Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada
Pincipi

Pistola AR+ S400 do mercadolivre para peças

Posts Recomendados

53 minutos atrás, Jonas bitencourt disse:

Amigo as panes que minha s400 apresentava era a peça 42 que escapava vazando o ar na hora de armar.  Com uma lima fiz algumas modificacao e resolvel o poblema. A questao do pistao deixei perdo do furinho de entrada de ar asim ela fico bem mais pessada pra armar e nao disparo entao troquei a mola 48 por uma mais forte ai ela disparo super forte fico mais forte um pouco que a ar+s9 que tenho aki 

Obrigado por compartilhar.

Só para conferir, atrás da sua peça 42 tinha uma arruela? Fiquei curioso em saber o porque dela estar escapando na hora de armar.

Essa mola 48 é a mais forte que tem na arma, eu pensei em forçar ela no sentido contrário para ver se conseguia mais força mas, não fiz nada e nem sei como conseguir outra para trocar. Qual mola usou para fazer a troca?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Pincipi disse:

Obrigado por compartilhar.

Só para conferir, atrás da sua peça 42 tinha uma arruela? Fiquei curioso em saber o porque dela estar escapando na hora de armar.

Essa mola 48 é a mais forte que tem na arma, eu pensei em forçar ela no sentido contrário para ver se conseguia mais força mas, não fiz nada e nem sei como conseguir outra para trocar. Qual mola usou para fazer a troca?

Sobre essa mola 48, vi num vídeo a montagem dela quase formando um "U". Comprei uma e essa mola estava a 90 graus de compressão. Talvez isso possa fazer muita diferença.

De fato a pistola mais sopra do que dispara. À propósito alguém comparou ela e à beeman ?

PS. procurei o vídeo e não consegui encontrá-lo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 05/03/2018 em 14:39, Pincipi disse:

Obrigado por compartilhar.

Só para conferir, atrás da sua peça 42 tinha uma arruela? Fiquei curioso em saber o porque dela estar escapando na hora de armar.

Essa mola 48 é a mais forte que tem na arma, eu pensei em forçar ela no sentido contrário para ver se conseguia mais força mas, não fiz nada e nem sei como conseguir outra para trocar. Qual mola usou para fazer a troca?

Usei a mola da beeman p17 apesar de serem a mesma mola a da beeman e mais forte 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Atras da peça 42 tem aruela. E pra manter alinhada a peça 42 com as laminas da bomba ,nao sei se ja reparo de o defeito dela nao armar esta na lamina do meio da bomba 

1520454275144208579826.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos fiz a peça 42 com um pedaco de ferro fiz ela um pouco maior que a original antes ele so pegava a pontinha por isso escapava olha agora como ficou na foto 

1520466200422-317485405.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Jonas bitencourt disse:

A primeira foi a que fiz resolvido o poblema dela escapar as vezes

1520466266125-1531906250.jpg

Muito bom, fiquei curioso para entender porque estava escapando, fiz uma montagem:

5aa08be0cee2e_pea42.thumb.jpg.54ded9b206123de3427c423749ea25e3.jpg

A figura em branco é do manual da Beeman P17, a do meio é a peça que fez e a da direita é a original da S400 só que numa visão invertida em relação à encaixar no corpo da arma.

Tem como abrir a figura no paint e desenhar ou destacar a parte dela que fez maior?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, Pincipi disse:

Muito bom, fiquei curioso para entender porque estava escapando, fiz uma montagem:

5aa08be0cee2e_pea42.thumb.jpg.54ded9b206123de3427c423749ea25e3.jpg

A figura em branco é do manual da Beeman P17, a do meio é a peça que fez e a da direita é a original da S400 só que numa visão invertida em relação à encaixar no corpo da arma.

Tem como abrir a figura no paint e desenhar ou destacar a parte dela que fez maior?

 

1520523530524.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 07/03/2018 em 22:07, Pincipi disse:

Muito bom, fiquei curioso para entender porque estava escapando, fiz uma montagem:

5aa08be0cee2e_pea42.thumb.jpg.54ded9b206123de3427c423749ea25e3.jpg

A figura em branco é do manual da Beeman P17, a do meio é a peça que fez e a da direita é a original da S400 só que numa visão invertida em relação à encaixar no corpo da arma.

Tem como abrir a figura no paint e desenhar ou destacar a parte dela que fez maior?

Jonas, como disse o Pincipi, poderia por uma peça sobre a outra (original e a que fez) e destacar quanto foi o aumento do tamanho ?

A minha não esta engatilhando e quando o faz dispara antes que se destrave a mesma. Sua solução vai ajudar e muito.

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Comprei mais uma, veio com o seguinte número de série:

numeroserie.jpg.0ef4196a4abaa33ebd10c910175f97db.jpg

Esta aqui deu sorte, não tinha nenhum dos defeitos que apareceram na anterior, veio funcionando normalmente, exceto que o chumbinho não saia, só saiu depois do sexto disparo.

Teve um detalhe que passou desapercebido até agora, na hora de colocar o chumbinho no cano, não dá para colocar apenas empurrando com o dedo, tenho que utilizar algo para conseguir empurrar para dentro, enquanto que em outras armas que tenho isso não ocorre, dá para colocar o chumbinho apenas empurrando com a ponta do dedo.

Observando de perto o cano desta:

canoponta.jpg.2be87381cfbe97149fe42e8f3270a09f.jpg

Tive a impressão de haver alguma rebarba que dificulta a entrada do chumbinho, comparando com o outro cano não havia nenhuma diferença, nos dois ocorria o mesmo fato do chumbinho entrar com dificuldade.

Resolvi partir para uma experiência; na primeira fase coloquei os chumbinhos forçados de forma normal, no disparo o chumbinho não saiu.

Na segunda fase coloquei de modo a entrar como descrito anteriormente, bem mais acima no post, vencendo toda a resistência e estando todo o chumbinho na área do raiamento, também no disparo o chumbinho não saiu.

Na terceira fase eu forcei a passagem do chumbinho em todo o trajeto do cano até sair do outro lado, empurrando com uma vareta, veja a imagem do antes:

antes.thumb.jpg.d9cd69323bc1056a51aab4b61ab76393.jpg

Na esquerda o chumbinho Diabolô Snyper da Tecsul, o mais barato desta categoria, cerca de R$ 6,00 a caixa de 250 e na direita o chumbinho Tupy da empresa que fica no município de Pinhalzinho/SP, não consigo lembrar o nome agora, também o chumbinho mais barato desta outra categoria, cerca de R$ 3,00 a caixa de 250.

Agora a imagem dos chumbinhos após serem passados à força pelo cano:

depois.thumb.jpg.f6dd53fe881920013a4672f5f048f31c.jpg

Após este processo e os chumbinhos terem sido recolocados no cano, sem dificuldade, entraram normalmente com o simples empurrar da ponta do dedo, sendo que saíram normalmente no disparo, repeti o processo várias vezes com outros chumbinhos e não falhou um disparo, veja a imagem de como ficam depois do disparo e se chocando contra madeira macia:

apostiro.thumb.jpg.9bab757389cb823f732590d456b55116.jpg

A deformação não é muito grande e provocam um amassado de um ou dois milímetros de profundidade.

Isso aconteceu nas duas armas que comprei.

Conclusões lógicas a que cheguei:

1- a pressão é fraca, não é o suficiente, além do que também concorre um estrangulamento na entrada do cano que dificulta a passagem do chumbinho.

2- "gabaritar" o chumbinho resolve o problema, só que é muito trabalhoso então, porque não gabaritar o cano?

O primeiro pensamento é alargar a entrada do cano de forma a possibilitar que o chumbinho entre com facilidade, procedimento que acho perigoso porque se alargar muito, a pressão do ar vai passar em volta do chumbo sem conseguir empurrar ele e depois disso não tem mais volta, não vai dar para deixar o cano mais justo.

Decidi que vou trabalhar nesta frente agora, vou estudar bem o assunto e publico minhas conclusões assim que possível.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pensando na forma de trabalho, com o cano montado na arma não dá, tem que remover.

Anotar a posição da rosca de regulagem:

5aa96cba06529_posiodarosca.jpg.1eb48f09a0904d0d931ef2545b50e350.jpg

Riscar o cano nas extremidades da chapa de prender para se ter um noção da posição original:

5aa96cd6d6c2a_riscarposiodocano.jpg.150ed1e83426406501d6b26720a256dd.jpg

Soltar os parafusos, tirar a placa e o cano fica solto:

canoriscado.thumb.jpg.c1c289d4851772b70463129547f9af08.jpg

Ai deu para ver o estrago, tem rebarba mesmo:

rebarbas.jpg.03ce0730056ca80b2de1c31dce453715.jpg

Numa representação por esquema, seria algo assim o que eu vejo aqui bem de perto:

esquema.jpg.6ddab0f5cb66204cc3c561b8264b0ac6.jpg

Utilizei lima pequena nos pontos específicos, depois enrolei um pedaço de lixa de ferro fina (graduação 600) na lima e fui girando dentro do cano, esta parte do trabalho tudo bem molhado com àgua, colocava um chumbinho e sentia a resistência, lixava mais um pouco e sentia a resistência, até que passaram a encaixar com facilidade, com um simples apertar da ponta do dedo.

Depois ficou assim:

Depoisdefeito.jpg.d4aa7b0d8a8bd58f895cf9345019b681.jpg

Meio ovalado o serviço mas, não sou torneiro mecânico, só estou tentando quebrar o galho.

Depois de montado novos testes e vários disparos com o chumbinho Snyper saíram sem prender um sequer no cano, já com o Tupy, a cada dez, quatro não saíam, pude notar que os que estavam travando no cano eram mais grossos, a qualidade do Tupy é muito duvidosa, tem muita variação de peso e de tamanho.

Conclusão final: a pistola continua fraca mas, está gabaritada para trabalhar com chumbinhos Diabolô Snyper.

Vou trabalhar agora na outra S400, ver de perto se tem o mesmo problema.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O problema da outra era sujeira e restos de chumbo, limpei com um pano embebido no óleo de motor, raspei os restos de chumbo com uma agulha e depois dei uma polida com um chumaço de estopa embebido em Kaol. No quesito de encaixar o chumbinho com um simples apertar da ponta do dedo e não falhar nenhum disparo com chumbinho Diabolô Snyper, ambas estão aprovadas. No quesito chumbinho Tupy a primeira S400 não para nenhum no cano, enquanto que na segunda S400, alguns chumbinhos travam e ficam no cano, justamente os mais largos.

Outra comparação: a primeira s400 penetra três milímetros na madeira macia e a segunda penetra dois milímetros.

Tem alguma coisa na primeira que está dando mais potência, pode ser os anéis de borracha, pode ser o alargamento do furo de passagem do ar ou então uma combinação dos dois.

Ajustei as duas no ajuste de pistão, no máximo que a rosca permite e nada mudou.

A troca dos anéis deve ser a melhor opção neste momento, pelo menos pode ser revertida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×