Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada
Eduardo Macedo

MOLA A GÁS - FORÇA DE COMPRESSÃO

Posts Recomendados

MOLA A GÁS - FORÇA DE COMPRESSÃO

Eu já escrevi sobre a força de compressão das molas a gás algumas vezes, mas neste texto escreverei como resposta a alguns questionamentos que alguns colegas atiradores me fizeram.

Dentre as perguntas, uma que chama a atenção é: "Por que a Gamo utiliza mola a gás de 55 kgf ou 60 kgf e a energia de uma carabina Gamo é igual à energia de carabinas equipadas com molas nacionais de 45 kgf?

No meu texto anterior sobre molas a gás eu explico sobre o rebatimento e o recuo e estes são dois fatores importantes no projeto das molas em geral.

Mas, respondendo à pergunta, nem a Gamo, nem nenhum outro fabricante de armas de pressão diz qual é a força de suas molas, contudo, independentemente disso, a explicação está no comprimento total da mola a gás.
As molas IGT da Gamo são dimensionadas para as carabinas Gamo e não para uso geral.

Quando alguns fabricantes de molas a gás as fabricam para uso em armas de pressão de marcas diferentes, eles as fazem mais compridas para se adaptarem aos diferentes comprimentos de cilindro.

A força de compressão geralmente é medida com a haste comprimida em 10 mm, assim, a força de compressão anunciada se refere à mola com a haste comprimida neste curso.

No entanto, quanto mais se comprime a mola a gás, maior a força de compressão se torna e, se a haste for mais longa, a mola será instalada na arma de pressão com força bem maior do que a força anunciada, pois, ela estará comprimida com mais do que os 10 mm adotados para a medição e classificação da força inicial de compressão.

Isso faz com que molas de mesmas dimensões e mesma carga inicial apresentem desempenhos diferentes em armas diferentes. Com isso, fica muito difícil indicar qual será a energia real produzida pela arma.

Por esses motivos que os fabricantes de armas de pressão nunca divulgam a força de suas molas, mas a energia de suas armas, apesar de muitos não informarem valores reais.

Minha opinião continua sendo que a força de compressão da mola não é o fator preponderante e, quando compramos uma arma de pressão não nos interessa a força de compressão da mola, mas a potência ou a velocidade que obteremos com determinados chumbos.

Resumindo, o que realmente interessa é a energia mínima produzida pela arma em Joules.

Atire para acertar!

FONTE e Autorização FÓRUM CA: Nelson L. De Faria 

image.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×
×
  • Criar Novo...