Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Ricardo V

Membros
  • Total de itens

    13
  • Registro em

  • Última visita

  • País

    Brasil

Reputação

1 Neutro

Sobre Ricardo V

  • Rank
    Novato
  • Data de Nascimento 07-06-1990
  • Age 27

Informações do Perfil

  • Sua Localidade
    Porto Alegre
  • Interesses
    Carabina
  • Age 27
  1. Ricardo V

    Plinking com PCP Pro Hunter a 50M

    Muito tri. Posso perguntar qual é o preço médio dela ?(por favor não se ofenda, não precisa responder) , pesquiso sobre as PCPs argentinas já faz um tempo, além dessa que é bem interessante, (entre as mais caras) tem as que aquele armeiro argentino que tem um canal no youtube com nome de Daniel Boom desenvolveu. Pode ter certeza que vou acompanhar teu canal. Obrigado por trazer essas informações de algo bem diferente e interessante. Abraço
  2. Ricardo V

    quem tem uma pcp "odimar?"

    Será que é muito caro/difícil conseguir um cano hatsan para colocar nesses modelos?
  3. Ricardo V

    PCPs do mercado nacional. Cadê as vizinhas? (argentinas)

    Muito Obrigado pelos esclarecimentos pessoal. Estudarei um pouco mais a aquisição de uma PCP.
  4. Ricardo V

    PCPs do mercado nacional. Cadê as vizinhas? (argentinas)

    Bá, Cenoura, agora tu me colocou mais dúvidas, estou esperando teu review das pcps Odimar para colocá-las na possível lista. Mas mesmo assim precisaria de bomba. Será que as Argentinas são uma boa opção? Pode importar? Agradecido pela resposta
  5. Abro esse tópico com o objetivo de conseguir algumas respostas que não consegui com pesquisas, espero que os mestres do fórum, pelo que eu percebi, existem muitos e que sabem do que falam, respondam os questionamentos de um mísero novato. Pessoal, eu percebi que até dois ou três anos atrás há registro ( em fóruns) da existência, no mercado nacional, das pcps argentinas, principalmente as Sharks e as Menaldis. Pelo o que eu percebi os problemas foram muitos, no entanto parece que havia uma certa aceitação no mercado para elas. Elas seriam, ao meu ver (devo estar muito enganado), uma alternativa mais econômica para as pcps, no entanto elas desapareceram do mercado.Minhas dúvidas são: - Elas eram uma boa (razoável) alternativa para quem tivesse interesse em tiros informais com pcp? - O sumiço se deve ao fato de falta de aceitação de mercado? Ou por questão burocrática? - Qual seria o valor estimado de alguma, nesse momento, no mercado nacional? Na conversão simples (sem imposto brasileiro, lucro do vendedor e tudo mais) , com bomba ( no mercado libre argentina) sairia, uma menaldi por mais ou menos 3000. Uma shark sem bomba é por volta de 2700. Sei das complicações burocráticas para a importação das armas de ar, só coloquei para comparação. Enfim, o que pude observar em relação ao mercado argentino, também, é a existência de bombas para PCP ,(Shark, menaldi, airvan) , minha dúvida em relação a essas são: - podem ser importadas sem problemas burocráticos? Espero não ter quebrado nenhuma regra do fórum, faço esses questionamentos a partir do meu uso que é recreacional, sem intenção de competição, para destruir latinhas e tudo mais. Apenas abri novo tópico porque não achei respostas em lugar algum. Agradecido- Ricardo
  6. Cara, acho que não é, o camarada junto ao Evandro da Elite airguns no vídeo que postei é o Diego Mena, desenvolvedor e fabricante argentino (pelo o que eu entendi) das Air Tech S 300. Ao que parece esses vídeos que estão no canal do Diego Mena mostram o início de uma parceria entre a Elite e o Diego Mena. Eu espero que de muito certo, é mais um produto no mercado brasileiro aumentando a competição. Abraço
  7. Aparentemente a bomba citada no tópico é essa: , é de fabricação argentina. Eu, devido ao fato de procurar sempre produtos com bom custo benefício pesquisei muitas coisas sobre bombas, infelizmente não tenho conhecimento prático. O que eu descobri, não deve ser novidade para muitos usuários do fórum, é que, aparentemente, em questão de fabricação de produtos para o tiro com ar comprimido a Argentina esta anos luz na frente do Brasil. Só de bombas manuais eu identifiquei 3 produtos argentinos, as AIRVAN, SHARK DM, MENALDI. Os preços, até um tempo atrás, pareciam atrativos. Contudo em relação as questões técnicas só conheço o que li em fóruns argentinos. Outro problema é o acesso a esses produtos: podemos importar? Vale a pena com os custos de importação? Qual era o valor dela na dispropil? Está sem estoque agora. Algum forista mais experiente consegue responder essas dúvidas? Ao autor do tópico peço desculpas se coloquei mais dúvidas do que ajudei.
  8. Muito obrigado Vinícius. É SAG então. Abraço
  9. O sistema de busca evitou que eu criasse um novo tópico. Tenho a mesma dúvida que o criador do tópico, qual delas HT 125 ou Sar ar 2000 jet? Tenho um pouco de experiências com carabinas de pressão, tive por muito tempo, presente de meu pai, uma Urko 4,5 que me foi roubada alguns anos atrás. Já decidi quero uma carabina da categoria magnum em 5,5. Minhas dúvidas em relação a esse tópico, praticamente certo que me decidi pela Sag 2000, no entanto tenho duas perguntas: Existem peças de reposição no mercado?Buchas de vedação entre outras? Ela, original, mantém melhor as lunetas do que a HT 125? Desculpa reabrir o tópico, achei mais sensato do que abrir um novo. Abraços. Aguardo respostas Ricardo.
×