Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada
Murate

Review Air Arms S410 Xtra FAC 4,5mm

Recommended Posts

 

 

Agrupamento dos 150 disparos feitos na string, a 15 metros:

11148471_829656583775580_449388864374453

 

150 disparos e fez só esse furo sem nenhum flyer? E vc ainda acha que não tá bom? Quer ficar uma semana com as minhas carabinas?!?!?!....kkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Agrupamento dos 150 disparos feitos na string, a 15 metros:

11148471_829656583775580_449388864374453

 

150 disparos e fez só esse furo sem nenhum flyer? E vc ainda acha que não tá bom? Quer ficar uma semana com as minhas carabinas?!?!?!....kkkk

 

 

 

Rsrsrs

Assim... acho que está bom, mas sei que dá pra melhorar.

Nessa distância de 15m, com o spread apresentado... acho não ser muito relevante estes dados... preciso testar a 50 metros o comportamento dela.

Sei que tem como diminuir o spread para a metade do apresentado, não sei na prática o quanto irá influenciar à maiores distâncias.

Tô tentando otimizar ao máximo essa carabina, tô gostando muito dela.

Abrs

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

Rsrsrs

Assim... acho que está bom, mas sei que dá pra melhorar.

Nessa distância de 15m, com o spread apresentado... acho não ser muito relevante estes dados... preciso testar a 50 metros o comportamento dela.

Sei que tem como diminuir o spread para a metade do apresentado, não sei na prática o quanto irá influenciar à maiores distâncias.

Tô tentando otimizar ao máximo essa carabina, tô gostando muito dela.

Abrs

O problema de testes com distâncias maiores, é a falta de controle sobre o ambiente. A não ser que vc tenha um galpão fechado para os testes, acaba colocando a "culpa na pessoa errada" digamos assim. Mas enfim....... como praticante desse vício lascado, eu entendo sua "doidera"!.....e no final das contas concordo que 15m é muito pouco. Faço testes a 10m que vários chumbos fazem um furo só, mas quando mudo para os 20m só um chumbo consegue o mesmo resultado e sempre com um ou outro flyer. Oq me chamou a atenção é que mesmo com pouco distância, estamos falando de 150 disparos!!!! não estou falando do tamanho do agrupamento, mas sim da ausência de grandes flyers com essa quantidade de disparos, isso foi oq me impressionou e muito!!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vou dar um pingo de solda na ponta desse cano na prova do dia 26 aqui em Maringá ;)

 

Vou cortar só um fiozinho de uma Wolf, que nem miar vai mais rsrsrs

 

O problema de testes com distâncias maiores, é a falta de controle sobre o ambiente. A não ser que vc tenha um galpão fechado para os testes, acaba colocando a "culpa na pessoa errada" digamos assim. Mas enfim....... como praticante desse vício lascado, eu entendo sua "doidera"!.....e no final das contas concordo que 15m é muito pouco. Faço testes a 10m que vários chumbos fazem um furo só, mas quando mudo para os 20m só um chumbo consegue o mesmo resultado e sempre com um ou outro flyer. Oq me chamou a atenção é que mesmo com pouco distância, estamos falando de 150 disparos!!!! não estou falando do tamanho do agrupamento, mas sim da ausência de grandes flyers com essa quantidade de disparos, isso foi oq me impressionou e muito!!!!!

 

Verdade zzeto.

50 metros em lugar aberto já existem fatores extra carabina + atirador.

Também fiquei surpreso com o resultado... fui atirando, atirando... e na expectativa do próximo tiro dar aquela escapada, mas foi indo... na casa dos 50 disparos eu já estava surpreso, quando passou dos 100 então... no final ficou legal.

Temos que conviver com essa "doidera" que temos rsrs... ô época que tinha Urko III hsiuahsiahusahis

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Vou cortar só um fiozinho de uma Wolf, que nem miar vai mais rsrsrs

 

 

Verdade zzeto.

50 metros em lugar aberto já existem fatores extra carabina + atirador.

Também fiquei surpreso com o resultado... fui atirando, atirando... e na expectativa do próximo tiro dar aquela escapada, mas foi indo... na casa dos 50 disparos eu já estava surpreso, quando passou dos 100 então... no final ficou legal.

Temos que conviver com essa "doidera" que temos rsrs... ô época que tinha Urko III hsiuahsiahusahis

Abraço

A Urko teria feito muito melhor! Seria um furo de um chumbo só! ..... os outros teriam errado o alvo......

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Urko teria feito muito melhor! Seria um furo de um chumbo só! ..... os outros teriam errado o alvo......

 

Exato! hsiauhsiuahsuas

 

Essa 410 diz q melhora bem se colocar areia no cano... Tenta lá pra vc ver

 

Sabe onde vou colocar areia?! :devil: hsiauhsaiuhsiahsai

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá, temos novidades?

 

Odair

 

Salve Odair,

Estou usando ela com a última configuração postada aqui.

Preciso fazer outro martelo para ela, pois o original 16J não deu certo.

Mas continua muito boa, um pouco mais calma que original rsrs

Share this post


Link to post
Share on other sites

Grande murate, não deu certo por que?

O martelo que está nela é o de 16 j ou fac?

 

Salve Janio!

Estou usando o martelo FAC, o de 16J que comprei não deu certo porque o parafuso que fica no ferrolho trabalha com um parafuso no martelo para poder armar, e no de 16J não possui este parafuso.

Agora não sei se isso é devido aos modelos de ferrolho x alavanca lateral.

Tentei substituir o parafuso do ferrolho para um mais longo, mas também não deu. Pesquisei umas fotos na internet e vi uma de ferrolho usando o martelo de 16J, mas a foto não dava pra ver direito esse trabalho dos dois parafusos.

Vou colocar umas fotos:

Martelo FAC:

11401190_864888696919035_469125057710304
Martelo 16J:
11406798_864888713585700_448856797227911
Ferrolho:
10449916_864888833585688_415155597216270
Pelas fotos dá pra ver onde os dois parafusos que me referi.
No martelo de 16J não tem espaço para se fazer rosca para colocar o parafuso, tentei umas coisas mas não deu certo.
Levei o martelo FAC para um torneiro e o bendito do martelo é duro pra caramba e só marcava o martelo. O torneiro comentou que devia colocar no torno junto com pedra pra poder retirar e recomendou fazer outro martelo.
Achei melhor fazer outro martelo, mas agora me falta tempo de ir atrás disso.

Vou colocar estas observações na primeira página.

Edited by Murate

Share this post


Link to post
Share on other sites

Murate a questão não é o martelo, mas sim o ferrolho.
Essa peça do ferrolho que trabalha armando o martelo na versão de 16j é um parafuso maior.
Creio que é só trocar ela.

 

118nkav.jpg

Edited by janio baiano
  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então Janio, eu tentei com um parafuso mais comprido e não obtive êxito.

Por esta foto que vc postou, acredito (pelo que me lembro) que o parafuso da minha seja do mesmo tamanho, ela transfixa a pecinha (como se fosse uma arroela gorda) e fixa no ferrolho.

Vou desmonta-lá novamente e testar os parafusos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para mudar uma AAS400/410 inglesa de 16 Joules para XtraFAC ( quer seja 4.5 ou 5.5) é necessário trocar praticamente todas as peças do interior do bloco da arma.....

 

essa peça de cor negra ( creio que é o martelo..) é fabricada com um aço de liga especial tão duro como vidro...

 

aliás um dos segredos de um bom tunning de uma S400/410 é retirar a graxa que vem de fábrica dentro dessa peça ( supostamente para ela deslizar no veio de aço..) pois essa graxa com o frio ( no caso de Inglaterra..) e poeira que acumula tem tendência a travar o deslizamento no veio de aço ( em vez de o facilitar..) o que provoca variação do POI...

 

sem nenhuma graxa essa peça desliza melhor no veio de aço ; pois ela é de tal maneira dura que por dentro é um verdadeiro vidro polido...( deve-se também polir o veio de aço até ficar vidrado.....)

 

a S400 4.5 que tive ( comprada em Inglaterra com 16 Joules de potência) eu consegui facilmente aumentar a potência para 24 Joules ( 300 mts/seg com JSB 4.52) somente trocando a mola do martelo por uma mais dura,retirando a graxa do veio (e polido este como falado acima) e fazendo alguns ajustes no firing pot ( este fica dentro do cilindro) e também no parafuso que regula a passagem de ar ( nas S400/410 de 16 Joules tem um parafuso do lado direito da acção da arma que regula a passagem de ar para o firing pot

 

mas os 24 Joules é o máximo que se consegue com essa modificação ( unica peça trocada a mola do martelo....)

 

com 24 Joules a S400 tinha uma precisão fantástica -graças em grande parte ao excelente cano LW que vem de origem ( melhor que a HW100 4.5 que tive depois..)

Edited by netby
  • Upvote 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Janio, é isso mesmo que vc falou sobre o parafuso maior. O jumento aqui calculou bem errado o comprimento deste parafuso, mas agora acertei.

Vou precisar mandar fazer um pequeno calço para colocar junto ao parafuso e consequentemente travar o mesmo.

Fiz uma pequena simulação de armar e funcionou, porém sem o calço não fica bom, porque pode ir afrouxando e o calço também ajuda a se guiar no sulco, sem deixar a rosca do parafuso em contato com o sulco. Como o martelo 16J ten um comprimento maior da face que bate na válvula ao relevo que o parafuso encosta/trava o gatilho, há um espaço morto até entrar o trabalho do ferrolho começar a puxar o martelo.

Assim que fizer este calço, tento fazer os testes.

 

Grande Daniel! Tudo bem?

Então, o que estou pretendendo fazer é o inverso do que recomendou, que por sinal bem explicado. Estou diminuindo de Xtra FAC para 16J.

Hoje ela está em 19J com mola de 16J e martelo FAC, quero ver agora com martelo 16J.

Fiz estes procedimentos que mencionou sobre a retirada de graxa e polimento assim que recebi a carabina.

Esta carabina é excelente, pena que estou com pouco tempo para atirar, testar as configurações e chumbos.

 

Valeu pela ajuda Janio e Daniel.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E aí Janio,

O calço do parafuso ficou pronto, instalei e atirei. Só não consegui cronografar ainda por falta de tempo, mas pelo som do disparo e o barulho no anteparo já dá pra perceber que ficou bem fraca.

Assim que der um tempo vou cronografar.

 

11745552_879005498840688_136188359002396

 

11754247_879005522174019_735078419094377

Share this post


Link to post
Share on other sites
Atualização 15/08/15


No fim do mês de julho (28/07) fiz uma alteração de emergência, pois dia 01/08 tinha prova de FT em Campo Largo.

Diminui a pressão do regulador, deixando em torno de 60 bar e coloquei o martelo FAC com mola 16J.

Gerou 17,5J de energia na boca do can com JSB Cometa de 8.4 grains.

Segue string dos primeiros 60 disparos:

11905797_896570873750817_698024905262986

Fiz a string numa correria danada (pois já eram mais de 23:00).

Ao verificar o manômetro, o mesmo indicava pouco mais de 150 bar. Como era tarde e vi que ia longe, decidi parar por ali mesmo nos 60 disparos, mesmo com a enorme curiosidade em saber quanto disparos regulados estaria dando. Já estava sem saco e sem ânimo pra gastar chumbos no cronógrafo.

Acho que deve dar aí algo em torno de uns 140 disparos em 17,5J.

Não deu tempo para testar a precisão, juntei tudo e esperei pela prova. Coloquei os dados no chairgun, imprimi as tabelas e parti. Antes de entrar na pista, zerei a luneta e testei em alvos a 10 e 50 metros e bateu com o programa.

Dos 36 alvos, acertei 32, porém 4 não caiu por falta de força e os outros 4 não caiu porque sou grosso mesmo kkkk

Pra finalidade de FT está ótima, autonomia e precisão mais que suficiente.

Para chegar em 16J falta muito pouco, testar outras configurações de mola-martelo-pressão do regulador.

No mais é isso, estou com falta de tempo pra ficar mexendo, mas assim que eu fizer alterações vou atualizando o tópico.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei pra que mexer tanto. Vc sabe q vai tomar pau eternamente kkkkkkkkk. Essa S410 quando era minha era 160 tiros com uma carga. 4 passadas de silhueta, 160 pontos. Depois que foi pra vc é que ela bichou e precisa ficar mexendo kkkkkkkkkkkkkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ela bichou desde a hora que vc tocou nela, fdm kkkkkkk

Zuando, ela é muito boa, por sorte sua 4 alvos não caíram por falta de força... mas te prepara porque hoje ela tá gerando 24-26J (dependendo do chumbo), quero ver os alvos não desarmarem no encontro nacional.

Lá o bicho vai comer, cão! kkkkkk

Falow animalzim de teta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Murate, parabéns pela boa vontade em postar suas experiências, são interresantes e didáticas. Tenho uma PCP igual a sua, porem em 5,5, até o ano é igual, 2006, vou fazer uma pergunta de leigo: Instalando o regulador de pressão nela o que se espera é um spread bem baixo, quando eu mudo o parafuso de ajuste de potência da s410 para média ou baixa ela continua mantendo esse spread baixo nas menores velocidades ?

Valeu

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×
×
  • Create New...

compressor-pcp-cilindros-scuba-220v-auto-stop-ajustavel-4500psi-300bar-30mpa-01.jpg