Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 04/07/2019 in all areas

  1. 8 points
    Ola a todos . Sei que para fazer um compressor não precisa de nada muito elaborado ... Porem o meu procurei fazer um pouco diferente !
  2. 7 points
    Dissecando a Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm Pessoal, segue a continuação do Mini Review da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm Link do Tópico Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm - Mini Review No Tópico anterior, vimos como se abre a carabina com o uso de um dispositivo e compressor de molas Comprimento do Pino Trava - 32,85mm Diâmetro do Pino Trava - 8,9mm Centralizador do Gás Ram )em aço) e Tampa da Culatra (em polímero) O Centralizador é cilíndrico A Tampa da Culatra possui abertura s Retirando-se também o conjunto de gatilho,temos acesso total ao interior do cilindro Conjunto Gás Ram O Conjunto Gás Ram é composto por um prolongador da câmara, gás ram propriamente dito e um centralizador da haste do gás ram Centralizador da Haste Prolongador da Câmara O O Prolongador da Câmara, além de aumentar o comprimento do gás ram, também tem a função de manter a centralização do gás ram dentro do centralizador e é encaixado em um ressalto existente no fundo da câmara cujo diâmetro é de 12,16mm Comprimento Total (ressalto incluso) da cãmara do gás ram Comprimento - 147,99mm Comprimento da Câmara do Gás Ram sem o ressalto - 144,69mm Comprimento da Haste do Gás Ram - 113,73mm Comprimento Total com o Prolongador . Nota do autor: as medidas registradas com a régua não tem a mesma precisão das tiradas com o paquímetro. 274mm Comprimento Total da Câmara (sem o prolongador) 262mm Comprimento Total do Conjunto Gás Ram (Prolongador, Gás Ram e Centralizador da Haste) - 276mm Resumo da Ópera Este Gás Ram possui Comprimento Nominal de 260mm e o seu desenho é bastante similar a Mola Pneumática Rossi SUSPA também de 260mm. Nota do autor: eu diria, sem medo de ser feliz que trata-se do mesmo fabricante Para retirar o êmbolo é necessário liberar a sapata da alavanca de armar A Alavanca de Armar é articulada, e a liberação da sapata é similar aos modelos da família B19 Detalhe dos Insertos Anti Raspagem Inserto Anti Raspagem Maior situado ao lado da articulação Inserto Anti Raspagem Menor situado ao lado da sapata Com a liberação da sapata, temos uma melhor visualização do sistema de fechamento do cano Sistema de fechamento do cano através de dois trincos, um móvel no bloco do cano e um fixo no cilindro da carabina Medida da Profundidade do Cilindro Profundidade do Cilindro - 316mm Diâmetro Interno do Cilindro - 28,68mm Uma vez liberada a sapata da alavanca de armar, é possível a retirada do êmbolo Êmbolo com retentor de PU e Arruela Centralizadora da Haste Êmbolo após a limpeza da lubrificação excessiva Vista Frontal do Êmbolo Vista Lateral da cabeça do êmbolo Peso do Êmbolo com Retentor de PU - 268 gramas Peso do Êmbolo com Retentor de PU incluindo a arruela centralizadora da haste do gás ram - 286 gramas Comprimento do Êmbolo Comprimento Total do Êmbolo - 173,14mm Comprimento do Êmbolo sem considerar o encaixe do retentor - 167,67mm Diâmetro da Cabeça do Êmbolo - 28,60mm Diâmetro do Parte Posterior do Êmbolo - 28,61mm Diâmetro do Tubo do Êmbolo - 23,81mm Diâmetro do Janela de Engatilhamento do Êmbolo - 23,79mm Comprimento do Janela de Engatilhamento - 8,19mm Diâmetro Menor do Encaixe do Retentor - 12,40mm Diâmetro Maior do Encaixe do Retentor - 16,20mm Altura do Encaixe do Retentor - 5,40mm Diâmetro Interno do Êmbolo - 20,04mm Profundidade do Êmbolo - 148,23mm Centralizador da Câmara do Gás Ram Comprimento - 39,88mm Diâmetro Externo - 24,90mm Diâmetro Interno - 19,84mm Diâmetro do Furo Passante do Pino Trava - 9,00mm Rosca M6 (mesma rosca do parafuso do guarda mato) Centralizador da Haste (confeccionado em aço) Diâmetro Externo - 19,51mm Diâmetro Interno do Furo Não Passante - 7,94mm Espessura - 8,88mm Profundidade do Furo Não Passante - 7,03mm Centralizador da Câmara do Gás Ram (confeccionado em polímero) Diâmetro Externo - 19,61mm Espessura - 13,86mm Diâmetro Interno - 11,92mm Pré compressão Gás Ram 670N (68kgf) Comprimento Nominal 260mm - 4,80mm Medida do Deslocamento do Êmbolo Deslocamento do Êmbolo - 93mm Volume da câmara de compressão da Artemis Black Hawk Wood Edition V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 28,68 mm deslocamento do êmbolo = 9,3cm V = 60,1 cm3 Tópico Concluído
  3. 5 points
    Muitas pessoas tem comprado luneta direto da China devido à recente liberação e o padrão das encomendas lá geralmente começa por "ID" seguido de 14 números e terminado em "CN" Tipo assim ID12345678912345CN, ai a compra chega no Brasil e por algum motivo, nem sempre a alfandega consegue associar ao CPF do comprador, devolvendo a mercadoria ao remetente. Ocorre que aqui no Brasil o padrão são duas letras seguidas de nove números e duas letras, por exemplo AB123456789CD. A cultura deles é de 14 números e não 9 números como é aqui, muitos vendedores não informam o código aceito aqui no Brasil de 9 números, acabam mandando o código de 14 números que não é válido na pesquisa de nosso rastreamento. Para tentar resolver esta questão, existe um site, dentre outros, " track it ", https://pt.trackitonline.ru/ , que na pesquisa, mostram o outro código da encomenda com 9 números, que é o aceito no Brasil. Aonde está número do envio, digite o código informado. No pais de destino coloque Brasil e pule qual é o serviço, clicando no símbolo da lupa. Deixar de informar o pais de destino pode ser que acabem fazendo a pesquisa sem associar o código válido. Vai dar um resultado, por exemplo o código ID18135252479452CN deu isso: Geralmente abaixo da coluna adicional aparece o código aceito no Brasil UE634467297CN mas, neste caso, apareceu ao lado do símbolo ChinPost e dos Correios. Nem sempre aparece o código válido, depende do tipo de encomenda, como nesta aqui que não apareceu: Às vezes demora para que as informações apareçam no sistema, pode levar até mais de 15 dias ou um mês, sendo necessário pesquisar várias vezes antes de conseguir a informação desejada. Atualmente, as encomendas que chegam sem o CPF estão sendo devolvidas, não que realmente o vendedor deixou de colocar o CPF na etiqueta do pacote mas, pode ocorrer de apagar ou ficar ilegível, não só o CPF como os dados do comprador e código de barras. Como paliativo, os Correios ainda estão mandando cartas aos compradores informando da retenção na alfandega, embora que, por algum azar do destino, o interessado fique sem receber a carta, restando então a última esperança de vincular o código de rastreio ao CPF, pelo sistema ID Correios/Minhas Importações, informando o código válido, evitando a devolução.
  4. 5 points
    Pessoal, segue o review da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition no calibre 4,5mm Esta carabina é importado pela FXR Army and Tactical (Fixxar_ situada em Blumenau - SC) http://carabinasfxr.com.br/inicio/produtos/artemis/black-hawk-wood-edition/ Os meus agradecimentos ao Eduardo Macedo e ao Mundo da Carabina, pois a aquisição desta carabina para a elaboração deste review, foi possível graças a intermediação do Eduardo Macedo junto ao Mundo da Carabina https://www.mundodacarabina.com.br/carabina-de-pressao-black-hawk-wood-edition-gas-ram-70kg-4-5mm-artemis Carabina de Pressão Black Hawk Wood Edition Gas Ram 70kg 4.5mm Artemis As Carabinas Artemis são Importada e distribuída com exclusividade para o Brasil pela Fixxar Adventure, empresa tradicional com mais de 26 anos de mercado. A Marca Artemis se destaca no mercado Europeu e Americano, competindo com grandes Marcas como Gamo, Crosman, Hatsan, Stoeger e agora chega ao Brasil, sendo uma grande opção para atiradores exigentes, que buscam performance em seus equipamentos. Esta Carabina é indicada para quem busca performance como força, precisão, acuidade e desempenho num só produto. Sua ação ocorre através de pistão Pneumático de 70kg ja instalado de fabrica, o que lhe proporciona maior leveza ao armar e menor vibração nos disparos. Sua coronha em madeira de lei de fino acabamento e o muzzle no cano lhe concede um acabamento perfeito. Principais características: Acionamento através de Pistão Gas Ram 70 kg já instalado de fábrica o que lhe confere uma maior maciez e durabilidade no equipamento, além de Menor recuo e vibração nos disparos; Qualidade e padrão Europeu Coronha em madeira de lei, com soleira em borracha, cano raiado de precisão com muzzle acoplado na ponta. Caixa de Gatilho metálico e ajustável, para lhe conferir melhor precisão nos tiros. Alça de mira com fibra óptica e regulagens na horizontal e vertical. Massa de mira com fibra óptica e fixa no cano. Cano longo com 56cm e micro raimento de perfeito acabamento o que lhe tras maior precisão e acuidade nos disparos; Descritivo Técnico: Fabricante: Artêmis. Importador: Fixxar Import Modelo: Black Hawk Polimero Calibre: 4,5 Ação: Pistão Pneumático de 70 kg (gas ram) Velocidade: 350 m/s (velocidade pode variar de acordo com a munição utilizada, velocidade testada com chumbinhos de 1g/ 15,43gr. Comprimento total: 124 cm. Comprimento do cano: 56 cm Trava Segurança: Sim, manual. Trilho 11 e 20 mm para acoplar luneta (acompanha adaptador para trilho de 20/22mm). Peso 3.5 kg Coronha: Polimero com soleira de borracha, ambidestra. Cano: Raiado de alta prcisão, com Muzzle para melhor acabamento. Caixa de Gatilho em METAL, unha (lamina) em Polimero com regulagens Massa Mira: Fixa com fibra óptica. Alça de mira: Com fibra óptica e regulagem na horizontal e vertical. Itens que acompanham: 01 Carabina Black Hawk Wood 4,5mm. Manual de Instruções. Nota Fiscal A carabina foi enviada via Jadlog no dia 30/08/2019 e recebida no dia 03/09/2019 Fotos do Unboxing Ao invés do tradicional papel pardo (craft) a carabina feito embalada em plástico com a logo marca do Grupo CEM - Distribuição e Varejo Ltda Embalagem de papelão Lacre do Mundo da Carabina (provavelmente a embalagem original é aberta para inspeção ante do envio ao cliente e lacrada) A caixa contém além da arte final destacando a carabina, algumas informações conforme segue: Informações de Segurança Informações Técnicas Informações Gerais Verificação do conteúdo da Caixa (para tal tivemos o auxílio do nosso inspetor de qualidade para dar o confere) ? Confere ! ? A carabina vem acompanhada pelos seguintes itens: Adaptador 11mm Rabo de Andorinha (Dovetail) para Trilho Picatinny 20mm 5 Alvos 14x14 confeccionados em papelão branco Manual de Instruções BLACK HAWK / BLACK HAWK WOOD Edition Manual Artemis Black Hawk.pdf A carabina vem protegida por um saco plástico lacrado Esta carabina Artemis não foge a regra no quesito lubrificação Excesso de lubrificação No bloco do canov vem o nome oficial desta carabina - Artemis Model SR1000S Peso da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition - exatos 3500 gramas como informado pelo fabricante Alça de Mira com fibra ótica verde e o vedante do cano. Alça de Mira Massa de Mira em fibra ótica vermelha incorporada a um Muzzle Sem túnel de proteção Comprimento do Muzzle 17cm Diâmetro do Muzzle - 30,5mm Diâmetro Externo do Cano - 15mm Raiamento do Cano Trilho Rabo de Andorinha (Dovetail) 11mm Lâmina do Gatilho e Guarda Mato em Polímero (trava de segurança na posição Fire) Trava de Segurança na posição Safe O Guarda Mato possui abertura para regulagem do gatilho Soleira confeccionada em borracha e entre a coronha e a soleira existe uma placa de polímero Alavanca de Armar Articulada Parafuso Allen de fixação lateral da coronha Chove lá fora ... então vamos proceder uma limpeza no cano antes de cronografar a carabina Finalmente a chuva parou, vamos aos primeiros tiros ChumboPremium Series Rifle Flat Head 4,5mm 8,23 grains Devido ao excesso de lubrificação de fábrica, ocorreu efeito diesel severo alcançando velocidades supersônicas. Assim, para preservar o retentor decidimos não continuar o Chrony Test e abrir a carabina para limpeza. Retirada da coronha Parafusos Laterais Bit PH (Philips) 3 Parafuso do Guarda Mato Bit PH3 Os parafusos laterais são M6X15 e o parafuso do guarda mato M6X24. Os parafusos laterais possuem arruelas dentadas Na coronha, no parafuso do guarda mato existe um calço, sistema similar ao utilizado nas carabinas da família B19 Na telha da coronha, existe um "patim de polímero" sobre o qual a alavanca de armar (biela) corre evitando o atrito contra a coronha. A alavanca de armar da Artemis Black Hawk não possui um rolete como o utilizado nas carabinas da família B19. Patim e Calço Este "patim de polímero" é parecido com os pinos utilizados em armários para suportar as prateleiras. Ele é encaixado em um furo existente na coronha Comprimento Total do Patim - 16,45mm Diâmetro Maior do Patim - 11,9mm Comprimento da Seção de Maior Diâmetro do Patim - 7,2mm Diâmetro Menor do Patim(encaixa no furo existente na coronha) - 7,8mm A Alavanca de Armar (biela) possui dois insertos anti raspagem que evitam o atrito contra o cilindro da carabina Vista Lateral Esquerda do Conjunto Gatilho Vista Lateral Direita do Conjunto Gatilho Este modelo não possui Trava de Segurança contra acionamento inadvertido da lâmina do gatilho com o cano "quebrado" (aberto) como o existente nas carabinas da família B19 Parafuso Eixo de Rotação do Cano (Bit PH2) Porca do Parafuso Eixo de Rotação do Cano (porca similar a utilizada nas carabinas HW e na Ruger AirHawk) Vista Inferior do Cilindro da Carabina Calço e Parafuso de Fixação do Conjunto do Gatilho Usar Chave Fixa 8mm ou Chave Ajustável (conhecida como chave inglesa ou chave de engenheiro) Tampa da Culatra em Polímero e Pino de Fixação 8,95mmX33 Há uma ligeira diferença com a tampa utilizada pelas carabinas da família B19 Improvisamos para uso provisório, o seguinte Dispositivo para Comprimir (com auxílio de um compressor de molas) a Culatra da Carabina Artemis Black Hawk Tampa da Culatra Removida Conjunto Gatilho e Tampa da Culatra (são duas peças: tampa propriamente dita em polímero e centralizador do Gás Ram em aço) Conforme comentei no seguinte tópico o gás ram original de fábrica que equipa as Black Hawk são de 670N o que corresponde a 68 kgf Chrony Test após limpeza para retirar excesso de lubrificação. Lubrificação do Retentor com Graxa de Silicone QUICKshot Mini Review - Concluído Link do Tópico Dissecando a Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm
  5. 5 points
    Desde que essa carabina foi anunciada, fiquei fascinado pelo projeto. Demorou um pouco mais do que esperava, mas enfim, no dia 16/03 chegou em minha casa. O Review demorou um pouco por dois motivos. O primeiro foi porque a carabina veio com problema no sistema multishot e o segundo, porque queria ter uma real noção do potencial dela. Dados técnicos fornecidos pelo fabricante: - Carabina PCP semiautomática - Cilindro de 300cc de 350 BAR - Válvula regulada ajustável de 120 a 220 BAR - Potência ajustável de 8 a 100 joules (mas chega aos 125 joules) - Peso 3.5kg - Comprimento total 83cm - Comprimento do cano 60cm - Gatilho ajustável de dois estágios - Magazine fixo de 19 chumbos - Autonomia de 80 tiros a 55 joules e 38 tiros a 95 joules. A carabina veio na caixa original de papelão e no seu interior a carabina é protegida por uma caixa de isopor que protege muito bem o equipamento. Depois de colocada a luneta Hawke 8.5-25X42 gostei muito do visual dela. A ergonomia não é muito boa, mas isso é comum nas bullpup e como prefiro mounts baixos não favorece nesse quesito. O acabamento num geral é muito bom e não tenho muito a relatar. O gatilho dela tem um primeiro estágio longo e bem leve e um segundo estágio sem arrasto, curto, mas um pouco pesado. Bem, relatado um pouco sobre as características dela, vamos ao que interessa... De cara, tive uma decepção grande pois o sistema multishot dela não estava funcionando. Dava um disparo, o tiro saía mas o magazine não rodava. Então era necessário outro disparo a seco pro magazine rodar. O vídeo ilustra bem. Desmontei a carabina e encontrei parte do sistema que toca o magazine oxidado como pode ser visto na foto Limpei bem, lubrifiquei e montei. Parecia que o problema havia sido resolvido, mas uns 100 disparos depois voltou a funcionar de forma irregular. Desmontei e limpei novamente... Montei... funcionou um tempo e o problema voltou... Então resolvi ir mais a fundo e desmontar todo o sistema e encontrei esse o'ring danificado Substituí o o'ring e... finalmente tudo funcionando em ordem. Ou pelo menos deveria... Parti pros testes de agrupamento e infelizmente eles não estavam regulares, e com certa constância tinha flyers bem estranhos. Na foto vários agrupamentos feitos a 30 metros que demonstram isso. Retirei o moderador de som, fiz alguns testes e nada mudou... Lá fui eu desmontar a carabina novamente... e constatei que o magazine não estava bem alinhado com o cano Aqui é preciso explicar que o tiro parte diretamente do magazine, que inclusive já é raiado, e esse desalinhamento estava provocando os flyers. O cano é rosqueado e além disso, tem três parafusos allen que fazem a fixação do cano e também o alinhamento magazineXcano. Muito provavelmente quando desmontei pela primeira vez não deixei o alinhamento de forma correta. Resolvido mais esse problema vamos aos resultados... Cronógrafei alguns tiros com JSB Beast e a consistência é ótima como pode ser visto no vídeo abaixo. Detalhe pro som da pancada do chumbo no alvo hehehe Agrupamentos todos com 5 tiros a 30 metros e válvula regulada a 160 BAR JSB Beast a 920 fps Esses são com JSB Heavy By Cometa a 980 fps Já não consegui bons resultados com o JSB Heavy lata vermelha... Testei em várias velocidades e isso foi o melhor que consegui a 900 fps Aqui com JSB Ultra shock a 950 fps Testei ainda o Baracuda Hunter. Não cronografei... E o HN Crow Magnum que também não cronografei. Confesso que esse me surpreendeu. Mas como só fiz esse agrupamento, não posso afirmar que essa é a precisão com esse chumbo. Num geral posso afirmar que a precisão com o JSB Beast é fantástica e, com certeza, é o chumbo pra minha K1. Bom pessoal, acho que é isso. Fico devendo agrupamentos a distâncias maiores, mas assim que fizer eu atualizo o tópico. Também comprei outros chumbos pra testar (Eun Jin, Jsb Monster e JSB Predator)e assim que chegarem posto os resultados. Pra finalizar um pequeno vídeo que fiz atirando num tijolo. Quando fiz esse vídeo o multishot ainda estava irregular e se repararem o terceiro disparo falha. Atualizando... Meu irmão também comprou uma K1 e pelo número de série, deve ser de um lote mais recente. Nesse lote o problema do alinhamentondo magazineXcano parece ter sido solucionado. A fixação do cano se dá por uma contra porca na rosca do cano e não mais pelos parafusos laterais allen. Agrupamento feito hoje com JSB Heavy By Cometa a 980fps a 52 metros. As condições não eram ideais. Tinha um vento lateral e os tiros foram em um apoio precário... A intenção era fazer mais testes mas a chuva atrapalhou... Atualizando 08/04 Vídeo demonstrando a cadência de tiro da Huben K1. São 14 disparos em aproximadamente 3 segundos. Abs Roberto Enviado de meu SM-G935F usando Tapatalk
  6. 5 points
    Objetivo: mostrar o processo de modificação. para instalação de molas a gás na carabina Fiora Modelo 1 utilizando-se peças disponíveis no mercado de reposição e tuning bem como os resultados obtidos com esta customização. Esta carabina foi objeto do Tópico Mini Review - Carabina Fiora Modelo 1 4,5mm Nota do autor: sob o ponto de vista econômico, devido ao custo das peças utilizadas, é evidente que esta modificação não compensa. Então, a pergunta que não quer calar: Qual foi a motivação ??!! Peças utilizadas Conjunto do Gatilho da Carabina Cometa 220 Alavanca de Armar (Biela) da Carabina Rossi Dione Tradicional Êmbolo do Kit Advanced Fênix 400 (modificado) Nota do autor: este êmbolo foi utilizado no Tópico Tutorial - Cometa 220 com Êmbolo Alongado e Gás RAM da Fênix 400 Retentor de PU para carabina Cometa 220 Mola a Gás QUICKshot MG182 Agradecimentos ao Juliano Sanches da QUICKshot pelo envio das molas a gás Centralizadores customizados para instalação de molas a gás (Modo Normal e Modo Invertido) Algumas peças foram ajustadas utilizando-se usinagem em torno mecânico, recurso nem sempre acessível ao usuário Customização do Conjunto do Gatilho da Cometa 220 - usinagem em torno mecânico para ajuste do diâmetro externo Customização da Alavanca de Armar (Biela) da Rossi Dione Tradicional - ajustes na extremidade de encaixe com o bloco do cano e na sapata Comparativo entre as bielas - a original da Fiora é ligeiramente maior A geometria de ambas possui um desenho quase idêntico A biela da Rossi Dione é mais resistente Customização do Êmbolo modificado para uso na Fiora - abertura do trilho por onde corre a sapata da biela Peso do êmbolo 188 gramas Customização do retentor de PU - usinagem em torno mecânico para diminuição do diâmetro compatível com o diâmetro do cilindro da Fiora Verificação do Conjunto Gatilho Cometa 220, Centralizadores e Mola a Gás MG182 Instalação Invertida Instalação Normal Customização do Cilindro da Carabina Fiora Modelo 01 - abertura para instalação do conjunto do gatilho da carabina Cometa 220 Instalação do êmbolo Êmbolo, Mola a Gás e Conjunto do Gatilho Pré compressão da mola a gás MG182 40kgf - 4mm Instalação da Mola a Gás concluída Verificação do funcionamento da trava de segurança Posição SAFE Posição Fire Verificação do Engatilhamento Medição do Deslocamento do Êmbolo Deslocamento - 55mm Volume da câmara de compressão V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,54 cm deslocamento do êmbolo = 5,5 cm V = 28 cm3 Volume original V = 36 cm3 Modificação necessária na coronha Devido a existência do parafuso de regulagem da lâmina do gatilho, é necessário recortar a coronha Instalação da mecânica na coronha Ao se proceder o aperto do parafuso de fixação traseiro (parafuso do guarda mato), a trava de segurança topa na coronha Instalação de arruela espaçadora (M8 - Inox) Arruela instalada Testes com a coronha instalada Carabina Desengatilhada - Trava de Segurança Automática na posição FIRE Carabina Engatilhada - Trava de Segurança Automática na posição SAFE Vista Lateral do Guarda Mato e da Lãmina do Gatilho Peso da carabina com mola a gás - 3119 gramas Chrony Test Molas a Gás QUICKshot MG182 40, 45 e 50kgf A mola a gás QUICKshot Série Black também está disponível em 40 e 45 kgf Meus agradecimentos ao Juliano Sanches da QUICKshot pelo envio das Molas a Gás MG182 Resultados obtidos com a mola a gás MG182 40kgf instalada na posição Normal Resultados obtidos com a mola a gás MG182 45kgf (Série Black) instalada na posição Normal Resultados obtidos com a mola a gás MG182 50kgf instalada na posição Normal Resultados obtidos com a mola a gás MG182 40kgf instalada na posição Invertida Resultados obtidos com a mola a gás MG182 45kgf (Série Black) instalada na posição Invertida Resultados obtidos com a mola a gás MG182 50kgf instalada na posição Invertida Quadro Resumo - Molas a Gás QUICKshot MG182 Pré compressão MG182 instalada na posição invertida - 6,5mm "Fi-lo porque qui-lo..." Tópico em
  7. 4 points
    Olá pessoal, Comprei esta carabina há uns 4 meses e só agora tive tempo de fazer um breve review dela. Vou fazer algumas modificações nela no futuro e postarei as atualizações. Dados do fabricante: Modelo: NOVA ALPHA PCP Calibres: 4,5 e 5,5mm Material do cilindro de ar: Titânio Pressão de trabalho: 250 Bar Autonomia: 50 tiros (regulados) Sistema de carregamento de ar: Fill Probe Potencia regulável: pode ser regulada/alterada em duas potências. Sistema de carregamento: Side Lever Action Trava de segurança do gatilho: Manual Trilho para instalação de dispositivos de mira ótica: 11mm Comp. Total: 110cm Cano: 24" (64cm) de precisão microraiado Peso: 3 Kg Acompanha, manual do usuário, engate Fill Probe, 1 adaptador single shot e 2 magazines de 10 tiros. Aqui há uma divergência. O cano na verdade é de 53 cm. O sobrecano é que tem 64 cm. Coisas que gostei: Carabinas bem leve com apenas 3 kilos, ferragem de boa qualidade, difícil de riscar. Cilindro de titânio de 200 cc e já vem com sobrecano, o que a deixa bem silenciosa. A mecânica é bem rígida, sem folgas. O side lever é bem macio do tipo biathlon, um dos melhores que já usei. O ajuste da mola do martelo é feita por arruelas e a mola só é pressionada enquanto está armada. Já é regulada, com o regulador permitindo ajustes externos sem ter que desmontar a carabina. Já vem com ajuste de potência para alta e baixa potência. De fábrica ela vem com 24 joules na potência máxima e na baixa 16 joules. Coisas que não gostei: A coronha é de plástico e dividida em 3 partes. Ela faz o seu trabalho mas poderia ser melhor. O gatilho não tem ajustes do segundo estágio. De fábrica é um pouco pesado, em torno de 1 kg. Depois que diminuí o engate lixando o gatilho deixei ele com 180 g, mas é o mínimo. Menos que isso ele dispara sozinho. O cano é de 10 mm, microraiado e não tem choque como a maioria das carabinas chinesas. As raias deste cano são tão finas que parecem riscos de lixa Conclusão: É uma boa carabina de entrada para plinking, com bom custo benefício. Competição? Pode esquecer. Grupos a 25 metros com JSB 8,44 grains e luneta 4x. Grupo a 50 m com JSB 8,44 grains e luneta 4x. Grupo a 50 m com JSB 8,44 grains e luneta 4x. String de 60 tiros de 200 a 130 bar. Se carregar o cilindro a 250 bar daria 90 tiros no total. Estas variações grandes se deve ao tempo variando a luminosidade. Este Spread ficaria em torno de 6 m/s com tempo firme. Marcas das raias em um cano Lothar Walther Marcas das raias no cano original da Alpha
  8. 4 points
    Segue vídeos que fiz da minha PR900W 4,5 desde que a adquiri, talvez seja útil para quem tem ou até mesmo pense em pegar uma:
  9. 4 points
    LCS Air Arms SK-19 Full Auto Airgun VS Ice Block - YouTube
  10. 4 points
    Boa noite pessoal Depois de 5 anos sem postar nada voltei para terminar minha at44 com cilindro 500 Acontece que o cilindro não ficou alinhado com o cano ao instalar a conexão z As ATs não foram feitas para ter cano flutuante como todos sabem O bloco é separado diferente por exemplo das theoben que é ensinada em um bloco só O cano estava torto em relação ao cilindro e também muito flexível aí resolvi fazer uma extensão do bloco tudo em casa eu meu torno caseiro Ficou parecido com um mount e será colado com cola epóxi ou outra mais eficiente Se o cano flutuante não ficar preciso terei que por fixo no cilindro porém não gosto pois o stress do enche e esvazia muda o ponto de impacto Pessoal Valorizem os profissionais armeiros por que isso dá Trabalho e isso toma muito tempo Em breve review de um compressor Young heng com alguns ajustes e dicas valiosas Abraço
  11. 4 points
    Comprei no (editado) por R$ 198,90 com o frete para SP e o vendedor disse tudo bem para comentar sobre a compra aqui no Fórum: amigo, por favor, links de venda somente de lojas parceiras do fórum. (Ok, desculpe, já editei) Ele enviou um vídeo tutorial demonstrativo mas, não tem um link de publicação, esta é a foto da prensa que ele está usando agora e que lhe custou R$ 80,00, ele recomendou que o resultado é melhor por prensagem do que por marteladas. Pelo que vi na internet o macaco utilizado é de 2 toneladas e existem outros modelos de 4 e de 5 toneladas. Já a barra de metal eu desconheço as medidas. Minha intenção era adaptar para a prensa de ilhós, igual a utilizada no kit da CO2 Brasil. No vídeo demonstrativo só mostra os chumbos já cortados e preparados para a forma, não mostra detalhes de medidas do chumbo e tamanho do corte. Eu comprei na loja (editado) um quilo de chumbo tipo prego por R$ 20,00 que pela medida a olho nú numa régua pareciam ter 5 mm mas, na realidade, ao chegar em casa e medir no paquímetro deu 6,5mm : Quando tentei encaixar, deu esta dificuldade: A parte mais fina é a parte que consegui enfiar no buraco após dar umas marretadas, o tamanho da medida do chumbo que deve ser o certo pode ser de 5mm ou de 4mm, ainda preciso encontrar estas medidas para testar e encontrar o tamanho ideal de trabalho. O preço do quilo de chumbo varia muito de um lugar para outro, o mais barato que encontrei foi na loja (editado), de R$ 20,00 por R$ 18,00 o quilo no dinheiro entretanto, não tinha a medida que queria pronta e achei que não compensaria o esforço de derreter e moldar. O mais caro foi R$ 32,80 também (editado). Pesquisei só por chumbos de pesca e ignorei outras alternativas como chumbo usado ou reciclado de stand de tiro, lojas de balanceamento de pneus (não vendem, o fornecedor recolhe e recicla) ou ferros velhos. Na internet existem muitos anúncios. Na parte de cortar o chumbo, o tópico mencionado acima mostra uma tesoura de poda adaptada com uma chapa limitadora, eu comprei uma e usei para cortar sem problemas, não é difícil e não precisa de muita força: Falta fazer o limitador, que deve ser uma chapa de metal com um furo em rosca para regular no parafuso de mesma medida e mais comprido que substitui o original. Também usei um cortador de fio que corta igualmente sem dificuldades: Segue abaixo imagem das embalagens para referência: A tesoura eu comprei na (editado) e o alicate na (editado) por R$ 30,90. A Tesoura de poda tem em muitos lugares com preços médios de R$ 30,00 e o alicate de corte eu só achei na (editado) mesmo. Também cortei o chumbo usando um martelo batendo em uma faca apoiando na madeira, ou um formão e com mais dificuldade uma espátula afiada. Outros alicates com a função de corte serviram perfeitamente. No caso das turquesas eu vejo uma limitação para o tamanho de corte. Ainda deu para serrar com um esforço maior. Enfim, cortar é fácil, o difícil por enquanto é achar um padrão de cortar no mesmo tamanho padronizado. Se observarem nos detalhes das fotos acima, cada ferramenta utilizada para cortar produz uma deformação característica no chumbo, o corte não é reto e certinho e para lidar com isso parece que a melhor medida é cortar a ponta inicial do chumbo para o corte ficar no mesmo padrão da ferramenta a ser utilizada, para então, fazer o próximo corte do chumbo no padrão estabelecido, assim, as duas pontas terão o mesmo padrão de corte e possivelmente as peças terão pesos e tamanhos parecidos com poucas variações. Outro detalhe a não se utilizar um limitador de tamanho corte, eu usei marcas de caneta medidas em uma régua e fiz os cortes em cima da marca, até que pareceu ficar bem na inspeção visual mas, ainda preciso medir as peças com um paquímetro e com uma balança, tarefa a ser realizada no futuro. A forma chegou embalada em plástico e lubrificada com algo cheirando a WD40, novinha, sem marcas de uso e com um aviso de cuidado para não deixar a ponteira cair ao chão. Agora entrando na utilização da forma em si, que é esta: Sendo que a chave Allen ou Harlen não foi fornecida e utilizei uma de 3 mm com um pouco de folga, ela serve para posicionar um parafuso de regulagem de tamanho do chumbinho: Como na foto acima do conjunto todo desmontado, o parafuso posicionado mais acima ou mais abaixo regula a posição do pino e consequentemente o tamanho do projétil, também no detalhe, se mostram os dois pinos que vieram, um de ponta oca e outro ogival. Mais detalhes da parte interna, aonde o chumbo é forçado a tomar sua forma, primeiro com a ponta oca posicionada no interior e o pino da saia do lado de fora: E agora com a ponta ogival e o pino da saia posicionado do lado de dentro: Se puderem notar, ficaram as marcas de corte da saia do chumbo utilizando um estilete, eu cortei como se estivesse descascando uma laranja, diferente do mostrado no vídeo instrução que é um corte seco e único. A prensagem é mais ou menos assim: O chumbo fica entre o pino de moldar a ponta e o pino de moldar a saia, separado fica assim: Procurei deixar as peças alinhadas com a posição original para melhor compreensão. Uma dificuldade que encontrei é que os pinos de moldar as cabeças devem ser tipo cônicos, ou seja, só entram por um lado e numa posição, não tem como inverter e não saem pelo outro lado. Não sei dizer se isso é uma dificuldade ou apenas uma particularidade do projeto, justamente para evitar erros ao inverter a montagem das peças. Achei muito frágil o sistema de regulagem de tamanho por parafuso, tenho a impressão de que com o tempo e uso a rosca vai espanar, eu particularmente eliminaria a rosca de regulagem e usaria pinos maiores ou menores conforme o tamanho desejado. Pensei em utilizar fita veda rosca para deixar o parafuso com menos folga e mais firme. Lembrando que sou um aventureiro no assunto e ainda estou aprendendo com tentativas e erros, não sou especialista, expert ou alguém que domina o assunto, apenas tenho a vontade de aprender e me divertir. Observando melhor a rosca do parafuso de regulagem, ele só entra e sai pelo lado de dentro que tem rosca e não entra ou sai pelo lado de fora que não tem rosca. Rosqueando ele até o fim e posicionando o pino de formar a cabeça no máximo, dá para dar duas voltas e meia até o parafuso atingir o pino e começar a empurra-lo, de forma a diminuir o tamanho do projétil, com cinco voltas vai até o fim e começa a sair para fora. Como não estava dando certo as primeiras moldagens devido ao tamanho errado de chumbo utilizado, resolvi brincar com chumbos cal. 4,5mm usados, juntei três e prensei obtendo meu primeiro chumbo monstro: Interessante, fiquei imaginando se ao disparar os chumbos vão se separar ou não antes de atingir o alvo. Outra curiosidade foi prensar uma esfera de chumbo 4,5mm que se transformou em uma concha: Isso me leva a crer que vai ser moleza moldar com uma esfera de aço na ponta. Não esperava que fosse me divertir tanto com esta brincadeira, após algumas horas de tentativas, erros e fracassos tentando pegar o jeito de fazer minhas próprias munições, consegui meus primeiros resultados: Na foto tem em baixo o chumbo que comprei errado, da direita para a esquerda o corte dele em peça de um centímetro, depois a tentativa de prensa mal sucedida, o erro que cometi aqui foi não ter posicionado primeiramente na cavidade aonde está o pino de moldar a cabeça, dar umas pauladas e depois posicionar o restante do conjunto para finalmente prensar tudo. Como a medida estava errada eu fui desbastando, cortando e moldando no alicate até chegar no tamanho de entrar e moldar meus primeiros chumbos. Outros detalhes ainda serão trabalhados: Acabamento de saia e falhas na ponta: Ainda está sendo difícil acertar dois tamanhos iguais mas, eu chego lá algum dia. Já na parte da medida do calibre, parece estar tudo certo por enquanto, já que falta passar num gabarito ou moldador de chumbo e ainda realizar os disparos. Até agora não usei prensa, fiz tudo na base do martelo e a cabeça do pino da saia já está ficando deformada igual a cabeça de ferramenta de pedreiro para quebrar pisos e paredes na marretada. Outras observações; Obtive melhores resultados com leve lubrificação a óleo do que a seco. Limalhas ou restos de chumbo influem no desempenho ou exatidão, creio que uma escova de aço prata deve ser um bom acessório para eventual limpeza, a dourada deve deixar acabamento amarelado aonde raspar. A sequência de fabricação, pelo que entendi, deve ser assim: 1- Separar os chumbos cortados. 2- Colocar o chumbo na cavidade e martelar de leve para entrar. 3- Fechar o conjunto e prensar. 4- Abrir e remover o excesso de chumbo da saia com um corte seco. 5- Prensar de novo. 6- Abrir o conjunto, empurrar o pino para soltar o chumbo e pronto! Se bem que acredito que ainda não deve ser levado direto a boca da carabina, sem antes passar por um padronizador ou desamassador de chumbinho, ou ainda submetido a algum processo de eletrólise ou coisa parecida para depositar em suas paredes algo que não grude ou se deposite no raiamento do cano.
  12. 4 points
    Pesquisei no Fórum e não encontrei esta jóia postada no Utube pelo patrão em 21/10/2007. Vale a pena assitir
  13. 4 points
    Agora à pouco começou a vazar ar, exatamente no local indicado pela seta vermelha: Passei um pano para limpar e ficou evidente que a borracha ou o anel de vedação escapou com a pressão: Percebi que a rosca estava em pouco solta, podia ser desrrosqueada com a mão: Deu para ver que o anel não estragou, limpei as partes: Confirmado que estava tudo certo, lubrifiquei com algumas gotas de óleo de silicone (Silicone líquido para esteiras densidade 200), porque é o que estava à mão, depois rosqueei de volta e dei aperto com a chave da bomba: Apoiei as manoplas sob os pés e forcei um quarto de volta. Tempo total do reparo 3 minutos, Só para constar, estimativa de 10.248 bombadas desde a compra e o surgimento do primeiro problema, anotados em prancheta de uso. Lição aprendida, verificar os apertos das peças da bomba a cada 10 mil bombadas. Tinha previsto uma desmontagem completa com limpeza aos três meses ou às dez mil bombadas, o que ocorresse primeiro porém, estou adiando porque esta operação vai atrasar outro projeto (encher cilindro de 7,6 litros).
  14. 3 points
    Saudações! Segue o resumo das modificações realizadas na B19X para melhorias sem gastar muito. Espero que o tópico esteja à altura desta distinta comunidade. Gatilho: Original. Não fui simpático a ideia de compra de um gatilho ao preço de um conjunto original completo. Mudanças: Fabricação de mola de primeiro estágio utilizando desentupidor de fogões. Moldado na chave de fenda com apenas uma volta, o primeiro estágio ficou praticamente sem peso, a mola só é utilizada para o gatilho não ficar solto. Arruela de Ajuste: O gatilho vem com folga, tornando os tiros inconsistentes. Foi utilizada uma arruela comum passando por lixamento na furadeira utilizando uma peça de retífica até ficar da espessura correta, deixando o gatilho fixo. Parafuso para regulagem do primeiro estágio: Pode ser utilizado o de bocal de lâmpada ou tomada e tem cerca de 3x15mm. Pode parecer muito, mas regulando com cuidado serve perfeitamente, e mesmo ficando um pouco projetado não atrapalha em nada. Mola da trava do êmbolo: Basta empurrá-la com uma chave para que ela fique empenada e com menor resistência, nem precisa desmontar o gatilho. Ela deve ficar apenas suas pontas visíveis como na foto, na configuração original ela é bem projetada. Oring do cano: Orignal. Retirar arruela de ajuste que se encontra atrás do mesmo, desta forma o cano fica centralizado. Originalmente aparenta torto, para baixo. Não senti nenhuma diferença em utilizar oring de PU. Mola do trinco do cano: GII cortada no tamanho da original. Evita que o cano ceda para baixo após o disparo devido a fraca mola original, causando problemas de regulagem de Red Dot e Lunetas. Após substituição lubrificar todas as peças com Pasta G, notei que aqui também a graxa de silicone deixa o sistema duro. Muzzle: B19-17 Não apresentou absolutamente nenhum problema na precisão, até melhorou. Não utilizar cola para fixação. Devido a problemas para retirada e com o cano. Ponha sob Pressão. Eu deixo a o cano com a inclinação distinta da ponta deste modelo de muzzle na minha sandália e forço de uma vez para baixo. Ele não vai sair com facilidade e se movimentar por qualquer razão utilize um pequeno recorte de PET 2x5cm para aumentar a pressão. A Instalação foi feita com uma pequena torção para direita, visto que minha alça de mira precisava de fábrica toda para esquerda, mas não houve alterações simétricas significativas. Gabarito no cano: utilizo de ponta de tesoura muito fina para gabaritar o cano. Adotando essa prática você nunca mais gastará chumbo para fazer regulagens após retirada de massa ou muzzle. Só é perceptível após retirada do muzzle e com muita atenção e aproximação. Gabarito na alça de mira: Gabarito a alça para o chumbo/distância padrão. Com esta prática você não precisará também gastar mais chumbos para regulagens após necessidade de mexer na alça. Gás Ram: 45kg Elite. Este foi o item caro do processo. Cronografia antes e depois: Bullet 247,5 - 247,5 m/s (configuração original) Rifle STR 273,2 - 277,7 m/s (configuração original) Rifle Round 234,7 - 248,7 m/s (configuração original) Crosman Penetrators 316 m/s (Gás Ram) Rifle STR 280,8 - 285,7 m/s (Gás Ram) Gamo Pro Magnum (279,3 - 282,4 m/s (Gás Ram) Rifle Round 261,7 - 263,1 m/s (Gás Ram) Hatsan Match 271,7 - 279,3 m/s (Gás Ram) Thor 251,2 - 268,8 m/s (Gás Ram) Rifle Pointed 235,8 - 238 m/s (Gás Ram) Cometa Straton 261,7 - 265,9 m/s (Gás Ram) Pistão: Original. Lubrificado com Pasta G Quick Shot, devido ao atrito. Deixa o basculamento doce, também prefiro esta marca de pasta. Não gosto de graxa de silicone, deixa o mecanismo pesado. Bucha de PU: Elite. Lixei a câmara com a famosa ferramenta dos vídeos da Elite para fazer limpeza, no lugar do papel toalha foram as lixas 220. Acredite, tem rebarbas! Minha bucha estava toda cortada! Essa peça foi adaptada para uso na furadeira segundo dicas da própria Elite. Lixamento da Bucha de PU: Acredito que esse foi o ponto central das modificações, muita gente ignora esse processo porque acha que não vai haver vedação ou nada tem a ver com a velocidade final, mas lixando no mesmo diâmetro da câmara deixou os tiros estáveis e até um pouco mais rápidos. Essa instrução também é dada pela Elite, apenas fui experimentando o diâmetro. Deixando no diâmetro da câmara a bucha passará sem nenhuma resistência causando impressão temerosa, mas ao entrar na câmara de compressão você já sente resistência e fazendo o teste de vedação é sucesso garantido. Você tem agora um êmbolo que não rouba mais velocidade. Solução para Red Dot e Luneta: Se não tem tempo no momento de fazer todos os ajustes no cano, tente regular com a carabina armada! Dispare, depois arme novamente e regule. Quando o cano está nesta posição/estágio ele geralmente fica “alinhado”. Melhores Chumbos: Rifle Round, Cometa Straton, Gamo Pro Magnum/Hunter/Expander, Puma. O Chumbo Puma que aqui geralmente é encontrado pela metade do preço do rifle round faz a mesma mágica! E o melhor você pode encontra-lo ainda pela metade da metade do preço! (risos). Todas as dicas, resultados, e teste de excelente precisão, vocês poderão encontrar no meu blog e you tube.
  15. 3 points
    Olá a todos, Eu sou o Lucimar do setor de assistência técnica da Quickshot, vi pelos comentários que ocorreram alguns problemas com o muzzle brake Quickshot para a CFX/CFR, e gostaria de saber se podemos ajudar com os problemas apresentados, para melhoria do produto e substituição deste muzzle. Para isso peço por gentileza para entrar em contato comigo pelo Whatsapp (19) 3801-0808 Estamos melhorando os nossos muzzles brakes, pode ser uma boa oportunidade para coletar feedbacks e melhorar este projeto.
  16. 3 points
    Este é um artigo sobre minha primeira bomba de PCP no qual pretendo registrar as descobertas pessoais no assunto e também compartilhar. Quando vi o anúncio por R$ 599,00 com o frete grátis resolvi comprar e pagar um pouco mais justamente para evitar a grande demora e taxações de comprar direto da China. Ocorre que quando finalizei a compra apareceu um valor de cem reais a mais e só percebi quando veio a fatura do cartão. Este é o texto do anúncio: Caracteristicas Marca AIR PUMP Modelo HAND PUMP PCP BOMBA PCP AIR PUMP Produto novo Envio imediato 1. Bomba de ar PCP de alta pressão, é usado para encher cilindro de carabinas e pistolas PCP. 2. Conector de engate rápido. 3. Generation 3 tecnologia requer menos esforço do que os concorrentes. 4. Aparência cromado (aço inox) 5. Bomba muito leve, apenas 2,5kg. Ideal para quem vai à campo. 6. Pedal Dobrável para facilitar o transporte. 7. Manômetro medidor de pressão. 8. Filtro de ar acoplado DIRETO na mangueira. Especificações: 1. Bomba de 3 estágios de câmaras. 2. Max pressão: 4500psi/310bar (melhor do que os concorrentes: 3300psi). 3. Com uma fêmea foster quick-disconnect (universal M10 * 1), no final da mangueira. 4. Comprimento fechado 24.4 " (620mm), Comprimento aberto 42.1" (1070mm). 5. Peso do pacote 3.0 kg. Pacote inclui: 1x Bomba PCP de alta pressão. 1x Mangueira fina de alta pressão (310bar) (engate rápido foster fêmea na ponta). Serve no Fill Probe com bico macho (bico de encher) 1x Kit reserva de o-rings-anéis 1x Chave de montagem da bomba. E estas são as fotos do anúncio: A diferença que pude perceber em relação à comprar direto da China, além do preço, é que esta veio com o filtro, enquanto que as chinesas tem o anúncio do filtro em separado. Logo que chegou vi que não tem manual em português, fiz uma breve consulta com o vendedor que disse está completa bastando apenas rosquear o relógio, a manopla e a mangueira. Como nunca tinha tido contato antes com bomba de PCP, estudei bem o manual que veio nela: Manual bomba PCP.pdf Etambém outros que encontrei na internet, em português: (cod2_21446)manual__bomba_pneumatica.pdf BOMBA_MANUAL_QS_BAMB01_PTBR-1.pdf BOMBA_MANUAL_Resolução-de-Problemas-QS-BAM.B01.pdf O que ajudou muito na compreensão do assunto, então fiz assim, comecei pela manopla: De um lado tinha a parte achatada que coincidia com o cilindro, do outro lado tinha apenas o cavado que coincidia com as cabeças dos parafusos. Depois de apertar ficou perfeito. O próximo passo foi conferir se as demais partes estavam bem apertadas, uma por uma, usando a chave fornecida: Ai, chegou a vez da mangueira, não usei fita veda rosca de teflon, foi a seco mesmo porque na parte interna tinha um anel de plástico: Chegou a vez do manômetro ou reloginho: Li que neste modelo, não se deve apertar segurando o relógio, o certo é apertar com a chave encaixada no lugar certo. Finalmente tudo montado dei umas bombadas e o ar circula. Para fazer um teste sem ter a arma, coloquei na extremidade da mangueira uma ponta que veio, parece que serve para tampar: Após algumas bombadas o relógio ia mudando a marcação do ponteiro: Deixando tudo como está e parando de bombear, o ar não escapa e a marcação não muda, pela lógica, conclui que está tudo certo e que não há vazamento. detalhe de deixar o ar escapar, de forma lenta, aos poucos não soltar de uma vez só, para não causar danos. também não utilizar ferramentas para apertar ou soltar, use apenas as mãos, ao sair a pressão a mangueira relaxa e o pistão da bomba desce. Para soltar o ar, a válvula funcionou corretamente ao ser desrosqueada. Na hora de bombear conectado à arma, deu tudo certo, exceto que ao parar, lentamente o ponteiro vai descendo, pelo que li, isto é normal porém, ainda tenho minhas dúvidas, gostaria de saber porque isto acontece. Também li que tem um jeito certo de dar as bombadas, não pode ser rapidamente, tem que ser lentamente, parar quando esquentar e dobrar os joelhos, não dobrar a coluna. Dúvida que ainda tenho, para guardar a mangueira deve estar com ou sem a tampinha? O filtro integrado à bomba deve ser a parte azul, preciso descobrir como se abre ele para trocar o elemento filtrante, e também saber a hora certa de trocar. Outra coisa que estou trabalhando é achar um meio de transporte seguro, tipo uma maleta de alumínio. Que raio é este de estágio? Vi que existem de dois, três e quatro estágios. A de quatro estágios é bem mais cara. Na parte da lubrificação eu não sei nada, tem muito a estudar ainda. É isso, qualquer dica é bem vinda.
  17. 3 points
    Segue um teste com retentores da Quickshot para a linha da AA springs:
  18. 3 points
    INFORMAÇÕES TÉCNICAS Sistema de Ação: PCP (Ar comprimido pré carregado) Capacidade cilindro: 165cc a 200 BAR Coronha: Thumbhole em polímero sintético e soleira emborrachada Acabamento: Oxidado Modo de disparo: Semi automático e manual Capacidade Magazine: 12 Chumbos Trava de segurança: Manual Gatilho: Plástico com 2 estágios ajustável Mira aberta: Indisponível Trilho para luneta: Picatinny 11mm e 22mm Engatilhamento manual através de alavanca lateral Comprimento do cano: 470mm Comprimento total: 92cm Peso: 2,470kg Calibre: 5.5mm Velocidade máxima*: 295m/s com 200 Bar de pressão Energia*: 51 joules Autonomia*: Em torno de 40 bons com carga máxima no cilindro *Dados fornecidos pelo fabricante, que podem variar conforme os chumbos utilizados e condições de tiro Quando recebi a Hatsan Flash minha primeira impressão foi de que era uma arma pequena e leve demais. Acostumado com PCPs grandes (Hatsan AT44, Rossi R8, Air Arms S510, ...), a Hatsan Flash pareceu tímida com seu cano curto, coronha de polímero vazada (skeleton) e acabamento espartano se bem de que de boa qualidade. O projeto guarda muita semelhança com a já clássica AT44. De cara senti falta do conjunto de mira aberta (essa arma é para ser usada apenas com luneta) e verifiquei um porém que pode complicar a vida de muitos atiradores ... A necessidade de um perfil de luneta extra-alto para acomodar o carregador multishot. E isso seria um problema para mim na feitura do review já que não tinha um mount de perfil extra alto. Procurei nas minhas tralhas de tiro e encontrei um mount de perfil médio (não é o da foto acima que é o extra alto que providenciei posteriormente) que em conjunto com o adaptador para monoshot fornecido com a arma (muito prático) permitiu fazer os primeiros testes com ela (que você pode conferir na íntegra no primeiro vídeo ao final desse review). Não poderia ter tido uma melhor primeira impressão. Costumo utilizar os chumbos Gamo Pro Hunter Penetration para chumbar os canos das armas que costumo usar/testar ... E não é que a Hatsan Flash gostou justamente desse chumbo? Saída da caixa logo me permitiu acertar latas a 100 metros! Diferente da Hatsan AT44 Monoshot que tenho (e não troco, vendo ou empresto) que tem sistema de alavanca lateral para armar o mecanismo (sidelever), a Hatsan Flash usa um sistema de ferrolho lateral. Particularmente achei menos prático, até pq é preciso meia dúzia de movimentos para armar o mecanismo (levanta, puxa, baixa, levanta, empurra, baixa) contra os dois da AT44 (puxa e empurra). O gatilho é o mesmo Quattro utilizado em outras Hatsan e muito prático de configurar, facilmente o deixei bem leve como prefiro para tiros de precisão a longa distância. Achei a coronha um tanto leve para atirar apoiado, porém entendo que o projeto da arma considera posição de tiro em pé sem apoio (para a qual serve muito bem). O cilindro de ar é menor que da AT44 e tem, portanto, baixa autonomia. Segundo o fabricante o suficiente para 40 tiros bons ... Mas meus testes permitiram 30 tiros bons ou pouco mais. Atirei a maior parte do tempo, portanto, com a arma plugada no cilindro S80 (através de um fill probe de desenho próprio e diferente da AT44 em medidas). Após "amaciar" o mecanismo da arma e pegar o jeito de atirar com ela, consigo agrupamentos muito bons a 50 e 100 metros (respetivamente). Notem que utilizei o tempo todo uma luneta 4x32. Foi possível acertar alvos bem pequenos a 25 metros (pequenos frascos de 3cm), 50 metros (fracos de 8cm) e latas pequenas a 100 metros (vide segundo vídeo abaixo). E para fechar o review arrisquei alguns balões de festa cheio de hélio a 150 metros. Apesar do vento e da compensação necessária por conta da luneta 4x32 consegui estourar os balões com poucos disparos (vide terceiro vídeo abaixo). CONCLUSÃO - A Hatsan Flash foi uma grata surpresa. Seu visual despojado, tímido, esconde muita precisão. Com uma coronha de madeira mais pesada e com desenho adequado para tiro apoiado deve oferecer precisão ainda maior. Uma carabina que por suas qualidade e preço muito vantajoso (hoje custando em torno de R$3500 ... https://www.mundodacarabina.com.br/carabina-de-pressao-pcp-hatsan-flash-12-tiros-calibre-5-5mm) é uma ótima pedida para quem busca uma carabina de pressão PCP com ótimo preço, qualidade e que não decepcionará no quesito precisão.
  19. 3 points
    Gabriel não sou um atirador tão experiente e também pedi ajuda aqui no fórum antes de compra a minha segunda carabina, no meu caso fiquei em dúvida entre a striker 1000s, Hatsan Ht 87 e Artemis Black Hawk e muita gente me aconselhou a comprar a Artemis Black Hawk, inclusive um armeiro renomado. A B-19 eu considero uma carabina coringa, boa de atirar, fácil de achar peças e de customizar, ela é bem precisa. Já a SAG eu conheço menos porém (na minha opnião) eu não curto muito o modelo da coronha em polímero e prefiro madeira, mas não sei se ainda é possível encontrar a SAG AR 1000, essa eu acho top, tem tudo o que uma pessoa precisa em uma carabina. Mas meio em comparação a SAG talvez seja legal você dar uma olhadinha na Artemis Black Hawk, tem modelos que já vem com o gás ram, o modelo Wood tem coronha em madeira que foi a que eu comprei, já vem com o gás ram de fábrica e pelo que ela oferece o preço é legal. E quanto a questão de peças de reposição eu particularmente já conheço pessoas que trabalham com a marca, já existe assistência autorizada e com o passar do tempo a tendência é que surja cada vez mais peças de reposição, uma marca de gás ram famosa já produz o kit pra ela por exemplo. Amigo espero que eu tenha ajudado, é só mais uma opinião e se você gostar mais uma opção.
  20. 3 points
  21. 3 points
    Vejo bastante gente mandando a Beeman P17 para manutenção, mas defendo a ideia de que você deve ter intimidade com seu armamento. Alguns podem dizer que estou fazendo propaganda contra mim mesmo, afinal de contas eu faço manutenção na Beeman, e cobro por isso, mas gosto de ajudar compartilhando meu conhecimento. O Vídeo a seguir, explica "detalhadamente" como desmontar e remontar o gatilho da Beeman P17! Um forte abraços aos amigos do Fórum... <iframe width="640" height="360" src="https://www.youtube.com/embed/JY870LACjRE" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe>
  22. 3 points
    Boa tarde.... Esse é um problema não muito comum entre as Beemans, mas que irrita bastante quando acontece, até porquê a origem do problema é diversa, e aí uma simples troca de molas não resolve. Veja o vídeo de como resolver isso! https://youtu.be/b3RhzLBaOmc
  23. 3 points
  24. 3 points
    Em Julho de 2013, adquiri estes padronizadores que foram desenvolvidos pelo André Lazarini Segue teste efetuado com padronizador de chumbos 5,5mm Equipamentos utilizados - Cronógrafo Prochrono Digital Shooting Chrony Indoor Shooting Light Fixture Home Made - Balança de precisão 20 gramas Fundo de escala x resolução Giga de Teste para calibre 5,5mm Padronizador de Chumbo 5,5mm Carabina Cometa Fênix 400 5,5mm Nota do autor: originalmente esta carabina era equipada de fábrica com Gás Ram SMS Airguns M455 e foi reconvertida para Mola Helicoidal Original. Além disso, foi retirada a camisa de mola (metálica) e substituído o retentor original por um retentor de PU QUICKshot (linha antiga). A retirada da camisa metálica tem como efeito colateral a raspagem da sapata da alanca de armar (biela) contra a mola helicoidal, por ocasião do basculamento do cano para engatilhamento da carabina. Chumbo Rifle Premium Series Round 5,5mm Lote Padronizador 5,5mm (Azul) Cilindro padronizador, pino de ação para padronizar o chumbo, base receptáculo para receber os chumbo padronizados A seta indica o lado do padronizador onde o chumbo deve ser inserido Lado da saída do chumbo O Padronizador fica instalado em cima do copo Uso do Padronizador Chumbo Não Padronizado (Normal) Chumbo Padronizado - neste lote de chumbo (Rifle Premium Series Round), a padronização ocorreu apenas no diâmetro do saia | Nota do autor: recomendo padronizar apenas a quantidade de chumbos que serão utilizados a curto prazo. Não é recomendável padronizar deixar armazenados os chumbos padronizados (sem previsão de uso por longo tempo). Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Pesagem dos chumbos Fator de correção com uso do peso padrão 10 gramas Fator de Correção = Peso Padrão Lido (9,988 gramas) / Peso Padrão Nominal (10 gramas) Peso do Chumbo Normal (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Normal Corrigido = (Peso Total Amostras Normal x Fator de correção) / 10 Peso do Chumbo Padronizado (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Padronizado Corrigido = (Peso Total Amostras Padronizadas x Fator de correção) / 10 Chrony Test - Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Quadro Resumo - Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Segue teste efetuado com padronizador de chumbos 4,5mm Giga de Teste para calibre 4,5mm Carabina Cometa Fênix 400 4,5mm Nota do autor: originalmente esta carabina era equipada de fábrica com Gás Ram SMS Airguns M455 e neste teste está equipada com Mola a Gás QUICKshot MG230 40kg utilizando o êmbolo original (sem a camisa metálica) bem como substituído o retentor original por um retentor de PU QUICKshot (linha antiga). A retirada da camisa metálica tem como efeito colateral uma leve raspagem da sapata da alanca de armar (biela) contra a câmara da Mola a Gás, por ocasião do basculamento do cano para engatilhamento da carabina. Meus agradecimentos ao Juliano Sanches da QUICKshot pelo envio da Mola a Gás MG230 (nova versão). Nota do autor: a instalação da Mola a Gás MG230 (nova versão) na carabina Cometa Fênix 400 não é Plug&Play e exige ferramentas o ajuste fino no êmbolo original e caixa de gatilho para possibilitar o engatilhamento da carabina. Coisas das Cometas Fênix 400 / Fusion Link do Tópico -> Tutorial - Substituição do GR SMS na Cometa Fênix 400 Chumbo Rifle Premium Series Flat Head 4,5mm Lote Uso do Padronizador Chumbo Padronizado - neste lote de chumbo (Rifle Premium Series Flat Head), a padronização ocorreu apenas no diâmetro do saia Chumbo Padronizado versus Chumbo Normal Pesagem dos chumbos Fator de correção com uso do peso padrão 10 gramas Fator de Correção = Peso Padrão Lido (9,985 gramas) / Peso Padrão Nominal (10 gramas) Peso do Chumbo Normal (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Normal Corrigido = (Peso Total Amostras Normal x Fator de correção) / 10 Peso do Chumbo Padronizado (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Padronizado Corrigido = (Peso Total Amostras Padronizadas x Fator de correção) / 10 Chrony Test - Chumbo Rifle Premium Series Flat Head - Normal versus Chumbo Padronizado Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola a Gás QUICKshot MG230 45 kgf (nova linha) Chumbo Rifle Premium Series Round 4,5mm Lote Chumbo Padronizado - neste lote de chumbo (Rifle Premium Series Round), a padronização ocorreu apenas no diâmetro do saia Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Pesagem dos chumbos Fator de correção com uso do peso padrão 10 gramas Fator de Correção = Peso Padrão Lido (9,990 gramas) / Peso Padrão Nominal (10 gramas) Peso do Chumbo Normal (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Normal Corrigido = (Peso Total Amostras Normal x Fator de correção) / 10 Peso do Chumbo Padronizado (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Padronizado Corrigido = (Peso Total Amostras Padronizadas x Fator de correção) / 10 Chrony Test - Chumbo Rifle Premium Series Round - Normal versus Chumbo Padronizado (MG230 40 kgf) Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola a Gás QUICKshot MG230 45 kgf (nova linha) Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola Helicoidal Original com Contra Peso em Poliacetal 10 gramas e êmbolo original com retentor PU QUICKshot (linha antiga) Quadro Resumo - Chumbo Rifle Premium Series - Normal versus Chumbo Padronizado (Mola a gás QUICKshot MG230 40 e 45 kgf e Mola Helicoidal Original) Tópico Concluído
  25. 3 points
  26. 3 points
    Existe uma broca esférica de 1/2...Vende em dental ou Furnitura...muito utilizada por Protético dentista e joialheiro e relojoeiro...por ser de cabeça pequena e cilíndrica...deve facilitar o trespasse pelo centro da massa de chumbo sem atingir as raias do cano...uso de um Dremel ou adaptador para furadeira facilita a operação...furando no meio com cuidado permite passar um.cabo ou fio de aço...para remoção total dos restos de acúmulo de chumbo Enviado de meu SM-J710MN usando o Tapatalk
  27. 3 points
    Pessoal, segue o Mini Review do Compressor Yong Heng YH-QB01 Fabricante: Nantong Yongyiheng Pneumatic Co., Ltd. Jiangsu, China (Mainland) https://yongyiheng.en.alibaba.com/?spm=a2700.details.cordpanyb.1.39683dd7BZnPv1 Este compressor foi adquirido através do Tópico Grupo de compra para compressor PCP, criado pelo membro Tiko K (Tiko Kamide) A compra foi efetuada em 01/11/2018 através do site Baiten (Grupo Kamide) https://www.baiten.com.br/compressor-pcp2.html Descrição do compressor no site Compressor para PCP e Cilindros de Scuba 110V Auto-Stop ajustável até 4500PSI 300Bar 30MPA O Compressor Portátil de alta pressão é ideal para carabinas PCP e Cilindros de Scuba, possui dois estágios e é refrigerado com água. O compressor tem uma saída de ar de 50 litros por minuto, podendo também pode definir a pressão que você precisa. Possui paragem automática e alarme. O Equipamento deve ser instalado em superfície plana. Obs. Compressor leva apenas 8 minutos para encher o tanque 1L completo para 300BAR Descrição: sistema de refrigeração: Água modelo: YH-QB01 volume: L46,5CM * W27,5CM * H48CM Potência: 1,8 KW peso: 21 kilos tensão: 100-160V 60/50 HZ ruido: max 78 DB taxa de fluxo de ar: 50 L / min pressão de trabalho: 0-300BAR 0-30MPA 0-4500PSI estágio de compressão: Dois estágios modo de lubrificação: tipo Splash material de cobertura: alumínio fundido material de motor: Cobre puro O valor do frete para Macaé - RJ foi R$141,38 (Empresa de Transporte Atlas Ltda). Após a venda o Tiko Kamide, diretor do Grupo Kamide e membro do CA, me enviou vários emails contendo instruções sobre o lubrificante adequado (AW 46 - ISO 46), limpeza do carter e o manual traduzido. Manual Compressor YH-QB01.pdf Recebi o compressor em 21/11/2018. Unboxing Aviso Importante! Lacre da embalagem Lacre retirado Após a retirada da fita adesiva de lacre, basta suspender a tampa para abrir a caixa A caixa é de papelão reforçado e o compressor e acessórios são protegidos por placas de isopor e de espuma Fotos do conteúdo Manual de operação, acessórios, peças sobressalentes e o compressor Cordão de alimentação com plugue modelo 5-15P (2P+T) padrão americano NEMA Descrição dos Acessórios e Peças Sobressalentes O'rings diversos e discos de ruptura 5 discos de ruptura para uso na válvula de segurança do segundo estágio Tampa do carter com respiro e 2 "registros de agulha" para os drenos de água do primeiro e segundo estágio Filtros de ar e O'rings sobressalentes Termômetro digital Termômetro digital é alimentado por duas baterias LR-44 Mangueira de alta pressão com filtro de ar e engate rápido padrão Foster (~ 62 cm de comprimento) Mangueiras siliconadas para uso no sistema de refrigeração por água (duas mangueira com um metro de comprimento) Bomba submersível do sistema de refrigeração por água Invólucro IP68 (número 6 - proteção total contra poeira, número 8 - proteção contra longos períodos de imersão em água e pressão) Vamos à análise visual do compressor Vista geral do compressor Peso sem óleo e acessórios - 17,1kgf Vista superior do compressor Vista lateral do compressor Vista frontal do compressor Vista da grade da ventoinha de refrigeração do motor Nota do autor: um ponto negativo, é que em nenhum local se encontra identificada no compressor, a voltagem e a frequência de operação do motor elétrico, no meu caso a rede elétrica é 127V AC 60Hz. Pressostato Embora o fundo de escala seja de 400 bar e 6000 psi, a pressão faixa de pressão de trabalho (Working Pressure) definida no manual é entre 100-300 bar / 1500-4500 psi Pressostato ajustado para ~ 1500 psi Entrada e saída da água de refrigeração do segundo estágio Primeiro estágio Segundo estágio Tampa provisória do cárter Tampa provisória e tampa com respiro Carter com o respiro instalado Visor do nível de óleo do carter e bujão de dreno do óleo Registro de agulha do dreno do primeiro estágio Registro de agulha do dreno do segundo estágio Mangueira de alta pressão Filtro da mangueira de alta pressão Termômetro digital Local de instalação da sonda Sonda de temperatura instalada Diagrama esquematico dos estágios de compressão Verificação de pré-operação Limpeza do carter Parafusos de fixação da tampa do carter (4 parafusos) Soquete 10mm Tampa do carter e junta de vedação Biela e Virabrequim Presença de limalhas Limpeza com toalha de papel Limpeza dos cantos com cotonete Limpeza da tampa do carter Limpeza da junta de vedação Bujão do dreno de escoamento de óleo Orifício de escoamento do óleo e resquícios de borracha de silicone Colocação de anel de vedação (O'ring 2011) após retirada dos resquícios Aperto final do bujão O O'ring 2011 não proveu vedação, sendo substituído por um O'ring 2107 com diâmetro interno (ID) 5,23mm e diâmetro da seção (W) 2,62mm Tópico Mini Review - YONG HENG YH-QB01 High Pressure Compressor - Parte I , concluído Agora é aguardar a chegada do óleo lubrificante AW 46 - ISO 46 para colocar o compressor em operação. Primeira troca com 50 horas de uso Demais trocas com 100 horas de uso ou anualmente (troca obrigatória) A versão traduzida do manual contém informação diferente do manual original em inglês conforme segue: Nota do autor: este óleo é sintético a base de PoliAlquilenoGlicol, viscosidade ISO VG 46 Tabela de Viscosidade ISO VG (Viscosity Grade) Link do Tópico - Mini Review Parte II - YONG HENG YH-QB01 High Pressure Compressor Link do Tópico - YONG HENG YH-QB01 High Pressure Compressor - Tuning
  28. 2 points
    Carabina de generosas dimensões as quais a enquadraria, mais para um fuzil do que propriamente carabina. Sonho de mais de três anos realizado! Carabina classificada como magnum sendo a mais potente no seguimento das springs quando do seu lançamento no ano de 1992, cerca de 32 j, até o aparecimento das concorrentes. Sua produção na fábrica inglesa Webley ocorreu até dezembro de 2005 tendo seu reinicio em março de 2006 na Turquia, agora produzida pela Hatsan. Pesquisando na Net pouco material é encontrado sobre a arma, alguma coisa quanto ao modelo original fabricado pela Webley e muito menos desse modelo produzido pela Hatsan, onde componentes e soluções foram adotadas na busca de padronização e redução de custos de produção. Pensando nesta reduzida base de dados sobre essa arma, venho apresentar este review com informações sobre dimensões e massas, onde a desmontagem foi necessária devido ao forte efeito diesel presente nos 20 e poucos disparos realizados até esse momento, mesmo sabendo da perda de garantia dada pelo fabricante. A Webley ¨hatsanizada¨ utiliza alguns componentes de modelos da marca, caixa do gatilho da antiga HT 80, alça de mira padrão, parafuso/porca da telha HT 125, parafusos do guarda mato e soleira, guarda mato e soleira todos esses anteriores da Dominator W, parafuso porca de fixação do guarda mato da Dominator e o sistema de amortecimento SAS patenteado pela Hatsan, a biela de grande tamanho parecida com a da HT 125. Os materiais utilizados na fabricação são de boa qualidade, aço, polímero, borracha apresentando bom acabamento de usinagem e oxidação, a coronha é feita de carvalho turco (segundo propaganda) com acabamento acetinado, mas apresentando certa falta de simetria ao longo da telha em relação ao cilindro, no sentido culatra-bloco do cano. Dimensões: Comprimento Total coronha = 82,00 cm; Soleira-gatilho = 38,40 cm; Total cano = 48,65 cm; Cano = 44,45 cm; Bloco cano = 10,40 cm; Muzzle = 4,20 cm; Externo do cilindro = 44,80 cm; Interno do cilindro = n.a.; Total carabina = 124,00 cm; Mola = 37,30 cm; Passo mola 0,82cm; Externo pistão = 21,15 cm; Interno pistão = 18,90 cm; Centralizador mola = 10,05 cm; Pino culatra = 3,52 cm; Culatra = 7,19 cm; Biela 29,70 cm. Diâmetro Externo cilindro = 3,53 cm; Interno cilindro = 3,02 cm; Pistão centro = 2,91 cm; Pistão base = 2,96 cm; Pistão interno = 2,17 cm; Externo mola = 2,12 cm; Interno mola = 1,39 cm; Haste pino guia = 1,375 cm; Cabeça pino guia = 2,20 cm; Externo bucha = 3,015 cm; Interno bucha = 1,56 cm; Culatra interna = 3,015 cm; Transfer Port = 0,4 cm. Espessura Arame mola = 0,35 cm; Cabeça pino guia = 0.5 cm; Arruela borracha p.g. = 0,3 cm; Arruela metal p.g. = 0,29 cm; Pino culatra = 0,58 cm; Bucha = 0,68 cm. Massa Carabina = 4,10 kg; Pistão e bucha = 0,487 kg; Pistão bucha e mola = 0,693 kg; Mola = 0,205 kg. Segue sequência de fotos.
  29. 2 points
    Tristeza grande ao receber a noticia... “É tão estranho, os bons morrem jovens...” Legião Urbana Que o Deus o tenha e conforte o coração da família, vá em paz amigão!!!! Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  30. 2 points
    Dei um Up. Atualizei os arquivo. ☺️
  31. 2 points
    De 2006 a 2009 eu salvei vários PDF da internet com manuais de armas de pressão e lunetas, depois de um tempo acabei perdendo tudo, agora recomecei o trabalho e achei melhor salvar aqui apenas os arquivos pequenos (de lunetas), já que os grandes não tem como. Se souber de outros links, compartilhe. Eotech 2018_EOTECH__Catalog_Hi-Res.pdf BSA bsa_target_scope.pdf bsa_riflescope.pdf B15Jg8J42JS.pdf CATALOGUE-BSA-OPTICS-2016.pdf CATALOGO-BSA-OPTICS-2018.pdf Leopold (muito grande) https://www.leupold.com/service-support/resources/digital-catalogs Leupold-Tactical-Scope-Manual.pdf leupold_vari-x_series.pdf Riflescope Manual.pdf Nightforce nightforce_nxs&precision_manual.pdf NX8_1-8x24_ZeroStop_Owners_Manual.pdf Nikko nikko_sas_speed_sight.pdf ScopeManual_EN.pdf ScopeManual_PT.pdf nikko_sterling_riflescope.pdf Scope_Instructions.pdf Sierra 18SIG_SIERRA3BDX-MANUAL-7400221-01-R03_134x86mm.pdf Weaver (muito grande) http://www.weaveroptics.com/mountcharts/images/2016_WeaverMountsChart.pdf http://www.weaveroptics.com/resources/catalog/2017_WeaverCatalog.pdf Vudu 1-6x FFP User Manual.pdf
  32. 2 points
    Já que parece que está podendo , minha singela contribuição ao Forum Carabinas de Ar.
  33. 2 points
    GAS RAM - FORÇA DE AVANÇO E FORÇA DE RETORNO Este texto vai dar o que falar, mas escrevo para tentar esclarecer aos atiradores que costumam me perguntar sobre qual é o Gas Ram mais adequado para determinadas carabinas, se de 45 kgf, 50 kgf, etc. Como sabem, a minha resposta sempre é: "Não é possível dizer com exatidão porque esses valores se referem à força para comprimir a mola e isso não diz muita coisa, é só referência usada pelos fabricantes, mas eles podem dizer a energia que cada mola produz". Explico: A força que interessa no Gas Ram é a força de retorno, que empurra o pistão e comprime o ar. Essa força pode ser 25% ou até 45% menor do que a força de avanço, que comprime a mola. Tudo depende da eficiência e da taxa de compressão e isso varia conforme o projeto de cada fabricante. Complicado, não é mesmo? Por isso, o que interessa é a energia do chumbinho ao sair do cano da arma, ou seja, a energia em Joules (J) que é resultado da velocidade e do peso do chumbinho. Desde que surgiram, há mais de cem anos, as armas de pressão 'Springers' foram, e muitas ainda são, equipadas com molas helicoidais. Pergunto: Alguém compra ou vende mola helicoidal pela força de compressão, ou alguém se preocupa com a força desse tipo de mola em sua arma? Algum fabricante de arma de pressão vende suas armas pela força da mola? NÃO! Então, por que se preocupar com a força de compressão da mola a gás (Gas Ram)? Bom, isso só existe no Brasil. É verdade que a força do Gas Ram se tornou referência entre os atiradores e é necessária como forma de o fabricante diferenciar e desenvolver os seus produtos, mas não serve como parâmetro de eficiência aos proprietários de armas de pressão, sem falar que a maioria não tem cronógrafo para verificar a velocidade e a energia do chumbinho com determinada mola. No caso das molas helicoidais, elas geralmente tem força de retorno em torno de 50% da força de avanço (compressão), mas ninguém faz ideia da força da mola em sua arma de pressão, até porque isso não é importante. Importantes são a energia do chumbinho ao sair do cano, a intensidade do recuo, a vibração e o conforto ao engatilhar. Mas esses fatores não dependem só da força de avanço ou compressão da mola, dependem da curva de pressão e da eficiência da mola, de modo que molas de fabricantes diferentes podem resultar em energias diferentes mesmo com a mesma força. Quanto à força de engatilhar e o recuo, se por exemplo uma mola com força de compressão de 50 kgf tiver taxa de compressão mais alta do que uma mola de 60 kgf, ela apresentará recuo maior e a arma será mais difícil de armar, apesar de a sua força inicial de compressão ser menor. Outro exemplo comum que podemos citar é o de dizer que bloco de polímero não aguenta mola de determinada força de compressão. Isso é falácia, visto que a força de retorno é bem menor e de qualquer forma não transmite esforço para o bloco, então, o bloco poderia não resistir à força para engatilhar, mas isso não ocorre e a dificuldade ou facilidade de armar depende da taxa de compressão e não somente da força de avanço inicial. Sim, o assunto é bastante complicado e sei que para muitos é tão difícil de entender quanto é para eu explicar sem usar linguagem técnica. Contudo, temos a obrigação de esclarecer e acabar com os mitos, e avaliar a eficiência das molas a gás somente pela força inicial de compressão pode se tornar mais um mito como o das molas duplas e triplas, e mais uma vez criar informação falsa. Isso posto, concluo dizendo que a mola do fabricante A pode ter desempenho diferente da mola do fabricante B, mesmo que a força de compressão seja igual e é muito mais fácil ter um cronógrafo para medir a velocidade do chumbinho e assim determinar a sua energia, do que ter equipamento para medir as forças de avanço e de retorno da mola. Pensem nisso. Atire para acertar! FONTE e Autorização FÓRUM CA: Nelson L. De Faria
  34. 2 points
    NORICA DREAM HUNTER 4.5 TESTES TERMINADOS ( 10 mts, apoiado ) Fez ótimo conjunto com LUNETA 4X32 de testes. Arma muito precisa. Continuar amaciando , confirmar se o gatilho vai melhorando. O que chamou mais a atenção foi a melhora ACENTUADA do gatilho Pé de bola Limpar cano com frequência; é uma Norica. TIROS 1050 ASPECTO VISUAL Bonita, diferente PESO 3200 gramas PONTO DE EQULÍBRIO Pende muito para a frente, distante da proteção do gatilho ( no logotipo NORICA ) EMPUNHADURA Pende muito para a frente Telha meio cortante, estranha. DISTÂNCIA GATILHO-SOLEIRA ( L.O.P ) 38,0 cms PS: distância dedo gatilho-empunhadura é bem maior que a média. MIRAS ABERTAS Excelentes, mas alça dura para movimentos laterais. No início absurdos 35,0 kgs, vem diminuindo muito! PESO DO GATILHO Nem medí, horroroso Mas vem MELHORANDO acentuadamente TIPO DO GATILHO Tipo? rs Firmar no dedo, sem arranco, apertar progressivamente, com suporte do POLEGAR na traseira da coronha, e fazer FOLLOW-TROUGH( indispensável; nessa nem se fale ) RUÍDOS AO ARMAR Rangidos raspa leve ao alavancar RUÍDO DO TIRO Estampido elevado, mas vem diminuindo. VIBRAÇÃO DA MOLA E RECUO Vibração média, recuo horroroso Atenção: nítida melhora do recuo depois de mais ou menos 500 tiros ( mas principalmente do LASTRO de 400 grs. ). TIPOS DE EMPUNHADURAS Muito sensível! Pegada leve: mão de apoio com polegar no rumo do logotipo " NORICA ", apenas evitando "canting ". Arma quase sem encostar no ombro, apenas de levinho ou roçando. Com esses cuidados, é muito mais precisa que a maioria! CAÇADOR vai bem. POSIÇÃO DO POLEGAR Apoiado na traseira, se opondo ao dedo do gatilho. CHUMBINHOS CALIBRE 4.5: PARA LEMBRAR JSB EXACT EXPRESS COMETA EXPRESS RS A A FIELD JSB EXACT HEAVY TECHNOGUN VETOR ROSSI AZUL GAMO PRO MATCH JSB EXACT ORIGINAL RWS SUPERDOME RIFLE PREMIUM ROUND H&N BARACUDA MATCH RIFLE PREMIUM FLAT HEAD TECHNOGUN STRIKE GAMO MATCH PARA ESQUECER AA FIELD HEAVY H&N FINALE MATCH H&N FTT: 4.52 JSB EXACT MONSTER GAMO PRO HUNTER MAGIC BULLET ( mai$ em conta ) TECHNOGUN VETOR TECHNOGUN STRIKE DE BOM PRECISÃO MIRAS DE RUIM Gatilho Pesada para armar Recuo A SER MELHORADO Recuo : melhorou muito com lastro Gatilho ( com uso? ) OBSERVAÇÕES FINAIS Está ótima! Candidata ao TUNING ( encamisamento ) ou G.R. Atirar com arma bem SOLTA ( caçador clássica melhor que artillary, no MEU CASO ). 2017 Continua muito boa. Menos dura para armar. Atirar mais para gatilho melhorar . Macete: apertar gatilho durão no terço final, muito melhor. 45 pontos possíveis ( pontuação de 1 a 5 ) 1.Gatilho 2 2.Miras 5 3.Qualidade de construção 4 4.Ergonomia 4 5.Facilidade de utilização 4 6.Energia 5 7.Dimensões e peso 4 8.Design 5 9.Valor 4 Classificação final: 37 de 45 pontos.
  35. 2 points
    Bem vindo, ótimas pessoas e ótima plataforma.
  36. 2 points
    Creio que estes produtos sairão mais em conta, mas não espere resultado similar a oxidação a quente. Removedor de ferrugem https://www.quimatic.com.br/produtos/tratamentos-de-superficies/quimox/ Oxidação a frio https://www.quimatic.com.br/produtos/tratamentos-de-superficies/oxi-black/ Proteção após aplicação https://www.quimatic.com.br/produtos/protetivos-lubrificantes/quimatic-10/ Kit https://www.lojadoprofissional.com.br/oxidacao-a-frio?utm_camp=gshop&idgrade=5436&gclid=EAIaIQobChMIupa_p8iP5QIVh56fCh0JMgkuEAQYASABEgIATfD_BwE Use luvas de borracha nitrílica sem talco e proteção para os olhos e observe sempre as instruções do fabricante. https://www.superepi.com.br/luva-nitrilica-sensiflex-flex-danny-cx-100-da-90200-a-p186/ Sugestão: - para oxidar o cano e o cilindro da carabina, faça um reservatório cilíndrico com tubo de PVC 50mm (branco) e um dois caps (soldável ou com anel de borracha), o inferior colado ou com anel de borracha e o outro como tampa durante os intervalos sem uso. Faça uma base para deixar este reservatório na vertical (pode amarrar em um pé de uma mesa sem uso). Não se esqueça de tamponar o cano antes de mergulhar no oxi-black
  37. 2 points
    Quem somos? · Estande aberto ao público e destinado a praticantes do tiro esportivo com armas de pressão com acompanhamento de instrutores para iniciantes · Cursos para iniciantes, intermediários e profissionais · Vendas de artigos destinados ao esporte · Campeonatos internos e externos · Manutenção em armas de pressão CONTATO: Local: Rua dos Coqueiros, nº 522 – Bairro Campestre, Santo André SP E-mail: contatobalanoalvo@gmail.com Siga-nos no equipe_balanoalvo
  38. 2 points
    Hoje uma postagem de venda de carabina e uma notícia em portal jornalístico me chamaram atenção por tratarem de algo que muitos aspirantes a atirador de pressão e mesmo quem já é atirador de pressão desconsidera, a importância de verificar se os vizinhos e a vizinhança em geral permite a prática do tiro de pressão em casa (dentro ou no quintal) e mesmo os cuidados para se transportar armas de pressão de casa para o local de tiro e de volta para casa. O anúncio era de venda de uma carabina de pressão springer pelo motivo alega de que "Motivo da venda: não sabia que iria ter problema com o fdp do vizinho!!!" A notícia tinha uma chamada sugestiva ... "PM grava abordagem a homens que carregavam tripé na Zona Oeste do Rio: ‘Depois nego diz que morre à toa'" e se referia a "um homem na garupa de um mototáxi, segurando um pedestal de microfone na mão" saindo de uma favela carioca. https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/09/20/pm-grava-abordagem-a-homens-que-carregavam-tripe-na-zona-oeste-do-rio-depois-nego-diz-que-morre-a-toa.ghtml Não são poucos os que querendo ingressar no tiro de pressão tiveram problema com vizinhos por conta do barulho dos disparos ou mesmo medo da arma de pressão por puro desconhecimento. São brigas, discussões e muita vezes Polícia Militar envolvida e dá-lhe dor de cabeça e chateação. Muitos que não têm outro lugar para atirar acabam vendendo suas armas de pressão e desistindo do esporte. POR ISSO MESMO É MUITO IMPORTANTE que antes de comprar uma arma de pressão se pare para pensar onde se irá atirar. Se a pessoa tiver somente dentro de casa ou no quintal de casa para isso será que os vizinhos não criarão problemas? Será que uma conversa será suficiente para que se possa fazer isso com tranquilidade? O lugar oferece segurança para o tiro de pressão e evita riscos desnecessários para esses vizinhos, seus animais de estimação e suas casas? A questão da vizinhança e o transporte da arma de pressão também deve ser levado em conta sempre. A legislação que trata do tiro de pressão tem claro que o transporte das armas de pressão deverá ser feita de forma segura e não ostensiva (ostensivo é o adjetivo que qualifica algo ou alguém que se exibe exageradamente). Para quem reside em regiões onde os índices de criminalidade são altos e a presença policial é constante os cuidados devem ser redobrados. Se levar um pedestal de microfone pode resultar em problemas sérios, imagine uma carabina de pressão. No calor do momento ou na escuridão da noite não se pode culpar o policial que em estado de alerta julga não ser seguro esperar para ver se aquilo que o suspeito leva é uma "espingardinha de chumbinho" ou uma arma de grosso calibre! A melhor forma de evitar problemas é se precaver transportando sua arma de pressão de forma que quem o veja pense que vc está levando uma vara de pesca, um violão ou um cano de PVC! Sim, tudo isso é muito chato e deveria não acontecer mas acontece! Podemos reclamar, lamentar, espernear mas não podemos deixar de também nos precaver e evitar problemas desnecessários a todo custo!
  39. 2 points
    Cumpadi Alberto José , parabéns . Arrepara que os dois qué atacá e dispois fogi . Ieu num bandeio nem de lado prá num dá o que falá e a dupla de dois , um de Barra mansa ou do Vórta redonda e o outro de Bel orizonte , falá quieu apreceio as coisa preta . O acontecido foi quieu que só levava luneta nas Rifa , desta vez levei uma carabina inteira com cano e tubo . Só pruquê pircurei o piru do Cumpadi Métil e o 77 já ava ocupado , intão fiquei com o 07 e deu .
  40. 2 points
    Arma surpreendente ( epa ! ) em 4.5 e 5.5 ( ambas com Gas Rã, souseufan ). Essa Woody serámió? Review do Mito já promete, e com gatinho conceito aumenta. Aguardemos pois. C. M.Q.
  41. 2 points
    Olá amigos atiradores e amantes da modalidade Field Target, devido ao sucesso do 1º Desafio Attack de Field Target 2019 venho por essa convidá los ao 2º Desafio Attack de Field Target 2019 que acontecerá dia 20/10/2019. Faremos 15 pistas com 30 alvos, numa área de matas e ruínas de uma antiga fábrica de cerâmicas num local urbano privilegiado, inscrições à 50,00 e repassagem à 20,00, já com direito à churrasco. Categorias: - PCP 16J - Spring(Mola)16J - Open 40J - Categoria Damas(ainda em decisão) Gostaria que confirmassem a presença na lista no Grupo da Copa Paulo Uehara de Field Target https://chat.whatsapp.com/FE8j4bXdVcQCKkGRPkW7pN ou no meu Whats (11)99470-5875 Mikami, só assim poderemos ter controle do numero de participantes. Acontecerá no Clube Attack em São Caetano do Sul dia 20/10/2019 Domingo às 9:00hs R. Rio Branco, 370 - Fundação, São Caetano do Sul - SP, 09520-630
  42. 2 points
    Boa tarde amigos do CA! Convido todos a conhecer o canal, onde posto vídeos de Tiros de Desafios inspirados no Rogério Queroz. Aguardo vocês lá...
  43. 2 points
  44. 2 points
    Os proprietários de Carabinas Cometa Fênix 400 / Fusion equipadas com gás ram de fábrica (SMS M455 e M440) sabem da dificuldade de se substituir o gás ram original por um compatível de outro fabricante. Este tutorial tem por objetivo nortear algumas ações para que seja possível esta substituição. Requer o uso de recursos nem sempre de fácil acesso. Breve Revisão da Situação Problema Instalação Original de Fábrica (Rossi - SMS Airguns) O gás ram é instalado invertido e para tal foi retirado o pino centralizador da mola helicoidal e usinado um rebaixo na caixa de gatilho para receber a arruela centralizadora da haste e parcela da câmara do gás ram que fica fora do êmbolo (a câmara do gás ram SMS Airguns é ligeiramente maior que a profundidade do êmbolo). Este rebaixo recebe a arruela centralizadora da haste do gás ram Arruela Centralizador do gás ram de fábrica Haste do gás ram com a arruela centralizadora Haste do gás ram centralizado na caixa de gatilho Pré compressão do gás ram original Algo em torno de 1,3mm de pré compressão Ocorreram também muitos casos de vazamento do Gás RAM SMS Nota do autor: é importante salientar que o SAC da Rossi trocou todos os Gás RAM SMS Airguns (foram vários) os quais solicitei a troca. Mas, mesmo após lançarem a Série N, o problema persistiu pois "o buraco era mais embaixo"... Até que, devido a este problema recorrente, finalmente o Karatê Kid desistiu do Gás RAM SMS Airguns. No passado recente, não havia no mercado, mola a gás com dimensões que permitissem a substituição do gás ram SMS nas carabinas Cometas Fênix 400 / Fusion sem que exigisse também a troca do êmbolo original Recentemente, recebi da QUICKshot a nova linha de molas a gás MG230 de 40 e 45 kgf Meus agradecimentos ao Juliano Sanches da QUICKshot pelo envio destas molas a gás e do novo modelo da Lâmina Ajustável para Cometa 400 / Fusion Mola a Gás QUICKshot MG230 (antiga) versus MG230 (nova linha) Embora o comprimento total (nominal) fosse idêntico (230 mm), o comprimento da câmara do gás é menor e da haste é maior na nova linha O êmbolo original da Cometa Fênix 400 possui uma camisa metálica, cuja função principal é impedir que a sapata da alavanca de armar (biela) raspe na mola helicoidal Êmbolo sem a camisa metálica Peso do êmbolo sem a camisa metálica - 175 gramas ( o retentor pesa em torno de 2 a 3 gramas) Peso da camisa metálica - 40 gramas Mola a gás MG230 (antiga) dentro do êmbolo da Cometa Fênix 400 Dimensões da Mola a Gás QUICKshot MG230 (linha nova) Comprimento da câmara Comprimento total da haste Comprimento da haste (sem a redução do diâmetro na ponta) Comparação do comprimento da haste e comprimento da câmara Caixa de Gatilho da Cometa Fênix 400 / Fusion usinada pela Rossi O rebaixo interno tem aproximadamente 4mm de profundidade Para engatilhar a Cometa Fênix 400 / Fusion, é necessário que a borda da "boca" do êmbolo encoste na caixa de gatilho que funciona também como um limitador de basculamento. Êmbolo prestes a engatilhar Êmbolo engatilhado Para engatilhar o êmbolo encosta na caixa de gatilho (cano da carabina totalmente basculado no fim de curso) Praticamente não há folga entre a trava do êmbolo e a janela de engatilhamento do êmbolo Após o engatilhamento, com o cano fechado, a mola de ação (a gás ou helicoidal) empurra o êmbolo para a frente deixando uma folga de 2,55mm (carabina pronta para disparo). Resumindo, a soma do comprimento da mola a gás comprimida e da arruela centralizadora da haste que vai dentro do êmbolo deve caber dentro do êmbolo para que seja possível o engatilhamento da Cometa Fênix 400 / Fusion Espessura total da arruela centralizador da haste, aproximadamente 4mm Profundidade do rebaixo de 6mm de diâmetro (encaixe da ponta da haste), aproximadamente 2mm Mola a Gás QUICKshot MG230 (nova linha) dentro do êmbolo Comprimento da ponta da haste com diâmetro de 6mm , aproximadamente 2mm Verificação do curso de compressão da haste da mola a gás QUICKshot MG230 (nova linha) Neste modelo MG230, a haste não entra totalmente dentro do êmbolo Soma = 4 + 3 = 7mm que são adicionados ao comprimento da câmara Vamos então ao Pulo do Gato Elliminar a arruela centralizadora da haste da mola a gás centralizando apenas a ponta da haste (6mm de diâmetro x 2mm de comprimento), diretamente no êmbolo. JIG - Dispositivo utilizado para abrir o furo pelo lado de dentro do êmbolo com uma broca extra longa de 6mm x 200mm Esta ferramenta "JIG" foi confeccionada em torno mecânico utilizando-se o eixo do mecanismo de lavadora Brastemp / Consul, utilizando-se de uma broca de aço rápido 6mm A função desta JIG é manter a centralização da broca extra longa dentro do êmbolo O diâmetro externo da JIG é de 20mm e o furo central foi feito com a broca extra longa de 6mm A centralização da JIG dentro do êmbolo é ajustada com uso de fita isolante O apêndice de engatilhamento do êmbolo não permite o uso de uma broca longa de menor comprimento Utilizamos um mini torno mecânico para efetuar o furo. A própria broca atua como contra ponta para manter a centralização do êmbolo pois o diâmetro de passagem da árvore é de 20mm o que impede a entrada do êmbolo dentro da placa do torno. Em torno mecânico de maior dimensão de diâmetro de passagem na árvore e placa, é possível furar o êmbolo de fora para dentro e posteriormente vedar o furo com um parafuso e trava química alto torque. Furo concluído O avanço da broca deve ser apenas o suficiente para que os 2mm da ponta da haste encaixe totalmente dentro do furo Haste centralizada Ajuste para prover a pré compressão da mola a gás QUICKshot MG230 (nova linha) Utilizamos como arruela espaçadora uma das abas do rolamento axial de esferas F18-10 Mola a Gás QUICkshot MG230 (nova linha) centralizada na caixa de gatilho da Cometa Fênix 400 / Fusion Verificação da pré compressão da mola a gás MG230 Pré compressão de 2mm Mola a Gás QUICKshot MG230 (nova linha) instalada - verificação do deslocamento da trava de segurança automática Mecânica instalada na coronha - verificação do engatilhamento através da "janela" do cilindro Carabina Fênix 400 com mola a gás QUICKshot MG230 Desengatilhada Carabina Fênix 400 com mola a gás QUICKshot MG230 Engatilhada (notem que a posição da trava de segurança automática foi para SAFE) É isso, vamos aos testes em cronógrafo. Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola a Gás QUICKshot MG230 40 kgf (nova linha) Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola a Gás QUICKshot MG230 45 kgf (nova linha) Quadro Resumo - Mola a Gás QUICKshot MG230 40 e 45 kgf Bônus - Lâmina Ajustável QUICKshot Cometa Fênix 400 / Fusion A lâmina original de polímero(olha ele aí gente ...) quebrou !!! Felizmente, o Juliano Sanches havia me enviado o novo modelo de lâmina ajustável QUICKshot para Cometa Fênix 400 / Fusion Comparativo entre o modelo novo e o modelo antigo da Lâmina Ajustável QUICKshot para Cometa 400 / Fusion No modelo novo a curvatura da lâmina facilita o acesso ao parafuso de ajuste. Nota do autor: o uso de fita crepe é para evitar que os pinos eixos saiam dos respectivos furos e caiam. Lâmina QUICKshot para Cometa 400 / Fusion instalada Acesso ao parafuso de ajuste (nova versão) Acesso ao parafuso de ajuste (antiga versão) Confecção de Protótipo de Espaçador em Poliacetal, para substituir a arruela espaçadora Diâmetro maior - 18,5mm Diâmetro Menor - 12,0mm Comprimento total - 14,3mm Espessura do encosto - 1,74mm (medida crítica que pode variar para cada caixa de gatilho da Cometa Fênix 400 / Fusion) Furo Transversal para passagem do parafuso de fixação do conjunto do gatilho (broca de 9mm) Vista Frontal Vista frontal do espaçador instalado na caixa de gatilho Medida da profundidade de centralização da Mola a Gás - 2,2mm Medida da Pré compressão da Mola a Gás QUICKshot MG230 - 1,64mm Nota do autor: a medida da espessura do encosto que determina o valor da pré compressão, embora crítica, não é um valor absoluto e pode variar dependendo da profundidade de usinagem de fábrica da caixa de gatilho da Cometa Fênxi 400 / Fusion. Confecção de Espaçador em Aço, para substituir a arruela espaçadora Utilizamos como matéria prima um Contra Peso (Top Hat) da Carabina B19 cujo diâmetro menor encaixa perfeitamente na caixa de gatilho da Cometa Fênix 400 / Fusion Utilizando-se aço, é possível fazer o furo transversal passante sem prejuízo da resistência da peça Broca de aço HSS de 9mm Diâmetro maior - 18,4mm Diâmetro menor - 12mm Comprimento Total - 15,3mm Espessura do encosto - 1,62mm (medida crítica que pode variar para cada caixa de gatilho da Cometa Fênix 400 / Fusion e também do material utilizado, nesta caso o aço, enquanto que o poliacetal nesta espessura sofre flexão). Aqui é facear retirando material e testar até chegar ao ponto ótimo para não matar a peça. Lembrem-se que a Old School assevera: "Meça duas vezes, corte uma ... Vista Frontal do Espaçado e da Caixa de Gatilho Cometa Fênix 400 com respectivo parafuso de fixação da caixa de gatilho Conforme comentei anteriormente que "O êmbolo original da Cometa Fênix 400 possui uma camisa metálica, cuja função principal é impedir que a sapata da alavanca de armar (biela) raspe na mola helicoidal ", isto ocorre também com mola a gás. Raspagem da sapata da Alavanca de Armar (Biela) na Câmara da Mola a Gás Nota do autor: esta parte da câmara foi lubrificada com pasta G. A foto abaixo mostra o mesmo local já sem a pasta G. Aproveitei e efetuei a medição do deslocamento do êmbolo original A título de comparação, o êmbolo do Kit Advanced Cometa Fênix / Fusion da Elite exige um deslocamento de 97,5mm para engatilhar na Cometa Fênix 400 Finalizando este tópico segue comparativo com a mola helicoidal original e contra peso em poliacetal, usando o mesmo êmbolo Utilizamos um Contra Peso (Top Hat) confeccionado em Poliacetal com as mesmas dimensões do original em aço - peso 10 gramas Chrony Test Carabina Cometa Fênix 400 Mola Helicoidal Original com Contra Peso em Poliacetal 10 gramas e êmbolo original com retentor PU QUICKshot (linha antiga) Chumbo Rifle Premium Series Round Chumbo Rifle Premium Series Flat Head Quadro Resumo Final Tópico concluído
  45. 2 points
  46. 2 points
    Creio que este Kit é compatível, use mola a gás (MG182) de até 40 kgf http://quickshot.com.br/produto/conj-acao-por-mola-a-gas-basic-para-gamo-cadet-delta-400/ A Delta 24 possui coronha de madeira Não confundir com o Kit para a Gamo Deltamax Force que usa conjunto do gatilho ATS/SAT
  47. 2 points
    "Nós sabemos que ao inflar um pneu de bicicleta, a bomba fica quente. Isto porque uma parte da energia utilizada para compressão do ar é convertida em calor. Como o bombeamento ocorre lentamente e com muitos cursos para trás e para a frente do pistão, o calor gerado no interior do ar se propaga para o ambiente exterior através das paredes da bomba. Agora a ação de uma pistola de ar é um pouco diferente. No sentido de que a compressão ocorre tão rapidamente que o calor não tem tempo para percorrer as paredes do cilindro. Neste caso, a compressão é chamada adiabática, enquanto que no caso de a bomba de bicicleta, a compressão é dito isotérmica." Fonte: The Airgun From Trigger to Muzzle - Tradução Parte I -> Capítulo 4 - O Ar "A maioria dos óleos minerais, ou mesmo uma graxa, certamente vai se inflamar dentro do cilindro quando ocorrer o aumento de pressão e da temperatura. Tal ignição irá produzir um tiro de velocidade excepcionalmente alta, este fenômeno, em uma arma de ar é comumente chamado de efeito diesel (“dieseling”)." Fonte: The Airgun From Trigger to Muzzle - Tradução Parte II -> Capítulo 8 - O Lubrificante
  48. 2 points
    Pessoal segue um breve review de um modelito Frank equipada com mola a gás Nota do autor: a arte final no cilindro é 5,5mm mas o cano utilizado é calibre 4,5mm Peças utilizadas: - Coronha de Madeira para Carabina de Pressão Rossi Nova Dione 2017 - 2 Parafusos Allen M5 x 16 cabeça abaulada - (fixação da telha da coronha na mecânica) + 1 Parafuso M6 x 20 (fixação do guarda mato na mecânica) - Conjunto do Cilindro CBC B12 (Código CBC 10006416 F18 ou 10006477 F22) - Pino do Cilindro B12-1-00-5 (Código CBC 10006418) 5mm x 30mm - Parafuso da Coronha B12-00-8 (Código CBC 10006428) - Detent B12-100-2 (Código CBC 10006415) - Conjunto do Cano B12-4-01-100 (calibre 4,5mm) (Código CBC 10006407) - Anel de Vedação B12-00-14 (Código CBC 10006412) ou Vedante do Cano QUICKshot CBC B19 / CBC B12 - Parafuso B12-00-11 (Código CBC 10006424) ou Parafuso de Fixação do Cano B19-2-00-2 (Código CBC 10006368) - Arruela B18-00-15A - duas (Código CBC 10006423) - Alavanca B12-1-00-9 (Código CBC 10006426) - Pino da Alavanca B12-00-1B (Código CBC 10006367) Nota do autor: este pino após instalado deve ter as suas extremidades remachadas. Existe um outro pino que originalmente acompanha a CBC B12 e que possui um menor diâmetro (rebaixo) na metade de seu comprimento PINO DA ALAVANCA B12-1-00-1 (Código CBC 10006421) e é mantido através de um anel elástico ANEL ELASTICO GB896-86 4 (Código CBC 10006422) aplicado no rebaixo através do recorte (fenda) existente na alavanca de armar (biela) - Massa de Mira B12-4-01-1 (Código CBC 10006276) - Conjunto da Alça de Mira B12-02-00A (Código CBC 10006410) + Parafuso Correção de Altura B12-2-03-300 (Código CBC 10006409) - Conjunto Gatilho Cometa 220 (retificado) - Trava de Segurança do Gatilho Cometa 220 (retificada) Opcional Nota do autor: utilizamos o parafuso de fixação do conjunto do Gatilho B18-00-9 (Código CBC 10006376) utilizado na linha B19 que tínhamos disponível (foto abaixo) - Êmbolo Gamo Big Cat (modificado) Optamos por eliminar a arruela centralizadorada haste da mola a gás, para tal fizemos um furo para centralização da haste da mola a gás. Foi efetuado um furo centralizado com uma broca de aço rápido 5,5mm de fora para dentro e depois utilizando um macho M6 e desandador para efetuar a rosca , em seguida utilizamos um escariador para efetuar a conicidade do furo para receber um parafuso Allen M6x8 cabeça chata e finalmente utilizamos uma broca de 8,1mm aço rápido longa de 167mm de comprimento para aumentar o diâmetro do furo interno com uma profundidade em torno de 4mm para propiciar o encaixe e prover a centralização da haste da mola a gás. O furo da cabeça do êmbolo foi tamponado utilizando-se um parafuso Allen cabeça chata M10x8 aplicando-se trava rosca de alto torque Haste da mola a gás encaixada no furo Peso do êmbolo com retentor - 109 gramas - Retentor Quickshot - Mola a Gás Quickshot MG182 40 kgf Meus agradecimentos ao Juliano Sanches pelo envio do retentor, da Mola a Gás MG182 e do Vedante do Cano Medida do deslocamento do êmbolo Deslocamento do êmbolo 39,5mm Volume da câmara de compressão da CBC B12 com êmbolo Gamo (alongado) V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,5 cm deslocamento do êmbolo = 3,95cm V = 19,4 cm3 73% do volume original Volume da câmara de compressão da CBC B12 com êmbolo Original V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 2,5 cm deslocamento do êmbolo = 5,4cm V = 26,5 cm3 Chrony Test Mola a Gás QUICKshot MG182 40 kgf - instalação normal
  49. 2 points
    Dia de flanelar e banhozinho de WD40. Diana Modelo 50. Fabricação Outubro de 1974 Culatra de carregamento do chumbo .177 Gatilho T01. Diana - Mayer & Grammelspacher Cano Fixo. Lunetinha Beeman Blue Ribbon 3-7x32. Flanela e óleo para a Diana. Babador pro papai aqui...
  50. 2 points
    Pois é, acabou sendo eu. Tem várias alternativas no mercado para se tentar fazer isto, a mais barata é um adaptador macho-macho para plugar a mangueira da estação de recarga com a mangueira da bomba PCP: Também é possível comprar o seguinte adaptador no mercadolivre: Pode-se ligar direto na mangueira este adaptador ou a estação de recarga de diversas formas com diversos itens à venda no mercado, fica à vontade do interessado. A opção mais cara que encontrei foi esta: Vencida a etapa de preparação e conectado a bomba no cilindro através da estação de recarga, vamos as bombadas, no meu caso o cilindro estava completamente zerado, sem ar algum, tanto o relógio da bomba, como o relógio da estação e do próprio cilindro marcavam zero, estavam no ponto inicial. Com a válvula do cilindro fechada, dei 18 bombadas para que os mostradores de estação e da bomba indicassem 200 BAR, enquanto que o relógio do cilindro continuava sem marcar nenhuma pressão, esperei alguns minutos e a pressão não baixou, considerei aprovado o primeiro teste de vedação. Abri a válvula e deu para ouvir o ar passando para dentro do cilindro enquanto que os ponteiros iam retornando ao zero. O experimento prosseguiu, a cada 50 bombadas um descanso para o bombador de cinco minutos com o fechamento da válvula do cilindro ao fim de cada ciclo, mais 50 bombadas e um descanso, agora de dez minutos para esfriar a bomba que ao toque aparentava estar bem quente, apenas na parte de atrito que faz o vai e vem ao longo do cilindro prateado dela, todo o resto, mangueiras, estação de recarga e cilindro de 7,6 litros permaneceram em temperatura ambiente (medido ao toque da mão, sem termômetro). Cada ciclo de 50 bombadas levou em média de 1 minuto e 15 segundos a 2 minutos. Quando cheguei nas 800 bombadas comecei a desconfiar de algum vazamento porque nenhum ponteiro havia se movido ainda, então coloquei o cilindro debaixo de água, dentro de um balde, com a finalidade de detectar algum escape de ar: Dei 50 bombadas com o cilindro debaixo da água e não percebi nenhuma bolha de ar, só apareceu mesmo uma mancha de óleo na superfície, quando retirei tudo da água, percebi três coisas: primeira; o ponteiro do relógio da estação saiu do zero (850 bombadas): Em detalhe: Enquanto que os outros dois permaneciam no zero, segunda; outra coisa que notei foi que estava vazando a glicerina no manômetro da estação, optei pela troca, em detalhe no post abaixo: Terceira; ao fazer a sangria da estação de recarga saiu bastante água, inicialmente esbranquiçada como uma espuma de sabão: E aos poucos foi ficando clara: Eu estimo a quantidade em ¼ de centímetro cúbico, medindo por comparação com uma quantidade igual dentro de uma seringa, olha que isso ocorreu depois de retirar o cilindro da água e secar bem tudo por fora. Umidade relativa do ar em média de 70% durante as bombadas. Temperatura entre 20 e 25°C. Meu plano inicial era a cada 1000 bombadas fazer uma sangria e lubrificar a bomba, depois bombar até atingir 200 BAR nas mangueiras para só então abrir a válvula do cilindro e continuar na sequência, depois mudei de ideia e passei a fazer a sangria e lubrificação de forma aleatória, independente da quantidade de bombadas. Com o novo manômetro instalado, retomei às atividades de bombeamento: Com 1250 bombadas o ponteiro do manômetro do cilindro se movimentou quase um milímetro. Com 1550 bombadas o ponteiro do manômetro da bomba se movimentou um pouco saindo do zero. Com 2000 bombadas os ponteiros ficaram assim: Com 3000 bombadas: Nesta altura notei que o óleo que saia da bomba escureceu: Com 3600 bombadas o manômetro da bomba atingiu 1000 PSI: Limpei o óleo em excesso da bomba e olhei o pano no microscópio, deu para notar pequenos pedaços de limalha dourada, parece que a bomba não vai aguentar ou podem ser apenas restos da fabricação. Com 4450 bombadas notei que para abrir a válvula do cilindro bastavam apenas 1/8 de volta, enquanto que no começo, quando não havia pressão alguma, era preciso girar meia volta para o ar passar. Também notei que o esforço físico no acionamento da bomba foi crescendo gradualmente conforme o nível da pressão. Com 5000 bombadas o manômetro da bomba atingiu 100 BAR: Também percebi que as solas das minhas mãos ficaram avermelhadas e creio que se der mais cinco mil bombadas vou acabar ficando com bolhas, a não se que use luvas. Hora de parar um pouco e analisar a situação para ver se vale a pena continuar, em primeiro lugar calculando o tempo gasto para chegar nas 5000 bombadas; considerando cada ciclo de 100 levando 19 minutos (4 minutos de bombadas e 15 minutos de parada) (bomba dois minutos espera cinco, bomba 2 minutos espera 10) dá 500 vezes 19 minutos, arredondando para 20 minutos, seria algo em torno de 10.000 minutos, dividido por 60 dá 167 horas arredondadas, considerando que trabalhou seis horas por dia chegamos em 28 dias, praticamente um mês de meio expediente ou 15 dias de 12 horas, sem folgas semanais. Cada pessoa tem seu preço, ou melhor, cada um tem uma estimativa de quanto custa seu tempo, por exemplo um salário mínimo para quem recebe fica arredondado em torno de R$ 1.000,00 e se fizer meio expediente recebe a metade disto. Não se leva em conta para quem está empregando, ou melhor, pagando o salário, porque os encargos duplicam o valor. Considerando também que se gasta R$ 50,00 em média para carregar um cilindro, seja ele de 10 ou de 7,6 litros, de 200 ou 300 BAR, a conclusão lógica é que não compensa tentar recarregar um cilindro utilizando uma bomba PCP. Se eu fosse receber meio salário mínimo para ficar bombeando até encher os cilindros, levaria meu patrão à falência, pois demoraria dois meses para dar um lucro de R$ 50,00. Diante das opções no mercado, o atirador quando quer investir faz as suas contas dentro das principais opções: 1) Comprar um cilindro(+-1000) e uma estação de recarga (+-200), realizando o recarregamento do cilindro quando necessário(+-50 a cada vez). 2) Comprar apenas a bomba PCP (+-800) e bombear quando necessário. 3) Comprar apenas o compressor elétrico (+-4000) e bombear quando necessário. 4) Comprar tudo que existe disponível no mercado (+-6000) e se divertir com as opções. Para cada situação tem os prós e os contras: Na opção mais barata, de se possuir apenas a bomba PCP, tem a desvantagem do esforço físico para bombear que vai influenciar negativamente no resultado da precisão do tiro, o atirador vai estar mais cansado entre uma e outra sessão de tiros, entretanto no quesito transporte e mobilidade ganha com o menor volume a ser transportado. Na opção do cilindro a questão do esforço físico não tem influência alguma, o atirador não se cansará entre uma e outra sessão de tiros, ocorre, porém que no quesito transporte e mobilidade, o volume e o peso são bem maiores, cabendo a decisão de escolha ao atirador que vai analisar a sua rotina, por exemplo, se vai atirar sempre dentro de casa, só vai precisar realizar o transporte quando for levar para recarregar e conforme o caso, se não houver um serviço de delivery, nem precisa ter carro, pode pagar um taxi, já no caso do atirador assíduo de stand de tiro, um meio de transporte próprio se torna indispensável. No caso do compressor elétrico, o grande diferencial está em ter uma fonte de energia elétrica e algum conhecimento técnico para desfrutar com segurança de seus benefícios, levando-se em conta também seu volume e peso. Para o caso daquele em que o dinheiro não é o problema, que pode ter tudo que existe no mercado, não há o que se comentar, basta apenas se divertir. Considerando tudo isso, não é viável financeiramente recarregar um cilindro com a bomba PCP, sai mais barato pagar para recarregar porque mesmo se achando que não vai gastar nada dando as bombadas, por trás disto tem o fator tempo, pode-se levar dois ou três meses para carregar um cilindro, além do fator desgaste, para um único cilindro, pode ser que 15 mil bombadas acabe com a vida útil da bomba, se bem que o bombador não precisará gastar dinheiro com academia, e tem ainda o abrir e fechar da torneira do cilindro em torno de 1500 vezes mas, também deve se levar em conta a exposição do bombador ao eventual risco de explosão do cilindro caso alguma coisa dê errado no processo de recarga. Nestas horas eu queria ser um médico psicanalista, quando aparecesse um paciente com depressão eu dava na mão dele um cilindro com a bomba e falava para ele ir enchendo e contando, só voltar quando o ponteiro atingir a marca vermelha, quando ele voltar e perguntar o que deve fazer, eu diria que o tratamento está indo bem e que deveria esperar eu esvaziar o cilindro para ele encher de novo. Toma-lhe bomba!
































Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear



×
×
  • Create New...

WhatsApp Image 2020-04-05 at 13.11.15.jpeg