Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

José Jeronymo de Mesquita

Members
  • Content Count

    39
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Brazil

Community Reputation

1 Neutro

About José Jeronymo de Mesquita

  • Rank
    Novato
  • Birthday 03/23/1977
  • Age 42

Profile Information

  • Sua Localidade
    Águas de São Pedro - SP
  • Age 42

Recent Profile Visitors

233 profile views
  1. O sistema PCP é uma evolução. Não há muito o que discutir, se estivermos falando de exatidão e precisão. Se qualquer membro do fórum recebesse uma proposta de ganhar R$1.000.000,00 para acertar um dado alvo a 50 metros, podendo dar apenas 1 disparo, porém podendo escolher qualquer carabina de mola ou PCP encontradas no mercado, quem aqui escolheria uma carabina de mola no lugar de uma Steyr ou de uma FX? Exatidão e precisão são dois dos critérios mais importantes na avaliação entre dois sistemas de tiro diferentes. Há outros quesitos, que dependendo da utilização, também podem ser igualmente importantes, mas somente se a precisão e a exatidão forem suficientemente boas. Me refiro a durabilidade, manutenção, peso, custo etc. Por exemplo, de nada adiantaria comparar uma carabina a mola com algum sistema hiper-preciso e tão avançado que jamais chegaria ao mercado por custar 300 mil reais cada carabina. Já as PCPs, ao contrário, são bastante acessíveis. Um pouco mais caras que as carabinas de mola, mas nada que as torne impossíveis de serem adquiridas. Por esses motivos eu considero, sim, as PCPs uma clara evolução quando estamos falando de carabinas de ar, e quando estamos falando de tiro esportivo. Tenho um amigo que dirige um Porsche 911 da década de 70, e ele, que tem recursos e já dirigiu outros modelos das décadas de 90, 2000, e 2010, afirma sem titubear que não troca o 74 dele por nenhum outro, pois nenhum lhe dá o mesmo prazer ao dirigir. Desde o ruído do motor, até a falta de direção hidráulica e freios ABS, tudo o torna diferente de um carro moderno. Ele também consegue "sujar as mãos" fazendo a manutenção em um carro de uma época onde a mecânica dos automóveis era muito mais simples. Ele mesmo conserta, regula, troca peças, o que para alguns é uma outra fonte de prazer além do prazer de dirigir. Um Porsche 2018 é uma clara evolução sob todos os ângulos da engenharia automobilística. Eu não vou discutir isso, não vou argumentar o contrário. É assim com as PCPs. Eu conheço as PCPs. São mais exatas, mais precisas, têm menos recuo e em geral menos ruídos que as carabinas a mola. Hoje em dia, no entanto, eu só tenho carabinas a mola. Adoro atirar e sentir o recuo que elas fazem. Adoro abrir a carabina para mexer nela. Adoro colocar uma latinha no bolso e estar pronto para passar o dia inteiro atirando, sem ter que me preocupar com nível de pressão, com bomba ou compressor, com tanques que não cabem em nenhum bolso de casaco que eu tenha visto até hoje. Adoro a simplicidade de uma bela arma a mola, em contraponto à complexidade das PCPs. As PCPs são a meu ver uma clara evolução, mas a minha Weihrauch a mola é meu Porsche 74.
  2. Boa noite José... Poderia esclarecer algumas duvidas q tenho a respeito da carabina hw 77 5.5 ?vc já cronografou a carabina ? ( se sim)Qual VO ela está? Tens fotos de agrupamentos feitos com a arma? Foi feito algum tuning na arma? Se quiser,me chama no whats...54 999862986...Obrigado...

×
×
  • Create New...