Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Pincipi

Membros
  • Total de itens

    126
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    16
  • País

    Brasil

Pincipi venceu a última vez em Setembro 6

Pincipi had the most liked content!

Reputação

79 Excelente

1 Seguidor

Sobre Pincipi

  • Rank
    Atirador Avançado

Informações do Perfil

  • Sua Localidade
    São Paulo/SP

Últimos Visitantes

329 visualizações
  1. Gostei do visual do projeto da Evanix Rainstorm 3D Bullpup e fiquei interessado em fazer alguma adaptação parecida com as peças da PR900W. Imaginei trabalhar com algum perfil de alumínio, adaptando um extensor do gatilho com pistol grip retrátil. Alguém pensa igual e já tem em mente ou encontrou algum material no mercado?
  2. Neste seu caso, do Reino unido ao Brasil levou sete dias, as minhas do mesmo local levaram de 20 a 30 dias, se fosse da China levava de 30 a 60 dias. O grande diferencial ficou no pagamento da taxa, entre o recebimento no Brasil e a liberação sem tributação levou apenas um dia, antes levava de 15 a 30 dias. Depois de pago a taxa foi entregue em 15 dias, tempo normal para a região sudeste.
  3. https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1125389719-pistola-airsoft-de-presso-gamo-p900-mola-45mm-chumbinho-_JM?quantity=1 O dedo está coçando para comprar.
  4. Tem que criar a idcorreios para entrar no ambiente de minhas importações, segue abaixo um tutorial: https://www.clubedohardware.com.br/forums/topic/1260946-novas-facilidades-para-importação-pelo-correio-crie-seu-id-correios/ Ainda é algo incerto a certeza da tributação em todas as encomendas, algumas sem código de rastreio estão passando tranquilo, já as com código de rastreio tem probabilidade maior de ficarem retidas aguardando pagamento da taxa, da tributação ou de ambas. Só depois de comprar é que vai saber se foi ou não premiado.
  5. O comércio não foi pego de surpresa, já estavam preparados:
  6. Minha primeira observação sobre o decreto, foi revogado o decreto anterior, 3665 de 20 de novembro de 2000, último R-105 do Brasil, neste novo decreto (9493)o termo R-105 desaparece. Comentário pessoal, o título " regulamento de fiscalização R-105" remete a militares comandando civis e o título "regulamento de fiscalização" demonstra civis comandando militares, agora sim parece que acabou a influência oficial da antiga ditadura militar. Segunda observação, vai entrar em vigor 180 dias após 05SET18, ou seja, hoje ainda vale o decreto anterior. Terceira observação, sobre o Art 2°, a princípio qualquer coisa pode ser enquadrada como produto controlado, como por exemplo um material de construção, tijolo, o qual tem poder destrutivo, propriedade que possa causar danos a pessoa ou ao patrimônio... ...seja de interesse militar. Depois, na classificação do material quanto ao tipo e grupo, o tijolo deixa de ser enquadrado. Quarta observação, deixando de lado o que não interessa e partindo para o meu interesse pessoal na utilização de armas de pressão, passo a transcrição com o grifo em vermelho por minha conta: Art. 6º Compete, ainda, ao Comando do Exército regulamentar, autorizar e fiscalizar o exercício das atividades de fabricação, comércio, importação, exportação, utilização, prestação de serviços, colecionamento, tiro desportivo e EDITADO - ASSUNTO PROIBIDO relacionadas com PCE, executadas por pessoas físicas ou jurídicas. Art. 7º É obrigatório o registro de pessoas físicas ou jurídicas junto ao Comando do Exército para o exercício de atividade, própria ou terceirizada, com PCE, a qual estará sujeita ao seu controle e à sua fiscalização. § 1º As atividades com PCE a que se refere o caput são aquelas mencionadas no art. 6º. § 2º As pessoas físicas ficam dispensadas do registro a que se refere o caput quando a atividade com PCE se referir ao uso de armas de pressão ou de fogos de artifício, exceto quando se tratar de aquisição por meio de importação. § 3º O exercício das atividades com PCE fica restrito às condições estabelecidas no registro a que se refere o caput. Pelo que entendi posso ter minhas atividades normais com arma de pressão, sem necessidade de registro no Exército, exceto quando quiser importar, quiser me tornar atirador desportista ou caçador. Atividades normais estas como fabricar minha arma e minha munição, posso atirar com ela, posso vender ou comprar de outra pessoa, posso prestar serviço de manutenção, personalização e posso colecionar. Por outro lado, a lei usa o termo "uso de arma de pressão", então, não sei se o uso é apenas atirar e não engloba estas outras coisas mencionadas acima. Quanto ao tráfego, transporte ou circulação eu não entendi se posso ou não e se tenho que ter guia de tráfego. Art. 16. Os PCE são classificados, quanto ao grau de restrição, da seguinte forma: I - de uso proibido; II - de uso restrito; ou III - de uso permitido. ... § 1º São considerados produtos de uso proibido: ... II - as réplicas e os simulacros de armas de fogo que possam ser confundidos com armas de fogo, na forma estabelecida na Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, e que não sejam classificados como armas de pressão; e ... § 2º São considerados produtos de uso restrito: I - as armas de fogo: ... III - os acessórios de arma de fogo que tenham por objetivo: a) dificultar a localização da arma, como silenciadores de tiro, quebra-chamas e outros; b) amortecer o estampido ou a chama do tiro; ou c) modificar as condições de emprego, tais como bocais lança-granadas, conversores de arma de porte em arma portátil e outros ... XI - os equipamentos de visão noturna que apresentem particularidades técnicas e táticas direcionadas ao emprego militar ou policial; XII - os PCE que apresentem particularidades técnicas ou táticas direcionadas exclusivamente ao emprego militar ou policial; e Entendi que o que não é proibido ou restrito é permitido, ou seja armas de pressão e seus acessórios são permitidos. TIPO GRUPO ARMA DE PRESSÃO Arma de pressão Acessório Arma de pressão: arma cujo princípio de funcionamento é o emprego de gases comprimidos para impulsão de projétil, os quais podem estar previamente armazenados em uma câmara ou ser produzidos por ação de um mecanismo, tal como um êmbolo solidário a uma mola. Réplica ou Simulacro de arma de fogo: para fins do disposto no art. 26 do Estatuto do Desarmamento, é um objeto que, visualmente, pode ser confundido com uma arma de fogo, mas que não possui aptidão para a realização de tiro de qualquer natureza. Quanto ao acessório de arma de pressão, ficou a dúvida, será que é classificado como acessório de arma de pressão também? Acessório de arma de fogo: artefato que, acoplado a uma arma, possibilita a melhoria do desempenho do atirador, a modificação de um efeito secundário do tiro ou a modificação do aspecto visual da arma. É isso, tem muitos outros aspectos e detalhes referente ao uso de armas de pressão como no caso dos dispositivos de pontaria tipo lunetas mas, até o momento não achei respostas.
  7. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Decreto/D9493.htm Saiu ontem e ainda estou lendo com atenção para ver o que mudou.
  8. Pincipi

    Review EXCLUSIVO - Rossi Premium R8

    Numa das primeira fotografias do post o tambor parece estar invertido ou encaixado ao contrário: Depois aparece normal: Ficou a curiosidade se o atirador pode vacilar e inverter a posição do tambor e o que acontece quando inverte.
  9. Para aquelas situações de ficar transportando junto com a arma a nota fiscal original, dá para gerar uma segunda via mesmo com a chave de acesso parcialmente ilegível ou apagada adivinhando parte dos números: https://www.clubedohardware.com.br/forums/topic/1317637-sem-desespero-com-a-chave-de-acesso-danfe-parcialmente-apagada-ou-ilegível/
  10. Como comprei com o objetivo de peça de decoração, acredito que uma empresa séria não vai aceitar fazer o teste hidrostático de um cilindro fabricado em 2009, (que fará seu aniversário de 19 anos daqui a três meses) ou então nem vai passar no teste. De qualquer forma, está nos meus planos levar num lugar que faça o teste assim que tiver uma chance, estou curioso para saber o que vão falar. O "submundo" do CO2 eu já conheço, empresa séria, com nota fiscal, não recarrega e não faz teste hidrostático em cilindros velhos, simplesmente condenam, já nas empresas que não tem placa na porta e nem fornecem nota fiscal, a recarga é feita sem problemas, até lhe deixam acompanhar o processo.
  11. Pincipi

    compressor pcp com alta tributação Brasileira.

    Fiquei interessado nos detalhes de todo o processo da compra, isso se puder divulgar: 1- qual foi o site/anuncio? 2- qual foi o canal de comunicação da receita? Pessoalmente, por telefone ou web com cadastro em algum sistema. 3- alguém lhe avisou da oportunidade de recusar a mercadoria? Neste caso ela volta para o vendedor e o valor do novo frete de envio é bem menor do que o valor da multa.
  12. Sim, tenho interesse em ver a resposta, também sou cliente deles e é bom saber como estão lidando com as adversidades.
  13. Apelo comercial do compressor elétrico: Chega de sofrer ou perder tempo em bombadas! Tem propagandas que vem bem a calhar.
  14. O assunto de "suporte de peças" não é ligado exclusivamente a uma única empresa, é geral, todos os fabricantes e revendedores que atuam em nosso país (nesta área de armas de pressão) ficam devendo de alguma forma na hora de cumprir o código de defesa do consumidor no sentido do fornecimento de peças mas, poucas delas conseguem inovar e oferecer um produto de melhor qualidade com um custo reduzido. Não estou querendo defender a CO2 Brasil, pelo contrário, acredito que se eles continuarem a oferecer customizações e conseguirem também atender mais este grande anseio de nós compradores (suporte pós venda), as coisas só vão melhorar para ambas as partes, quanto mais contentes ficamos, mais dinheiro sai de nossos bolsos e entra na conta deles. Tenho algumas sugestões para a empresa: coloquem esta equipe de customização para trabalhar nos casos individuais dos clientes, mesmo que não comercializem ferrolhos, procurem pensar em soluções práticas, por exemplo; 1- elaborar orçamento para mandar fazer um, mesmo que seja caro demais, não deixa de dar a devida atenção ao cliente, ele compra se quiser, a solução foi apresentada; 2- encontrar na internet alguém que tenha um para vender (em algum lugar do mundo), afinal de contas customização é a grosso modo quase a mesma coisa que gambiarra; 3- propor a recompra da carabina com o ferrolho quebrado, as outras peças boas podem atender a demanda de outros clientes e depois de alguns anos as sobras não comercializadas podem ser vendidas no estado, colecionadores amam isso. No final, um cliente contente com o atendimento e solução, sempre volta a comprar na mesma loja, não se aventura mais em outras lojas que lhe deixam na mão. Deixar de lucrar na venda de 10 carabinas e lucrar em 90 é melhor do que lucrar só com algumas e ficar com má reputação na praça Um detalhe do site da fiora, o www.fiora.com.br, dá uma revenda de carros e imóveis: . O certo é fiora esportes: Por fim, olhei agora no site (14:50hs de 12JUL18) e tem o ferrolho lá para venda: Será que não tinha antes e agora tem? Ou será que é outro ferrolho, de outro calibre? Acorda ai, Sandra Aparecida! Está perdendo vendas!
  15. Pincipi

    Air Arms Alfa Pistol vazando ar, minha primeira PCP.

    Teste de pressão; guardei ela com 200 BAR e depois de 60 dias parada, deu apenas um disparo e fez o característico barulho de vazar ar no fim de pressão. Está resolvido, não segura pressão, vou trocar o outro anel da peça que parece uma válvula reguladora.
×