Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

jtramone

Members
  • Content Count

    255
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    13
  • Country

    Brazil

jtramone last won the day on December 16 2019

jtramone had the most liked content!

Community Reputation

130 Master

About jtramone

  • Rank
    Atirador Veterano
  • Birthday 04/01/1981
  • Age 38

Profile Information

  • Website URL
    http://www.youtube.com/atire
  • Gender
    Male
  • Sua Localidade
    Bauru/SP
  • Age 38

Recent Profile Visitors

560 profile views
  1. Algumas provas olímpicas exigem aferição de velocidade das munições .22 LR. No final das provas da Rio 2016 o cronógrafo estava com algumas marcas de tiro, mas ainda funcionando (ainda bem, pois era o único hahaha).
  2. Meu filho deu os primeiros tiros com ar comprimido aos 5 anos, claro que devidamente acompanhado comigo "atirando junto". Está para fazer 7 anos agora e vou começar a atirar mais constantemente com ele. É impressionante como aquela curiosidade infantil fica diminuida quando eles tem um contato natural com armas.
  3. Olá amigos Compartilho com vocês algumas dicas básicas sobre Acionamento de Gatilho. Abraços JT
  4. Essa regra foi discutida com o "conselho de atletas". Houve sim consulta (não faço parte da CBTE nem do Conselho, mas estive acompanhando). Evaldo, os três primeiros da Sporter estão atirando com CZ. Ainda não sei de ninguém atirando com a 422. Atirar de 8022 é como atirar de Rossi Dione, não tem como competir. Quanto à coronha... como você mesmo falou, ela sozinha não faz resultado. Não faz diferença uma Impala 322 ou uma CZ BRNO Model 2 da década de 60 (é a arma que uso). O que importa é o atirador. Desde o começo era a Sporter. A justificativa que foi dada é que mais atiradores poderiam atirar na Sporter, por permitir somente armas originais. Nisso eu discordo de você! Manter classes separadas em termos de customização permite um campeonato mais justo para um excelente atirador que não tenha $$$ ou disponibilidade para fazer customizações. Precisa customizar? Ótimo! Dispute a custom. Não pode customizar e atira bem? Fique na Sporter classe A e dispute com armas "niveladas". Acho que desviamos um pouquinho o assunto hehe Abraço
  5. Evaldo, eu tive a "sorte" de me adaptar bem com as dimensões da coronha original da HW 30 e tenho tido todos os meus resultados com ela. Concordo contigo que deveria haver liberação para alteração de coronhas e soleira reguláveis, mas isso em categoria separada. Por isso sou a favor da separação em duas categorias. O que houve com as modalidades nas quais a separação já ocorreu foi puramente devido ao fato da CBTE ter indicado a Sporter para o Bolsa Atleta, o que esvaziou a Custom. Eu, por exemplo, só atiro na Custom para ajustar a mira e não "gastar" uma inscrição da Sporter. Dos 7 melhores, seis eu conheço e sei que atiram com armas dentro do regulamento. EduBacha, creio que o Evaldo quis dizer que somente a coronha não te coloca em 1o lugar. É isso mesmo, mas quando se está brigando para subir um ponto ou outro acima dos 295, uma peça que encaixe bem em você ajuda bastante.
  6. Olá Edson! Longe de querer polemizar. Quanto mais nós discutirmos, no bom sentido, mais essas dúvidas são esclarecidas. A regra 2.3 serve para limitar os acessórios, é taxativa. Não proíbe, por exemplo, colocar pesos diretamente na coronha (apesar de proibir os contrapesos de cano). Essa é uma alteração permitida. Eu acho que a regra é muito clara com relação a coronha: pode colocar de outra arma do mercado nacional ou internacional apenas se essa outra também for permitida. No caso da Walther LGV antiga (sucessora da Walther LG 55): apesar de serem de mola e de cano basculante, eram armas destinadas ao tiro olímpico da época, tanto que o sistema de mira eram apenas com dióptero. Não vejo como uma arma permitida na carabina Mira Aberta de Ar. Eu entendo a sua frustração! Muitos atiradores sofrem com essas limitações de coronha e isso acaba criando vícios de postura que podem atrapalhar uma adaptação ao tiro olímpico. Mas é assim que funciona atualmente. Minha opinião é que se separe em duas categorias e liberem muitas adaptações - mas até lá, as regras devem ser seguidas. Pela minha experiência, você vai conseguir atirar em muitos campeonatos com essa coronha, pois não é hábito haver checagens de equipamento nas provas Nacionais. Mas sempre haverá aquela ponta de dúvida, sempre haverá a possibilidade de alguém "encrencar". Imagine você indo para uma Final importante. Como ficaria a sua cabeça sabendo que um juiz que você não conhece pode te desclassificar? Abraço! JT
  7. Interessante a solução. Tem funcionado bem? Só tome cuidado pois a mira laser é artigo de uso restrito, segundo o nosso querido R-105.
  8. Edson, não existe "medida regulamentada" para Mira Aberta de Ar, apenas as regras de substituição, o peso máximo e a posição da alça de mira. Os três primeiros colocados não usam coronhas modificadas em sua forma. O Evaldo Lucena eu não sei e tem mais uns dois atiradores no TOP 10 que eu sei que não usam com modificações.
  9. Olá amigos. Sou atirador e juiz da CBTE/ISSF e gostaria de dar uns pitacos se me permitirem. O regulamento até 2013 dizia o seguinte: 2.7. Para fins de manutenção será aceita a utilização de componentes similares aos originais em forma, dimensão e função, sendo que os mesmos não podem alterar as características originais da arma. Após alguns questionamentos, mudaram em 2014 para: 2.6. Para fins de manutenção será aceita a utilização de componentes similares aos originais em forma, dimensão e função, mesmo que adaptados de outra arma equivalente, igualmente permitida. Essa alteração, permitindo itens adaptados, abriu muito o leque de alterações. Mas, vejam bem, adaptados de outra arma equivalente. Criações novas, adaptadas ao atirador, não são permitidas. Respeito e admiro muito o meu amigo Evaldo Lucena, mas discordo nesse ponto: essa coronha especificamente está fora da regra. Sem querer tirar nem um pouco de mérito do Alysson, outro amigo que respeito muito. Vejam bem, não estou dizendo que o recorde foi batido por causa da coronha (nem sei se ele fez 300 com essa ou com a Slavia), mas a coronha do vídeo está sim fora da regra. Pelo que tenho visto nas competições da CBTE, isso não tem sido alvo de muita "fiscalização". Entretanto, coronhas personalizadas não tem sido a regra nessa modalidade. Acredito que se um dia separarem a Mira Aberta de Ar igual fizeram com a Mira Aberta 25 metros, em Sporter e Custom, aí sim pegarão no pé. Quanto a usarem coronhas de armas olímpicas, não é permitido: 2. Não será permitido: (...) 2.2. Acessórios de armas olímpicas. Abraços JT
  10. Não sou especialista em produtos CBC, mas não entendo porque eles mantém produtos tão semelhantes em seu catálogo: - B12 e Jade - B19, Standard G2 e agora a Jade Pro Muda uma coisinha aqui, outra ali, mas o objetivo delas e os preços são semelhantes.
  11. Sim, mas já viu que a Rossi está com má vontade. Até resolver, pode conseguir fazer um ajuste e ir usando a carabina. Eu tentaria
  12. Amigo, como o TPERETTI falou já tentou tirar a Alça e instalar novamente? Veja se consegue colocá-la um pouco mais para a esquerda. Tenho uma HT150 e ela agrupa bem.
  13. Valeu, Edu. Exatamente! E ultimamente está tudo muito mais caro: já vi Slavia estar sendo vendida por R$ 4.000 (no site da CBTE ). Mesmo essa Fein 300 estava bastante salgada. Para ter uma ideia, a minha HW 30 foi comprada nova em 2012 por R$ 1.800 na Diabolô e a Fein P70 no mesmo ano por R$ 3.500. Hoje esses valores são no mínimo 50% maiores. Quem também sempre tem coisa boa para vender e traz da Europa por encomenda é o Cássio Rippel e o Alexandre Galgani. Enfim... vamos lutando e tentando desenvolver o nosso amado esporte. Mesmo que não seja em nível olímpico, pois as provas nacionais estão em nível altíssimo Abraço JT
  14. Muito obrigado, Murilo. O crescimento do esporte depende de cada um de nós, portanto devemos fazer a nossa parte.
  15. Fala, pessoal Nesse vídeo explico os primeiros passos para você começar no Tiro Esportivo. Grande abraço JT
×
×
  • Create New...

cilindro-pcp-300bar-completo_1.png