Jump to content

Para acessar os anunciantes, clicar nos banners!

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

BrunoM

CA Gold
  • Content Count

    968
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    22
  • Country

    Brazil

BrunoM last won the day on February 11

BrunoM had the most liked content!

Community Reputation

216 Master Gold

About BrunoM

  • Rank
    Atirador Veterano
  • Birthday 11/25/1977
  • Age 42

Profile Information

  • Sua Localidade
    Campinas - SP
  • Interesses
    competições, campo
  • Age 42

Recent Profile Visitors

1,936 profile views
  1. Eu já tive CFX Royal na mola, CFX polímero no gás, uma HW77k e uma HW50S. A superioridade das HW se dá na construção (o polimento e oxidação das HWs é excepcional!) e na qualidade dos materiais (mesmo a madeira da HW parece ser mais dura e resistente). O sistema de municiamento das HW cano fixo me parece ser mais preciso, o chumbo sempre entra no cano da mesma maneira, na CFX isso pode variar de chumbo para chumbo... Outra coisa que é muita melhor na HW é o sistema de gatilho. Eu acho que se é possível pegar uma HW não tem que pensar duas vezes, única alternativa à altura seria a TX-200...
  2. Não entendo o que seriam "detalhes do pedido", mas o link para a loja e produto é esse: https://pt.aliexpress.com/item/32954103464.html?spm=a2g0s.12269583.0.0.5f325882URFhG0 Não recomendo trazer arco composto, não que os arco sejam ruins, mas é que como não há suporte pós-venda pode ter problema com manutenção do arco. Arco recurvo é bem mais simples, não tem muito erro... Flechas e acessórios também valem a pena, tem umas coisas bem boas e baratas... A sequência seria a sequência de procedimentos para a compra? Se for: escolhe o arco no aplicativo (preste atenção no anúncio, ás vezes tem umas coisas "escondidas", tipo arco que vem desmontado, etc) e paga por boleto (o boleto é emitido no valor do anúncio; boleto paga menos IOF do que cartão). Aí é só esperar, ás vezes vem bem rápido. Ás vezes a Receita cobra imposto, ás vezes passa batido (o arco desse post não paguei imposto nenhum). Não há restrição de importação para arco e flecha como há para armas de pressão, então o maior problema com autoridades é só o imposto mesmo. Qualquer dúvida me manda uma mensagem aqui no fórum...
  3. Review chinarco recurvo Junxing F166 Vamos a mais um arco que veio do outro lado do mundo! Vi o review deste arco feito pelo Steven Han (canal Archery Supplies no Youtube), no qual ele afirma que este arco é o melhor custo benefício em termos de recurvo ILF chinês. É um recurvo ILF, punho de alumínio de 21”, lâminas médias (tamanho total do arco 64”) com 35lb e camuflado. -Experiência de compra Novamente apostei na loteria chinesa e comprei este arco pelo aplicativo do Aliexpress. Não tive problema nenhum com o vendedor e com a Receita, o arco passou de boa sem imposto. Fiquei com um pouco de medo pois um dos compradores acusou o vendedor de enviar uma limb torcida, mas o arco que recebi estava sem falha aparente. -Acabamento, usinagem e pintura Comprei o arco camuflado pois estava cansado de arco preto. O acabamento é algum tipo de hidro dip, com um camuflado bem bacana (mas que se mistura melhor em florestas temperadas, não é tão verde quanto o mato que temos aqui). O acabamento é bem fosco e até meio áspero. É lógico, tinha pintura na rosca dos parafusos, tive dificuldade em instalar o rest que vem com o arco. A pintura tem uma base clara, é possível perceber as muitas pequenas falhas na pintura. A ponta das limbs são reforçadas e o encaixe ILF é bem suave. -Riser O riser é de alumínio usinado e tem 21”. É bem usinado e a “pintura” é decente, mas não completamente perfeita. O riser tem todas as furações, para mira, plunger e estabilizador. Tem um grip de plástico de tamanho mediano, mas bem confortável. A base da janela é arredondada e o arco vem com um "strike plate", permitindo usar o arco como tradicional, sem rest e com flechas de penas naturais -Limbs São limbs ILF laminadas de fibra de vidro e madeira, com um belo reforço nas pontas. As limbs não são tão esguias, são meio grossas. Dá para sentir que na minha puxada (30”) as lâminas começas a dar stacking. Mas antes disso a puxada é bem suave... -Assessórios No pacote estão incluídos riser, lâminas, corda, um rest de parafusar feito de plástico, strike plates para usar no lugar do rest (atirar direto da janela, sem rest e com flecha com pena natural) e chaves allen. Como não tenho flechas com pena natural colei um rest de plástico mesmo e estou usando flechas spine 600, esperando chegar da China umas spine 500, que seriam as mais apropriadas. Também comprei da China um conjunto de silenciadores, pêlos na corda e adesivo na ponta da lâmina onde a corda bate. Isso deixou o arco bem silencioso. -Experiência geral É um arco bom, quase nada de choque na mão ou vibração. Estou vindo de um recurvo com 28lb, então está sendo um pouco difícil treinar consistentemente com esse arco, mas estou conseguindo aumentar o treino cada vez mais. Ainda vou tentar um troca troca com outras lâminas ILF que tenho aqui, acho que não terrei problemas com o encaixe ILF. Acho que é isso, estou melhorando meus agrupamentos com esse arco, depois posto umas fotos... Se alguém quiser fotos mais específicas é só pedir!
  4. Se essa é a 77 que eu conheço ela também tem a coronha da 97, muito confortável de se usar com luneta!
  5. Depois de 1 ano treinando com meu primeiro arco (um recurvo ILF, mais sobre esse arco em outro post!) resolvi subir um degrau e tentar os arcos compostos. Comecei minha pesquisa e logo vi que invariavelmente todo mundo (brasileiro e gringo) orientava a comprar um arco de marca americana (Bear, PSE, Mission, Bowtech, Mathews, Hoyt, etc) e evitar os arcos chineses. Comecei a pesquisar preços e logo vi que havia uma diferença enorme entre os preços dos equipamentos vindos dos EUA e da China. No mesmo valor estão os arcos de entrada americanos (só o arco) e os arcos de alto nível chineses (muitas vezes em pacotes recheados de extras). Como sou meio teimoso e achando que a unanimidade é burra (como disse o poeta) acabei encomendando um arco no Aliexpress, com kit completo (miras, rest, 24 flechas, bolsa, aljava de arco, aljava de cintura, gatilho de pulso, peep, d-loop, pézinho para o arco, corda extra, estabilizador, silenciador de lâminas, puxador de flecha, sling de pulso, protetor de braço e boné camuflados): https://pt.aliexpress.com/item...g0s.9042311.0.0.3da2b90ammB6Ww O vendedor declarou o arco como valendo 1 US$ e não deu outra, a Receita devolveu para a China! Mandei uma mensagem ao vendedor solicitando que o valor fosse declarado corretamente, ele não fez isso e quando o arco voltou a Receita taxou sobre um valor arbitrário (ainda menor do que o real). Paguei a taxa e recebi o arco. No total gastei uns R$ 2200 com esse arco, entre imposto, frete e a mercadoria em si. Por esse preço daria para comprar um arco americano de entrada, sem os acessórios. Pois bem, quando recebi o arco logo percebi que as cams estavam fora de sincronia (na ida e vinda da China acho que um dos cabos laceou e esticou). De cara já sofri o maior problema de comprar arcos chineses: a total falta de suporte pós-venda! Já sabendo disto de antemão nem me importei em mandar mensagem ao vendedor (mesmo porque a comunicação estava difícil), já encomendei no próprio Aliexpress uma prensa para arcos. Se eu tivesse comprado de uma marca americana famosa qualquer provavelmente teria alguém para enviar o arco (no Brasil temos representantes dos fabricantes mais famosos) para ser corrigido (pagando o frete, imagino eu). Aproveitei a oportunidade para aprender! Acho que até por ser chinês deu mais coragem de fuçar no arco. Prensei o arco e sincronizei as cams. Foi muito bom aprender a fuçar, pois um amigo foi disparar (normalmente, com flecha e tudo) e conseguiu tirar a corda do trilho da cam. Em 15 minutos estava atirando novamente com o arco. Garantia vitalícia para o primeiro dono é bom, mas acho que saber fuçar profundamente no arco é melhor. Sobre o arco em si: tem o riser usinado em alumínio (tem marca de fresa nos recortes), tem cams gêmeas com regulagem de comprimento, tem lâminas fabricadas nos EUA com regulagem de peso da puxada. Outras medidas estão no link acima. O anúncio afirma que a corda e cabos são feitos com material da BCY, mas depois de uns 200 tiros a corda começou a desfiar (ficar branca e esfiapada), então fiz um serving para proteger esta parte da corda (que ficava em contato com o nariz, o suor deve ter acelerado o processo). Mais uma oportunidade de aprendizado! A corda em si não é ruim, os serving central e das cams são muito bem feitos. O anúncio ainda afirma que o arco é anodizado, mas o meu veio pintado e com algumas falhas na pintura. Isso não é uma coisa que me afeta, principalmente por ser uma arco de aprendizado para mim, mas que tem que ser dita. Penso em no futuro pintar uma cmuflagem brasileira nesse arco. Somando às marcas de fresa (quase imperceptíveis) é possível afirmar que o acabamento final não é preocupação para os chineses. Outro problema que tive foi com o peep: a borracha que alinha o peep é muito pequena para minha puxada, acabou arrancando o peep da corda. Sem problema, prensei o arco e reinstalei o peep com um serving mais decente. Para contornar o problema da borracha curta fiz uma gambiarra (foto abaixo). Tirando esses problemas menores, o arco é muito bem construído, tem "limb pockets" em metal e transmite uma sensação de solidez. Os arcos de entrada americanos tem o "limb pocket" de polímero e alguns tem até os módulos (peça da cam que altera a puxada) em plástico. Atualmente estou preferindo metal chinês do que plástico americano... Mira e rest que acompanham o arco: Cam e módulo (peça com graduação em polegadas) para alterar o comprimento da puxada: Cable guard do tipo roller (comprei separado e instalei): Parafuso de regulagem de peso da puxada: Gambiarra no peep: Agrupamento a 15 metros, 12 felchas: Paper tunning: Lâminas reguladas para o peso mínimo: Teste de flechas a 12 metros (as azuis são spine 600 e as laranjas spine 400): Enviado de meu Redmi Note 7 usando o Tapatalk
  6. Acho que, como disse o Rui, você tem que identificar se o erro é na luneta ou na carabina. Faça isso atirando sem a luneta, a 10 metros. Se agrupar minimamente sem a luneta o problema é na luneta. Se a carabina estiver ok o segundo passo é instalar a luneta corretamente, tem muito vídeo no Youtube ensinando. Depois de montada corretamente a luneta se certifique que não tem nada deslizando. Marque a carabina, o mount e a luneta com pedaços de fita (ou mesmo com lápis) dê uns tiros e confira se está tudo no mesmo lugar. Se fizer tudo isso e ainda não agrupar pelo menos igual a mira aberta é porque sua luneta foi pro beleléu... Enviado de meu Redmi Note 7 usando o Tapatalk
  7. Obrigado! Comprei o arco em Abril/2017, mas só recentemente passei a treinar com mais afinco. Outra coisa que mudei recentemente foi o peso da puxada, subi de 20 para 28 libras, o que fez muita diferença (a maior velocidade da flecha dá sensação de maior precisão). Enviado de meu Moto G (5) usando o Tapatalk
  8. É bem diferente! O tiro com arco exige uma grande sintonia entre corpo e equipamentos. É comparável com o tiro de ar no Papel 10 metros, porém com mais força. Em relação a equipamentos: os de arco são muito mais baratos! Com 2 mil reais dá para comprar um equipamento usado de nível olímpico. O mais complicado do equipamento são as flechas! Além de caras (de 20 a 50 reais cada) são bastante complicadas de escolher, são muitas variáveis (comprimento, diâmetro, flexibilidade, material, peso, tipos de penas e de pontas, etc). No geral acho que o tiro com arco é mais crú, mais simples. Enviado de meu Moto G (5) usando o Tapatalk
  9. Sempre procurando por mais desafio passei a atirar com arco recurvo. Meu arco é um Frankstein: é um recurvo olímpico, com estabilizador de barebow (outra modalidade do tiro de arco) e mira de assunto proibido (terceira modalidade). Para os entendidos: é um punho de alumínio (Cartel Fantom) com lâminas de madeira e fibra de vidro (SF Axiom+). O arco tem 70 polegadas e puxada de 28 libras. Estou usando flechas de carbono spine 600. Agrupamento com 6 disparos a 15 metros (o adesivo é um centro de alvo 17x17, somente para referência): Enviado de meu Moto G (5) usando o Tapatalk
  10. Com R$2mil dá para pegar uma CFX, mas acho que tem arma melhor para uso em campo, como as Cometa 400 e Fusion. Tem umas Cometas usadas com preço bom...
  11. Se for para encher com CO2 não tem problema nenhum, só não pode de jeito nenhum encher com HPA (high pressure air, ar em alta pressão), ou seja, ar atmosférico a 150, 200 bar. O CO2 só chega a 60 bar (se não me engano), se encher um cilindro de CO2 mais que isso explode! Então, se sua PCP for movida a CO2 pode ir na fé, se sua PCP for movida a HPA não vira! Enviado de meu Moto G (5) usando o Tapatalk
  12. Eu considero agrupamentos a 50 metros a "Fórmula 1" das carabinas de mola, não dá para você correr com um Fusca, uma carabina para esta "modalidade" é bem mais cara do que uma Jade. Aconselho o amigo a mudar a espectativa ou guardar mais dinheiro... O problema que vejo nas carabinas que vem com GR de fábrica é que para manter as características da carabina (os tais 1000 fps) a fábrica instala um GR muito pesado, o que pode ocasionar um funcionamento irregular (muito recuo por exemplo) e estresse no mecanismo da arma (o que pode fazer ela quebrar "mais rápido"). Acho que essa opinião é compartilhada com outros aqui, por isso muitos de nós vão aconselhar a comprar a arma na mola e depois instalar o GR. A questão do bloco de aço e de polímero é a durabilidade. É possível fazer uma arma com bloco de polímero que seja tão precisa quanto uma com bloco de aço. Mas não vai ser tão durável, principalmente se o GR foi superdimensionado. Tem outra coisa que ia esquecendo, a Jade Mais é uma carabina com câmara de compressão pequena, ela tem um limite de potência que não vai ser ultrapassado mesmo com GRs mais potentes. Se eu pudesse dar dois conselhos seriam: guarde dinheiro para a carabina dos 50 metros OU compre a Jade (ou na mola ou com GR de no máximo 45) e seja feliz nos 20 metros. Enviado de meu Moto G (5) usando o Tapatalk
  13. Isso aí, para comparar o desempenho de armas diferentes o ideal é eliminar todas as variáveis possíveis, isso inclui apoiar a arma para eliminar a variável atirador... Além disso tem o fato da Hatsan 200 (HT-200?) ser cano fixo com alavanca inferior, não tem a melhor distribuição de peso para tiros sem apoio... Com luneta e muita prática (essas armas magnum são difíceis de domar) esses grupos vão fechar... Enviado de meu Moto G (5) usando o Tapatalk
  14. Acho que não tem muito a ver com o tempo passado a partir do lançamento, acho que tem mais relação com a aceitação comercial do novo produto. Veja o exemplo de outras armas, das mais baratas às mais caras. Weihrauch por exemplo, nunca diminui de preço. Na outra ponta, a Jade Mais (a pequena) também não sofreu diminuição no preço, só aumentou... O fato de a arma ter o preço diminuído talvez diga mais sobre a qualidade do projeto/construção do que da dinâmica do mercado...
  15. Pelas fotos dá pra ver que é um Frankenstein, mas parece que a CBC usou o pior de cada carabina (acho que para baratear), o conjunto de gatilho da G1 e o bloco de cano da G2... Mestre, tens algum diagnóstico preliminar sobre o spread? Diesel? Algum vedante estragado pelo tempo de estoque? Enviado de meu Moto G (5) usando o Tapatalk
×
×
  • Create New...

Important Information


GAMO CFR.jpg