Jump to content

Para acessar os anunciantes, clicar nos banners!

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 07/11/2019 in all areas

  1. 9 points
    Ola a todos . Sei que para fazer um compressor não precisa de nada muito elaborado ... Porem o meu procurei fazer um pouco diferente !
  2. 8 points
    Dissecando a Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm Pessoal, segue a continuação do Mini Review da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm Link do Tópico Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm - Mini Review No Tópico anterior, vimos como se abre a carabina com o uso de um dispositivo e compressor de molas Comprimento do Pino Trava - 32,85mm Diâmetro do Pino Trava - 8,9mm Centralizador do Gás Ram )em aço) e Tampa da Culatra (em polímero) O Centralizador é cilíndrico A Tampa da Culatra possui abertura s Retirando-se também o conjunto de gatilho,temos acesso total ao interior do cilindro Conjunto Gás Ram O Conjunto Gás Ram é composto por um prolongador da câmara, gás ram propriamente dito e um centralizador da haste do gás ram Centralizador da Haste Prolongador da Câmara O O Prolongador da Câmara, além de aumentar o comprimento do gás ram, também tem a função de manter a centralização do gás ram dentro do centralizador e é encaixado em um ressalto existente no fundo da câmara cujo diâmetro é de 12,16mm Comprimento Total (ressalto incluso) da cãmara do gás ram Comprimento - 147,99mm Comprimento da Câmara do Gás Ram sem o ressalto - 144,69mm Comprimento da Haste do Gás Ram - 113,73mm Comprimento Total com o Prolongador . Nota do autor: as medidas registradas com a régua não tem a mesma precisão das tiradas com o paquímetro. 274mm Comprimento Total da Câmara (sem o prolongador) 262mm Comprimento Total do Conjunto Gás Ram (Prolongador, Gás Ram e Centralizador da Haste) - 276mm Resumo da Ópera Este Gás Ram possui Comprimento Nominal de 260mm e o seu desenho é bastante similar a Mola Pneumática Rossi SUSPA também de 260mm. Nota do autor: eu diria, sem medo de ser feliz que trata-se do mesmo fabricante Para retirar o êmbolo é necessário liberar a sapata da alavanca de armar A Alavanca de Armar é articulada, e a liberação da sapata é similar aos modelos da família B19 Detalhe dos Insertos Anti Raspagem Inserto Anti Raspagem Maior situado ao lado da articulação Inserto Anti Raspagem Menor situado ao lado da sapata Com a liberação da sapata, temos uma melhor visualização do sistema de fechamento do cano Sistema de fechamento do cano através de dois trincos, um móvel no bloco do cano e um fixo no cilindro da carabina Medida da Profundidade do Cilindro Profundidade do Cilindro - 316mm Diâmetro Interno do Cilindro - 28,68mm Uma vez liberada a sapata da alavanca de armar, é possível a retirada do êmbolo Êmbolo com retentor de PU e Arruela Centralizadora da Haste Êmbolo após a limpeza da lubrificação excessiva Vista Frontal do Êmbolo Vista Lateral da cabeça do êmbolo Peso do Êmbolo com Retentor de PU - 268 gramas Peso do Êmbolo com Retentor de PU incluindo a arruela centralizadora da haste do gás ram - 286 gramas Comprimento do Êmbolo Comprimento Total do Êmbolo - 173,14mm Comprimento do Êmbolo sem considerar o encaixe do retentor - 167,67mm Diâmetro da Cabeça do Êmbolo - 28,60mm Diâmetro do Parte Posterior do Êmbolo - 28,61mm Diâmetro do Tubo do Êmbolo - 23,81mm Diâmetro do Janela de Engatilhamento do Êmbolo - 23,79mm Comprimento do Janela de Engatilhamento - 8,19mm Diâmetro Menor do Encaixe do Retentor - 12,40mm Diâmetro Maior do Encaixe do Retentor - 16,20mm Altura do Encaixe do Retentor - 5,40mm Diâmetro Interno do Êmbolo - 20,04mm Profundidade do Êmbolo - 148,23mm Centralizador da Câmara do Gás Ram Comprimento - 39,88mm Diâmetro Externo - 24,90mm Diâmetro Interno - 19,84mm Diâmetro do Furo Passante do Pino Trava - 9,00mm Rosca M6 (mesma rosca do parafuso do guarda mato) Centralizador da Haste (confeccionado em aço) Diâmetro Externo - 19,51mm Diâmetro Interno do Furo Não Passante - 7,94mm Espessura - 8,88mm Profundidade do Furo Não Passante - 7,03mm Centralizador da Câmara do Gás Ram (confeccionado em polímero) Diâmetro Externo - 19,61mm Espessura - 13,86mm Diâmetro Interno - 11,92mm Pré compressão Gás Ram 670N (68kgf) Comprimento Nominal 260mm - 4,80mm Medida do Deslocamento do Êmbolo Deslocamento do Êmbolo - 93mm Volume da câmara de compressão da Artemis Black Hawk Wood Edition V = [(Pi x D2) /4] x deslocamento do êmbolo D = 28,68 mm deslocamento do êmbolo = 9,3cm V = 60,1 cm3 Tópico Concluído
  3. 6 points
    Pessoal, segue o review da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition no calibre 4,5mm Esta carabina é importado pela FXR Army and Tactical (Fixxar_ situada em Blumenau - SC) http://carabinasfxr.com.br/inicio/produtos/artemis/black-hawk-wood-edition/ Os meus agradecimentos ao Eduardo Macedo e ao Mundo da Carabina, pois a aquisição desta carabina para a elaboração deste review, foi possível graças a intermediação do Eduardo Macedo junto ao Mundo da Carabina https://www.mundodacarabina.com.br/carabina-de-pressao-black-hawk-wood-edition-gas-ram-70kg-4-5mm-artemis Carabina de Pressão Black Hawk Wood Edition Gas Ram 70kg 4.5mm Artemis As Carabinas Artemis são Importada e distribuída com exclusividade para o Brasil pela Fixxar Adventure, empresa tradicional com mais de 26 anos de mercado. A Marca Artemis se destaca no mercado Europeu e Americano, competindo com grandes Marcas como Gamo, Crosman, Hatsan, Stoeger e agora chega ao Brasil, sendo uma grande opção para atiradores exigentes, que buscam performance em seus equipamentos. Esta Carabina é indicada para quem busca performance como força, precisão, acuidade e desempenho num só produto. Sua ação ocorre através de pistão Pneumático de 70kg ja instalado de fabrica, o que lhe proporciona maior leveza ao armar e menor vibração nos disparos. Sua coronha em madeira de lei de fino acabamento e o muzzle no cano lhe concede um acabamento perfeito. Principais características: Acionamento através de Pistão Gas Ram 70 kg já instalado de fábrica o que lhe confere uma maior maciez e durabilidade no equipamento, além de Menor recuo e vibração nos disparos; Qualidade e padrão Europeu Coronha em madeira de lei, com soleira em borracha, cano raiado de precisão com muzzle acoplado na ponta. Caixa de Gatilho metálico e ajustável, para lhe conferir melhor precisão nos tiros. Alça de mira com fibra óptica e regulagens na horizontal e vertical. Massa de mira com fibra óptica e fixa no cano. Cano longo com 56cm e micro raimento de perfeito acabamento o que lhe tras maior precisão e acuidade nos disparos; Descritivo Técnico: Fabricante: Artêmis. Importador: Fixxar Import Modelo: Black Hawk Polimero Calibre: 4,5 Ação: Pistão Pneumático de 70 kg (gas ram) Velocidade: 350 m/s (velocidade pode variar de acordo com a munição utilizada, velocidade testada com chumbinhos de 1g/ 15,43gr. Comprimento total: 124 cm. Comprimento do cano: 56 cm Trava Segurança: Sim, manual. Trilho 11 e 20 mm para acoplar luneta (acompanha adaptador para trilho de 20/22mm). Peso 3.5 kg Coronha: Polimero com soleira de borracha, ambidestra. Cano: Raiado de alta prcisão, com Muzzle para melhor acabamento. Caixa de Gatilho em METAL, unha (lamina) em Polimero com regulagens Massa Mira: Fixa com fibra óptica. Alça de mira: Com fibra óptica e regulagem na horizontal e vertical. Itens que acompanham: 01 Carabina Black Hawk Wood 4,5mm. Manual de Instruções. Nota Fiscal A carabina foi enviada via Jadlog no dia 30/08/2019 e recebida no dia 03/09/2019 Fotos do Unboxing Ao invés do tradicional papel pardo (craft) a carabina feito embalada em plástico com a logo marca do Grupo CEM - Distribuição e Varejo Ltda Embalagem de papelão Lacre do Mundo da Carabina (provavelmente a embalagem original é aberta para inspeção ante do envio ao cliente e lacrada) A caixa contém além da arte final destacando a carabina, algumas informações conforme segue: Informações de Segurança Informações Técnicas Informações Gerais Verificação do conteúdo da Caixa (para tal tivemos o auxílio do nosso inspetor de qualidade para dar o confere) ? Confere ! ? A carabina vem acompanhada pelos seguintes itens: Adaptador 11mm Rabo de Andorinha (Dovetail) para Trilho Picatinny 20mm 5 Alvos 14x14 confeccionados em papelão branco Manual de Instruções BLACK HAWK / BLACK HAWK WOOD Edition Manual Artemis Black Hawk.pdf A carabina vem protegida por um saco plástico lacrado Esta carabina Artemis não foge a regra no quesito lubrificação Excesso de lubrificação No bloco do canov vem o nome oficial desta carabina - Artemis Model SR1000S Peso da Carabina Artemis Black Hawk Wood Edition - exatos 3500 gramas como informado pelo fabricante Alça de Mira com fibra ótica verde e o vedante do cano. Alça de Mira Massa de Mira em fibra ótica vermelha incorporada a um Muzzle Sem túnel de proteção Comprimento do Muzzle 17cm Diâmetro do Muzzle - 30,5mm Diâmetro Externo do Cano - 15mm Raiamento do Cano Trilho Rabo de Andorinha (Dovetail) 11mm Lâmina do Gatilho e Guarda Mato em Polímero (trava de segurança na posição Fire) Trava de Segurança na posição Safe O Guarda Mato possui abertura para regulagem do gatilho Soleira confeccionada em borracha e entre a coronha e a soleira existe uma placa de polímero Alavanca de Armar Articulada Parafuso Allen de fixação lateral da coronha Chove lá fora ... então vamos proceder uma limpeza no cano antes de cronografar a carabina Finalmente a chuva parou, vamos aos primeiros tiros ChumboPremium Series Rifle Flat Head 4,5mm 8,23 grains Devido ao excesso de lubrificação de fábrica, ocorreu efeito diesel severo alcançando velocidades supersônicas. Assim, para preservar o retentor decidimos não continuar o Chrony Test e abrir a carabina para limpeza. Retirada da coronha Parafusos Laterais Bit PH (Philips) 3 Parafuso do Guarda Mato Bit PH3 Os parafusos laterais são M6X15 e o parafuso do guarda mato M6X24. Os parafusos laterais possuem arruelas dentadas Na coronha, no parafuso do guarda mato existe um calço, sistema similar ao utilizado nas carabinas da família B19 Na telha da coronha, existe um "patim de polímero" sobre o qual a alavanca de armar (biela) corre evitando o atrito contra a coronha. A alavanca de armar da Artemis Black Hawk não possui um rolete como o utilizado nas carabinas da família B19. Patim e Calço Este "patim de polímero" é parecido com os pinos utilizados em armários para suportar as prateleiras. Ele é encaixado em um furo existente na coronha Comprimento Total do Patim - 16,45mm Diâmetro Maior do Patim - 11,9mm Comprimento da Seção de Maior Diâmetro do Patim - 7,2mm Diâmetro Menor do Patim(encaixa no furo existente na coronha) - 7,8mm A Alavanca de Armar (biela) possui dois insertos anti raspagem que evitam o atrito contra o cilindro da carabina Vista Lateral Esquerda do Conjunto Gatilho Vista Lateral Direita do Conjunto Gatilho Este modelo não possui Trava de Segurança contra acionamento inadvertido da lâmina do gatilho com o cano "quebrado" (aberto) como o existente nas carabinas da família B19 Parafuso Eixo de Rotação do Cano (Bit PH2) Porca do Parafuso Eixo de Rotação do Cano (porca similar a utilizada nas carabinas HW e na Ruger AirHawk) Vista Inferior do Cilindro da Carabina Calço e Parafuso de Fixação do Conjunto do Gatilho Usar Chave Fixa 8mm ou Chave Ajustável (conhecida como chave inglesa ou chave de engenheiro) Tampa da Culatra em Polímero e Pino de Fixação 8,95mmX33 Há uma ligeira diferença com a tampa utilizada pelas carabinas da família B19 Improvisamos para uso provisório, o seguinte Dispositivo para Comprimir (com auxílio de um compressor de molas) a Culatra da Carabina Artemis Black Hawk Tampa da Culatra Removida Conjunto Gatilho e Tampa da Culatra (são duas peças: tampa propriamente dita em polímero e centralizador do Gás Ram em aço) Conforme comentei no seguinte tópico o gás ram original de fábrica que equipa as Black Hawk são de 670N o que corresponde a 68 kgf Chrony Test após limpeza para retirar excesso de lubrificação. Lubrificação do Retentor com Graxa de Silicone QUICKshot Mini Review - Concluído Link do Tópico Dissecando a Artemis Black Hawk Wood Edition 4,5mm
  4. 5 points
    Atenção! Pense bem antes de utilizar este procedimento! Eu tenho a suspeita de que estes sites que oferecem o serviço possam utilizar os dados capturados para aplicar golpes na internet, como por exemplo; de posse dos dados de rastreio que vc fornecer, eles podem realizar falsas vendas e informar aos compradores o seu código de rastreio. Muitas pessoas tem comprado luneta direto da China devido à recente liberação e o padrão das encomendas lá geralmente começa por "ID" seguido de 14 números e terminado em "CN" Tipo assim ID12345678912345CN, ai a compra chega no Brasil e por algum motivo, nem sempre a alfandega consegue associar ao CPF do comprador, devolvendo a mercadoria ao remetente. Ocorre que aqui no Brasil o padrão são duas letras seguidas de nove números e duas letras, por exemplo AB123456789CD. A cultura deles é de 14 números e não 9 números como é aqui, muitos vendedores não informam o código aceito aqui no Brasil de 9 números, acabam mandando o código de 14 números que não é válido na pesquisa de nosso rastreamento. Para tentar resolver esta questão, existe um site, dentre outros, " track it ", https://pt.trackitonline.ru/ , que na pesquisa, mostram o outro código da encomenda com 9 números, que é o aceito no Brasil. Aonde está número do envio, digite o código informado. No pais de destino coloque Brasil e pule qual é o serviço, clicando no símbolo da lupa. Deixar de informar o pais de destino pode ser que acabem fazendo a pesquisa sem associar o código válido. Vai dar um resultado, por exemplo o código ID18135252479452CN deu isso: Geralmente abaixo da coluna adicional aparece o código aceito no Brasil UE634467297CN mas, neste caso, apareceu ao lado do símbolo ChinPost e dos Correios. Nem sempre aparece o código válido, depende do tipo de encomenda, como nesta aqui que não apareceu: Às vezes demora para que as informações apareçam no sistema, pode levar até mais de 15 dias ou um mês, sendo necessário pesquisar várias vezes antes de conseguir a informação desejada. Atualmente, as encomendas que chegam sem o CPF estão sendo devolvidas, não que realmente o vendedor deixou de colocar o CPF na etiqueta do pacote mas, pode ocorrer de apagar ou ficar ilegível, não só o CPF como os dados do comprador e código de barras. Como paliativo, os Correios ainda estão mandando cartas aos compradores informando da retenção na alfandega, embora que, por algum azar do destino, o interessado fique sem receber a carta, restando então a última esperança de vincular o código de rastreio ao CPF, pelo sistema ID Correios/Minhas Importações, informando o código válido, evitando a devolução.
  5. 5 points
    Desde que essa carabina foi anunciada, fiquei fascinado pelo projeto. Demorou um pouco mais do que esperava, mas enfim, no dia 16/03 chegou em minha casa. O Review demorou um pouco por dois motivos. O primeiro foi porque a carabina veio com problema no sistema multishot e o segundo, porque queria ter uma real noção do potencial dela. Dados técnicos fornecidos pelo fabricante: - Carabina PCP semiautomática - Cilindro de 300cc de 350 BAR - Válvula regulada ajustável de 120 a 220 BAR - Potência ajustável de 8 a 100 joules (mas chega aos 125 joules) - Peso 3.5kg - Comprimento total 83cm - Comprimento do cano 60cm - Gatilho ajustável de dois estágios - Magazine fixo de 19 chumbos - Autonomia de 80 tiros a 55 joules e 38 tiros a 95 joules. A carabina veio na caixa original de papelão e no seu interior a carabina é protegida por uma caixa de isopor que protege muito bem o equipamento. Depois de colocada a luneta Hawke 8.5-25X42 gostei muito do visual dela. A ergonomia não é muito boa, mas isso é comum nas bullpup e como prefiro mounts baixos não favorece nesse quesito. O acabamento num geral é muito bom e não tenho muito a relatar. O gatilho dela tem um primeiro estágio longo e bem leve e um segundo estágio sem arrasto, curto, mas um pouco pesado. Bem, relatado um pouco sobre as características dela, vamos ao que interessa... De cara, tive uma decepção grande pois o sistema multishot dela não estava funcionando. Dava um disparo, o tiro saía mas o magazine não rodava. Então era necessário outro disparo a seco pro magazine rodar. O vídeo ilustra bem. Desmontei a carabina e encontrei parte do sistema que toca o magazine oxidado como pode ser visto na foto Limpei bem, lubrifiquei e montei. Parecia que o problema havia sido resolvido, mas uns 100 disparos depois voltou a funcionar de forma irregular. Desmontei e limpei novamente... Montei... funcionou um tempo e o problema voltou... Então resolvi ir mais a fundo e desmontar todo o sistema e encontrei esse o'ring danificado Substituí o o'ring e... finalmente tudo funcionando em ordem. Ou pelo menos deveria... Parti pros testes de agrupamento e infelizmente eles não estavam regulares, e com certa constância tinha flyers bem estranhos. Na foto vários agrupamentos feitos a 30 metros que demonstram isso. Retirei o moderador de som, fiz alguns testes e nada mudou... Lá fui eu desmontar a carabina novamente... e constatei que o magazine não estava bem alinhado com o cano Aqui é preciso explicar que o tiro parte diretamente do magazine, que inclusive já é raiado, e esse desalinhamento estava provocando os flyers. O cano é rosqueado e além disso, tem três parafusos allen que fazem a fixação do cano e também o alinhamento magazineXcano. Muito provavelmente quando desmontei pela primeira vez não deixei o alinhamento de forma correta. Resolvido mais esse problema vamos aos resultados... Cronógrafei alguns tiros com JSB Beast e a consistência é ótima como pode ser visto no vídeo abaixo. Detalhe pro som da pancada do chumbo no alvo hehehe Agrupamentos todos com 5 tiros a 30 metros e válvula regulada a 160 BAR JSB Beast a 920 fps Esses são com JSB Heavy By Cometa a 980 fps Já não consegui bons resultados com o JSB Heavy lata vermelha... Testei em várias velocidades e isso foi o melhor que consegui a 900 fps Aqui com JSB Ultra shock a 950 fps Testei ainda o Baracuda Hunter. Não cronografei... E o HN Crow Magnum que também não cronografei. Confesso que esse me surpreendeu. Mas como só fiz esse agrupamento, não posso afirmar que essa é a precisão com esse chumbo. Num geral posso afirmar que a precisão com o JSB Beast é fantástica e, com certeza, é o chumbo pra minha K1. Bom pessoal, acho que é isso. Fico devendo agrupamentos a distâncias maiores, mas assim que fizer eu atualizo o tópico. Também comprei outros chumbos pra testar (Eun Jin, Jsb Monster e JSB Predator)e assim que chegarem posto os resultados. Pra finalizar um pequeno vídeo que fiz atirando num tijolo. Quando fiz esse vídeo o multishot ainda estava irregular e se repararem o terceiro disparo falha. Atualizando... Meu irmão também comprou uma K1 e pelo número de série, deve ser de um lote mais recente. Nesse lote o problema do alinhamentondo magazineXcano parece ter sido solucionado. A fixação do cano se dá por uma contra porca na rosca do cano e não mais pelos parafusos laterais allen. Agrupamento feito hoje com JSB Heavy By Cometa a 980fps a 52 metros. As condições não eram ideais. Tinha um vento lateral e os tiros foram em um apoio precário... A intenção era fazer mais testes mas a chuva atrapalhou... Atualizando 08/04 Vídeo demonstrando a cadência de tiro da Huben K1. São 14 disparos em aproximadamente 3 segundos. Abs Roberto Enviado de meu SM-G935F usando Tapatalk
  6. 5 points
    Boa tarde nobres atiradores. Venho deixar um vídeo expondo uma ideia que tive sobre como fazer uma bandoleira em poucos minutos. Simples, porém funcional e é claro bonita. Ela vem atender certas necessidades que eu tinha no quesito bandoleira. Espero que gostem e eu tenha aberto o tópico no lugar correto. Ainda tenho algumas dúvidas sobre como utilizar o espaço da comunidade. Grande abraço a todos.
  7. 4 points
    Saudações! Segue o resumo das modificações realizadas na B19X para melhorias sem gastar muito. Espero que o tópico esteja à altura desta distinta comunidade. Gatilho: Original. Não fui simpático a ideia de compra de um gatilho ao preço de um conjunto original completo. Mudanças: Fabricação de mola de primeiro estágio utilizando desentupidor de fogões. Moldado na chave de fenda com apenas uma volta, o primeiro estágio ficou praticamente sem peso, a mola só é utilizada para o gatilho não ficar solto. Arruela de Ajuste: O gatilho vem com folga, tornando os tiros inconsistentes. Foi utilizada uma arruela comum passando por lixamento na furadeira utilizando uma peça de retífica até ficar da espessura correta, deixando o gatilho fixo. Parafuso para regulagem do primeiro estágio: Pode ser utilizado o de bocal de lâmpada ou tomada e tem cerca de 3x15mm. Pode parecer muito, mas regulando com cuidado serve perfeitamente, e mesmo ficando um pouco projetado não atrapalha em nada. Mola da trava do êmbolo: Basta empurrá-la com uma chave para que ela fique empenada e com menor resistência, nem precisa desmontar o gatilho. Ela deve ficar apenas suas pontas visíveis como na foto, na configuração original ela é bem projetada. Oring do cano: Orignal. Retirar arruela de ajuste que se encontra atrás do mesmo, desta forma o cano fica centralizado. Originalmente aparenta torto, para baixo. Não senti nenhuma diferença em utilizar oring de PU. Mola do trinco do cano: GII cortada no tamanho da original. Evita que o cano ceda para baixo após o disparo devido a fraca mola original, causando problemas de regulagem de Red Dot e Lunetas. Após substituição lubrificar todas as peças com Pasta G, notei que aqui também a graxa de silicone deixa o sistema duro. Muzzle: B19-17 Não apresentou absolutamente nenhum problema na precisão, até melhorou. Não utilizar cola para fixação. Devido a problemas para retirada e com o cano. Ponha sob Pressão. Eu deixo a o cano com a inclinação distinta da ponta deste modelo de muzzle na minha sandália e forço de uma vez para baixo. Ele não vai sair com facilidade e se movimentar por qualquer razão utilize um pequeno recorte de PET 2x5cm para aumentar a pressão. A Instalação foi feita com uma pequena torção para direita, visto que minha alça de mira precisava de fábrica toda para esquerda, mas não houve alterações simétricas significativas. Gabarito no cano: utilizo de ponta de tesoura muito fina para gabaritar o cano. Adotando essa prática você nunca mais gastará chumbo para fazer regulagens após retirada de massa ou muzzle. Só é perceptível após retirada do muzzle e com muita atenção e aproximação. Gabarito na alça de mira: Gabarito a alça para o chumbo/distância padrão. Com esta prática você não precisará também gastar mais chumbos para regulagens após necessidade de mexer na alça. Gás Ram: 45kg Elite. Este foi o item caro do processo. Cronografia antes e depois: Bullet 247,5 - 247,5 m/s (configuração original) Rifle STR 273,2 - 277,7 m/s (configuração original) Rifle Round 234,7 - 248,7 m/s (configuração original) Crosman Penetrators 316 m/s (Gás Ram) Rifle STR 280,8 - 285,7 m/s (Gás Ram) Gamo Pro Magnum (279,3 - 282,4 m/s (Gás Ram) Rifle Round 261,7 - 263,1 m/s (Gás Ram) Hatsan Match 271,7 - 279,3 m/s (Gás Ram) Thor 251,2 - 268,8 m/s (Gás Ram) Rifle Pointed 235,8 - 238 m/s (Gás Ram) Cometa Straton 261,7 - 265,9 m/s (Gás Ram) Pistão: Original. Lubrificado com Pasta G Quick Shot, devido ao atrito. Deixa o basculamento doce, também prefiro esta marca de pasta. Não gosto de graxa de silicone, deixa o mecanismo pesado. Bucha de PU: Elite. Lixei a câmara com a famosa ferramenta dos vídeos da Elite para fazer limpeza, no lugar do papel toalha foram as lixas 220. Acredite, tem rebarbas! Minha bucha estava toda cortada! Essa peça foi adaptada para uso na furadeira segundo dicas da própria Elite. Lixamento da Bucha de PU: Acredito que esse foi o ponto central das modificações, muita gente ignora esse processo porque acha que não vai haver vedação ou nada tem a ver com a velocidade final, mas lixando no mesmo diâmetro da câmara deixou os tiros estáveis e até um pouco mais rápidos. Essa instrução também é dada pela Elite, apenas fui experimentando o diâmetro. Deixando no diâmetro da câmara a bucha passará sem nenhuma resistência causando impressão temerosa, mas ao entrar na câmara de compressão você já sente resistência e fazendo o teste de vedação é sucesso garantido. Você tem agora um êmbolo que não rouba mais velocidade. Solução para Red Dot e Luneta: Se não tem tempo no momento de fazer todos os ajustes no cano, tente regular com a carabina armada! Dispare, depois arme novamente e regule. Quando o cano está nesta posição/estágio ele geralmente fica “alinhado”. Melhores Chumbos: Rifle Round, Cometa Straton, Gamo Pro Magnum/Hunter/Expander, Puma. O Chumbo Puma que aqui geralmente é encontrado pela metade do preço do rifle round faz a mesma mágica! E o melhor você pode encontra-lo ainda pela metade da metade do preço! (risos). Todas as dicas, resultados, e teste de excelente precisão, vocês poderão encontrar no meu blog e you tube.
  8. 4 points
    Esta postagem é para divulgar o modelo de carabina que foi a porta de entrada para muito dos aficionados por armas de pressão na infância/adolescência e suas diferenças, mesmo que sutis, ao longo dos anos promovidas pela indústria Amadeo Rossi. Como dito acima, iniciei no mundo do ar comprimido nos anos 70 e tomei gosto literalmente por amassar chumbo mais precisamente em 1970 quando comprei minha primeira carabina aos 13 anos, em companhia de um adulto para concretizar minha compra, numa loja chamada Trabuco, que ficava em frente ao Mercado da Lapa/SP. Com ela atirei em tudo em que um moleque pensa em acertar, nunca fui muito bom em pontaria, mas dava para me divertir muito, enchia a boca de chumbinho e saía atirando. Esse problema precisão só fui contornar muitos anos mais tarde ao descobrir que meu olho dominante é o esquerdo. Bem .... essa carabina não teve vida muito longa, o motivo é que o “gênio aqui” resolveu transformá-la de ar comprimido para arma de fogo, simplesmente colocando dois chumbinhos intercalados com pólvora de bombinha, aquela fininha bem explosiva, acho que a uma distância de 2,0 cm entre a ponta do primeiro e a saia do último. Foram dois disparos com uma língua de fogo de um palmo de comprimento, muita emoção, barulho e nada mais.... Na época desmontei, troquei mola, pintei a carabina com Color-Jet, mas como não entendia da mecânica dela ficou por isso mesmo. Aos 16 anos comprei a segunda Rossi Dione, isso em 1973, desta vez fui sozinho à mesma loja, com ela embrulhada e debaixo do braço, voltei de ônibus para casa feliz da vida com a nova aquisição. Atirando com ela deu para perceber algumas alterações, potência um pouco menor que a anterior, e sistema de miras, gostava mais da anterior. Alguns anos se passaram e meu interesse passou a ser por armas de fogo, até que em 1986 comprei a Gamo 68 que tenho até hoje, carabina muito precisa, em 2015 depois de muitos anos guardada fiz uma customização nela, e a partir desse momento o gosto por carabinas de pressão só foi aumentando, assim como conhecimento técnico através de muita leitura e aprendizagem com vídeos de várias partes do mundo, proporcionando-me confiança para poder restaurar e reformar várias marcas/modelos. Quando trabalhamos com carabinas com mais de 40 anos devemos estar abertos a ideias e soluções para tornar armas sucateadas e inativas em operacionais, e são estas ideais e soluções que venho apresentar e que poderão ser aperfeiçoadas com mais habilidade e equipamentos melhores, na sequência fotos e suas peculiaridades de acordo com o ano de fabricação. São 6 carabinas Rossi Dione modelo 17, sendo 5 de minha propriedade, compradas nos últimos 2 anos, e uma de meu cunhado, 2 fabricadas nos anos 60, 3 da década de 70 e 1 de 1980. Na sequência de fotos segue da mais antiga (achômetro - mais detalhes na usinagem e qualidade de acabamento) para a mais nova, onde já aparece estampado no bloco o mês e ano de fabricação (em um site de vendas consegui uma com a data mais antiga estampada, VII 79). A terceira da sequência em que aparece a alça de mira em alumínio é a de meu cunhado, o ano deve ser de 1973 (memórias da minha segunda). Com relação ao acabamento das partes mecânicas foram dois tipos, oxidação a quente e fosfatização. A quarta da sequência foi a primeira a ser adquirida em dezembro de 2017, na verdade uma troca e por isso ela tem o nome de Wii, ela deve ser do ano 1975, foi a que deu mais trabalho, tanto é que ficou pronta em outubro do ano passado. O primeiro acabamento dela foi em pintura na cor prata para alta temperatura, e uma vez terminada quando fui armar a sapata da biela estava desgastada e eu andei dando mais um polimento, diminuindo assim mais o tamanho o que resultou na passagem por cima do pistão, não teve jeito foi necessário cortar a sapata com uma micro retífica, ficando dessa forma aguardando solução por um longo período, foi quando comprei a mais antiga e juntamente com a de meu cunhado iniciei a reforma das três, estas receberam como tratamento a fosfatização após tentativa frustrada de uma oxidação aquente. A próxima eu já havia postado com o tema de como se recuperar mola helicoidal cansada, ela deve ser do ano 1978/79, já aparece com o pistão usando um o'ring na extremidade e apresenta a massa de mira no formato de barbatana de tubarão, essa passou pela roca de o'rings (da vedação do cano que está alojado em volta da transfer port ) cilindro, do pistão e refeito o acabamento da coronha com Tru-Oil. A segunda mais velha e última a ser adquirida está em processo de restauração, depois de desmontada pode-se verificar que ela não foi muito usada, pouco desgaste aparente nas peças, mas foi muito mal cuidada e guardada, ela é a segunda da lista onde refiz parte da alça de mira e o contra parafuso do eixo de rotação, este também usado em elétrica, de aço e com cabeça arredondada, muito parecido ao original, o que chamou a atenção nesta carabina é que no bloco do cano, lado esquerdo tem impresso a letra B como também que ela utiliza parafuso na fixação da bucha e não um pino e contra pino como nas dos anos 73 3 75, ela nunca havia sido aberta e foi bem dificultoso retirar a tampa do cilindro sem danificá-la. A coronha já está pronta e toda aparte metálica será preparada para passar pela oxidação a quente. Assim que estiver pronta postarei as fotos. Espero que estas informações sejam úteis aos aficionados pelas antigas "Rossinhas".
  9. 4 points
    Bom, vim completar o relato. Após ter dado início à reclamação no site do reclame aqui o tratamento da loja mudou mil por cento comigo. Saiu o tal Cristopher que se diz especialista e entrou uma pessoa chamada Mariele, qual me tratou muito bem, como qualquer consumidor deve ser tratado. A pedido dela a fixxar se comprometeu em pegar a carabina aqui em casa e a levá-la à assistência. Recebi um email da senhora Regiane, a responsável pela assistência técnica querendo saber o endereço, o qual respondi rapidamente com meus dados e pedi apenas que confirmasse se a carabina de fato seria coletada em minha casa e quando seria a coleta para devidamente embalar a carabina e estar em casa no momento. Esse email nunca foi respondido. Dias depois fui surpreendido em casa com um cara da transportadora querendo a carabina para levá-la, minha sorte é que acabara de chegar em casa, minutos antes. Pedi que ele aguardasse uns minutinhos, encaixotei a carabina em questão de minutos e a entreguei. Soube pela loja ventureshop que carabina chegou para a fixxar dias depois (não havia código de rastreio para o retorno da carabina), e, como nunca mais obtive resposta da própria fixxar sobre o que fariam na carabina, entrei em contato com a loja ventureshop para ver a possibilidade de reembolso da minha compra. Felizmente a senhora Mariele concordou e, após passar meus dados, o depósito do valor foi feito no dia seguinte. Ficou a lição e a dor de cabeça em relação à artemis e à fixxar. Tudo está documentado com prints de emails, caso alguém tenha dúvidas. Não colocarei aqui pois são mais de 15, e ficaria muito sobrecarregado o tópico. NÃO RECOMENDO EM HIPÓTESE NENHUMA!! SENHORES YOUTUBERS, PAREM DE ENGANAR OS ATIRADORES DIZENDO QUE ESSA CARABINA É BOA!! NÃO É!! CHOVEM RELATOS DE PROBLEMAS EM TODOS OS MODELOS!! PAREM DE UTILIZAR DESCULPAS PARA JUSTIFICAR DESRESPEITO AO CONSUMIDOR. DIGNIDADE NÃO SE VENDE!
  10. 4 points
    Olá pessoal, Comprei esta carabina há uns 4 meses e só agora tive tempo de fazer um breve review dela. Vou fazer algumas modificações nela no futuro e postarei as atualizações. Dados do fabricante: Modelo: NOVA ALPHA PCP Calibres: 4,5 e 5,5mm Material do cilindro de ar: Titânio Pressão de trabalho: 250 Bar Autonomia: 50 tiros (regulados) Sistema de carregamento de ar: Fill Probe Potencia regulável: pode ser regulada/alterada em duas potências. Sistema de carregamento: Side Lever Action Trava de segurança do gatilho: Manual Trilho para instalação de dispositivos de mira ótica: 11mm Comp. Total: 110cm Cano: 24" (64cm) de precisão microraiado Peso: 3 Kg Acompanha, manual do usuário, engate Fill Probe, 1 adaptador single shot e 2 magazines de 10 tiros. Aqui há uma divergência. O cano na verdade é de 53 cm. O sobrecano é que tem 64 cm. Coisas que gostei: Carabinas bem leve com apenas 3 kilos, ferragem de boa qualidade, difícil de riscar. Cilindro de titânio de 200 cc e já vem com sobrecano, o que a deixa bem silenciosa. A mecânica é bem rígida, sem folgas. O side lever é bem macio do tipo biathlon, um dos melhores que já usei. O ajuste da mola do martelo é feita por arruelas e a mola só é pressionada enquanto está armada. Já é regulada, com o regulador permitindo ajustes externos sem ter que desmontar a carabina. Já vem com ajuste de potência para alta e baixa potência. De fábrica ela vem com 24 joules na potência máxima e na baixa 16 joules. Coisas que não gostei: A coronha é de plástico e dividida em 3 partes. Ela faz o seu trabalho mas poderia ser melhor. O gatilho não tem ajustes do segundo estágio. De fábrica é um pouco pesado, em torno de 1 kg. Depois que diminuí o engate lixando o gatilho deixei ele com 180 g, mas é o mínimo. Menos que isso ele dispara sozinho. O cano é de 10 mm, microraiado e não tem choque como a maioria das carabinas chinesas. As raias deste cano são tão finas que parecem riscos de lixa Conclusão: É uma boa carabina de entrada para plinking, com bom custo benefício. Competição? Pode esquecer. Grupos a 25 metros com JSB 8,44 grains e luneta 4x. Grupo a 50 m com JSB 8,44 grains e luneta 4x. Grupo a 50 m com JSB 8,44 grains e luneta 4x. String de 60 tiros de 200 a 130 bar. Se carregar o cilindro a 250 bar daria 90 tiros no total. Estas variações grandes se deve ao tempo variando a luminosidade. Este Spread ficaria em torno de 6 m/s com tempo firme. Marcas das raias em um cano Lothar Walther Marcas das raias no cano original da Alpha
  11. 4 points
    Segue vídeos que fiz da minha PR900W 4,5 desde que a adquiri, talvez seja útil para quem tem ou até mesmo pense em pegar uma:
  12. 4 points
    LCS Air Arms SK-19 Full Auto Airgun VS Ice Block - YouTube
  13. 4 points
    Boa noite pessoal Depois de 5 anos sem postar nada voltei para terminar minha at44 com cilindro 500 Acontece que o cilindro não ficou alinhado com o cano ao instalar a conexão z As ATs não foram feitas para ter cano flutuante como todos sabem O bloco é separado diferente por exemplo das theoben que é ensinada em um bloco só O cano estava torto em relação ao cilindro e também muito flexível aí resolvi fazer uma extensão do bloco tudo em casa eu meu torno caseiro Ficou parecido com um mount e será colado com cola epóxi ou outra mais eficiente Se o cano flutuante não ficar preciso terei que por fixo no cilindro porém não gosto pois o stress do enche e esvazia muda o ponto de impacto Pessoal Valorizem os profissionais armeiros por que isso dá Trabalho e isso toma muito tempo Em breve review de um compressor Young heng com alguns ajustes e dicas valiosas Abraço
  14. 3 points
    https://www.youtube.com/watch?v=chEnJERo9lI&feature=youtu.be Carabina de grande porte, robusta construída quase que 100% de aço, excetuando a fibra ótica da massa e alça de mira, parte da alça de mira, acionador da trava do gatilho e a soleira, e por esse motivo pesando mais de 4,2 kg. Carabina de classificação magnum, cano fixo com acionamento do pistão por alavanca lateral, tendo como sistema de propulsão mola helicoidal e pistão com centralizador incorporado ao sear, não permitindo assim a instalação de GR. Ela é um clone das Dianas 48 e 52, onde as diferenças mais marcantes são o sistema de gatilho, mais pesado, quando comparado com aquelas, e sua coronha por ser bem elevada implica quase que obrigatoriamente o uso de miras óticas. Estas carabinas foram importadas para o Brasil nos calibres 4,5 e 5,5, por um curto período de tempo por www.armaisbrasil.com, provavelmente devido ao curto período de produção deste modelo, sendo comercializadas entre os anos 2009 e 2013, portanto são carabinas difíceis de serem encontradas. A arma deste review foi comprada pelo antigo proprietário em fevereiro de 2013, e segundo sua informação, ela estava à venda por três anos até ser adquirida. Na condição que foi por mim adquirida, ela estava quase que 100% original, exceto por uma peça plástica (acionador da trava do gatilho) a qual foi substituída por uma feita em metal e de um problema de fabricação, onde o trilho para acople de elementos óticos estava frouxo, os rebites de fixação não foram remachados adequadamente, sendo fixada assim por dois cordões de solda TIG, um em cada extremidade do trilho. Os materiais utilizados na fabricação são de boa qualidade, aço (segundo pesquisa na NET seu cano é martelado a frio), polímero, borracha apresentando bom acabamento de usinagem e oxidação, a coronha é feita de madeira leve recoberta por acabamento acetinado. Para a desmontagem, consultei o companheiro Alberto José, que prontamente enviou-me material para pesquisa, o qual foi visto e revisto e pelas informações obtidas foi fácil de executá-la. Para esse procedimento utilizei o compressor de molas, um adaptador para casar com o perfil do final do cilindro, uma mão de pilão de polietileno e um martelo pena, pois apesar de retirar o pino que trava o conjunto do gatilho, este só sai se for golpeado levemente a caixa (esta dica foi dada ao Karolaza por Julio Baiano – material publicado aqui no fórum), uma vez retirada o restante sai na ordem sem problemas, isto pode ser visto no vídeo abaixo. O acabamento da coronha foi refeito depois de uma observação mais criteriosa esta apresentava umas pequenas fissuras principalmente na região do pistol grip, e para evitar uma possível ruptura fiz um reforço introduzindo uma barra roscada de 6,35 x 105,00mm e colada com cola epóxi (no post do Karolaza, Julio Baiano comenta que a coronha dele havia rachado), uma vez retirado o verniz original com uso de Striptize e lixado para retirada de algumas marcas, com aplicação de duas demãos de Stain Ultra Gold, duas demãos de Tru-Oil , uma demão de seladora, finalizando com mais duas demãos de Tru-Oil, isto devido ao tipo da madeira utilizada, apesar de bem bonita por ter bastante veios escuros, ela apresenta um aspecto de bambu, algo áspero. A parte metálica foi toda limpa com o uso de WD40, havia alguns pontos de oxidação superficial que foram retirados com lã de aço embebida em óleo Singer, os riscos e cordões de solda receberam Super Blue assim como o acionador da trava do gatilho, que apesar ele ser de metal amarelo ele adquiriu certa oxidação negra. Foi substituído o parafuso que prende o guarda mato à coronha por um do mesmo padrão da arma acrescido de uma arruela, instalado o stop mont que estava faltando, e uma arruela no parafuso da telha. Analisando as possíveis peças substituíveis, bucha de PU, anel de vedação do cano de silicone e mola, constatou-se a não necessidade de substituição de nenhuma de imediato, a única que apresenta uma pequena dilaceração na borda superior foi o anel de vedação, mas nada que minimize sua função. Com as peças em mãos, procurei alternativas para uma substituição futura nas reposições que tenho, a bucha de PU da Quick shot para CBC Jade serve com pequeno ajuste no diâmetro externo, cerca de 0,5 mm e instalação de uma arruela na cabeça do pistão presa por um parafuso Allen cabeça chata, de maneira a manter a bucha no lugar, pois seu diâmetro é 1,2 mm maior, já a vedação do cano pode ser substituída pela vedação para cano da Bam B3 com a diminuição do seu diâmetro externo, adaptando-o a sede do mesmo, quanto a mola no post do Karolaza ele diz ter trocado a original por uma da Gamo da família das CFX, Hunter, etc. Dimensões: Comprimento · Coronha = 800,0 mm; · Soleira - gatilho = 350,5 mm; · Cano = 448,0 mm; · Cilindro = 410,0 mm; · Total carabina = 1229,5 mm; · Alavanca de armar = 400,00 mm; · Mola (32,25 voltas) = 260,0 mm; · Passo mola 18,65 mm; · Camisa da mola (RX) = 170 x 113 mm; · Externo total pistão = 165,45 mm; · Externo pistão = 130,09 mm; · Interno pistão = 114,09 mm; · Pino guia pistão = 149,45 mm; · Rebaixo haste pino guia 11,10 mm; · Cilindro móvel externo = 153,09 mm; · Cilindro movei Interno = 120,45 mm; · Guia da mola total = 119,65 mm; · Guia da mola útil = 114,75 mm; · Pino culatra = 34,5 mm; · ¨Biela¨ 270,0 mm. Diâmetro · Externo cilindro móvel = 31,00 mm; · Interno cilindro móvel = 26,00 mm; · Sede anel de vedação > 15,60 mm; · Sede anel de vedação < 12,75 mm; · Interno anel de vedação > 11,60 mm; · Interno anel de vedação < 8,00 mm; · Pistão externo cabeça = 25,45 mm; · Pistão externo final = 28,03 mm; · Pistão interno = 21,70 mm; · Rebaixo anti-raspagem 25,50 mm; · Externo mola = 20,30 mm; · Interno mola = 13,50 mm; · Haste pino guia = 9,80 mm; · Rebaixo haste pino guia 7,00 mm; · Guia da mola externo 13,00 mm; · Guia da mola interno 12,15 mm; · Arruela guia da mola > 30,00 mm; · Arruela guia da mola < 20,95 mm; · Externo bucha > 26,30 mm; · Externo bucha < 25,30 mm; · Interno bucha > 15,25 mm; · Interno bucha < 13,25 mm; · Anel anti-raspagem = 28,60 mm; · Transfer Port = 4,0 mm. Espessura · Cilindro móvel = 2,45 mm; · Arame mola = 3,35 mm; · Arruela guia da mola > 2,45 mm; · Arruela guia da mola < 2,55 mm; · Anel anti-raspagem = 1,60 mm; · Pino culatra = 5,75 mm; · Bucha = 4,80 mm; Largura · Anel anti-raspagem = 3,20 mm. Profundidade · Encaixe da bucha pistão = 4,85 mm; · Sede anel de vedação > 11,01 mm; · Sede anel de vedação < 4,30 mm. Massa · Carabina = 4209 gr; · Corpo = 3241 gr; · Coronha = 954 gr; · Diferença (parafusos e arruela) = 14 gr; · Pistão = 260 gr; · Bucha = 1,93 gr; · Mola = 113 gr; · Guia da mola = 52,00 gr; · Anel centralizador = 0,395 gr; · Camisa da mola = 4,413 gr Segue sequência de fotos do antes e o depois, e as ferramentas utilizadas para a desmontagem - montagem, e o vídeo mostrando a desmontagem.
  15. 3 points
    Comprei no (editado) por R$ 198,90 com o frete para SP e o vendedor disse tudo bem para comentar sobre a compra aqui no Fórum: amigo, por favor, links de venda somente de lojas parceiras do fórum. (Ok, desculpe, já editei) Ele enviou um vídeo tutorial demonstrativo mas, não tem um link de publicação, esta é a foto da prensa que ele está usando agora e que lhe custou R$ 80,00, ele recomendou que o resultado é melhor por prensagem do que por marteladas. Pelo que vi na internet o macaco utilizado é de 2 toneladas e existem outros modelos de 4 e de 5 toneladas. Já a barra de metal eu desconheço as medidas. Minha intenção era adaptar para a prensa de ilhós, igual a utilizada no kit da CO2 Brasil. No vídeo demonstrativo só mostra os chumbos já cortados e preparados para a forma, não mostra detalhes de medidas do chumbo e tamanho do corte. Eu comprei na loja (editado) um quilo de chumbo tipo prego por R$ 20,00 que pela medida a olho nú numa régua pareciam ter 5 mm mas, na realidade, ao chegar em casa e medir no paquímetro deu 6,5mm : Quando tentei encaixar, deu esta dificuldade: A parte mais fina é a parte que consegui enfiar no buraco após dar umas marretadas, o tamanho da medida do chumbo que deve ser o certo pode ser de 5mm ou de 4mm, ainda preciso encontrar estas medidas para testar e encontrar o tamanho ideal de trabalho. O preço do quilo de chumbo varia muito de um lugar para outro, o mais barato que encontrei foi na loja (editado), de R$ 20,00 por R$ 18,00 o quilo no dinheiro entretanto, não tinha a medida que queria pronta e achei que não compensaria o esforço de derreter e moldar. O mais caro foi R$ 32,80 também (editado). Pesquisei só por chumbos de pesca e ignorei outras alternativas como chumbo usado ou reciclado de stand de tiro, lojas de balanceamento de pneus (não vendem, o fornecedor recolhe e recicla) ou ferros velhos. Na internet existem muitos anúncios. Na parte de cortar o chumbo, o tópico mencionado acima mostra uma tesoura de poda adaptada com uma chapa limitadora, eu comprei uma e usei para cortar sem problemas, não é difícil e não precisa de muita força: Falta fazer o limitador, que deve ser uma chapa de metal com um furo em rosca para regular no parafuso de mesma medida e mais comprido que substitui o original. Também usei um cortador de fio que corta igualmente sem dificuldades: Segue abaixo imagem das embalagens para referência: A tesoura eu comprei na (editado) e o alicate na (editado) por R$ 30,90. A Tesoura de poda tem em muitos lugares com preços médios de R$ 30,00 e o alicate de corte eu só achei na (editado) mesmo. Também cortei o chumbo usando um martelo batendo em uma faca apoiando na madeira, ou um formão e com mais dificuldade uma espátula afiada. Outros alicates com a função de corte serviram perfeitamente. No caso das turquesas eu vejo uma limitação para o tamanho de corte. Ainda deu para serrar com um esforço maior. Enfim, cortar é fácil, o difícil por enquanto é achar um padrão de cortar no mesmo tamanho padronizado. Se observarem nos detalhes das fotos acima, cada ferramenta utilizada para cortar produz uma deformação característica no chumbo, o corte não é reto e certinho e para lidar com isso parece que a melhor medida é cortar a ponta inicial do chumbo para o corte ficar no mesmo padrão da ferramenta a ser utilizada, para então, fazer o próximo corte do chumbo no padrão estabelecido, assim, as duas pontas terão o mesmo padrão de corte e possivelmente as peças terão pesos e tamanhos parecidos com poucas variações. Outro detalhe a não se utilizar um limitador de tamanho corte, eu usei marcas de caneta medidas em uma régua e fiz os cortes em cima da marca, até que pareceu ficar bem na inspeção visual mas, ainda preciso medir as peças com um paquímetro e com uma balança, tarefa a ser realizada no futuro. A forma chegou embalada em plástico e lubrificada com algo cheirando a WD40, novinha, sem marcas de uso e com um aviso de cuidado para não deixar a ponteira cair ao chão. Agora entrando na utilização da forma em si, que é esta: Sendo que a chave Allen ou Harlen não foi fornecida e utilizei uma de 3 mm com um pouco de folga, ela serve para posicionar um parafuso de regulagem de tamanho do chumbinho: Como na foto acima do conjunto todo desmontado, o parafuso posicionado mais acima ou mais abaixo regula a posição do pino e consequentemente o tamanho do projétil, também no detalhe, se mostram os dois pinos que vieram, um de ponta oca e outro ogival. Mais detalhes da parte interna, aonde o chumbo é forçado a tomar sua forma, primeiro com a ponta oca posicionada no interior e o pino da saia do lado de fora: E agora com a ponta ogival e o pino da saia posicionado do lado de dentro: Se puderem notar, ficaram as marcas de corte da saia do chumbo utilizando um estilete, eu cortei como se estivesse descascando uma laranja, diferente do mostrado no vídeo instrução que é um corte seco e único. A prensagem é mais ou menos assim: O chumbo fica entre o pino de moldar a ponta e o pino de moldar a saia, separado fica assim: Procurei deixar as peças alinhadas com a posição original para melhor compreensão. Uma dificuldade que encontrei é que os pinos de moldar as cabeças devem ser tipo cônicos, ou seja, só entram por um lado e numa posição, não tem como inverter e não saem pelo outro lado. Não sei dizer se isso é uma dificuldade ou apenas uma particularidade do projeto, justamente para evitar erros ao inverter a montagem das peças. Achei muito frágil o sistema de regulagem de tamanho por parafuso, tenho a impressão de que com o tempo e uso a rosca vai espanar, eu particularmente eliminaria a rosca de regulagem e usaria pinos maiores ou menores conforme o tamanho desejado. Pensei em utilizar fita veda rosca para deixar o parafuso com menos folga e mais firme. Lembrando que sou um aventureiro no assunto e ainda estou aprendendo com tentativas e erros, não sou especialista, expert ou alguém que domina o assunto, apenas tenho a vontade de aprender e me divertir. Observando melhor a rosca do parafuso de regulagem, ele só entra e sai pelo lado de dentro que tem rosca e não entra ou sai pelo lado de fora que não tem rosca. Rosqueando ele até o fim e posicionando o pino de formar a cabeça no máximo, dá para dar duas voltas e meia até o parafuso atingir o pino e começar a empurra-lo, de forma a diminuir o tamanho do projétil, com cinco voltas vai até o fim e começa a sair para fora. Como não estava dando certo as primeiras moldagens devido ao tamanho errado de chumbo utilizado, resolvi brincar com chumbos cal. 4,5mm usados, juntei três e prensei obtendo meu primeiro chumbo monstro: Interessante, fiquei imaginando se ao disparar os chumbos vão se separar ou não antes de atingir o alvo. Outra curiosidade foi prensar uma esfera de chumbo 4,5mm que se transformou em uma concha: Isso me leva a crer que vai ser moleza moldar com uma esfera de aço na ponta. Não esperava que fosse me divertir tanto com esta brincadeira, após algumas horas de tentativas, erros e fracassos tentando pegar o jeito de fazer minhas próprias munições, consegui meus primeiros resultados: Na foto tem em baixo o chumbo que comprei errado, da direita para a esquerda o corte dele em peça de um centímetro, depois a tentativa de prensa mal sucedida, o erro que cometi aqui foi não ter posicionado primeiramente na cavidade aonde está o pino de moldar a cabeça, dar umas pauladas e depois posicionar o restante do conjunto para finalmente prensar tudo. Como a medida estava errada eu fui desbastando, cortando e moldando no alicate até chegar no tamanho de entrar e moldar meus primeiros chumbos. Outros detalhes ainda serão trabalhados: Acabamento de saia e falhas na ponta: Ainda está sendo difícil acertar dois tamanhos iguais mas, eu chego lá algum dia. Já na parte da medida do calibre, parece estar tudo certo por enquanto, já que falta passar num gabarito ou moldador de chumbo e ainda realizar os disparos. Até agora não usei prensa, fiz tudo na base do martelo e a cabeça do pino da saia já está ficando deformada igual a cabeça de ferramenta de pedreiro para quebrar pisos e paredes na marretada. Outras observações; Obtive melhores resultados com leve lubrificação a óleo do que a seco. Limalhas ou restos de chumbo influem no desempenho ou exatidão, creio que uma escova de aço prata deve ser um bom acessório para eventual limpeza, a dourada deve deixar acabamento amarelado aonde raspar. A sequência de fabricação, pelo que entendi, deve ser assim: 1- Separar os chumbos cortados. 2- Colocar o chumbo na cavidade e martelar de leve para entrar. 3- Fechar o conjunto e prensar. 4- Abrir e remover o excesso de chumbo da saia com um corte seco. 5- Prensar de novo. 6- Abrir o conjunto, empurrar o pino para soltar o chumbo e pronto! Se bem que acredito que ainda não deve ser levado direto a boca da carabina, sem antes passar por um padronizador ou desamassador de chumbinho, ou ainda submetido a algum processo de eletrólise ou coisa parecida para depositar em suas paredes algo que não grude ou se deposite no raiamento do cano.
  16. 3 points
    Este é um artigo sobre minha primeira bomba de PCP no qual pretendo registrar as descobertas pessoais no assunto e também compartilhar. Quando vi o anúncio por R$ 599,00 com o frete grátis resolvi comprar e pagar um pouco mais justamente para evitar a grande demora e taxações de comprar direto da China. Ocorre que quando finalizei a compra apareceu um valor de cem reais a mais e só percebi quando veio a fatura do cartão. Este é o texto do anúncio: Caracteristicas Marca AIR PUMP Modelo HAND PUMP PCP BOMBA PCP AIR PUMP Produto novo Envio imediato 1. Bomba de ar PCP de alta pressão, é usado para encher cilindro de carabinas e pistolas PCP. 2. Conector de engate rápido. 3. Generation 3 tecnologia requer menos esforço do que os concorrentes. 4. Aparência cromado (aço inox) 5. Bomba muito leve, apenas 2,5kg. Ideal para quem vai à campo. 6. Pedal Dobrável para facilitar o transporte. 7. Manômetro medidor de pressão. 8. Filtro de ar acoplado DIRETO na mangueira. Especificações: 1. Bomba de 3 estágios de câmaras. 2. Max pressão: 4500psi/310bar (melhor do que os concorrentes: 3300psi). 3. Com uma fêmea foster quick-disconnect (universal M10 * 1), no final da mangueira. 4. Comprimento fechado 24.4 " (620mm), Comprimento aberto 42.1" (1070mm). 5. Peso do pacote 3.0 kg. Pacote inclui: 1x Bomba PCP de alta pressão. 1x Mangueira fina de alta pressão (310bar) (engate rápido foster fêmea na ponta). Serve no Fill Probe com bico macho (bico de encher) 1x Kit reserva de o-rings-anéis 1x Chave de montagem da bomba. E estas são as fotos do anúncio: A diferença que pude perceber em relação à comprar direto da China, além do preço, é que esta veio com o filtro, enquanto que as chinesas tem o anúncio do filtro em separado. Logo que chegou vi que não tem manual em português, fiz uma breve consulta com o vendedor que disse está completa bastando apenas rosquear o relógio, a manopla e a mangueira. Como nunca tinha tido contato antes com bomba de PCP, estudei bem o manual que veio nela: Manual bomba PCP.pdf Etambém outros que encontrei na internet, em português: (cod2_21446)manual__bomba_pneumatica.pdf BOMBA_MANUAL_QS_BAMB01_PTBR-1.pdf BOMBA_MANUAL_Resolução-de-Problemas-QS-BAM.B01.pdf O que ajudou muito na compreensão do assunto, então fiz assim, comecei pela manopla: De um lado tinha a parte achatada que coincidia com o cilindro, do outro lado tinha apenas o cavado que coincidia com as cabeças dos parafusos. Depois de apertar ficou perfeito. O próximo passo foi conferir se as demais partes estavam bem apertadas, uma por uma, usando a chave fornecida: Ai, chegou a vez da mangueira, não usei fita veda rosca de teflon, foi a seco mesmo porque na parte interna tinha um anel de plástico: Chegou a vez do manômetro ou reloginho: Li que neste modelo, não se deve apertar segurando o relógio, o certo é apertar com a chave encaixada no lugar certo. Finalmente tudo montado dei umas bombadas e o ar circula. Para fazer um teste sem ter a arma, coloquei na extremidade da mangueira uma ponta que veio, parece que serve para tampar: Após algumas bombadas o relógio ia mudando a marcação do ponteiro: Deixando tudo como está e parando de bombear, o ar não escapa e a marcação não muda, pela lógica, conclui que está tudo certo e que não há vazamento. detalhe de deixar o ar escapar, de forma lenta, aos poucos não soltar de uma vez só, para não causar danos. também não utilizar ferramentas para apertar ou soltar, use apenas as mãos, ao sair a pressão a mangueira relaxa e o pistão da bomba desce. Para soltar o ar, a válvula funcionou corretamente ao ser desrosqueada. Na hora de bombear conectado à arma, deu tudo certo, exceto que ao parar, lentamente o ponteiro vai descendo, pelo que li, isto é normal porém, ainda tenho minhas dúvidas, gostaria de saber porque isto acontece. Também li que tem um jeito certo de dar as bombadas, não pode ser rapidamente, tem que ser lentamente, parar quando esquentar e dobrar os joelhos, não dobrar a coluna. Dúvida que ainda tenho, para guardar a mangueira deve estar com ou sem a tampinha? O filtro integrado à bomba deve ser a parte azul, preciso descobrir como se abre ele para trocar o elemento filtrante, e também saber a hora certa de trocar. Outra coisa que estou trabalhando é achar um meio de transporte seguro, tipo uma maleta de alumínio. Que raio é este de estágio? Vi que existem de dois, três e quatro estágios. A de quatro estágios é bem mais cara. Na parte da lubrificação eu não sei nada, tem muito a estudar ainda. É isso, qualquer dica é bem vinda.
  17. 3 points
    Em uma carabina sem efeito diesel, o ruído principal é devido a pancada do êmbolo no final do curso. Penso que o valor maior obtido na pré compressão de um GR em comparação com a mola helicoidal (no seu caso, GR de 45kgf) é o fator determinante para tal fato. Se a coronha for de polímero, a sensação do atirador, instantaneamente após o disparo é maior ainda (o som se propaga também através dos ossos da face) Encamisar a mola diminui a vibração e o seu ruído característico além de diminuir a sua eficiência pois vai trabalhar com as espiras "confinadas" dentro da camisa o que acarreta a diminuição da sua expansão. (uma mola comprimida aumenta o diâmetro externo das espiras e na descompressão ela retorna a dimensão anterior) Para tirar a dúvida, é necessário medir através do decibelímetro com mola helicoidal e depois com as modificações (encamisamento, GR). Pode-se usar aplicativo de celular, pois mesmo não tendo precisão de instrumento calibrado, vai manter o mesmo erro nas medições, desde que mantidas as mesmas condições (chumbo, local, posição e distância do celular em relação a carabina, condições ambientais, etc). Assim, no cálculo da diferença entre as medições, o erro característico do instrumento de medição praticamente se anula.
  18. 3 points
    Continuando, agora na parte da ocular: Eu notei que havia um grande espaço entre a ocular e o anel de vedação, destaque em vermelho na parte de cima, também percebi que as marcações de ampliação no fim e no começo da escala não coincidiam com o pontinho branco, destaque em vermelho na parte de baixo. Foi elementar concluir que a ocular é rosqueada e que alguém havia retirado ela e depois colocado sem rosquear até o fim, na foto acima está na montagem que eu acho o correto, sem folga no anel de vedação. Abaixo o detalhe dela desrosqueada: No caso desta ocular, os fungos estavam apenas nas partes externas das lentes, a parte interna está intacta ou sem sinais de fungos, por isso eu achei melhor nem desmontar a ocular mas, caso queira desmontar a sua, parece ser fácil, tem apenas um anel elástico que prende o sistema, ele fica na parte interna. Abaixo o detalhe do prisma pelo ângulo da ocular: Ele está embassado ou atacado por fungos também, na realidade são dois conjuntos de prismas, se olhar pelo buraco da objetiva dá para ver o outro. Não me senti à vontade para desmontar a parte dos prismas e efetuar a limpeza, parece ser complicado, não consegui definir aonde se solta os parafusos e se além deles também tem cola. Uma coisa que sei sobre os prismas é que se forem de plástico ou cristal, não tem jeito de recuperar e se forem de vidro dá para limpar e até mesmo recuperar quando os fungos não estão adiantados, no caso do plástico ou cristal, qualquer tentativa de passar um pano resulta em riscos. Para diferenciar, tem que tentar riscar numa parte opaca, o vidro não risca e o de plástico ou cristal risca. Agora uns detalhes que eu não conhecia, o parasol é embutido: Basta puxar para ele se sobressair, estava bem sujo e meio preso, depois que limpei com um pano úmido e passei um pouco de óleo de silicone, abre e fecha sem raspar. O pino de regulagem de foco está sem o adesivo que normalmente tem no centro: Em algumas lunetas tem a letra "E" e em outras os sinais "+", "-" e um semicírculo com seta, estilo "desce redondo da cerveja". Esta parte de borracha estava bastante feia e depois de passar uma escovinha de dentes macia com água e sabão, secar com um pano, passar um pouco de óleo de silicone, ficou com uma aparência melhor. Por falar em aparência, a tinta verde estava horrível, meia gosmenta e com algumas partes sem tinta: Dá para perceber o fundo preto que deve ser a cor da carcaça plástica. Esta parte da tinta é complicado de se recuperar, tem que limpar da forma mais suave possível, apenas com um pano úmido com um pouco de sabão, é bom evitar químicos para remover as partes gosmentas, costuma sair muita tinta e acontece de chegar na carcaça, recomendo o uso de cera, pode ser cera de polir pintura de carro, cera de sapato, cera de chão, transparente é melhor, se usar colorida vai dar uma aspecto mais escuro no acabamento: Depois é só polir de leve com um pano macio e seco ou então com uma escova macia, fica brilhando e com um aspecto muito melhor: Por fim, o detalhe da marca:
  19. 3 points
    Pois é, acabou sendo eu. Tem várias alternativas no mercado para se tentar fazer isto, a mais barata é um adaptador macho-macho para plugar a mangueira da estação de recarga com a mangueira da bomba PCP: Também é possível comprar o seguinte adaptador no mercadolivre: Pode-se ligar direto na mangueira este adaptador ou a estação de recarga de diversas formas com diversos itens à venda no mercado, fica à vontade do interessado. A opção mais cara que encontrei foi esta: Vencida a etapa de preparação e conectado a bomba no cilindro através da estação de recarga, vamos as bombadas, no meu caso o cilindro estava completamente zerado, sem ar algum, tanto o relógio da bomba, como o relógio da estação e do próprio cilindro marcavam zero, estavam no ponto inicial. Com a válvula do cilindro fechada, dei 18 bombadas para que os mostradores de estação e da bomba indicassem 200 BAR, enquanto que o relógio do cilindro continuava sem marcar nenhuma pressão, esperei alguns minutos e a pressão não baixou, considerei aprovado o primeiro teste de vedação. Abri a válvula e deu para ouvir o ar passando para dentro do cilindro enquanto que os ponteiros iam retornando ao zero. O experimento prosseguiu, a cada 50 bombadas um descanso para o bombador de cinco minutos com o fechamento da válvula do cilindro ao fim de cada ciclo, mais 50 bombadas e um descanso, agora de dez minutos para esfriar a bomba que ao toque aparentava estar bem quente, apenas na parte de atrito que faz o vai e vem ao longo do cilindro prateado dela, todo o resto, mangueiras, estação de recarga e cilindro de 7,6 litros permaneceram em temperatura ambiente (medido ao toque da mão, sem termômetro). Cada ciclo de 50 bombadas levou em média de 1 minuto e 15 segundos a 2 minutos. Quando cheguei nas 800 bombadas comecei a desconfiar de algum vazamento porque nenhum ponteiro havia se movido ainda, então coloquei o cilindro debaixo de água, dentro de um balde, com a finalidade de detectar algum escape de ar: Dei 50 bombadas com o cilindro debaixo da água e não percebi nenhuma bolha de ar, só apareceu mesmo uma mancha de óleo na superfície, quando retirei tudo da água, percebi três coisas: primeira; o ponteiro do relógio da estação saiu do zero (850 bombadas): Em detalhe: Enquanto que os outros dois permaneciam no zero, segunda; outra coisa que notei foi que estava vazando a glicerina no manômetro da estação, optei pela troca, em detalhe no post abaixo: Terceira; ao fazer a sangria da estação de recarga saiu bastante água, inicialmente esbranquiçada como uma espuma de sabão: E aos poucos foi ficando clara: Eu estimo a quantidade em ¼ de centímetro cúbico, medindo por comparação com uma quantidade igual dentro de uma seringa, olha que isso ocorreu depois de retirar o cilindro da água e secar bem tudo por fora. Umidade relativa do ar em média de 70% durante as bombadas. Temperatura entre 20 e 25°C. Meu plano inicial era a cada 1000 bombadas fazer uma sangria e lubrificar a bomba, depois bombar até atingir 200 BAR nas mangueiras para só então abrir a válvula do cilindro e continuar na sequência, depois mudei de ideia e passei a fazer a sangria e lubrificação de forma aleatória, independente da quantidade de bombadas. Com o novo manômetro instalado, retomei às atividades de bombeamento: Com 1250 bombadas o ponteiro do manômetro do cilindro se movimentou quase um milímetro. Com 1550 bombadas o ponteiro do manômetro da bomba se movimentou um pouco saindo do zero. Com 2000 bombadas os ponteiros ficaram assim: Com 3000 bombadas: Nesta altura notei que o óleo que saia da bomba escureceu: Com 3600 bombadas o manômetro da bomba atingiu 1000 PSI: Limpei o óleo em excesso da bomba e olhei o pano no microscópio, deu para notar pequenos pedaços de limalha dourada, parece que a bomba não vai aguentar ou podem ser apenas restos da fabricação. Com 4450 bombadas notei que para abrir a válvula do cilindro bastavam apenas 1/8 de volta, enquanto que no começo, quando não havia pressão alguma, era preciso girar meia volta para o ar passar. Também notei que o esforço físico no acionamento da bomba foi crescendo gradualmente conforme o nível da pressão. Com 5000 bombadas o manômetro da bomba atingiu 100 BAR: Também percebi que as solas das minhas mãos ficaram avermelhadas e creio que se der mais cinco mil bombadas vou acabar ficando com bolhas, a não se que use luvas. Hora de parar um pouco e analisar a situação para ver se vale a pena continuar, em primeiro lugar calculando o tempo gasto para chegar nas 5000 bombadas; considerando cada ciclo de 100 levando 19 minutos (4 minutos de bombadas e 15 minutos de parada) (bomba dois minutos espera cinco, bomba 2 minutos espera 10) dá 500 vezes 19 minutos, arredondando para 20 minutos, seria algo em torno de 10.000 minutos, dividido por 60 dá 167 horas arredondadas, considerando que trabalhou seis horas por dia chegamos em 28 dias, praticamente um mês de meio expediente ou 15 dias de 12 horas, sem folgas semanais. Cada pessoa tem seu preço, ou melhor, cada um tem uma estimativa de quanto custa seu tempo, por exemplo um salário mínimo para quem recebe fica arredondado em torno de R$ 1.000,00 e se fizer meio expediente recebe a metade disto. Não se leva em conta para quem está empregando, ou melhor, pagando o salário, porque os encargos duplicam o valor. Considerando também que se gasta R$ 50,00 em média para carregar um cilindro, seja ele de 10 ou de 7,6 litros, de 200 ou 300 BAR, a conclusão lógica é que não compensa tentar recarregar um cilindro utilizando uma bomba PCP. Se eu fosse receber meio salário mínimo para ficar bombeando até encher os cilindros, levaria meu patrão à falência, pois demoraria dois meses para dar um lucro de R$ 50,00. Diante das opções no mercado, o atirador quando quer investir faz as suas contas dentro das principais opções: 1) Comprar um cilindro(+-1000) e uma estação de recarga (+-200), realizando o recarregamento do cilindro quando necessário(+-50 a cada vez). 2) Comprar apenas a bomba PCP (+-800) e bombear quando necessário. 3) Comprar apenas o compressor elétrico (+-4000) e bombear quando necessário. 4) Comprar tudo que existe disponível no mercado (+-6000) e se divertir com as opções. Para cada situação tem os prós e os contras: Na opção mais barata, de se possuir apenas a bomba PCP, tem a desvantagem do esforço físico para bombear que vai influenciar negativamente no resultado da precisão do tiro, o atirador vai estar mais cansado entre uma e outra sessão de tiros, entretanto no quesito transporte e mobilidade ganha com o menor volume a ser transportado. Na opção do cilindro a questão do esforço físico não tem influência alguma, o atirador não se cansará entre uma e outra sessão de tiros, ocorre, porém que no quesito transporte e mobilidade, o volume e o peso são bem maiores, cabendo a decisão de escolha ao atirador que vai analisar a sua rotina, por exemplo, se vai atirar sempre dentro de casa, só vai precisar realizar o transporte quando for levar para recarregar e conforme o caso, se não houver um serviço de delivery, nem precisa ter carro, pode pagar um taxi, já no caso do atirador assíduo de stand de tiro, um meio de transporte próprio se torna indispensável. No caso do compressor elétrico, o grande diferencial está em ter uma fonte de energia elétrica e algum conhecimento técnico para desfrutar com segurança de seus benefícios, levando-se em conta também seu volume e peso. Para o caso daquele em que o dinheiro não é o problema, que pode ter tudo que existe no mercado, não há o que se comentar, basta apenas se divertir. Considerando tudo isso, não é viável financeiramente recarregar um cilindro com a bomba PCP, sai mais barato pagar para recarregar porque mesmo se achando que não vai gastar nada dando as bombadas, por trás disto tem o fator tempo, pode-se levar dois ou três meses para carregar um cilindro, além do fator desgaste, para um único cilindro, pode ser que 15 mil bombadas acabe com a vida útil da bomba, se bem que o bombador não precisará gastar dinheiro com academia, e tem ainda o abrir e fechar da torneira do cilindro em torno de 1500 vezes mas, também deve se levar em conta a exposição do bombador ao eventual risco de explosão do cilindro caso alguma coisa dê errado no processo de recarga. Nestas horas eu queria ser um médico psicanalista, quando aparecesse um paciente com depressão eu dava na mão dele um cilindro com a bomba e falava para ele ir enchendo e contando, só voltar quando o ponteiro atingir a marca vermelha, quando ele voltar e perguntar o que deve fazer, eu diria que o tratamento está indo bem e que deveria esperar eu esvaziar o cilindro para ele encher de novo. Toma-lhe bomba!
  20. 3 points
    Mais vergonhoso mesmo é gente que vende review para essa ou aquela loja, insistindo que tudo é uma maravilha tapando o sol com peneira!
  21. 3 points
    Pelo resposta do diretor comercial, "uma questão de projeto" , dá para chegar a uma conclusão. Não é uma questão de projeto e sim questão de problema no controle de qualidade ou seja, problemas na linha de produção que ocorrem quando o maquinário está gasto e precisa de ajustes ou substituição para que as peças mantenham as tolerâncias. Evidentemente, no mercado globalizado, quem define as exigências de controle de qualidade é o importador pois o fabricante atende desde as exigências da Diana até outros não tão exigentes quanto. Nesta caso, a responsabilidade perante o consumidor é do importador. O exemplo recente é o recall que está sendo feito pela Recall Diana Stormrider GEN2 - (similar a Artemis PR900W)
  22. 3 points
    Mais do que isso: um dos maiores problemas é esse povo que fica gravando no youtube e mentindo para futuros consumidores dizendo que as armas são excelentes e que defeitos de projeto não afetam no desempenho da carabina. Não acredito que lojas já estabelecidas há muito tempo no mercado precisem desse tipo de atitude. Credibilidade não se compra. É uma covardia usar de prestígio para enganar consumidores leigos sobre a qualidade das carabinas da marca em questão. Elas não são boas e há farto material que comprova erros no projeto e no controle de qualidade da marca. Como disse lá no outro tópico, não só eu mas também outros donos de carabinas artemis fomos banidos do grupo "família black hawk" a pedido de youtubers e donos de lojas que também são membros do referido grupo e estavam muito incomodados com o fato de nós estarmos alertando sobre os defeitos da carabina, inclusive com vídeos e fotos. Estas mesmas pessoas foram lamuriar no privado para os administradores sobre isso, o que acarretou posteriormente na nossa exclusão. Por mim tudo certo, não faço questão de ficar chupando bolas de autoproclamados especialistas em carabinas, tanto é que recusei retornar ao grupo mediante pedido público de desculpas, como fora sugerido em áudio que me foi enviado por um dos administradores. O que não falta é reclamação da marca e modelos. Não é possível que a maciça maioria esteja mentindo e adulterando fotos para prejudicar pontualmente uma marca já sabidamente desidiosa com sua linha de produtos.
  23. 3 points
    Então, essa pessoa conhecida muito provavelmente foi a mesma que foi pedir no privado para um dos administradores do grupo me remover, e assim foi feito. Fui excluído hoje pela manhã por alguém chamado "Brunerius" e recebi um áudio de um outro admin dizendo que eu estava reclamando demais dos problemas das carabinas, o que, na visão deles, certamente não é aceitável e bem visto no grupo pois estava atrapalhando as vendas das lojas cujos representantes estão nesse grupo "família black hawk". Ou seja, é proibido alertar outros atiradores sobre os defeitos da marca artemis. O mesmo me pediu para pedir desculpas públicas no grupo para que eu possa voltar, neguei na mesma hora. Não tenho que pedir desculpas pois não fiz nada errado e não abro mão de poder dizer o que penso e, sobretudo, a verdade dos fatos. Cada um que faça o que bem entender, mas a partir do ponto que usam de mentiras para vender um produto, já não tem o meu apoio. No youtube eu vou alertar sim outros atiradores nos vídeos dessa carabina sobre o lixo que ela é. Quem não gostar que bote açúcar.
  24. 3 points
    Bom dia, nobres atiradores. Recentemente comprei uma luneta Nikko que estava com um preço tentador no mercado livre, porém não acompanhou as tampas, sentei na bancada e tentei um projeto para atender a necessidade enquanto não encontrava alguma com frete mais justo, afinal há certas coisas que o frete dos correios custa duas ou dez vezes o preço do produto. Resolvi abandonar o projeto por se tratar de algo que seria complicado para fazer e encontrei uma solução muito simples que pode ser temporária ou se o modo economia estiver ativado, pode ser definitivo. Contudo, atentem que dependendo da forma de armazenamento e transporte o que fiz para dar um bom acabamento não vai funcionar, deve ser deixado sem acabamento, porém como eu deixo minha arma em um expositor e uso mais em casa, essa ideia me atendeu perfeitamente. Grande abraço a todos.
  25. 3 points
    Esta tendo muita reclamação das Artemis, as gamos são excelentes carabinas mas não consigo engolir estes blocos dela de polímero, ela seria imbatível se não fosse esse bloco de polímero, fuja deste gasram de 50kg nela, máximo 45kg e olha lá, apenas minha opinião.....a b19 foi a carabina que me abriu a porta para o esporte, é barata, tem potencia e precisão decente, mecânica simples e confiável, altamente customizável, peças de reposição muito fácil de achar e baratas... aconselho o calibre 4.5!! Quando o assunto é primeira carabina a b19 é a primeira que me vêm em mente. Leve em conta os comentários dos colegas mas escolha que seu coração mandar.
  26. 3 points
    Olá a todos, Eu sou o Lucimar do setor de assistência técnica da Quickshot, vi pelos comentários que ocorreram alguns problemas com o muzzle brake Quickshot para a CFX/CFR, e gostaria de saber se podemos ajudar com os problemas apresentados, para melhoria do produto e substituição deste muzzle. Para isso peço por gentileza para entrar em contato comigo pelo Whatsapp (19) 3801-0808 Estamos melhorando os nossos muzzles brakes, pode ser uma boa oportunidade para coletar feedbacks e melhorar este projeto.
  27. 3 points
    Segue um teste com retentores da Quickshot para a linha da AA springs:
  28. 3 points
    Gabriel não sou um atirador tão experiente e também pedi ajuda aqui no fórum antes de compra a minha segunda carabina, no meu caso fiquei em dúvida entre a striker 1000s, Hatsan Ht 87 e Artemis Black Hawk e muita gente me aconselhou a comprar a Artemis Black Hawk, inclusive um armeiro renomado. A B-19 eu considero uma carabina coringa, boa de atirar, fácil de achar peças e de customizar, ela é bem precisa. Já a SAG eu conheço menos porém (na minha opnião) eu não curto muito o modelo da coronha em polímero e prefiro madeira, mas não sei se ainda é possível encontrar a SAG AR 1000, essa eu acho top, tem tudo o que uma pessoa precisa em uma carabina. Mas meio em comparação a SAG talvez seja legal você dar uma olhadinha na Artemis Black Hawk, tem modelos que já vem com o gás ram, o modelo Wood tem coronha em madeira que foi a que eu comprei, já vem com o gás ram de fábrica e pelo que ela oferece o preço é legal. E quanto a questão de peças de reposição eu particularmente já conheço pessoas que trabalham com a marca, já existe assistência autorizada e com o passar do tempo a tendência é que surja cada vez mais peças de reposição, uma marca de gás ram famosa já produz o kit pra ela por exemplo. Amigo espero que eu tenha ajudado, é só mais uma opinião e se você gostar mais uma opção.
  29. 3 points
    Hoje uma postagem de venda de carabina e uma notícia em portal jornalístico me chamaram atenção por tratarem de algo que muitos aspirantes a atirador de pressão e mesmo quem já é atirador de pressão desconsidera, a importância de verificar se os vizinhos e a vizinhança em geral permite a prática do tiro de pressão em casa (dentro ou no quintal) e mesmo os cuidados para se transportar armas de pressão de casa para o local de tiro e de volta para casa. O anúncio era de venda de uma carabina de pressão springer pelo motivo alega de que "Motivo da venda: não sabia que iria ter problema com o fdp do vizinho!!!" A notícia tinha uma chamada sugestiva ... "PM grava abordagem a homens que carregavam tripé na Zona Oeste do Rio: ‘Depois nego diz que morre à toa'" e se referia a "um homem na garupa de um mototáxi, segurando um pedestal de microfone na mão" saindo de uma favela carioca. https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/09/20/pm-grava-abordagem-a-homens-que-carregavam-tripe-na-zona-oeste-do-rio-depois-nego-diz-que-morre-a-toa.ghtml Não são poucos os que querendo ingressar no tiro de pressão tiveram problema com vizinhos por conta do barulho dos disparos ou mesmo medo da arma de pressão por puro desconhecimento. São brigas, discussões e muita vezes Polícia Militar envolvida e dá-lhe dor de cabeça e chateação. Muitos que não têm outro lugar para atirar acabam vendendo suas armas de pressão e desistindo do esporte. POR ISSO MESMO É MUITO IMPORTANTE que antes de comprar uma arma de pressão se pare para pensar onde se irá atirar. Se a pessoa tiver somente dentro de casa ou no quintal de casa para isso será que os vizinhos não criarão problemas? Será que uma conversa será suficiente para que se possa fazer isso com tranquilidade? O lugar oferece segurança para o tiro de pressão e evita riscos desnecessários para esses vizinhos, seus animais de estimação e suas casas? A questão da vizinhança e o transporte da arma de pressão também deve ser levado em conta sempre. A legislação que trata do tiro de pressão tem claro que o transporte das armas de pressão deverá ser feita de forma segura e não ostensiva (ostensivo é o adjetivo que qualifica algo ou alguém que se exibe exageradamente). Para quem reside em regiões onde os índices de criminalidade são altos e a presença policial é constante os cuidados devem ser redobrados. Se levar um pedestal de microfone pode resultar em problemas sérios, imagine uma carabina de pressão. No calor do momento ou na escuridão da noite não se pode culpar o policial que em estado de alerta julga não ser seguro esperar para ver se aquilo que o suspeito leva é uma "espingardinha de chumbinho" ou uma arma de grosso calibre! A melhor forma de evitar problemas é se precaver transportando sua arma de pressão de forma que quem o veja pense que vc está levando uma vara de pesca, um violão ou um cano de PVC! Sim, tudo isso é muito chato e deveria não acontecer mas acontece! Podemos reclamar, lamentar, espernear mas não podemos deixar de também nos precaver e evitar problemas desnecessários a todo custo!
  30. 3 points
  31. 3 points
    Vejo bastante gente mandando a Beeman P17 para manutenção, mas defendo a ideia de que você deve ter intimidade com seu armamento. Alguns podem dizer que estou fazendo propaganda contra mim mesmo, afinal de contas eu faço manutenção na Beeman, e cobro por isso, mas gosto de ajudar compartilhando meu conhecimento. O Vídeo a seguir, explica "detalhadamente" como desmontar e remontar o gatilho da Beeman P17! Um forte abraços aos amigos do Fórum... <iframe width="640" height="360" src="https://www.youtube.com/embed/JY870LACjRE" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe>
  32. 3 points
    Fiz um em A4 para treino WRABF_AR_Treino.pdf
  33. 3 points
    Pessoal, segue o Mini Review do Compressor Yong Heng YH-QB01 Fabricante: Nantong Yongyiheng Pneumatic Co., Ltd. Jiangsu, China (Mainland) https://yongyiheng.en.alibaba.com/?spm=a2700.details.cordpanyb.1.39683dd7BZnPv1 Este compressor foi adquirido através do Tópico Grupo de compra para compressor PCP, criado pelo membro Tiko K (Tiko Kamide) A compra foi efetuada em 01/11/2018 através do site Baiten (Grupo Kamide) https://www.baiten.com.br/compressor-pcp2.html Descrição do compressor no site Compressor para PCP e Cilindros de Scuba 110V Auto-Stop ajustável até 4500PSI 300Bar 30MPA O Compressor Portátil de alta pressão é ideal para carabinas PCP e Cilindros de Scuba, possui dois estágios e é refrigerado com água. O compressor tem uma saída de ar de 50 litros por minuto, podendo também pode definir a pressão que você precisa. Possui paragem automática e alarme. O Equipamento deve ser instalado em superfície plana. Obs. Compressor leva apenas 8 minutos para encher o tanque 1L completo para 300BAR Descrição: sistema de refrigeração: Água modelo: YH-QB01 volume: L46,5CM * W27,5CM * H48CM Potência: 1,8 KW peso: 21 kilos tensão: 100-160V 60/50 HZ ruido: max 78 DB taxa de fluxo de ar: 50 L / min pressão de trabalho: 0-300BAR 0-30MPA 0-4500PSI estágio de compressão: Dois estágios modo de lubrificação: tipo Splash material de cobertura: alumínio fundido material de motor: Cobre puro O valor do frete para Macaé - RJ foi R$141,38 (Empresa de Transporte Atlas Ltda). Após a venda o Tiko Kamide, diretor do Grupo Kamide e membro do CA, me enviou vários emails contendo instruções sobre o lubrificante adequado (AW 46 - ISO 46), limpeza do carter e o manual traduzido. Manual Compressor YH-QB01.pdf Recebi o compressor em 21/11/2018. Unboxing Aviso Importante! Lacre da embalagem Lacre retirado Após a retirada da fita adesiva de lacre, basta suspender a tampa para abrir a caixa A caixa é de papelão reforçado e o compressor e acessórios são protegidos por placas de isopor e de espuma Fotos do conteúdo Manual de operação, acessórios, peças sobressalentes e o compressor Cordão de alimentação com plugue modelo 5-15P (2P+T) padrão americano NEMA Descrição dos Acessórios e Peças Sobressalentes O'rings diversos e discos de ruptura 5 discos de ruptura para uso na válvula de segurança do segundo estágio Tampa do carter com respiro e 2 "registros de agulha" para os drenos de água do primeiro e segundo estágio Filtros de ar e O'rings sobressalentes Termômetro digital Termômetro digital é alimentado por duas baterias LR-44 Mangueira de alta pressão com filtro de ar e engate rápido padrão Foster (~ 62 cm de comprimento) Mangueiras siliconadas para uso no sistema de refrigeração por água (duas mangueira com um metro de comprimento) Bomba submersível do sistema de refrigeração por água Invólucro IP68 (número 6 - proteção total contra poeira, número 8 - proteção contra longos períodos de imersão em água e pressão) Vamos à análise visual do compressor Vista geral do compressor Peso sem óleo e acessórios - 17,1kgf Vista superior do compressor Vista lateral do compressor Vista frontal do compressor Vista da grade da ventoinha de refrigeração do motor Nota do autor: um ponto negativo, é que em nenhum local se encontra identificada no compressor, a voltagem e a frequência de operação do motor elétrico, no meu caso a rede elétrica é 127V AC 60Hz. Pressostato Embora o fundo de escala seja de 400 bar e 6000 psi, a pressão faixa de pressão de trabalho (Working Pressure) definida no manual é entre 100-300 bar / 1500-4500 psi Pressostato ajustado para ~ 1500 psi Entrada e saída da água de refrigeração do segundo estágio Primeiro estágio Segundo estágio Tampa provisória do cárter Tampa provisória e tampa com respiro Carter com o respiro instalado Visor do nível de óleo do carter e bujão de dreno do óleo Registro de agulha do dreno do primeiro estágio Registro de agulha do dreno do segundo estágio Mangueira de alta pressão Filtro da mangueira de alta pressão Termômetro digital Local de instalação da sonda Sonda de temperatura instalada Diagrama esquematico dos estágios de compressão Verificação de pré-operação Limpeza do carter Parafusos de fixação da tampa do carter (4 parafusos) Soquete 10mm Tampa do carter e junta de vedação Biela e Virabrequim Presença de limalhas Limpeza com toalha de papel Limpeza dos cantos com cotonete Limpeza da tampa do carter Limpeza da junta de vedação Bujão do dreno de escoamento de óleo Orifício de escoamento do óleo e resquícios de borracha de silicone Colocação de anel de vedação (O'ring 2011) após retirada dos resquícios Aperto final do bujão O O'ring 2011 não proveu vedação, sendo substituído por um O'ring 2107 com diâmetro interno (ID) 5,23mm e diâmetro da seção (W) 2,62mm Tópico Mini Review - YONG HENG YH-QB01 High Pressure Compressor - Parte I , concluído Agora é aguardar a chegada do óleo lubrificante AW 46 - ISO 46 para colocar o compressor em operação. Primeira troca com 50 horas de uso Demais trocas com 100 horas de uso ou anualmente (troca obrigatória) A versão traduzida do manual contém informação diferente do manual original em inglês conforme segue: Nota do autor: este óleo é sintético a base de PoliAlquilenoGlicol, viscosidade ISO VG 46 Tabela de Viscosidade ISO VG (Viscosity Grade) Link do Tópico - Mini Review Parte II - YONG HENG YH-QB01 High Pressure Compressor Link do Tópico - YONG HENG YH-QB01 High Pressure Compressor - Tuning
  34. 2 points
    Comprei um lote delas usadas, todas faltando a ocular e as torres. Na realidade eu não queria usar para atirar, queria mesmo era encontrar defeitos e tentar consertar. Então compartilho minhas descobertas, a primeira é sobre as torres: Olhando no buraco que ficou, tudo leva a crer que sejam fixadas por meio de rosca com cola, ainda sobrou um pouco dela nas roscas e na superfície de contato. Outra interessante é a rosca no castelo ou casa das torres: Eu achava que era peça única mas, é com rosca de um lado, ainda não vi como é o outro lado, é travada com cola. Aproveitando, a capinha "BSA Made in China" cobre um parafuso aparentemente sem utilidade, eu imagino que seja para vedar o gás. Não tem cola nele e também não estava apertado, saiu com facilidade, olhando por dentro, ele nem chega a atravessar a parede. Na parte da capa da ocular, tem um anel de trava externo, de um lado dele tem uma vedação de borracha: A capa ao ser desrosqueada não sai sem antes remover um anel de metal: Acima com parte dele já fora do cavado aonde se encaixa e abaixo na posição que fica antes de ser removido: A sequência parece ser esta: Mas, acontece que ao desmontar outra luneta, o anel de borracha estava no lado oposto e até se rompeu quando girei a contra porca: Agora não sei qual é a posição correta, se do lado da lente ou do lado da ocular, eu imagino que o certo seria do lado da ocular por uma mera questão de vedação. Olhando com mais detalhe nesta contra porca: Um lado dela tem um cavado para o encaixe do anel de borracha, que inclusive não é redondo, é meio em forma de L, já do outro lado não tem o cavado: É liso. Continuando na remoção, embaixo do anel de mudar a ampliação 8-32, tem mais dois anéis de vedação: Na foto o detalhe de apenas um e a posição em que fica. Por fim, apenas por hoje, o parafuso da lente: Que estava praticamente solto, parece que serve para destravar a rosca da lente. Quando eu continuar o trabalho, publico mais novidades.
  35. 2 points
    Pessoal, segue um review sobre o Kit Advanced Weihrauch HW-30 Este kit foi adquirido através da loja virtual da Elite Airguns https://eliteairguns.lojavirtual.com.br/kit-advanced-weihrauch-hw-30/prod-7536201/ Na compra, optamos por adquirir o Kit Advanced Weihrauch HW30 com gás ram com carga de 40 kgf, um retentor sobressalente e também um gás ram com carga de 45 kgf. O objetivo da aquisição do gás ram com carga de 45 kgf foi elaborar um comparativo entre os dois gás ram atualmente disponíveis. Unboxing O Kit Advanced Weihrauch HW-30 vem acondicionado em uma caixa dotada internamente de divisórias para melhor acomodar as peças Na foto acima observa-se: o conector do êmbolo, o êmbolo com retentor, o bloco de gatilho, dois gás ram (um deles embalado), o retentor sobressalente, dois "pinos" contendo graxa de silicone e um anel de teflon grafitado. Infelizmente, devido a uma falha de comunicação entre o setor de vendas e o setor responsável pela emissão de nota fiscal e despacho da mercadoria, ocorreu um erro e enviaram os dois gás ram com carga de 45 kgf. Já entrei em contato com a Elite Airguns (Renan) e este ficou de enviar o gás ram de 40 kgf sem qualquer ônus de minha parte. O êmbolo é confeccionado todo em aço Peso com retentor - 104 gramas Peso do bloco do gatilho - 57 gramas (confeccionado em alumínio anodizado) Peso do conector do êmbolo- 31 gramas Peso do gás ram - 91 gramas Aferição da balança "de precisão" - Fator de Correção = 9,983/10 = 0,9983 Peso do retentor sobressalente - 1,768 x Fator de Correção = 1,768 x 0,9983 = 1,765 gramas Dimensões do Gás Ram Elite HW30S Este modelo de gás ram possui um requinte na parte posterior da câmara, cujo objetivo é prover a sua centralização em conjunto com o bloco do gatilho. Vista Frontal do Requinte da Câmara do Gás Ram Vista Lateral do Requinte Diâmetro do Requinte - 9,15mm Nota do autor: as medidas aqui informadas em décimos de milimetro, sem arredondamento, tem por objetivo facilitar a identificação da fotos para a elaboração do tópico, não se tratando de preciosismo de minha parte. Comprimento do Requinte da Câmara do gás ram - 3,02mm Medida do Comprimento Total do Gás Ram Comprimento Total do Gás Ram - 173,35mm Comprimento da Câmara do Gás Ram (sem incluir o Requinte) - 98,32mm Comprimento Total da Haste do Gás Ram - 75,09 mm Diâmetro da Câmara do Gás Ram - 18,17 mm Diâmetro da Haste do Gás Ram - 7,97mm Êmbolo do Kit Advanced HW30 Vista Superior Vista Lateral Vista Inferior Comprimento da Parte Cilíndrica do Êmbolo (sede do retentor inclusa) -100,75 mm Comprimento do Apêndice de Engatilhamento - 27 mm Dimensões do Apêndice de Engatilhamento Diâmetro Externo Maior do Êmbolo - 24,44 mm Diâmetro Externo Menor do Êmbolo - 22,52 mm Diâmetro Interno do Êmbolo - 18,83 mm Profundidade do Êmbolo - 92,99 mm Diferença entre a Profundidade do Êmbolo e o Comprimento da Câmara do Gás Ram - 5,26 mm Dimensões do Oblongo do Êmbolo Largura do Oblongo do Êmbolo - 6,49 mm Comprimento Parcial do Oblongo - 72,52 mm Comprimento Total do Oblongo do Êmbolo - 77,79mm Bloco do Gatilho do Kit Elite Advanced HW30S Vista Lateral Esquerda Vista Lateral Direita A seta azul indica o furo. do pino da trava de segurança. que possui um diâmetro menor neste lado. A seta vermelha indica a rosca do parafuso de fixação do bloco. Vista Superior Vista Inferior Vista Frontal Nota: a Vista Posterior é "cega", sem qualquer detalhe construtivo Diâmetro do Bloco de Gatilho - 24,71mm Comprimento do Bloco de Gatilho - 83,12mm Encaixe do Êmbolo no Bloco de Gatilho Vista Superior Detalhe da Vista Superior do Encaixe do Êmbolo no Bloco de Gatilho Vista Inferior Detalhe da Vista Inferior do Encaixe do Êmbolo no Bloco de Gatilho Vista Lateral do Encaixe do Êmbolo no Bloco de Gatilho Centralização do Gás Ram no Bloco de Gatilho A câmara de gás ram é centralizada no Bloco de Gatilho, através do requinte anteriormente mostrado Vista Superior da Centralização do Gás Ram Detalhe da Vista Superior Vista Lateral da Centralização do Gás Ram Detalhe da Vista Lateral Vista Inferior da Centralização do Gás Ram Detalhe da Vista Inferior Conector do Êmbolo Vista Lateral Direita Vista Lateral Esquerda Vista Superior Vista Inferior Detalhe da parte posterior do Conector do Êmbolo Engate do Conector do Êmbolo Detalhe do Engate ("quinas quebradas") Comprimento Maior - 57,82mm Comprimento Menor - 56,50mm Espessura Maior do Conector do Êmbolo - 6,70mm Espessura Menor do Conector do Êmbolo - 4,34mm Diâmetro do Furo do Conector do Êmbolo - 6,02mm Espaçamento entre os "dentes" do Conector do Êmbolo - 5,53mm Profundidade entre os "dentes" do Conector do Êmbolo - 5,63mm Comprimento Longitudinal do "dente" Frontal - 3,61mm Comprimento Longitudinal do "dente" Posterior - 3,37mm Medida do Comprimento Longitudinal Total dos "Dentes" Gás Ram de 40 kgf recebido conforme informado pela Elite Airguns (Renan), sem qualquer ônus de minha parte. Gás Ram 7449 - 40kgf Basicamente isto resume o Unboxing Tópico Concluído - Cuidem-se todos !
  36. 2 points
    Luneta nova 10+50x60 Big nikko Modelo com reticolo mil dot 9.800 reais Interessados chamar aqui oi no watts 53999190857 Email daniel21oli@hotmail.com Consigo outros modelos da marca
  37. 2 points
  38. 2 points
    A Diana Stormrider GEN2 (parecida com a Artemis PR900w com novo modelo de muzzle break, gatilho 2 estágios e ferrolho com novo design) que está sendo objeto de recall. Não sei se este modelo foi importado aqui no Brasil. Pelas informações, trata-se do modelo com gatilho ajustável em 2 estágios e o objeto de recall é o seguinte: The firm has received one report of a premature discharge of the air rifle. No injuries have been reported. "A empresa recebeu um relatório de uma descarga prematura do rifle de ar. Nenhuma lesão foi relatada." - tradução do tradutor do Google https://www.diana-airguns.de/en/ Outros países (exceto US) https://www.diana-airguns.de/en/recall Mercado americano (US) https://www.airventuri.com/av/diana-recall/ Air Rifles Recalled by DIANA Can Unexpectedly Discharge; Risk of Serious Injury and Death Recall Date: September 10, 2019 Recall Number: 19-203 Recall Summary Name of product: DIANA® Stormrider Gen2 Air Rifles Hazard: The air rifle can unexpectedly discharge even if the safety is engaged. This can result in a serious injury or death. Risco: O rifle de ar pode descarregar inesperadamente, mesmo se a segurança estiver engatada. Isso pode resultar em ferimentos graves ou morte. Remedy: Repair Consumers should immediately stop using the DIANA Stormrider Gen 2 air rifles and contact Air Venturi to receive a free Trigger Upgrade repair kit and installation instructions. The repair is made by removing the trigger guard, replacing the current trigger with a new trigger and re-installing the trigger guard using the Allen Keys provided in the Upgrade repair kit. DIANA and its importer, AIR VENTURI, are contacting all known purchasers directly. Solução: Reparação Os consumidores devem parar imediatamente de usar os rifles de ar DIANA Stormrider Gen 2 e entrar em contato com a Air Venturi para receber gratuitamente um kit de reparo e instruções de instalação do Trigger Upgrade. O reparo é feito removendo a proteção do gatilho, substituindo o gatilho atual por um novo gatilho e reinstalando a proteção usando as Chaves Allen fornecidas no kit de reparo de atualização. A DIANA e seu importador, AIR VENTURI, estão entrando em contato diretamente com todos os compradores conhecidos. Customer Contact: AIR VENTURI toll-free at 888-256-3253 from 9 a.m. to 5 p.m. ET Monday through Friday or online at www.airventuri.com and click on “Recall Notice” for more information. Recall Details Units: About 1,400 Unidades: cerca de 1.400 Description: This recall involves the DIANA Stormrider Gen 2 Air Rifle with 2-stage adjustable trigger. The recalled products are .177 and .22 caliber, pre-charged pneumatic air rifles that are powered by a compressed air cylinder. “DIANA Stormrider” as well as the caliber and serial number are printed on each affected air rifle. Air rifles with the following item and serial numbers are included in the recall: Descrição: Este recall envolve o rifle de ar DIANA Stormrider Gen 2 com gatilho ajustável de 2 estágios. Os produtos retirados são os rifles pneumáticos pré-carregados de calibre .177 e .22, alimentados por um cilindro de ar comprimido. “DIANA Stormrider”, bem como o calibre e o número de série, estão impressos em cada rifle de ar afetado. Espingardas de ar com os seguintes itens e números de série estão incluídas no recall: Incidents/Injuries: The firm has received one report of a premature discharge of the air rifle. No injuries have been reported. Incidentes / Lesões: A empresa recebeu um relatório de uma descarga prematura do rifle de ar. Nenhuma lesão foi relatada. Sold at: Pyramyd Air, Airgun Depot, and other air rifle retailers nationwide and online at Amazon.com, PyramydAir.com and AirgunDepot.com from July 2018 through June 2019 for about $220. Importer: Air Venturi, of Cleveland, Ohio Private Labeler: DIANA Mayer & Grammelspacher GmbH & Co.KG, of Germany Manufacturer: Shaoxing Snowpeak Air Gun Factory, of China Manufactured in: China Photos DIANA Stormrider Air Rifle, Gen 2 (with 2-stage adjustable trigger) Carabina de ar DIANA Stormrider, geração 2 (com gatilho ajustável de 2 estágios) Gen 2 trigger with hole in the trigger guard for adjustment of screws. Gatilho Gen 2 com orifício na proteção do gatilho para ajuste dos parafusos. This recall was conducted voluntarily by the company under CPSC’s Fast Track Recall process. Fast Track recalls are initiated by firms who commit to work with CPSC to quickly announce the recall and remedy to protect consumers. About U.S. CPSC: The U.S. Consumer Product Safety Commission is charged with protecting the public from unreasonable risks of injury or death associated with the use of thousands of types of consumer products under the agency’s jurisdiction. Deaths, injuries, and property damage from consumer product incidents cost the nation more than $1 trillion annually. CPSC is committed to protecting consumers and families from products that pose a fire, electrical, chemical or mechanical hazard. CPSC’s work to ensure the safety of consumer products – such as toys, cribs, power tools, cigarette lighters and household chemicals – contributed to a decline in the rate of deaths and injuries associated with consumer products over the past 40 years. Federal law bars any person from selling products subject to a publicly-announced voluntary recall by a manufacturer or a mandatory recall ordered by the Commission. For more lifesaving information, follow us on Facebook, Instagram @USCPSC and Twitter @USCPSC or sign up to receive our e-mail alerts. To report a dangerous product or a product-related injury go online to www.SaferProducts.gov or call CPSC’s Hotline at 800-638-2772 or teletypewriter at 301-595-7054 for the hearing impaired. CPSC Consumer Information Hotline Contact us at this toll-free number if you have questions about a recall: 800-638-2772 (TTY 301-595-7054) Times: 8 a.m. – 5:30 p.m. ET; Messages can be left anytime Call to get product safety and other agency information and to report unsafe products. Media Contact Please use the phone numbers below for all media requests. Phone: 301-504-7908 Spanish: 301-504-7800 To reach out to Air Venturi, please submit form below or call: 888-256-3253
  39. 2 points
    Não tinha visto o valor de 6 mil, mas é isso mesmo, iria sugerir até esta faixa a Boito Urutu, inclusive temos um Grupo para o pessoal tirar as dúvidas sobre ela.
  40. 2 points
    Uma boa opção seria manter apenas um parafuso na parte inferior e inserir uma bucha de Noryl pra dar aperto entre o cano e o muzzle. Construí um desta forma tempos atrás e ficou bem firme:
  41. 2 points
    opa qq duvida pode me contatar ... tenho 2 cfx uma royal e uma polimero dessas gamo eu manjo um pouco haha mas realmente pelo preco cobrado deveriam ser melhores ... o controle de qualidade eh terrivel ! comprei ate hj 3 gamo as 3 tive problemas ... ferrugem... coronha ... dura pra armar ... alca de mira empenada ... folga na alca de mira ... coronha de madeira muito fina de um lado ... kkkkkk triste ... mas ai vc compra uma b19 e ve que a gamo eh "top" em comparacao kkkk ate vc comprar uma hw ... ai vc ve que qualidade tem preco e aqui no brasil o preco eh alto ...
  42. 2 points
    prezados. mais uma singela informação sobre tiro esportivo. Treinadores Tiro Esportivo CBTE.pdf
  43. 2 points
    Tristeza grande ao receber a noticia... “É tão estranho, os bons morrem jovens...” Legião Urbana Que o Deus o tenha e conforte o coração da família, vá em paz amigão!!!! Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
  44. 2 points
    Boa noite Srs, tomei a liberdade de compartilhar com vocês na íntegra um texto de autoria do Nelson L. de Faria sobre springers classe Magnum e precisão, afinal de contas essas belezinhas são totalmente incompreendidas na grande maioria das vezes. No texto que segue não tem uma única palavra minha, é um Ctrl+C / Ctrl+V direto da página no Nelson e pode ser conferida nesse link: https://www.facebook.com/Airgunner.br/posts/1885883481440384 SPRINGER MAGNUM E PRECISÃO Muitos comentam, talvez por desconhecimento ou por má interpretação, que carabinas de pressão por mola e pistão da classe Magnum não tem precisão. Não é verdade, pois existem várias springers dessa classe de potência que são bastante precisas. Mas, para que fique bem claro, precisamos explicar os seguintes pontos: Começamos esclarecendo o que são springers Magnum: Quanto à energia - a classificação Magnum é atribuída às armas de pressão por ação de mola e pistão que produzem energia maior do que 23 Joules (17 ft-lb) na boca do cano. Quanto à velocidade - para o calibre 4,5 mm, a velocidade aferida com chumbinhos de 7,7 grains (0,5 grama) está acima de 304 m/s (1000 fps); - para o calibre 5,5 mm, a velocidade aferida com chumbinhos de 15,43 grains (1,0 grama) está acima de 215 m/s (705 fps). Esclarecimentos quanto à precisão dessa classe de springers se fazem necessários principalmente quanto ao calibre 4,5 mm. Em função de a zona de turbulência para os projéteis estar acima de 90% da velocidade do som e este valor estar na faixa de velocidade mínima das springers Magnum calibre 4,5 mm com chumbinhos de 7,7 grains ou mais leves, é necessário que para este calibre se use sempre chumbinhos com peso maior do que 7,7 grains, sendo recomendados os de peso em torno de 10 grains, de modo a manter a velocidade abaixo de 305 m/s. Testes práticos com carabinas de mola e pistão (Springer) e também PCP comprovam que a melhor precisão das armas de pressão se obtém com velocidades abaixo de 290 m/s (950 fps). Portanto, springers Magnum são precisas quando a velocidade inicial do projétil permanece na faixa de velocidade abaixo de 305 m/s, sendo mais indicado não ultrapassar 290 m/s e a forma de obter isso é com o uso de chumbinhos de peso adequado. No entanto, existem outros fatores que interferem na precisão das carabinas de pressão Magnum, que é o excesso de potência, que no caso das springers não deve ultrapassar 35 Joules (26 ft-lb) para o calibre 5,5 mm e preferencialmente abaixo de 29 Joules (21 ft-lb) para o calibre 4,5 mm. Então, o primeiro passo ao escolher uma carabina de pressão Springer Magnum é evitar as que produzem velocidade e energia demasiadamente altas. Porém, existe também o fator chamado 'acuidade' que se refere ao controle da arma pelo Atirador, ou seja, o fator humano, pois, quanto maior for o recuo da arma, mais difícil será o seu controle. Em muitos casos é este fato que leva muitos a dizerem que Springer potente não é precisa. Outro ponto importante a ser avaliado é a engenharia da arma, visto que existem armas de mesma potência com recuos muito mais fortes e que além de prejudicarem os tiros, danificam lunetas e outros tipos de miras óticas. Uma observação quanto ao recuo é que ele é mais forte nas armas calibre 4,5 mm. O recuo excessivo ocorre sempre em armas com cilindros mais longos e com molas muito fortes e nesses casos a precisão pode ser prejudicada devido ao ponto que o chumbinho inicia o seu movimento no cano, devido à taxa de compressão. Além disso, algumas são tão extremas que o esforço para engatilhar é muito grande e, na minha opinião essas devem ser evitadas. Como ponto positivo, "Springers Magnum de qualidade" se destinam a tiros nos alcances acima de 50 metros sem necessitarem muita compensação da visada e os chumbinhos desviam menos em função do vento. Concluindo, a qualidade é fundamental e no caso das springers Magnum é imprescindível e as de alta qualidade agrupam 2 MOA e não danificam miras óticas. Atire para acertar! Nelson L. De Faria Gostaria também de recomendar as duas publicações do mesmo autor, ambas muito didáticas e ilustrativas sobre as carabinas de pressão e podem ser adquiridas com o próprio através de sua página no facebook. Forte abraço gurizada!!
  45. 2 points
    Dei um Up. Atualizei os arquivo. ☺️
  46. 2 points
    Este Kit a priori é para ser utilizado nas carabinas Fênix 400 / Fusion equipadas originalmente com o Gás RAM SMS de fábrica, cuja caixa de gatilho já vem pré-usinada. Agradecimentos ao Macedo e ao Evandro da Elite Airguns pelo envio do Kit Advanced Cometa Fênix / Fusion GR 7444 45 kgf Nota do autor: a posição relativa do paquímetro nas fotos é para mostrar o valor obtido e o local da medida. Não tendo por objetivo mostrar o modo correto de se obter as medidas (principalmente profundidades). Unboxing Embalagem blister Identificação do modelo do GR (nota-se a existência do anel de encosto) Identificação da aplicação Pasta G Comparativo com o GR SMS M455 Peso do GR SMS M455 (165g) Peso do GR Elite Airguns 7444 (128g) Peso do êmbolo original com a camisa da mola (216g) Peso do êmbolo Elite (202g) Nota: excelente solução, ao mesmo tempo que impede o giro do pistão (imprescindível para o funcionamento do sistema de engatilhamento), também elimina a possibilidade de raspagem da sapata da alavanca de armar (biela) no cilindro do gás ram. Arruela de Encosto (indispensável para as Cometas Fenix 400 e Fusion que tiveram o conjunto gatilho usinado pela fábrica) Xi ! Problemas ... (a semelhança do que ocorre com o Kit para a Cometa 220) diâmetro externo (19,11mm) Espessura da arruela (3,97mm) Diâmetro interno da arruela de encosto (12,06mm) Arruela de encosto posicionado no gás ram Gás Ram 7444 (45 kgf x 233,4mm) Comprimento da haste (106,46mm) Comprimento da câmara do gás ram (126,95mm) Diâmetro externo do êmbolo (25,04mm) O diâmetro interno do êmbolo (20,87mm) permite a introdução do GR SMS bem como o uso de Mola Helicoidal Instalação do êmbolo do Kit Fenix 400 Elite Airguns Aqui reside o problema. A "priori", o Kit deveria ser "plug & play", mas devido ao diâmetro externo ser maior que o diâmetro do furo da caixa de gatilho, será necessário retificar a arruela de encosto. Resumo da ópera: a arruela não encaixa no rebaixo da caixa de gatilho .... O Kit não é plug & play Limpeza do cilindro da carabina (câmara de compressão) com uso de tubo de PVC 1/2" e pano de limpeza (o pano é fixado com "silver tape", e depois enrolado e a sobra na ponta "embuchada" para dentro do tubo de PVC. Esqueça cabo de vassoura e papel toalha. Devido ao diâmetro externo da arruela de encosto ser ligeiramente superior ao diâmetro do furo da caixa de gatilho optamos por, temporariamente, instalar o êmbolo do Kit Elite Airguns com a mola helicoidal original. Para tal é necessário comprar uma caixa de gatilho original com o pino centralizador, uma mola helicoidal original e um contra peso (top hat) Contra peso Pré compressão Mola Helicoidal (43,58mm) Compressão final (curso do êmbolo - 97,46mm) Diâmetro interno do cilindro (25,75mm) Volume da câmara de compressão da Cometa New Fenix 400 - cilindro de 2,575 cm de diâmetro x 9,75 cm de altura -> Volume = 50,8 cm3 Houston we have a problem .... Como resolver este problema ? Proceda a retífica do diâmetro externo, gradativamente, sempre verificando o seu encaixe no rebaixo da caixa de gatilho Diâmetro externo compatível com o furo da caixa de gatilho Aviso: Muito cuidado com as tentativas de montar esta arruela através de "montagem por interferência". O material utilizado na caixa de gatilho é muito dútil e relativamente frágil quando comparado com o aço da arruela. Há risco de surgimento de fissuras e até rompimento com perda de material. Pronto, agora já podemos instalar o GR Elite Airguns na Cometa Fenix com a caixa de gatilho originalmente usinada de fábrica Na instalação do gás ram, o ressalto existente na parte traseira do cilindro deve ficar apoiada na arruela de encosto. A haste é centralizada através do seu encaixe em um furo existente no êmbolo do Kit Elite Airguns Agora basta inserir o gás ram com a haste voltada para o êmbolo e introduzir a caixa de gatilho tomando cuidado para que a trava não saia de seu posicionamento. Após inserir a caixa de gatilho, talvez seja necessário posicionar a carabina na posição vertical, com a caixa de gatilho voltada para baixo, de modo a facilitar a centralização do gás ram, tanto da sua haste dentro do êmbolo, quanto a câmara na arruela de encosto. Uma vez centralizado o gás ram, a "folga" equivalente a pré compressão será inferior a 2mm Medida da pré compressão (1,82mm) Após a instalação da coronha, bascule o cano. a carabina deve armar suavemente. Caso contrário, provavelmente o gás ram está descentralizado. Neste caso, retire a coronha e com o uso do compressor de molas, retire e inspecione o gás ram. Em seguida reinstale o gás ram de acordo com o procedimento descrito anteriormente. Estando o gás ram perfeitamente instalado, verifique o engatilhamento através da "janela" existente no cilindro da carabina e o funcionamento da trava de segurança. Sobre a instalação do Kit Elite Airguns para a Cometa Fenix 400 / Fusion é isso pessoal .... Vamos ao cronógrafo Chrony Test Fenix 400 MH original versus MH com êmbolo e retentor do Kit Advanced Chrony Test Kit Advanced Cometa Fênix / Fusion GR 7444 45 kgf Bônus: Chrony Test comparativo - Êmbolo e Retentor do Kit Advanced com Mola Helicoidal versus GR 7444 45 kgf chumbo Gamo PRO HUNTER Conclusões Prós: - elimina totalmente o atrito metal - metal durante o ato de armar a carabina (basculamento do cano que é a situação mais crítica devido a força da alavanca de armar que empurra o êmbolo contra as paredes do cilindro da carabina); - o êmbolo do Kit Advanced permite também o uso de mola helicoidal; - comparativamente com a solução empregada pela fábrica, o Kit Advanced diminui consideravelmente "a pancada" do êmbolo no fim de curso do disparo; - o basculamento do cano fica bem mais suave, fato constatado também com o uso de mola helicoidal. Contras: - não é totalmente plug & play, sendo necessário ajuste no diâmetro externo da arruela de encosto, para a instalação nas carabinas que vieram com gás ram de fábrica; - o retentor, assim como o original, possui uma pequena folga entre o alojamento da bucha o que ao longo do uso poderá implicar em perda da eficiência da vedação ("passagem de ar"). Resumo da ópera: - para quem não abre mão do uso de gás ram, devido ao cenário atual dos GR SMS, é imprescindível a instalação deste Kit Advanced; - vale a pena ? Sim ! Tanto que já encomendei o Kit Advanced Cometa Fênix / Fusion Ref: 7455 - 50 kgf para instalar na minha Fenix 400 5,5mm. Parabéns ao Evandro da Elite Airguns por atender aos anseios dos entusiastas das Cometas Fenix 400 e Fusion. A pergunta que não quer calar: Será que vem também um PA para a linha Cometa 220 ??? !!!! Cálculo da Energia Cinética proveniente do recuo da carabina Setup com Mola Helicoidal e Êmbolo Originais, caixa de gatilho adaptada (Snyper 7,40 grains) Peso da arma (W) = 3,307 kgf = 7,2906865 lbf Peso do projétil 0,177 (w) = 7,40 grains = 0,0010571 lbf Velocidade do projétil (v) = 996,1 fps = 303,6 m/s Energia proveniente do recuo da carabina Ec = 0,002363 ft.lbf Ec = 0,003203 Joules Setup Original de Fábrica gás ram Rossi SMS M455 série N – 55 kgf (Snyper 7,40 grains) Peso da arma (W) = 3,327 kgf = 7,334779 lbf Peso do projétil 0,177 (w) = 7,40 grains = 0,0010571 lbf Velocidade do projétil (v) = 978,4 fps = 298,2 m/s Energia proveniente do recuo da carabina Ec = 0,002266 ft.lbf Ec = 0,003072 Joules Kit Elite Advanced Fênix / Fusion gás ram 7444 – 45 kgf (Snyper 7,40 grains) Peso da arma (W) = 3,275 kgf = 7,2201386 lbf Peso do projétil 0,177 (w) = 7,40 grains = 0,0010571 lbf Velocidade do projétil (v) = 886,1 fps = 262,5 m/s Energia proveniente do recuo da carabina Ec = 0,001783 ft.lbf Ec = 0,002417 Joules Resumo: - diminuição de 24,5% na energia liberada pelo recuo da carabina com o Kit Advanced 45 kgf em relação ao Setup com Mola Helicoidal e Êmbolo Originais; - diminuição de 21,3% na energia liberada pelo recuo da carabina com o Kit Advanced 45 kgf em relação ao Setup Original com gás ram Rossi M455 - 55 kgf. Tópico reeditado de modo resumido, devido aos links das fotos postadas no 4shared terem perdido a validade Nota do autor: em relação ao tópico original foram suprimidas as fotos com detalhes de ferramentas, algumas medidas, desmontagem / montagem e verificação de segurança.
  47. 2 points
    NORICA DREAM HUNTER 4.5 TESTES TERMINADOS ( 10 mts, apoiado ) Fez ótimo conjunto com LUNETA 4X32 de testes. Arma muito precisa. Continuar amaciando , confirmar se o gatilho vai melhorando. O que chamou mais a atenção foi a melhora ACENTUADA do gatilho Pé de bola Limpar cano com frequência; é uma Norica. TIROS 1050 ASPECTO VISUAL Bonita, diferente PESO 3200 gramas PONTO DE EQULÍBRIO Pende muito para a frente, distante da proteção do gatilho ( no logotipo NORICA ) EMPUNHADURA Pende muito para a frente Telha meio cortante, estranha. DISTÂNCIA GATILHO-SOLEIRA ( L.O.P ) 38,0 cms PS: distância dedo gatilho-empunhadura é bem maior que a média. MIRAS ABERTAS Excelentes, mas alça dura para movimentos laterais. No início absurdos 35,0 kgs, vem diminuindo muito! PESO DO GATILHO Nem medí, horroroso Mas vem MELHORANDO acentuadamente TIPO DO GATILHO Tipo? rs Firmar no dedo, sem arranco, apertar progressivamente, com suporte do POLEGAR na traseira da coronha, e fazer FOLLOW-TROUGH( indispensável; nessa nem se fale ) RUÍDOS AO ARMAR Rangidos raspa leve ao alavancar RUÍDO DO TIRO Estampido elevado, mas vem diminuindo. VIBRAÇÃO DA MOLA E RECUO Vibração média, recuo horroroso Atenção: nítida melhora do recuo depois de mais ou menos 500 tiros ( mas principalmente do LASTRO de 400 grs. ). TIPOS DE EMPUNHADURAS Muito sensível! Pegada leve: mão de apoio com polegar no rumo do logotipo " NORICA ", apenas evitando "canting ". Arma quase sem encostar no ombro, apenas de levinho ou roçando. Com esses cuidados, é muito mais precisa que a maioria! CAÇADOR vai bem. POSIÇÃO DO POLEGAR Apoiado na traseira, se opondo ao dedo do gatilho. CHUMBINHOS CALIBRE 4.5: PARA LEMBRAR JSB EXACT EXPRESS COMETA EXPRESS RS A A FIELD JSB EXACT HEAVY TECHNOGUN VETOR ROSSI AZUL GAMO PRO MATCH JSB EXACT ORIGINAL RWS SUPERDOME RIFLE PREMIUM ROUND H&N BARACUDA MATCH RIFLE PREMIUM FLAT HEAD TECHNOGUN STRIKE GAMO MATCH PARA ESQUECER AA FIELD HEAVY H&N FINALE MATCH H&N FTT: 4.52 JSB EXACT MONSTER GAMO PRO HUNTER MAGIC BULLET ( mai$ em conta ) TECHNOGUN VETOR TECHNOGUN STRIKE DE BOM PRECISÃO MIRAS DE RUIM Gatilho Pesada para armar Recuo A SER MELHORADO Recuo : melhorou muito com lastro Gatilho ( com uso? ) OBSERVAÇÕES FINAIS Está ótima! Candidata ao TUNING ( encamisamento ) ou G.R. Atirar com arma bem SOLTA ( caçador clássica melhor que artillary, no MEU CASO ). 2017 Continua muito boa. Menos dura para armar. Atirar mais para gatilho melhorar . Macete: apertar gatilho durão no terço final, muito melhor. 45 pontos possíveis ( pontuação de 1 a 5 ) 1.Gatilho 2 2.Miras 5 3.Qualidade de construção 4 4.Ergonomia 4 5.Facilidade de utilização 4 6.Energia 5 7.Dimensões e peso 4 8.Design 5 9.Valor 4 Classificação final: 37 de 45 pontos.
  48. 2 points
    Tenho uma AT44 monoshot e já atirei com as Hatsan Flash (inclusive fiz review no meu canal) e tb flashpup (estou com as duas que vc mandou o link para review). As AT44 são ótimas mas são grandalhonas, muito boas para atirar apoiado mas desengonçadas para atirar em pé sem apoio, mesmo trocando a coronha por uma bullpup. Já as Flashpup são super compactas e muiiiiiito melhores para atirar em pé sem apoio ... Mas não tão boas para tiro apoiado. Particularmente gosto mais dos ferrolhos tipo mauser (como das Flashpup) do que alavanca lareral (tipo AT44). Acho mais práticas e eficientes para armar. Em termos de precisão todas são excelentes.
  49. 2 points
    Na montagem e desmontagem sucessivas das carabinas para tunnings e teste, no afã de eliminar a folga da carabina na coronha, acabamos exercendo um torque excessivo nos parafusos e mesmo com as arruelas dentadas ou planas, resulta em danos nos furos existentes na coronha. Segue uma dica para minimizar este efeito. Usar anéis de borracha e na montagem final também trava rosca. O uso de anéis de borracha nos parafusos já era utilizado na Venerável El Gamo 68 modelo Paratrooper que possuem o "frame da coronha" em material metálico. Finalmente chegaram os O'rings da série 21XX (maior seção, os anteriores eram 20XX) para os parafusos da coronha Parafusos da coronha da Gamo Big CAT - parafuso do guarda mato - 6mm 2106 - parafusos da telha - 5mm 2105 Parafusos com os O'rings Os parafusos da Gamo Big CAT possuem a cabeça "dentada" na parte de dentro, o que desgasta o furo na coronha com os apertos sucessivos. Parafusos da coronha da CBC JADE + - parafuso do guarda mato - 6mm 2107 - parafusos da telha - 6mm 2107 Parafusos com os O'rings Telha Guarda mato CBC B19S - parafuso do guarda mato - 6mm 2106 - parafusos da telha - 5mm - parafusos com O'rings Telha Guarda mato Recomendo ler o tópico Catálogo de O'rings Dimensões e Aplicações http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php/topic/9395-catalogo-de-orings-dimensoes-e-aplicacoes/?hl=dimens%F5es Disponíveis no site Hidraumatic http://www.hmpneumatica.com.br/default/vedacao/fio-21xx-262-mm.html
  50. 2 points
    Então vou ajudar. Melhor custo x benefício atualmente de PCP que dá conta dos 100 metros bonito ... Hatsan Flash.






























Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear



×
×
  • Create New...

Important Information


luneta-rossi-gold-crown-4x32-com-paralax-D_NQ_NP_868361-MLB31851222901_082019-F.jpg