Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Pedrao

Members
  • Content Count

    15
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1
  • Country

    Brazil

Pedrao last won the day on June 17 2016

Pedrao had the most liked content!

Community Reputation

8 Neutro

About Pedrao

  • Rank
    Novato
  • Birthday 10/30/1990
  • Age 29

Profile Information

  • Sua Localidade
    Franca / SP
  • Age 29

Recent Profile Visitors

228 profile views
  1. Como havia prometido, segue a matéria na Revista Magnum:
  2. Matheus, certamente. O projeto inicial foi feito há muito tempo, e desde então, não foi modificado nenhuma vez. Na verdade nós que nos adaptamos a ele. Por exemplo, para o pinor não voltar, é só atirar mais no pé dele. Se atirar na cabeça do pino, ele certamente irá voltar. Para não derrubar mais de um pino, serve a mesma regra, assim como centrar bem o tiro. Enfim, isso são detalhes que vamos percebendo conforme vamos atirando. Mas tbm penso que algumas melhorias poderiam ser feitas. No mais, é um tiro mto legal. Abraço.
  3. Muito interessante Pedro. Penso em ao menos encamisar a mola da minha HW57 para ver o resultado que me trará. Agora falando das "cabeceiras" pela breve pesquisa que fiz, todos comentaram que original de fábrica a TX200 é melhor do que a HW97, foi quase uma unanimidade. Porém citaram que depois de tunar as duas, a HW97 fica melhor do que a TX200. O que vc me diz, visto que possui as 2 carabinas e já atirou com elas originais e hoje as usam modificadas. Por outro lado, ngm cita a Pro Sport, o que bastante me intriga.
  4. Pessoal, trago para vocês um alvo que creio eu não exista em outro lugar do Brasil e quiçá do mundo, não é papo furado, rs. Sinceramente, nunca vi em outro lugar senão na Academia de Tiro onde sou associado. O idealizador desse alvo é o José Manoel de Paula - JM, proprietário e fundador da Sniper - Academia de Tiro Esportivo de Franca - SP. Inclusive há uma matéria na revista Magnum voltada para o AirGun falando desse alvo, quando pegar a revista posto aqui para conhecimento de todos. O alvo foi construído com 4 fileiras de pinos, possuindo cada pino a altura de 5 cm, e 4cm, 3cm, 2cm e 1cm de largura, todos padronizados. A partir desse alvo, há 2 modalidades de provas que praticamos: 1 - Pin Target Intercalado a 10 metros de distância. É uma prova de tiro em pé com mira aberta, não há restrição de carabina com cano fixo. Consiste em 28 tiros intercalados em 20 minutos, no alvo composto por 4 fileiras de 15 pinos que caem ao receber o impacto, sendo necessário acertar 7 pinos intercalados por fileira, sempre começando pelo segundo pino de cada fileira. Cada pino tombado equivale a 1 ponto. Se sagrando ganhador quem efetuar 28 disparos com 28 acertos. Obs.: Se o pino por ventura bater na estrutura e voltar, não é considerado como ponto. Se o pino não tombar por completo não é validado o ponto. Se o atirador errar a sequencia dos pinos intercalados e derrubar pino errado não é considerado ponto e o atirador deve continuar atirando como se não tivesse derrubado o pino errado. Ao final da prova o atirador que fizer corretamente os 28 pontos o alvo deverá ficar assim: 2 - Pin Target 25 a 25 metros de distância É uma prova de tiro apoiada, onde a carabina tem apoio somente na frente não sendo permitido o apoio da coronha, modalidade onde é necessário o uso de lunetas, e não há restrição de carabinas, pode-se usar tanto as de ação por mola, quanto as de PCP. Há duas categoriais nessa modalidade: A categoria normal Pint Targert 25 que consiste em 60 tiros seguidos em 40 minutos, no alvo composto por 4 fileiras de 15 pinos que caem ao receber o impacto, sendo necessário acertar 15 pinos seguidos por fileira, sempre começando pelo primeiro pino de cada fileira. E a Categoria Desafio que consiste em 30 tiros em 20 minutos, no alvo composto por 4 fileiras de 15 pinos que caem ao receber o impacto, sendo necessário acertar 15 pinos seguidos por fileira, sempre começando pelo primeiro pino de cada fileira. Nessa categoria as carabinas PCP tem que acertar apenas as 2 fileiras com os menores pinos, ou seja, começa atirando na fileira com os pinos de 1 cm e depois passa para a fileira de cima com pinos de 2 cm. Já as carabinas de mola, começam atirando nos pinos de 3 cm e depois passa para a fileira de cima com os pinos de 4 cm. Obs.: Não tirei foto do alvo com todos os pinos tombados, má da para ter uma noção. A princípio parece fácil todas essas modalidades, mas acertar pino de 1cm em pé a 10 metros não é tão fácil como parece, o mesmo se aplica para os 25 metros. um pouco. Eu particularmente gosto mais da prova em pé, é mais desafiadora e difícil do que a prova apoiada. Por fim, falo da vantagem desse tipo de alvo, no início é um pouco caro, custa coisa de R$500,00 reais para fazer um, mas depois de pronto dura para sempre, bastando dar apenas manutenção. O que acharam?!
  5. Pedro, quanto a sua HW50, o único tunning que vc fez foi instalar o Kit Vortek, com guia e camisa de mola (vem mais alguma coisa nesse kit? Houve alguma outra mudança?! E em relação a sua HW77, há alguma modificação nela ou está toda original?
  6. Vamos conversar por lá! Dou-me por satisfeito com esse tópico, caso queiram deletar, fiquem a vontade.
  7. Excelente tópico. Faço 2 perguntas: 1 - Se fosse com uma HW97, TX200 ou Pro Sport seria possível obter o mesmo resultado e ou até melhores, digo acertar alvos mais longe?! 2 - A TX200 e a Pro Sport são tão boas quanto as HW77 e HW97? Qual seria a melhor?!
  8. Pedro, obrigado pela atenção e pela dica! Ontem tive a mesma conversa com um amigo que é meu parceiro de tiro. Ele ponderou que Gás Ram é legal, mas diante da arma que tenho, seria inútil eu fazer essa aquisição. Inclusive disse para eu desencanar no calibre 5.5 se a intenção é tiros acima de 30 metros com mira aberta. Realmente vou ficar com a HW57 para tiros informais, estou cogitando a possibilidade de encamisar a mola, o que me diz? Dessa forma, já mudei minha intenção. Após a aquisição da HW35 para PP10m, irei comprar uma arma para usar com luneta. Você mencionou a HW97, mas não queria ter outra HW e pensei na Air Arms TX200 que inclusive já atirei e a Air Arms Pro Sport, que alguns amigos já atiraram. Entre a TX200 e a Pro Sport o que vc me diz?!
  9. Ricardo, primeiramente obrigado. 1 - Sei da potência de ambas as HW, porem irei colocar a mola de 7,5J na HW35. E optei por ela, após diversas pesquisas, principalmente pelo fato de eu ser alto 1,80 metros e pesar mais de 100kg. 2 - A HW57 certamente irei colocar uma Scope nela, o que não será possível dar tiros com mira aberta. 3 - Ctz, vejo bons relatos das Gamo. Embora vc tenha feito essas ponderações, o real motivo do tópico é: "Que eu procuro uma Carabina com Gás Ram para uso 4fun, diversão e tiro informal, óbvio que com o mínimo de precisão aceitável. A intenção é tiro com mira aberta, a uma distância de uns 30/50 metros mais ou menos. De início eu pensei no calibre 5.5 (.22), tendo em vista que ainda não possuo uma carabina nesse calibre e como é pra diversão, seria um calibre mais "destrutivo". Aliado a isso, procuro com coronha de madeira, além de dar um visual diferente para a carabina é um gosto pessoal. Dentro dessas características eu elenquei 4 marcas, mais comuns: CBC (comentarei mais abaixo), Gamo, Cometa e Hatsan. Embora algumas dessas 4 marcas não possuem carabinas de gás ram com coronha de madeira, não me prenderei a esse detalhe caso encontre uma carabina superior com coronha de polímero. Quanto a CBC, pensei na possibilidade de converter uma CBC Montegrego Special 5.5 em Gás Ram. Pensei nessa hipótese pq um amigo possui uma, porém é no calibre 4.5, com Gás Ram de 40kg, fico muito bacana a arma. Diante do exposto, ficam as dúvidas: 1) Qual o modelo a ser escolhido? Lembrando que é para tiro em pé, mira aberta. 2) Para a distância de 30/50 metros o calibre 5.5 vai bem? Acertaria o alvo com certa precisão? 3) O quem e dizem da conversão da CBC Montenegro? Obs.: De início o valor não seria algo determinando, tendo em vista que procuro uma carabina boa." Desculpe os demais caso tenha ficado repetitivo, mas acho interessante para dar a objetividade do tópico. Maguialto e Maco, obrigado pela participação. Mas vejam o que respondi para o Ricardo, eu não estou a procura de uma arma para PP10m, até pq já decidi qual irei comprar para essa modalidade. Eu procuro uma arma para diversão, mas com ótima qualidade. Por isso optei pelo Gás Ram e Calibre 5.5 (.22). Obrigado!
  10. Galera, aepans a título de curiosidade e tbm para vocês entenderem o meu propósito. Eu possuo uma HW 57, a qual uso para tiros de 10 a 20/25 metros, mas o uso prioritário acaba sendo a 10 metros. No entanto, logo em breve irei adquirir uma HW35 para a modalidade PP10m, e consequentemente irei utilizar a HW 57 para tiros a longa distância, talvez até colocando uma Scope nela. Paralelo a isso e o real motivo desse tópico, é que eu procuro uma Carabina com Gás Ram para uso 4fun, diversão e tiro informal, óbvio que com o mínimo de precisão aceitável. A intenção é tiro com mira aberta, a uma distância de uns 30/50 metros mais ou menos. De início eu pensei no calibre 5.5 (.22), tendo em vista que ainda não possuo uma carabina nesse calibre e como é pra diversão, seria um calibre mais "destrutivo". Aliado a isso, procuro com coronha de madeira, além de dar um visual diferente para a carabina é um gosto pessoal. Dentro dessas características eu elenquei 4 marcas, mais comuns: CBC (comentarei mais abaixo), Gamo, Cometa e Hatsan. Embora algumas dessas 4 marcas não possuem carabinas de gás ram com coronha de madeira, não me prenderei a esse detalhe caso encontre uma carabina superior com coronha de polímero. Quanto a CBC, pensei na possibilidade de converter uma CBC Montegrego Special 5.5 em Gás Ram. Pensei nessa hipótese pq um amigo possui uma, porém é no calibre 4.5, com Gás Ram de 40kg, fico muito bacana a arma. Diante do exposto, ficam as dúvidas: 1) Qual o modelo a ser escolhido? Lembrando que é para tiro em pé, mira aberta. 2) Para a distância de 30/50 metros o calibre 5.5 vai bem? Acertaria o alvo com certa precisão? 3) O quem e dizem da conversão da CBC Montenegro? Obs.: De início o valor não seria algo determinando, tendo em vista que procuro uma carabina boa. No mais é isso. Se alguém tiver alguma outra consideração a fazer, desde já agradeço. Obrigado.
  11. Galera, um amigo dará um Up Grade na Scope da Steyr LG 110 que ele possui. No entanto, ele está na dúvida de qual dessas duas Scopes seria a melhor. De início, são duas marcas boas, com uma ressalva de que ambas produzem Scopes para armas de fogo, o que por si só já demonstra que são produtos com o mínimo de qualidade aceitável. A questão é que além de paralaxe e ampliação, é necessário averiguar a captação de luz de cada Scope, o que eu julgo muito importante na hora da escolha. Qual Scope vcs indicam? E pq? Alguém indica outra melhor? Se sim, qual e pq?! Obrigado pela atenção!
  12. Rogério, falei mais a respeito da HW35 ser muito "manhosa"? Quais as peculiaridades dessa arma?
  13. Mazinhowaldemar os primeiros tiros estão sendo com o Gamo Match de 7,56 grains, aqui na minha cidade não tem JSB ou H&N. Mas irei comprar os JSB Match de 8,02 grains, o que me diz?
  14. Amigos do tiro blz?! Inicialmente informo que abri o presente tópico por não haver outro exatamente igual a esse! Sou novo aqui no Fórum e também novo no tiro com Armas de Pressão. Acontece que comprei uma HW 57, minha primeira Carabina. Estou MUITO satisfeito com ela, potência, grupamento, acabamento, detalhes, enfim, é a verdadeira engenharia alemã em forma de Carabina. A aquisição dessa arma se deu pelo meu intuito inicial dentro do tiro esportivo, que é atirar com mira aberta até ficar excelentemente bom, utilizando os princípios do tiro em pé e as devidas técnicas, bem como pela proposta irrecusável de negócio, se trata de uma arma adquira pelo antigo e até então único proprietário no meio do ano de 2015, com aproximadamente 300 disparos efetuados até à data da conta?! Porém armas com cano fixo não podem participar de provas do Papel 10 metros, por dois motivos: 1 - Possui cano fixo, propriamente dito; 2 - Vem de fábrica com 16 Joules, o que é muito potente para a prova de Papel 10 metros. Por isso irei comprar uma arma de cano basculante, e como já irei comprar, quero uma arma que compense o investimento. Dessa forma, qual a melhor arma para o tiro em Papel a 10 metros: HW 30, HW 35, HW 50, Slavia 631 ou Slavia 634? Eu sei que é mto subjetiva essa resposta, mas vamos levar em consideração os seguintes detalhes para a escolha: o mesmo exímio atirador disparando com a arma, com o melhor chumbo, armas devidamente reguladas e etc?! Por outro lado, esquecendo essas variáveis acima elencadas, qual seria a melhor Carabina para a prova papel 10 metros? E por fim, é certo que dentro de todas elas existe uma melhor para a modalidade que escolhi, qual seria? Agradeço a atenção de todos que leram, e agradeço novamente para quem puder contribuir com o tópico agregando maiores informações eu agradeço! PEDRÃO!
×
×
  • Create New...

WhatsApp Image 2019-11-25 at 09.08.52.jpeg