Jump to content

Para acessar os anunciantes, clicar nos banners!

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada
Eduardo Mello

REGULAMENTO CARABINA MIRA ABERTA DE AR (Papel 10 m) CBTE 2013

Recommended Posts

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo

Regulamento de Prova Especial - 2013

Carabina Mira Aberta de Ar

atualizado em 30 de dezembro de 2012

I- Finalidade



Regulamentar a prova de Carabina Mira Aberta
de Ar no âmbito da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo.



 

II- Descrição da Prova

 

a) Distância

 

10 (dez) metros.

 

 

b) Alvo

 

De pistola de ar da ISSF.

 

 

c) Posição

 

De pé, sem nenhum tipo de apoio ou suporte. A sustentação da arma se
dará com ambas as mãos e o ombro. Um
dos cotovelos poderá estar apoiado apoiar no quadril.

 

d) Arma

 

1. Serão permitidas todas as armas longas que contenham as seguintes especificações:

 

1.1. Calibre 4,5mm e Cano basculante.

 

1.2. Miras abertas sem nenhum tipo de aparelho ótico. A massa de mira poderá ter o túnel de proteção.

 

1.3. Filamento de fibra ótica na Maça e na Alça de Mira.

1.4. O acionamento pode ser por mola metálica em espiral ou pelo sistema de mola pneumática. Exemplo: Gás RAM.

1.5. Armas com peso com de até 5,5 (cinco vírgula cinco) Kg, incluindo as miras.

 

2. Não será permitido:

 

2.1. Armas olímpicas, mesmo que tenham sido adaptadas.

2.2. Acessórios de armas olímpicas.

2.3. Modificações ou adaptações que alterem as características originais da arma: uso de contrapesos

de cano, freio de boca, compensador, garfo, apoio do rosto ajustável, elevador do apoio do rosto, apoio

para mão sob a coronha (palm rest), tubo prolongador do cano/maça de mira.

2.4. A alça de mira deve ficar obrigatoriamente à frente da posição do gatilho. Considera-se para este efeito o ponto de inserção

do gatilho no mecanismo.

2.5. Soleira com regulagem vertical e horizontal. Caso este equipamento conste na arma, a mesma deve ser alinhada e fixada,

não sendo permitido qualquer ajuste.

2.6. Para fins de manutenção será aceita a utilização de componentes similares aos originais em forma, dimensão e função, mesmo

que adaptados de outra arma equivalente, igualmente permitida.

 

e) Equipamento

 

1. Não será permitido o uso de bancada móvel para descanso da arma no intervalo do tiro.

 

2. Não será permitido o uso de calça de tiro, botas de tiro, casaco de tiro, bandoleira, luva ou qualquer

outro tipo de vestimenta utilizada em provas olímpicas ou que facilite o tiro.

 

f) Competição

 

1. Ensaio

 

Um alvo de ensaio com número de tiros livre.



2. Prova



6 (seis) séries de 5 (cinco) tiros em 6 (seis) alvos de prova.



3. Tempo



35 (trinta e cinco) minutos para o ensaio e prova.

 


g) Comandos



· "Seu tempo de 3 minutos de preparação começará a partir de agora"



· "Começar"



· "Faltam 5 minutos”



· “Prova encerrada – armas em segurança”



Obs.:

1- Armas em segurança significa: abertas e descarregadas sobre a bancada ou em seus invólucros.



2- Não é permitido o municiamento durante o tempo de preparação.



 


h) Falhas de munição ou de arma



Serão consideradas como zero.

 

i) Tiro cruzado



Serão considerados como zero. O atleta que atingir o alvo de outro concorrente, quando identificado, será penalizado em 2 (dois) pontos, não podendo repetir o
próprio disparo. Na impossibilidade de se identificar qual é o tiro cruzado, será computado o valor mais alto, cabendo ao atleta que desejar que não lhe
seja atribuído um impacto em seu alvo informar imediatamente ao árbitro.



 

j) Apuração



Os alvos serão apurados no estande de tiro, sempre que possível, ao final da prova.



k) Penalização para tiros dados a mais.



Serão computados os cinco impactos mais baixos de cada alvo e aplicada uma
penalização de menos 2 (dois) pontos no total.

 


IV- Desempate



Se dará pelos itens abaixo nesta ordem:

 


· Maior número centros olímpicos (X),10, 9 e assim sucessivamente.



· Pela maior pontuação no 6º alvo de prova, no 5º alvo e assim sucessivamente

 

· Sorteio

  • +1 3
  • -1 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Edu, mais uma vêz, parabenizá-lo pela apresentação das regras que serão adotadas nas provas de Papel 10M, antes do início da competição.

 

Edu, do meu ponto de vista, um dos principais objetivos de qualquer Forum é, propiciar o "Conhecimento" e dirimir dúvidas. Sendo assim, achei muito pertinente esta postagem no Forum Airgun, a qual corroboro, sobre a definição do que é "Mira Aberta" e Mira Fechada" mais conhecida como Mira Ótica.

 

link de origem: http://www.airgun.com.br/forum/viewtopic.php?t=15315&sid=4ace828cf266b379c83964ba2b59b778

 

"Dizemos mira aberta para todo aparelho de pontaria que é composto de Alça de Mira e Massa de Mira. A Alça de Mira é formada normalmente por uma lâmina que contém uma ou mais ranhuras de formato em U, V ou quadrada. A Massa de Mira é formada por um ou mais "postes", que pode ter o formato de um pino com uma bolinha na ponta ou um retangulo. Em armas mais sofisticadas a Alça de Mira permite a correção do desvio de altura e lateralidade do ponto de impacto. É usada da seguinte maneira: o atirador em posição de tiro, enquadra o "poste" ou "postes" da Massa de Mira na ranhura ou ranhuras da Alça de mira, mantendo o conjunto alinhado com idêntica entrada de luz pelas laterais e também com os topos alinhados. Esse conjunto é posicionado em relação ao espelho do alvo. Essa posição pode ser: no centro do alvo, tangênciando o espelho do alvo, ou ainda mais abaixo, deixando uma faixa branca entre o espelho e o conjunto Massa e Alça. Essa posição é chamada de "sub six", pois o conjunto massa e alça é posicionado abaixo de anel do 6."
Chamamos de Mira Fechada todo o aparelho de pontaria cuja visada se dê através de um tunel formado pelos aparelhos de pontaria. Por exemplo: as lunetas e os red dot, há também os dióptros, que apesar de serem afastados (dióptro e insert), a visada é feita através de um tunel. Funcionam da seguinte maneira: toda mira fechada tem um indicador do ponto de impacto, na luneta é o reticulo, no red dot é o ponto projetado e nos dióptros/insert ,é o orifício do insert. Este indicador, é colocado extamente sobre o ponto onde se quer atingir. Se o equipamento estiver regulado, isto fatalmente irá acontecer."

Creio que em razão do tempo desta postagem (jul de 2008) e por não ser ainda muito utilizada, o autor tenha deixado de incluir na categoria de "Mira Aberta", aquelas que utilizam a fibra ótica. Portanto, de acordo com o ítem 1.2 do regulamento, que diz: "Miras abertas sem nenhum tipo de aparelho ótico. A massa de mira poderá ter o túnel de proteção" e pela incontestável explicação (do meu ponto de vista) acima apresentada, julgo ser vedado, o uso do Dióptro nesta prova. É isso mesmo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eduardo Mello, gostaria de saber se o regulamento faz alguma menção ou restrição quanto a munição utilizada na prova.

Por exemplo quanto ao peso, formato, material ... etc. do chumbo, desde que no calibre 4,5.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Edu, do meu ponto de vista, um dos principais objetivos de qualquer Forum é, propiciar o "Conhecimento" e dirimir dúvidas. Sendo assim, achei muito pertinente esta postagem no Forum Airgun, a qual corroboro, sobre a definição do que é "Mira Aberta" e Mira Fechada" mais conhecida como Mira Ótica. ..., julgo ser vedado, o uso do Dióptro nesta prova. É isso mesmo?

 

 

Artilheiro não é permitido o uso de dióptro.

 

Fim da dúvida.

 

Grato pela resposta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho sem sentido proibir o uso de regulagens na coronha, principalmente se for original da arma...

Somos pessoas diferentes fisicamente, uma coronha é feita pra uma estatura mediana, quem estiver fora desse padrão está em desvantagem. Ao regular a coronha está dando a chance de igualar o nível e não favorecer a um ou outro.

Semana passada pela primeira vez atirei com uma coronha regulada para minha estatura.... minha nossa que diferença! O tiro mudou completamente pra mim, não fazia idéia do quanto eu tinha que me contorcer pra atirar, me senti o Forrest Gump quando saiu correndo e se livrou do aparelho das pernas...kkkk

Diopter e outros acessórios olimpicos até concordo... mas impor um formato padrão para ergonomias diferentes é até maldade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito grato pela informação registrada, já havia procurado alguma informação e não havia encontrado.

Fato foi que semana passada fui barrado de participar do nosso campeonato Municipal Mira aberta 10m. por estar com chumbo JSB exact, e que a minha HW30 aceitou muito bem e estava grupando otimamente, me disseram que para a prova somente poderia ser chumbo Match. Estava com minha alça de mira toda regulada para o JSB exact, e tive que fazer a prova com o único chumbo que por acaso levei o H&N excite econ que mais leve, foi difícil regular em cima da hora !!! Pior de tudo que a justificativa seria pela dificuldade na contagem dos pontos,que não ficaria registrado adequadamente no papel, e no final foi um caos, pois vários grupamentos um dentro do outro ou muito próximo dos 05 tiros, estavam querendo dar zero !! Foi muita gente querendo recurso !!

Nada como um alvo de contagem eletrônica.

Edited by H. Rovilson

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rovilson o regulamento publicado aqui é o da CBTE, que é quem promove a modalidade, o mesmo adotado nas provas do CCTN. Resta saber o regulamento adotado ai onde vc foi competir, em alguns lugares são permitidos ate o calibre 5,5 mm, sou a favor da igualdade de regulamento, para que isso não aconteça, temos um território enorme em nosso país se em cada lugar tiver uma regra seria um caos, como comparar resultados e realizar competições regionais ou nacionais. O tipo de chumbo escolhido só prejudica o próprio atirador é ate falta de bom senso de quem criou esse impedimento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

no caso do helio, não usamos os alvos padroes nem tão pouco com a gramatura correta e tambem abrimos espaços para os 5,5, entre tanto para o proximo ano será regra da cbte pois iremos fazer em nivel nacional online. alvos 17x17 somente 4,5 conforme regras da cbte

 

quanto ao pontos questionaveis , o problema é que tinha muita gente em cima e contando , e sem experiencia no alem do que na ultima etapa serei eu que contabilizarei pois esse ano não queria ficar com essa responssabilidade , mas terei que fazer.

  • -1 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não há problema de uso de outros chumbos com contagem manual, pois existe a possibilidade de uso de plugs. Porém se a contagem utilizar um equipamento automatizado para contagem dos pontos nos alvos de papel, pode ser adequado o uso de chumbo match.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só o método de desempate ne? Acho que era maior pontuação do último alvo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os 10m são contados do alvo e aí se faz, por exemplo, um listra no chão que o atirador tem que ficar com os dois pés atrás dela?

 

Assim sendo, a "boca" da arma pode avançar e consequentemente ficar a menos de 10m?

 

Ou a arma também tem que ficar atrás da linha dos 10m?

 

 

E quanto a altura do alvo, qual é? É padrão?

Edited by Oneshot

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há variações de clube para clube mas pelo que sei o alvo tem de ficar com o centros a 1,40m do chão. A lnha dos 10m deveria estar alinhada com a boca do cano da arma.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que me lembro, 1,4m do plano onde se encontra o atirador, e a linha dos 10m deve ser para o atirador e não para carabina...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que me lembro, 1,4m do plano onde se encontra o atirador, e a linha dos 10m deve ser para o atirador e não para carabina...

 

Onde está escrito eu não lembro, mas em todas as competições de tiro que participei, a distância sempre foi para o atirador, como norma o pé do atirador não deve ultrapassar a linha delimitadora da distância ou na posição deitado a metade do antebraço é que não deve ultrapassar a linha.

Mas isso é coisa do passado, não sei como está nos dias de hoje...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Onde está escrito eu não lembro, mas em todas as competições de tiro que participei, a distância sempre foi para o atirador, como norma o pé do atirador não deve ultrapassar a linha delimitadora da distância ou na posição deitado a metade do antebraço é que não deve ultrapassar a linha.

Mas isso é coisa do passado, não sei como está nos dias de hoje...

Mantém-se a mesma coisa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na mesma linha dos demais por que não cano fixo ou ainda as multipumps?

Qual a vantagem sobre as de cano basculável? É real a noção de que estas com cano não basculáveis são mais precisas (agrupam melhor)?

obrigado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não é permitido soleira Byslei ??

Nao podem haver modificacoes na estrutura original da carabina... Nao pode

Share this post


Link to post
Share on other sites

Amigos,

 

A Soleira pode ser usada, pois e uma peça similar, porém o deslocamento para vertical e horizontal não pode ser usado, devendo permanecer rente aos limites da coronha.

 

Isso para carabinas com soleiras que tenha esse dispositivo de serie ou instaladas.

 

O cano fixo, não tenho certeza mas, acredito que essa regra foi porque as carabinas de cano fixo concebinas no passado serem muito superior as de cano basculhante, hoje é uma regra para ser questionada.

 

Temos Diana 66, Elgamo Statical, Fein 124, Salvia 631, HW30 - 35, Carabinas com dispositivos "GR, Tecla de Gatilho", (peso de carabina magnum com baixa velocidade) entre outras, e tudo é quase que imposivel ser verificado antes ou durante as provas, é inviabilizaria os eventos.

 

Assim com o não uso de soleiras regulaveis e chek piece regulavel.

 

É uma discursão seria demais! dificil de um consenso, precisaria de um estudo tecnico para tomar uma decisão sensata e com argumentos tecnicos, é infelismente os dirigentes não estão preocupados com isso! E preferem empurar com a barriga

 

Evaldo Lucena

Share this post


Link to post
Share on other sites

O regulamento segue a filosofia das Provas Especiais, qual seja, o uso de armas "sporter", acessíveis aos atletas que se iniciam no tiro.

O princípio destas regras é a possibilidade de qualquer atleta passar numa loja de caça e pesca, comprar uma carabina e ir pro estande participar de uma prova em condições de vence-la.

Para as armas "match target", existiam as provas ISSF.

 

Na minha visão - e sem qualquer dado que possa comprovar - a limitação que impede o uso das carabinas de cano fixo era justamente para excluir as armas olímpicas da época, como as Fein 300 e 300S, RWS Diana 70 e 75 (sonho com uma destas últimas) dentre outras, sempre com cano fixo.

E apenas para responder ao Domingues, é ponto pacífico que uma carabina de cano fixo é mais precisa que uma equivalente em qualidade com cano basculante.

 

Com o passar do tempo, alguns atletas foram investindo em seus equipamentos, customizando as armas ou importando outras, sempre buscando maior precisão. Some-se a isto o fato de as Provas Especiais terem adquirido status acima de "provas de entrada" para o tiro esportivo ISSF, ou seja, hoje temos competidores que querem investir e competir nestas modalidades, sem se entusiasmar com as ditas provas olímpicas.

 

Mas os regulamentos de Provas Especiais continuam com a mesma filosofia, qual seja, o uso de armas sporter - exceção feita ao USBR e F-Class, que possuem divisões para armas match.

 

A meu ver, a regra exclui também as RWS Diana 66, posto que eram fornecidas com diopter, sem miras abertas, sendo a arma olímpica da Diana à época, o que, repito, a meu ver, contraria o disposto em:

2. Não será permitido:

2.1. Armas olímpicas, mesmo que tenham sido adaptadas.

 

Quando revisamos os regulamentos de Provas Especiais em 2012, buscamos simplifica-los ao máximo, mantendo o princípio de uso de armas "sporter", mas permitindo customizações dentro do bom senso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso aconteceu com o gás ram. Hoje é permitido se não me engano.

 

 

Quanto a discussão sobre a linha de tiro:

 

A linha limita o pé do atirador nas posições de "Pé" e "Joelho" e do cotovelo na posição "Deitado".

 

Ver regras ISSF item 6.4.5.1 até 6.4.5.4

 

6.4.5 Shooting Distances

6.4.5.1 Shooting distances must be measured from the firing line to the

target face.

6.4.5.2 Shooting distances must be as exact as possible, subject to the

following allowable variations.

300m range +/- 1.00 m

50m range +/- 0.20 m

25m range +/- 0.10 m

10m range +/- 0.05 m - TOLERÂNCIA É DE 5 CENTIMETROS NUM ESTANDE DE 10 METROS. (DA LINHA DE TIRO ATÉ A FACE DO ALVO)

50m running target range +/- 0.20 m

10m running target range +/- 0.05 m

6.4.5.3 In combined 50m rifle, pistol and running target ranges, the

allowable variation can be increased to +2.50 m for running target.

The opening must be accordingly adjusted.

6.4.5.4 The firing line must be clearly marked. The range distance must

be measured from the target line to the edge of the firing line

nearest to the athlete. The athlete’s foot or, in the prone position

the athlete’s elbow may not be placed on or in front of the firing

line.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

Important Information