metal, eu coloco uma arruela de couro bovino entre o GR e o pistão quando o GR é instalado com o cilindro dentro do pistão.

 

Abraço,

Bacha.

  • Upvote 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vokuyama    4

Olá.

 

Eu sempre instalo o GR com a haste para dentro do Pistão.

 

Em teoria:

 

  • GR com haste para frente ( haste dentro do pistão) = menor recuo
  • GR com haste para trás (corpo do GR para dentro do pistão) = maior recuo

 

MAS, não é Lei. Depende do tamanho do GR e do espaço de dentro da câmara da carabina.

Explico: independente da forma como o GR for instalado, se o GR não sofrer a compressão recomendada pela fábrica, de alguns mm até 1cm em média, o recuo será aumentado, junto com as vibrações.

Em carabinas com câmara muito comprida, isso é comum. Por isso que muitas vezes é necessário mandar fazer uma arruela mais grossa para centralizar o GR...

 

Quando o GR é muito forte, essa diferença de recuo relacionada ao espaço interno da câmara da carabina se intensifica.

 

Quando o GR é menor, tanto em potência quanto em comprimento (ex.: os GR de 35 Kg, 40 kg de 18cm, para as cometas 220 e similares), essa disparidade de recuo é menos acentuada.

 

 

Experimente colocar uma arruela com uns 2mm a mais de espessura, talvez melhore bastante!

 

Se essa compressão inicial do GR estiver adequada, a diferença de recuo entre o GR com haste para frente ou cilindro para frente diminuirá.

 

Quanto à questão de o GR sofrer maior desgaste com o pistão para frente... Eu não concordo plenamente. Os GR produzidos no Brasil são referência mundial, a frente do cilindro é bem reforçada para aguentar os impactos. No entanto, por precaução e para evitar riscos no GR devido ao atrito metal/metal, eu coloco uma arruela de couro bovino entre o GR e o pistão quando o GR é instalado com o cilindro dentro do pistão.

 

Abraço,

 

Bacha.

 

Excelente Bacha, obrigado por compartilhar sua experiencia.

 

Mas ousando discordar no sentido de que o cilindro para frente ele estaria movimentando uma quantidade de massa maior (o proprio cilindro) e socando ele contra o fundo da camara.

 

No meu eu me lembro bem que o GR ficou mais do que os 3mm de recomendação pressionado.

 

Mas eu vou fazer a inversão para testar e vou postar as impressões!

 

A única diferença que notei na minha B 19S é que com o cilindro na culatra e a haste no pistão, a potência do tiro fica levemente mais fraca e o recuo quase inexistente.

Com o cilindro dentro do pistão e haste na culatra, fica um pouco mais potente e com um pequeno recuo. É assim que uso.

 

Vou ainda observar e cronografar com meu cronografo chines meia boca para ver as diferenças. Se possivel vou filmar o tranco da coronha em meu rosto.

 

Na verdade o meu GR é de 40KG, mesmo com a aste para frente ou para tras não era para estar dando quase recuo nenhum.

 

Enfim, agora em dezembrou vou estar mais livre e vou fazer a manutenção das armas.

 

Obrigado amigos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Líbero    57

 

Excelente Bacha, obrigado por compartilhar sua experiencia.

 

Mas ousando discordar no sentido de que o cilindro para frente ele estaria movimentando uma quantidade de massa maior (o proprio cilindro) e socando ele contra o fundo da camara.

 

No meu eu me lembro bem que o GR ficou mais do que os 3mm de recomendação pressionado.

 

Mas eu vou fazer a inversão para testar e vou postar as impressões!

 

 

Vou ainda observar e cronografar com meu cronografo chines meia boca para ver as diferenças. Se possivel vou filmar o tranco da coronha em meu rosto.

 

Na verdade o meu GR é de 40KG, mesmo com a aste para frente ou para tras não era para estar dando quase recuo nenhum.

 

Enfim, agora em dezembrou vou estar mais livre e vou fazer a manutenção das armas.

 

Obrigado amigos

Ha ha ha ha... No meu cronógrafo "Ipê" a penetração foi maior quando o cilindro ficou dentro do pistão, coisa de mais ou menos 10%,

Deduzo então, que isso ocorreu por causa do aumento da massa em deslocamento (pistão + cilindro de Nitrogênio) versus (pistão + haste do GR).

No meu caso é um GR Rossi de 50 Kg e o ponto de equilíbrio mostra que o cilindro é mais pesado do que a haste.

Acho excelente a sua iniciativa de cronografar e filmar o teste, pois o resultado com dados mais científicos e objetivos ficará muito mais claro.

  • Upvote 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vokuyama    4

Ha ha ha ha... No meu cronógrafo "Ipê" a penetração foi maior quando o cilindro ficou dentro do pistão, coisa de mais ou menos 10%,

Deduzo então, que isso ocorreu por causa do aumento da massa em deslocamento (pistão + cilindro de Nitrogênio) versus (pistão + haste do GR).

No meu caso é um GR Rossi de 50 Kg e o ponto de equilíbrio mostra que o cilindro é mais pesado do que a haste.

Acho excelente a sua iniciativa de cronografar e filmar o teste, pois o resultado com dados mais científicos e objetivos ficará muito mais claro.

 

Libero, mas e aí cara? Como vc está utilizando agora? Notou diferença no tranco invertendo o GR?

 

Com GR de 50 Kg a diferença deve ser mais visível ainda!

 

Meu cronografo chines é de airsoft, funciona malemale, rs, mas vou tentar cronografar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Líbero    57

 

Libero, mas e aí cara? Como vc está utilizando agora? Notou diferença no tranco invertendo o GR?

 

Com GR de 50 Kg a diferença deve ser mais visível ainda!

 

Meu cronografo chines é de airsoft, funciona malemale, rs, mas vou tentar cronografar.

Conforme postei acima, estou usando com o cilindro de gas dentro do pistão e haste na culatra (devidamente centralizado com calços e arruelas).

O recuo é um pouco maior do que com a haste no pistão, porém continua menor do que com a mola original e não tem o efeito Tóóiiimmm da torsão da mola.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vokuyama    4

Conforme postei acima, estou usando com o cilindro de gas dentro do pistão e haste na culatra (devidamente centralizado com calços e arruelas).

O recuo é um pouco maior do que com a haste no pistão, porém continua menor do que com a mola original e não tem o efeito Tóóiiimmm da torsão da mola.

Perfeito amigo. Qual a sua arma? Estou pensando em manter em duas armas novas a mola helicoidal encamisada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Líbero    57

Perfeito amigo. Qual a sua arma? Estou pensando em manter em duas armas novas a mola helicoidal encamisada

É uma B19 S, calibre 4,5.

Na minha modesta opinião, a modificação que efetivamente contribui para a melhoria da arma é o amaciamento e encurtamento do curso do gatilho.

Não cheguei a fazer o encamisamento da mola, mas a lógica diz que deve diminuir o efeito vibração - e a um custo praticamente zero.

  • Upvote 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×