Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

All Activity

This stream auto-updates     

  1. Past hour
  2. nao tenho fotos vou tirar na prox vez que atirar ... pra foto melhor por um papelao atras pra furar bonitinho dai eu posto ... nao tenho paquimetro mas vou tentar por alguma moeda do lado
  3. Numa escala numismática, qual seria o agrupamento obtido ? Se tiver fotos, poderia postar ?
  4. hahah concordo ... queria saber mais por curiosidade ... pois como ainda nao sou um bom atirador de 10 metros MA queria saber se uma vo mais alta ajudaria pois nao domino muito bem o follow through ... creio que ajudaria a melhorar a performace ... mas pensando por outro lado ... atirar bem com uma carabina de VO baixa me faria um melhor atirador futuramente com carabinas de VO mais alta ... fiz essa pergunta nun momento de frustracao ... tava apanhando pro alvo .. mas agora estou conseguindo estabilizar melhor e melhoraram bastante os agrupamentos atirando em pe ... fiz essa pergunta porque vai que derrepente realmente existe uma VO ideal indicada para essa modalidade neh ... perguntar nao custa nada hahaha
  5. Se os tiros estiverem "cortando" bem o alvo (furo com borda bem definida), então não há o que se preocupar com esta velocidade.
  6. O chumbo usado foi o rifle Premium flat Head ... 8.18grains ...Essa carabina agrupa bem com esse chumbo mais ainda com o rifle barato ... Por isso nen testei com Air arms... Hn e jsb ...
  7. Today
  8. Em Julho de 2013, adquiri estes padronizadores que foram desenvolvidos pelo André Lazarini Segue teste efetuado com padronizador de chumbos 5,5mm Equipamentos utilizados - Cronógrafo Prochrono Digital Shooting Chrony Indoor Shooting Light Fixture Home Made - Balança de precisão 20 gramas Fundo de escala x resolução Giga de Teste para calibre 5,5mm Padronizador de Chumbo 5,5mm Carabina Cometa Fênix 400 5,5mm Nota do autor: originalmente esta carabina era equipada de fábrica com Gás Ram SMS Airguns M455 e foi reconvertida para Mola Helicoidal Original. Além disso, foi retirada a camisa de mola (metálica) e substituído o retentor original por um retentor de PU QUICKshot (linha antiga). A retirada da camisa metálica tem como efeito colateral a raspagem da sapata da alanca de armar (biela) contra a mola helicoidal, por ocasião do basculamento do cano para engatilhamento da carabina. Chumbo Rifle Premium Series Round 5,5mm Padronizador 5,5mm (Azul) Cilindro padronizador, pino de ação para padronizar o chumbo, base receptáculo para receber os chumbo padronizados A seta indica o lado do padronizador onde o chumbo deve ser inserido Lado da saída do chumbo O Padronizador fica instalado em cima do copo Uso do Padronizador Chumbo Não Padronizado (Normal) Chumbo Padronizado - neste lote de chumbo (Rifle Premium Series Round), a padronização ocorreu apenas no diâmetro do saia | Nota do autor: recomendo padronizar apenas a quantidade de chumbos que serão utilizados a curto prazo. Não é recomendável padronizar deixar armazenados os chumbos padronizados (sem previsão de uso por longo tempo). Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Pesagem dos chumbos Fator de correção com uso do peso padrão 10 gramas Fator de Correção = Peso Padrão Lido (9,988 gramas) / Peso Padrão Nominal (10 gramas) Peso do Chumbo Normal (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Normal Corrigido = (Peso Total Amostras Normal x Fator de correção) / 10 Peso do Chumbo Padronizado (10 amostras aleatórias) Peso do Chumbo Padronizado Corrigido = (Peso Total Amostras Padronizadas x Fator de correção) / 10 Chrony Test - Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Quadro Resumo - Chumbo Normal versus Chumbo Padronizado Tópico em Coming Soon
  9. CANHÃO COREANO ----- Vamos passar a repetir os Relatos dos mateiros , em missão humanitária no Picadão , de forma mais rápida e concisa . Recebemos Relato , algo confuso , dos mateiros com a apreciação deles sobre a Copa do Mundo de Futebol Feminino , no caso sobre as participantes . CORÉIA ... Sê bêsta sô . inté se parece que eles mandaram um canhão coreano carregado com muié feia e que quando ele deu o tiro , espaiou aquele bando de muié no campo . Muitas se pareciam-se mais com os Ninjas do que com elas mesmas . Tinha de todos gostos , gosto dos que gostam daquele tipo de estrutura . A cara ainda dá pra tampá cum pano , mas cumé que ocê vai escapá dos bico de chaleira^É muito arriscado . A maioria delas , destacadas pela imagem de uma dirigente , tinha os cabelo rapados inté o meio da cabeça , ingual aqueles japoneis louco que aparece nos filme segurano uma espadona mais amolada di que navaia . Você enfrentaria ?" Sem ser numa mão de onze ?
  10. Qual foi o chumbo utilizado: Marca, tipo e peso ?! Testou o agrupamento ?
  11. Eu não pratico a modalidade 10m, mas imaginando que o alvo é de papel, se estiver agrupando isso que importa
  12. Ola Doijaoo Eu acredito que a velocidade da sua carabina possa subir ainda com o uso, conforme a bucha for amaciando e for se acomodando vc poderá perceber um certo incremento de velocidade. Agora com relação com a sua pergunta eu não saberia lhe dizer se 430fps é pouco para os 10 metros oq eu sei é que quanto menor a velocidade da carabina maior será o tempo de permanencia do chumbo no cano da carabina dada a baixa velocidade e assim maior interferência do atirador nos resultados do tiro...pois os movimentos do atirador terão maior influencia.
  13. Fico na fila . Já vendeu ?

     

  14. Yesterday
  15. Achei um vídeo em que o autor fala que o chumbo de bateria não deve ser utilizado para projéteis, que deve ser descartado por causa da contaminação do ácido: Por volta de 4 minutos e 30 segundos na linha do tempo do vídeo. Outro detalhe observado é que as minhas ferramentas metálicas utilizadas para abrir a bateria se enferrujaram ou entraram em estado de corrosão nas áreas que entraram em contato com o ácido, por lógica dedutiva, sem amparo científico, posso deduzir que mesmo submetendo ao calor derretendo, parte do ácido não vai evaporar, o que evapora é a água então, a liga de chumbo de bateria derretido vai conter alguma coisa ácida e em decorrência do disparo, no passar pelo raiamento do cano deixando resíduos, vai provocar alguma corrosão a longo prazo se não for devidamente limpo, mera teoria especulativa que pretendo por à prova algum dia.
  16. Comprei no MercadoLivre por R$ 198,90 com o frete para SP e o vendedor disse tudo bem para comentar sobre a compra aqui no Fórum: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1251317556-forma-de-chumbinho-5560-obs-faz-ponta-oca-e-ogival-_JM?quantity=1#redirectedFromSimilar Anúncio do Junior M, para quem se interessar o Whats dele está em alguma parte neste tópico: Ele enviou um vídeo tutorial demonstrativo mas, não tem um link de publicação, esta é a foto da prensa que ele está usando agora e que lhe custou R$ 80,00, ele recomendou que o resultado é melhor por prensagem do que por marteladas. Pelo que vi na internet o macaco utilizado é de 2 toneladas e existem outros modelos de 4 e de 5 toneladas. Já a barra de metal eu desconheço as medidas. Minha intenção era adaptar para a prensa de ilhós, igual a utilizada no kit da CO2 Brasil. No vídeo demonstrativo só mostra os chumbos já cortados e preparados para a forma, não mostra detalhes de medidas do chumbo e tamanho do corte. Eu comprei na loja A Pesca na galeria entre a Rua Cásper libero e Brigadeiro Tobias no centro de SP um quilo de chumbo tipo prego por R$ 20,00 que pela medida a olho nú numa régua pareciam ter 5 mm mas, na realidade, ao chegar em casa e medir no paquímetro deu 6,5mm : Quando tentei encaixar, deu esta dificuldade: A parte mais fina é a parte que consegui enfiar no buraco após dar umas marretadas, o tamanho da medida do chumbo que deve ser o certo pode ser de 5mm ou de 4mm, ainda preciso encontrar estas medidas para testar e encontrar o tamanho ideal de trabalho. O preço do quilo de chumbo varia muito de um lugar para outro, o mais barato que encontrei foi na loja ao lado do Stand de tiro da Rua São João no centro de SP, de R$ 20,00 por R$ 18,00 o quilo no dinheiro entretanto, não tinha a medida que queria pronta e achei que não compensaria o esforço de derreter e moldar. O mais caro foi R$ 32,80 também em alguma loja no centro de SP. Pesquisei só por chumbos de pesca e ignorei outras alternativas como chumbo usado ou reciclado de stand de tiro, lojas de balanceamento de pneus (não vendem, o fornecedor recolhe e recicla) ou ferros velhos. Na internet existem muitos anúncios. Na parte de cortar o chumbo, o tópico mencionado acima mostra uma tesoura de poda adaptada com uma chapa limitadora, eu comprei uma e usei para cortar sem problemas, não é difícil e não precisa de muita força: Falta fazer o limitador, que deve ser uma chapa de metal com um furo em rosca para regular no parafuso de mesma medida e mais comprido que substitui o original. Também usei um cortador de fio que corta igualmente sem dificuldades: Segue abaixo imagem das embalagens para referência: A tesoura eu comprei na Agropinhalzinho que fica no centro de Pinhalzinho/SP em frente ao Supermercado União e o alicate na Leroy Merlin por R$ 30,90. A Tesoura de poda tem em muitos lugares com preços médios de R$ 30,00 e o alicate de corte eu só achei na Leroy mesmo. Também cortei o chumbo usando um martelo batendo em uma faca apoiando na madeira, ou um formão e com mais dificuldade uma espátula afiada. Outros alicates com a função de corte serviram perfeitamente. No caso das turquesas eu vejo uma limitação para o tamanho de corte. Ainda deu para serrar com um esforço maior. Enfim, cortar é fácil, o difícil por enquanto é achar um padrão de cortar no mesmo tamanho padronizado. Se observarem nos detalhes das fotos acima, cada ferramenta utilizada para cortar produz uma deformação característica no chumbo, o corte não é reto e certinho e para lidar com isso parece que a melhor medida é cortar a ponta inicial do chumbo para o corte ficar no mesmo padrão da ferramenta a ser utilizada, para então, fazer o próximo corte do chumbo no padrão estabelecido, assim, as duas pontas terão o mesmo padrão de corte e possivelmente as peças terão pesos e tamanhos parecidos com poucas variações. Outro detalhe a não se utilizar um limitador de tamanho corte, eu usei marcas de caneta medidas em uma régua e fiz os cortes em cima da marca, até que pareceu ficar bem na inspeção visual mas, ainda preciso medir as peças com um paquímetro e com uma balança, tarefa a ser realizada no futuro. A forma chegou embalada em plástico e lubrificada com algo cheirando a WD40, novinha, sem marcas de uso e com um aviso de cuidado para não deixar a ponteira cair ao chão. Agora entrando na utilização da forma em si, que é esta: Sendo que a chave Allen ou Harlen não foi fornecida e utilizei uma de 3 mm com um pouco de folga, ela serve para posicionar um parafuso de regulagem de tamanho do chumbinho: Como na foto acima do conjunto todo desmontado, o parafuso posicionado mais acima ou mais abaixo regula a posição do pino e consequentemente o tamanho do projétil, também no detalhe, se mostram os dois pinos que vieram, um de ponta oca e outro ogival. Mais detalhes da parte interna, aonde o chumbo é forçado a tomar sua forma, primeiro com a ponta oca posicionada no interior e o pino da saia do lado de fora: E agora com a ponta ogival e o pino da saia posicionado do lado de dentro: Se puderem notar, ficaram as marcas de corte da saia do chumbo utilizando um estilete, eu cortei como se estivesse descascando uma laranja, diferente do mostrado no vídeo instrução que é um corte seco e único. A prensagem é mais ou menos assim: O chumbo fica entre o pino de moldar a ponta e o pino de moldar a saia, separado fica assim: Procurei deixar as peças alinhadas com a posição original para melhor compreensão. Uma dificuldade que encontrei é que os pinos de moldar as cabeças devem ser tipo cônicos, ou seja, só entram por um lado e numa posição, não tem como inverter e não saem pelo outro lado. Não sei dizer se isso é uma dificuldade ou apenas uma particularidade do projeto, justamente para evitar erros ao inverter a montagem das peças. Achei muito frágil o sistema de regulagem de tamanho por parafuso, tenho a impressão de que com o tempo e uso a rosca vai espanar, eu particularmente eliminaria a rosca de regulagem e usaria pinos maiores ou menores conforme o tamanho desejado. Pensei em utilizar fita veda rosca para deixar o parafuso com menos folga e mais firme. Lembrando que sou um aventureiro no assunto e ainda estou aprendendo com tentativas e erros, não sou especialista, expert ou alguém que domina o assunto, apenas tenho a vontade de aprender e me divertir. Observando melhor a rosca do parafuso de regulagem, ele só entra e sai pelo lado de dentro que tem rosca e não entra ou sai pelo lado de fora que não tem rosca. Rosqueando ele até o fim e posicionando o pino de formar a cabeça no máximo, dá para dar duas voltas e meia até o parafuso atingir o pino e começar a empurra-lo, de forma a diminuir o tamanho do projétil, com cinco voltas vai até o fim e começa a sair para fora. Como não estava dando certo as primeiras moldagens devido ao tamanho errado de chumbo utilizado, resolvi brincar com chumbos cal. 4,5mm usados, juntei três e prensei obtendo meu primeiro chumbo monstro: Interessante, fiquei imaginando se ao disparar os chumbos vão se separar ou não antes de atingir o alvo. Outra curiosidade foi prensar uma esfera de chumbo 4,5mm que se transformou em uma concha: Isso me leva a crer que vai ser moleza moldar com uma esfera de aço na ponta. Não esperava que fosse me divertir tanto com esta brincadeira, após algumas horas de tentativas, erros e fracassos tentando pegar o jeito de fazer minhas próprias munições, consegui meus primeiros resultados: Na foto tem em baixo o chumbo que comprei errado, da direita para a esquerda o corte dele em peça de um centímetro, depois a tentativa de prensa mal sucedida, o erro que cometi aqui foi não ter posicionado primeiramente na cavidade aonde está o pino de moldar a cabeça, dar umas pauladas e depois posicionar o restante do conjunto para finalmente prensar tudo. Como a medida estava errada eu fui desbastando, cortando e moldando no alicate até chegar no tamanho de entrar e moldar meus primeiros chumbos. Outros detalhes ainda serão trabalhados: Acabamento de saia e falhas na ponta: Ainda está sendo difícil acertar dois tamanhos iguais mas, eu chego lá algum dia. Já na parte da medida do calibre, parece estar tudo certo por enquanto, já que falta passar num gabarito ou moldador de chumbo e ainda realizar os disparos. Até agora não usei prensa, fiz tudo na base do martelo e a cabeça do pino da saia já está ficando deformada igual a cabeça de ferramenta de pedreiro para quebrar pisos e paredes na marretada. Outras observações; Obtive melhores resultados com leve lubrificação a óleo do que a seco. Limalhas ou restos de chumbo influem no desempenho ou exatidão, creio que uma escova de aço prata deve ser um bom acessório para eventual limpeza, a dourada deve deixar acabamento amarelado aonde raspar. A sequência de fabricação, pelo que entendi, deve ser assim: 1- Separar os chumbos cortados. 2- Colocar o chumbo na cavidade e martelar de leve para entrar. 3- Fechar o conjunto e prensar. 4- Abrir e remover o excesso de chumbo da saia com um corte seco. 5- Prensar de novo. 6- Abrir o conjunto, empurrar o pino para soltar o chumbo e pronto! Se bem que acredito que ainda não deve ser levado direto a boca da carabina, sem antes passar por um padronizador ou desamassador de chumbinho, ou ainda submetido a algum processo de eletrólise ou coisa parecida para depositar em suas paredes algo que não grude ou se deposite no raiamento do cano.
  17. Obrigado....a configuração dela é exatamente a mesma que praticamente todos a usam ou seja: -GR de 40kg -Pistão aliviado ( uso 1 um pouco mais leve que o vendido pelos fabricantes nacionais, essa ficou com um de 86 gramas). -Bucha PU -Gatilho original (troquei a mola por uma com o arame mais fino e parafuso que regula o segundo estagio). -Lubrificação interna apenas com graxa de silicone (credito para Andre Karolaza). -V0 230 a 232ms -Chumbo AA Diábolo Field 8,44
  18. Para pagamento imediato no valor de R$21,00 + centavos. Valendo 7 números da rifa da Vector Capricorn. Façam suas reservas: 0 Adilson PAGO 1 Mbonfim PAGO 2 Leandro Leite 3 Leandro Leite 4 Mario Kubo PAGO 5 Mbonfim PAGO 6 Cristian 7 Luis Vasconcelos 8 Coca PAGO 9 Mbonfim PAGO Para sorteio dia 19/06/2019 pelo último número do 1º Prêmio da Loteria Federal, se confirmados todos os pagamentos. Assim que forem feitas as reservas, já deverão serem feitos os depósitos conforme contas abaixo: ITAU (341) AG. 7433 C/C. 11970-3 Eduardo de Macedo CAIXA (104) AG. 1875 Conta Poupanca: 16214-3 OP 013 Eduardo de Macedo Bradesco AG 1472 Conta Poupanca: 1003661-5 Eduardo Macedo. Banco do Brasil (001) AG.5362-7 C/C.6.420-3 Michele Daiane Cardoso
  19. ITAU (341) AG. 7433 C/C. 11970-3 Eduardo de Macedo CAIXA (104) AG. 1875 Conta Poupanca: 16214-3 OP 013 Eduardo de Macedo Bradesco AG 1472 Conta Poupanca: 1003661-5 Eduardo Macedo. Banco do Brasil (001) AG.5362-7 C/C.6.420-3 Michele Daiane Cardoso Pagamentos com cartão de crédito através do PICPAY para o usuário @edmacedo Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.picpay IOS: https://itunes.apple.com/br/app/picpay-app-de-pagamentos/id561524792?mt=8
  20. 58 RAPIDINHA 3 62 RAPIDINHA 3 64 RAPIDINHA 3 67 RAPIDINHA 3 78 RAPIDINHA 3 81 RAPIDINHA 3 85 RAPIDINHA 3
  1. Load more activity






























Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear



×
×
  • Create New...