Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada
Sign in to follow this  
Luiz Ferrarini

Nos dias atuais nem os quadrinhos se salvaram.

Recommended Posts

1797394_757410460938564_1637992784_n.jpg

 

ROBIN VOLTA DO SEMINÁRIO DO POLITICAMENTE CORRETO.

Batman: Olá Robin. Como foi lá no seminário?
Robin: Bem, bem, aprendi muitas coisas.
Batman: Ótimo, voce me conta durante a ronda.

JÁ NAS RUAS

Batman: Veja, Robin, aquele homem esta assaltando aquela mulher. Vamos interceder.
Robin: Tá, mas sem violência.
Batman: Oi?!
Robin: Eu disse, sem violência contra o suspeito.
Batman: Suspeito?! o homem esta com a arma na mão, Robin, é notório que ele é culpado. E que papo é esse de sem violência? nós sempre batemos nos bandidos e depois amarramos eles nos postes.
Robin: Pois é, em primeiro lugar, não temos poder para julgar legalmente a culpabilidade do cidadão sem a apresentação de um caso por um promotor. Segundo, a sua suposta vítima não prestou nenhuma queixa formal contra o suspeito. Terceiro, bater nos suspeitos e amarra-los nos postes é humilhação, e tortura.
Batman: Robin, isso não faz sentido. Olha lá, ele ta com mascara de palhaço, é do bando do Coringa. A gente dá umas bordoadas nele e descobre onde o Coringa esta pra ir atras dele.
Robin: Hum, sim, além de prisão ilegal, agressão e tortura, você quer adicionar perseguição política a essa sopa?!
Batman: PERSEGUIÇÃO POLÍTICA?!?! o Coringa é um maníaco homicida!!
Robin: Só porque você não concorda com as opiniões dele, você se acha 'superior'.
Batman: Robin... ele MATA pessoas por DIVERSÃO...
Robin: Ele é um cidadão, e tem os direitos dele. Como por exemplo não sofrer abusos por parte de forças policiais ou de um "poder paralelo", que é o seu caso, Batman.
Batman: Pronto, o cara matou a mulher e roubou a bolsa dela. Satisfeito, Robin?
E agora, o que você vai falar pra família dela?
Robin: Eu? Nada, não é problema meu.
Batman: Como não? ela foi morta porque você ficou me apurrinhando sobre os direitos do facínora, que agora esta livre, leve e solto, enquanto ela esta ali, estirada no meio da calçada.
Robin: Isso é fruto da sociedade vil, injusta e desigual de Gotham. Essa mulher ai mesmo, devia ser uma patricinha de classe média consumista e alienada. O pobre rapaz estava apenas tentando sobreviver, ja que cresceu nas ruas e passou necessidade.
Batman: Está insuportável tentar levar justiça a Gotham com essa sua faceta defensora de criminosos.
Robin: "Justiça" não, Batman, vingança. Você tem motivos pessoais pra achar que todo ladrão e assassino é má pessoa. Porque você não vai atrás dos políticos? Porque você é bilionário, e precisa proteger os interesses obscuros da empresa, claro. Mas desconta sua raiva e frustração nos pobres. E nos imigrantes, ou você pensa que essa sua guerra contra a máfia não soa racista?
Batman: Robin... eu desisto. Vamos voltar para a Batcaverna. Vou pedir ao Alfred pra preparar nossa janta.
Robin: (silêncio)
Batman: (silêncio)
Robin: O Alfred nunca tira ferias ou folga nos fins de semana. Isso é exploração de trabalho escravo.
Batman: Chega, Robin! (clica no botão do assento ejetor)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...