Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Tactical Paradise

DFPC alerta sobre comércio de lunetas

Posts Recomendados

sergiolopes    24

Mas seria interessante que esse movimento fosse encabeçado por praticantes de tiro esportivo de fato, quem participa de provas, é filiado a clubes, federações, etc.

 

Algo assim precisa de muita credibilidade

o problema e que em muita cidade que não tem clube de tiro para se filiar. eu moro no interior e aqui não tem mais clube de tiro, o clube de tiro mais perto da minha cidade fica a 412 km. por isso e interessantes todos se unir, ate quem não e filiado a clube de tiro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
TFHG    65

Sim, Sergio.

Mas se a bandeira e o esporte mister que esportistas de fato assumam a organização... Não digo que apenas esses devem participar, mas esses são cruciais quando se utiliza o lado esportivo do tiro

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
bordoni    98

Sérgio,realmente precisamos de federados e competidores para dar peso e legitimar o lado esportivo do negócio,mas todos juntos com um só objetivo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
JJB    8

Não seria interessante criar um tópico para discutir isso Bordoni?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Ylram    560

Não seria interessante criar um tópico para discutir isso Bordoni?

Ótimo.

Aproveito a oportunidade para lembrar aos colegas que o espaço para discussão vocês já tem, é aqui no CA.

E assim como o fórum em si, o sucesso da iniciativa está diretamente relacionado com a participação de todas as pessoas. Não se pode pensar que é algo do tipo "fulano está providenciando" ou que basta um "estou dentro", é preciso iniciativas concretas (como, quem, onde, quando, porque).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
JJB    8

Boa... Já li tanto sobre isso aqui no fórum, mas a maioria das vezes as ideias boas se perdem no meio do mimimi, um tópico que discutisse de fato se é possível ou como é possível nos organizarmos em um movimento será muito legal

Editado por JJB

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aqui tá cheio de gente que reúne estas condições,vamos conversando para amadurecer a ideia.

Em tempo:Tenho certeza que ninguém aqui quer ficar a margem da lei,então acho que o objetivo é que a legislação de armas de ar seja mais coerente para que os praticantes possam se cadastrar,se documentar e enfim estarem totalmente dentro da lei.O que não dá é para sermos submetidos a mesma legislação para compra de uma luneta para prática do tiro com arma de ar que um atirador que compra um 308 ou um .45

 

Não acho que esteja "cheio" de gente. Acho até que tem um ou outro.

 

Eu já levantei essa bandeira em 2010 quando saiu a portaria do 2 do COLOG. E não deu eco.

 

Desde o fórum Airgun em seus áureos tempos ( 2009 ) existiu essa vontade de representatividade para as armas de pressão. Mas na época o bacana era apoiar o MVB. Muitos tinham debaixo do avatar no fórum a frase "Filiado ao MVB". Havia descontos em uma coisa ou outra se fosse "Filiado ao MVB".

 

Até hoje muitos dos sites de Armas de Pressão tem uma idolatria pelo trabalho do Benê Barbosa como se ele tivesse feito alguma coisa pelas armas de pressão. Até aqui no CA tem Espaço para o MVB. E qual foi a coisa de concreto que o MVB fez pela nossa comunidade? O MVB tem preocupações muuuito maiores que é lidar com as ONGs desarmamentistas por causa do porte e das armas de fogo. Nossa representação através do MVB, na minha avaliação pessoal é zero.

 

Nos últimos 7/8 anos quem melhor representou o interesse das armas de pressão foram os desbravadores do Airsoft no Brasil. Um grupo de meia dúzia de pessoas que desde 2003 tem ido procurado conversar com as autoridades. E de tanto encher o saco, o DFPC já os chama para reuniões e audiências públicas. Tiraram o airsoft do zero ( era visto como simulacro ) e hoje tem legislação complementar que pode não ser perfeita mas tem. Ninguém mais pode taxar airsoft de simulacro. Está na Lei. É Arma de Pressão.

 

No nosso meio, pode ser uma visão meio míope a minha, o pessoal quer facilidades para si mas na hora de por a mão no bolso e se organizar financeiramente não tem iniciativa nenhuma. O caminho era ter uma Federação, Associação ou o que fosse para no mínimo ser ouvido nas reuniões com o EB.

 

Não se trata de Liminar ou nada parecido. Ninguém tem que começar pela justiça. Justiça é para quando a conversa não dá certo. O que eu concordo é que o tiro de pressão não tem voz em Brasilia. Não senta a mesa com os legisladores do EB. E quem deveria fazer isso são os logistas que vendem armas de pressão. quem acompanha o mercado e tem interesse que ele cresça. Pelo menos no Airsoft é assim. Os caras que criaram as primeiras lojas e o pessoal do fórum Airsoft Brasil se mobilizaram e a coisa deu fruto ( e até saiu do controle deles ). Mas decolou.

 

O tiro de chumbo não tem uma comunidade reunida em torno de objetivos comuns. Veja:

 

Quem atira no olímpico segue as regras que existem e não precisa se preocupar com lunetas, por exemplo. Não tão nem aí pra isso.

Quem atira FT ou Benchrest em clubes em torneios dos próprios clubes não tem o respaldo de Federações e Confederação como o pessoal do olímpico tem ( CBTE, Federações ).

Os grupos que reunem atiradores em torneios online poderia montar uma associação mas estão mais voltados a fazer virar suas estruturas e seus torneios ( Tiro Virtual, Academia do Tiro )

Os pessoal do informal não tem uma associação com decisões formais. No máximo falam num fórum aqui e outro lá.

 

Então fica difícil.

 

Voltando rapidamente ao exemplo do airsoft, eu conheço 3 pessoas que foram a Brasilia e levaram as armas para mostrar para capitães, coronéis e generais. Mostraram como é no exterior, mostraram que as armas poderiam ser diferenciadas das armas de fogo pela ponta laranja e muita coisa do que eles falaram e mostraram virou lei complementar pelas portarias do COLOG.

  • Upvote 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
leoreiki    9

Apoiado. Embora neófito por aqui, tenho muito interesse em ajudar na causa.

 

Enviado via Phone

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
JJB    8

 

Não acho que esteja "cheio" de gente. Acho até que tem um ou outro.

 

Eu já levantei essa bandeira em 2010 quando saiu a portaria do 2 do COLOG. E não deu eco.

 

Desde o fórum Airgun em seus áureos tempos ( 2009 ) existiu essa vontade de representatividade para as armas de pressão. Mas na época o bacana era apoiar o MVB. Muitos tinham debaixo do avatar no fórum a frase "Filiado ao MVB". Havia descontos em uma coisa ou outra se fosse "Filiado ao MVB".

 

Até hoje muitos dos sites de Armas de Pressão tem uma idolatria pelo trabalho do Benê Barbosa como se ele tivesse feito alguma coisa pelas armas de pressão. Até aqui no CA tem Espaço para o MVB. E qual foi a coisa de concreto que o MVB fez pela nossa comunidade? O MVB tem preocupações muuuito maiores que é lidar com as ONGs desarmamentistas por causa do porte e das armas de fogo. Nossa representação através do MVB, na minha avaliação pessoal é zero.

 

Nos últimos 7/8 anos quem melhor representou o interesse das armas de pressão foram os desbravadores do Airsoft no Brasil. Um grupo de meia dúzia de pessoas que desde 2003 tem ido procurado conversar com as autoridades. E de tanto encher o saco, o DFPC já os chama para reuniões e audiências públicas. Tiraram o airsoft do zero ( era visto como simulacro ) e hoje tem legislação complementar que pode não ser perfeita mas tem. Ninguém mais pode taxar airsoft de simulacro. Está na Lei. É Arma de Pressão.

 

No nosso meio, pode ser uma visão meio míope a minha, o pessoal quer facilidades para si mas na hora de por a mão no bolso e se organizar financeiramente não tem iniciativa nenhuma. O caminho era ter uma Federação, Associação ou o que fosse para no mínimo ser ouvido nas reuniões com o EB.

 

Não se trata de Liminar ou nada parecido. Ninguém tem que começar pela justiça. Justiça é para quando a conversa não dá certo. O que eu concordo é que o tiro de pressão não tem voz em Brasilia. Não senta a mesa com os legisladores do EB. E quem deveria fazer isso são os logistas que vendem armas de pressão. quem acompanha o mercado e tem interesse que ele cresça. Pelo menos no Airsoft é assim. Os caras que criaram as primeiras lojas e o pessoal do fórum Airsoft Brasil se mobilizaram e a coisa deu fruto ( e até saiu do controle deles ). Mas decolou.

 

O tiro de chumbo não tem uma comunidade reunida em torno de objetivos comuns. Veja:

 

Quem atira no olímpico segue as regras que existem e não precisa se preocupar com lunetas, por exemplo. Não tão nem aí pra isso.

Quem atira FT ou Benchrest em clubes em torneios dos próprios clubes não tem o respaldo de Federações e Confederação como o pessoal do olímpico tem ( CBTE, Federações ).

Os grupos que reunem atiradores em torneios online poderia montar uma associação mas estão mais voltados a fazer virar suas estruturas e seus torneios ( Tiro Virtual, Academia do Tiro )

Os pessoal do informal não tem uma associação com decisões formais. No máximo falam num fórum aqui e outro lá.

 

Então fica difícil.

 

Voltando rapidamente ao exemplo do airsoft, eu conheço 3 pessoas que foram a Brasilia e levaram as armas para mostrar para capitães, coronéis e generais. Mostraram como é no exterior, mostraram que as armas poderiam ser diferenciadas das armas de fogo pela ponta laranja e muita coisa do que eles falaram e mostraram virou lei complementar pelas portarias do COLOG.

Se está "cheio de gente" ou não, não sei, mas que tem muita gente aqui qualificada com capacidade de contribuir e se organizar aqui, não tenho dúvida, vc mesmo é um, já levantou a bandeira em outros tempos, como vc citou, também tem muitas lojas que poderiam apoiar por intermédio do Fórum, que poderia apoiar de forma ativa ou se eximir, e tenho certeza da primeira opção.

Se essa discussão já existiu e não fluiu, ok... mas isso não significa que não vá adiante em um outro tempo, não custa tentar novamente, e novamente e novamente se preciso, as coisas não são fáceis e é preciso persistir, ser resiliente, quem está cansado de discutir, contribua com o que for possível ou mesmo fique de fora caso ache necessário, mas não molhe a lenha de quem quer fazer fogo... vejo muita vontade em muitos aqui no fórum de melhorar, mas a revolta contra tudo e todos é tanta, que desestabiliza o próprio grupo (minha visão pessoal), acho que se criar um tópico para discussão, haverá boas discussões, principalmente dos mais experientes aqui do fórum... abraço

  • Upvote 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Ylram    560
Até hoje muitos dos sites de Armas de Pressão tem uma idolatria pelo trabalho do Benê Barbosa como se ele tivesse feito alguma coisa pelas armas de pressão. Até aqui no CA tem Espaço para o MVB. E qual foi a coisa de concreto que o MVB fez pela nossa comunidade? O MVB tem preocupações muuuito maiores que é lidar com as ONGs desarmamentistas por causa do porte e das armas de fogo. Nossa representação através do MVB, na minha avaliação pessoal é zero.

 

Isso é verdade, inclusive por tal motivo nem citei o "MVB". Me lembro que certa vez ao explicar porque não abordou armas de pressão junto com as armas de fogo, o Benê Barbosa disse que foi proposital para não "atrapalhar", resumindo ficou a impressão que nós atiradores de armas de pressão somos um "estorvo".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ylram,

 

Disse tudo.

 

 

Acho que tem que ir tentando cavar o espaço. Uma hora aparece alguém a fim de levantar a bandeira e a coisa de repente vinga.

 

Exemplos como os que eu citei, por exemplo, não faltam.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
bordoni    98

O novo tópico esta aberto,temos que sair das idéias e passar para ação,mesmo que seja só um esboço já sera o início de uma mobilização.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
AudrenDbo    14

Aos mais entendidos/esclarecidos que sanem uma dúvida :

 

Li o tópico inteiro, e nisso me ocorreu o seguinte, suponha que eu tenha o CR, poderia (em tese) apostilar uma mira 4x32, porém se ela tem o retículo iluminado, esse detalhe não faria dela de uso restrito?

Pergunto isso pois pelo q li, as miras não devem conter dispositivos que façam uso de luz para marcar o alvo. Não necessariamente a luz deve chegar ao alvo (como o laser), mais sim facilitar o tiro. Uma mira holográfica projeta luz sobre uma lente, no retículo iluminado a luz é projetada sobre o mesmo, e a primeira é restrita.

 

E ninguém responde se já conseguiu apostilar só a luneta, ou pelo menos foi negado o pedido.

 

Enviado de meu D6633 usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O conceito de luz que marca o alvo para o EB refere-se a miras a laser. (luz projetada no alvo) os red dots, miras holográficas e miras de retículo iluminado são permitidos pois a luz não marca o alvo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Anarco    66

Bom pessoal este post está cada vez mais útil e importante, Mas red dot são Miras Optrônica, segundo o anexo 1 são de categoria de controle 5 apenas precisa de CR para compra, e não é necessário guia de tráfego, se não me engano retículo luminoso não é permitido.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Ylram    560

O conceito de luz que marca o alvo para o EB refere-se a miras a laser. (luz projetada no alvo) os red dots, miras holográficas e miras de retículo iluminado são permitidos pois a luz não marca o alvo.

Entendo da mesma forma.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não precisa de CR nem pra compra. Somente importação.

 

Se comprar no mercado (loja) não é mais PCE. A Loja precisa sim ter CR.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
AudrenDbo    14

Conforme a resposta q o Marvin obteve do DFPC:

 

.....

 

5 - A relação de produtos controlados, Anexo I, do R.105, sob o nº de ordem 2670, Categoria de Controle 5, "mira optrôncia" corresponde aos equipamentos de mira holográfica ou "Red Dot" (termo em inglês)? MIRA HOLOGRÁFICA E RED DOT SÃO A MESMA COISA. MIRA OPTRÔNICA É A MIRA HOLOGRÁFICA COM ALGO A MAIS (AUMENTO NA VISÃO, PROBABILIDADE DE MELHORIA NA PERFORMANCE DO TIRO, ETC). Assim sendo, estes equipamentos tem utilização e tráfego livres? NÃO. TODO E QUALQUER EQUIPAMENTO QUE MELHORE A PERFORMANCE DO TIRO É CONTROLADO.


6. Como enquadrar as miras holográficas ou optrônicas cujo dispositivo óptico seja quadrado (alguns modelos) no quesito "diâmetro da objetiva menor que trinta e seis milímetros, conforme segunda parte do inciso VII, do Art. 17 do R. 105?

 

"Artefatos óticos de pontaria são produtos controlados pelo Exército.

Quando têm aumento igual ou maior que seis vezes o diâmetro da objetiva ou maior que trinta e seis milímetros, são produtos de uso restrito, e sua aquisição não é permitida para civis, nem a comercialização é permitida no mercado nacional. O mesmo ocorre se possuir visão noturna, se empregar luz ou outro meio para marcar o alvo, e se tiver mira a laser.

Quando têm aumento menor que seis vezes ou diâmetro da objetiva menor que trinta e seis milímetros, podem ser adquiridos por civis DESDE QUE não tenha visão noturna, nem empregue luz para marcar o alvo (red dot), não seja de funcionamento a laser."

...

 

 

1 - Eu poderia (estou autorizado) adquirir no comércio nacional as lunetas 4x32, devidamente com Nota Fiscal, independente de controle ou autorização específicas?

Quando as lunetas têm aumento menor que seis vezes ou diâmetro da objetiva menor que trinta e seis milímetros, podem ser adquiridos por civis DESDE QUE não tenha visão noturna, nem empregue luz para marcar o alvo (red dot), não seja de funcionamento a laser.

...
3 - Eu poderia (estou autorizado) adquirir no comércio nacional um red dot (mira holográfica) sem nenhum aumento e lente de 33 mm, devidamente com Nota Fiscal ou de pessoa física, independente de controle ou autorização específicas? ÑÃO. RED DOTS NÃO PODEM SER UTILIZADAS POR CIVIS.

...

 

 

Ou seja, Red Dot independentemente do modelo é de uso restrito.

 

Uma luneta mesmo que 4X32 com retículo iluminado, deixaria de pertencer a categoria de permitido e passaria à categoria de restrito uma vez que (cito:) "... empregue luz para marcar o alvo (red dot), (embora) não seja de funcionamento a laser." ; mesmo sabendo que o fato de ter o retículo iluminado não a torna um Red Dot (uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa), tal "acréscimo" descaracteriza a luneta, tornando-a elegível a outra categoria. Tal como ocorreria com o referido modelo citado anteriormente à venda no Extra.

 

Pra mim como leigo, isso me parece mais uma nebulosidade dessa mal redigida lei.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ESF    13

bom, amigos, oportunamente retomando o assunto muito contra a vontade, beirando um bate-boca totalmente indesejado, mas de forma construtiva a todo o fórum:

 

- a NRA só tem sucesso nos USA pq todo mundo, desde caçadores de arco a atiradores olímpicos, se reportam a ela como principal lobista daquele país, não existindo clubinhos menores como, por exemplo, de "atiradores de carabina de baixa potência sem apoio a alvo 10 metros" ou "caçadores de fuzil 207win de coronha de madeira" ou "atiradores de bodoque com semente de mamona" -> quem está no tiro, não importa a causa, está no tiro e ponto final

 

- o Bene Barbosa e o MVB respondem, aqui no Brasil, por TODOS os praticantes do tiro, não importa se policiais, atiradores profissionais ou amadores, caçadores ilegais, colecionistas, olímpicos, entusiastas ou quaisquer outros. como ele mesmo diz, "pau que bate em Chico também bate em Francisco". isto tem um significado todo especial muito claro, prestem atenção: se as coisas não melhorarem com o PL 3277, elas vão PIORAR: em 2 anos, vc irá comprovar tudo que seja possível, esperar entre 3 e 6 meses, pagar 2000 reais e ainda contar com a boa vontade de um delegado pra comprar uma Rossi Dione 4,5 e ainda comprar uma caixinha de chumbo por trimestre. se você c... pras armas de fogo e outras causas alheias, saiba que o incêndio do vizinho vai chegar no seu quintal, é questão de tempo

 

- uso o meu numero de inscrição do MVB (100 reais ao ano), com orgulho, na assinatura dos três fóruns de armas de ar e em mais outros, sabem por que? só de conselho (sou fisio) pago 400 que não vejo de volta, no meu carro mais uns 3000 por ano, fora os impostos que alimentam o custo Brasil e mais um monte de coisa. e cada vez que vejo um discurso do Bene, percebo pelo menos uma pequena parte do meu dinheiro está sendo bem utilizado

 

- por que será que o Bene Barbosa, logo ele que fez artigos sobre armas de pressão pra revista Tiro Certo, não fala sobre elas nos seus encontros com políticos? serrá que ele SABE que somos só uma parcela dos atiradores, e que somos em minoria entre os "sóciso pagantes"? que as outras categorias precisam pleitar coisas ainda mais que nós?

 

- já sei, de velho, que na hora que surge uma agitaçãozinha nova, são vários que dizem "tô dentro", mas no pega-pra-capar, de ter de pagar passagem pra Brasília e discursar pra deputado petista e desmontar as mentiras do Viva Rio, quem vai é o MVB, e ninguém pode falar que isso não acontece. além do mais, depende de estrutura e know-how, não é só o "vamo lá"

 

- repito o que disse lá atrás: quer ver as lunetas legalizadas e acessíveis, e não viver à margem da lei? pede pro exército, pro legislativo e pro judiciário, pelas vias normais. fazer birra não é reclamar direitos

 

- já existem defesas de causas em andamento no Brasil, basta apoiar, e não ficar atrás do teclado de mimimi

 

há 10 anos, já via esse clima de revolta em outros fóruns, mas pouquíssimos tiveram o afã de fazer algo de verdade, e o Bene Barbosa foi um destes poucos. por isso ponho dinheiro lá. pra falar a verdade, tem mais uns 2 ou 3 conhecidos que me representam, mais ninguém.

 

pra terminar, e pra quem não sabe, a NRA ja existia desde os anos 60, mas só ficou forte quanto os "mericano" viram que o jeito era por as fichas numa máquina só.

 

se alguém aí inventar algo que funcione, além do MVB, eu serei o primeiro associado, prometo.

  • Upvote 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×