Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Angelo177

Membros
  • Total de itens

    6
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    6
  • País

    Brasil

Angelo177 venceu a última vez em Março 13

Angelo177 had the most liked content!

Reputação

19 Bom

Sobre Angelo177

  • Rank
    Novato

Informações do Perfil

  • Sua Localidade
    Maringá - PR
  • Interesses
    técnicas de tiro e manutenção

Últimos Visitantes

97 visualizações
  1. Angelo177

    Melhorando uma BAM B3-3

    Adriano BA, Não sei dizer se a bucha que usei na B3-3 serve na Rossi Dione. Se você procurar nas lojas do ramo via encontrar fácil uma bucha que serve na Dione.
  2. Angelo177

    Guia rolamentado para QGK Rhino

    Neste tópico vou apresentar algumas modificações que eu fiz em uma carabina QGK Rhino (calibre 4,5mm). O colega BrunoM tem um tópico aqui no CA sobre essa carabina: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/17264-apresenta%C3%A7%C3%A3o-qgk-rhino-45mm-em-constru%C3%A7%C3%A3o/ O que eu fiz, por enquanto, foi o seguinte: 1) Colocação de revestimento plástico na mola (camisa da mola). Custo: zero (uso de material "facilmente" encontrado) Material: plástico de transparência para impressora laser Pistão (êmbolo): diâmetro interno = 20,0mm , profundidade = 148,0mm Mola (original e nova): diâmetro externo = 19,4mm As dimensões do pistão e da mola não permitem usar plástico de garrafa PET. A solução foi fazer o revestimento usando um pedaço de transparência para impressora laser, usadas com retroprojetores. Existem diversos tutoriais na internet e no Youtube explicando porque e como fazer o encamisamento da mola. Um deles é este: https://www.youtube.com/watch?v=6eYAnf-88nk Aqui no CA temos este tópico sobre o assunto: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/17440-camisa-de-mola-com-folha-de-acetato/&tab=comments#comment-295247 2) Guia de mola rolamentado. Custo aprox. em jan/2018: R$ 80,00 (total) R$ 5,00 (tarugo de aço com 30mm diâmetro e 100mm de comprimento) R$ 15,00 (rolamento axial de esferas, modelo 51100) R$ 60,00 (mão de obra do serviço de tornearia) Uma opção interessante é utilizar um rolamento axial de esferas dentro do pistão (êmbolo), como sugerido nestes dois tópicos: Ano 2015, infelizmente sem as fotos: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/11798-rolamento-axial-de-esfera-em-carabinas-com-mola-helicoidal-parte-i/& Ano 2016, com fotos: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/15772-cbc-b12-6-45mm-mola-helicoidal-inox-com-rolamento-axial-de-esferas/&tab=comments#comment-279848 A ideia de colocar um rolamento axial de esferas dento do pistão é boa, mas eu considero melhor usar um guia de mola rolamentado, semelhante aos usados em armas de airsoft (AEG). Como o êmbolo (pistão) da QGK Rhino é do tipo rotativo, um guia de mola com rolamento permite que a mola seja comprimida e distendida praticamente de forma "livre", sem as torções que ela sofreria caso uma (ou ambas) das extremidades não pudesse girar livremente. Neste tópico eu apresentei um guia rolamentado para a BAM B3-3 e semelhantes: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/17465-melhorando-uma-bam-b3-3/&tab=comments#comment-295492 No caso da QGK Rhino: fotos das partes, antes e depois da montagem. Este guia de mola rolamentado não altera o espaço disponível para a mola e, portanto, não altera a pré-compressão da mola nem a velocidade do chumbinho. Para construir este guia de mola rolamentado é necessário cortar o apoio do guia de mola e tornear o guia de mola original, conforme indicado nas figuras a seguir: No desenho abaixo estão as dimensões do guia de mola rolamentado que eu desenvolvi para a carabina QGK Rhino. guia-mola-rolamento-qgk-rhino.pdf Na montagem pode ser necessário usar algum tipo de cola (como araldite) para fixar o guia de mola no pino de 5,0mm de diâmetro do apoio do rolamento. 3) Anel de teflon no pistão Custo aprox. em jan/2018: R$ 80,00 (mão de obra e teflon) Existe uma pequena folga entre a parte posterior do pistão e a câmara da arma. Assim, quando o pistão é liberado pelo gatilho, ele "oscila lateralmente" enquanto avança em direção ao fim de curso. Isso afeta um pouco a vedação da bucha e causa um desgaste irregular da mesma. Uma solução, usada em muitos pistões disponíveis no mercado, é a colocação de um anel de teflon dentro de uma canaleta na parte posterior do pistão. Com isso, o metal do pistão não entra em contato com o metal da câmara, ocorrendo um deslizamento mais "linear" do êmbolo durante o disparo. Na QGK Rhino o pistão é generoso em espaço para esta canaleta: Como não tenho muita experiência neste assunto, fiz uma canaleta com 3,0mm de largura e 2,0mm de profundidade. O anel de teflon tem 3,0mm de largura, 25,0mm de diâmetro interno e 29,5mm de diâmetro externo. O encaixe do pistão dentro da câmara é bem justo, mas com o tempo de uso fica com atrito mínimo.
  3. Angelo177

    Melhorando uma BAM B3-3

    Agradeço a todos que comentaram sobre o tópico. É muito gratificante poder contribuir com a comunidade e retribuir muito do que eu tenho aprendido com todos. Estou com uma QGK Rhino de um amigo, estudando para construir um guia de mola rolamentado para ela. Parece que no caso da Rhino é mais fácil do que para a BAM B3-3. Em breve novidades... PS: algum moderador poderia fazer a gentileza mover este tópico para Armas de Mola, ele está em PCP (um erro de iniciante, no caso, eu ).
  4. Neste tópico tentarei mostrar algumas modificações que eu fiz em uma carabina BAM, modelo B3-3, no calibre 5,5mm. Acredito que estas alterações também podem ser feitas nas carabinas QGK ML-Clássica, QGK WF600P e Fixxar West, uma vez que elas compartilham praticamente a mesma estrutura de construção. A ideia principal do tópico é mostrar, para quem comprar essa carabina de mola de baixo custo, o que pode ser feito para que ela fique melhor, sem gastar muito dinheiro. A sequência de modificações segue uma ordem (quase) crescente de custo, de modo que o proprietário pode escolher o que ele quer (ou pode) fazer em termos de melhorias na arma. Vamos lá então... Inicialmente, algumas fotos da arma em questão: Para separar a parte mecânica da carabina da coronha é necessário soltar três parafusos phillips: A retirada da mola deve ser feita usando um compressor de molas, pois a mesma exerce uma foça considerável sobre o pino-trava localizado na culatra. Para quem nunca desmontou essa carabina de ar, aqui vai um excelente tópico: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/10607-tutorial-instalação-de-gás-ram-na-ar-b3-3-com-centralizador-quickshot/&hl=tutorial Um detalhe importante que deve ser observado quando a carabina for montada novamente diz respeito aos dois parafusos laterais na coronha: a rosca deles não deve ultrapassar a chapa de ferro, caso contrário isso vai atrapalhar o movimento da alavanca de armar a carabina. 1) Acessório para travar a câmara e facilitar a limpeza do cano. Custo: zero (uso de material facilmente encontrado) Ao contrário das carabinas de "quebrar o cano" (brake barrel), em que é possível manter aberta facilmente (e com segurança) a entrada do cano para efetuar a limpeza, a B3-3 (cano fixo) tem a câmara móvel, que está sempre pressionada contra a entrada do cano onde se faz a colocação do chumbinho. Para ter segurança e facilitar a limpeza do cano é necessário usar um calço (apoio), colocado entre a cãmara e o bloco (insert) do cano. O meu eu fiz usando um carretel (retrós) de linha de costura vazio, cortado no comprimento adequado, mas qualquer material rígido (madeira ou metal) pode ser usado. O importante é que a área de contato do calço com a câmara e o bloco seja o suficiente para garantir que o calço não deslize (escorregue). Como usar: soltar a alavanca de armar da presilha e puxar lentamente, como se fosse engatilhar a arma. Assim que for possível, colocar o calço entre a câmara e o bloco, travando o sistema. Depois, proceder com a limpeza do cano. Na foto, o pedaço de fita adesiva serve para, com os dedos, segurar o carretel durante a sua inserção ou retirada. 2) Colocação de revestimento plástico na mola (camisa da mola). Custo: zero (uso de material facilmente encontrado) Material: plástico de garrafa PET ou folha de acetato Pistão (êmbolo): diâmetro interno = 20,0mm , profundidade = 147,0mm Mola (original e nova): diâmetro externo = 18,5mm As dimensões do pistão e da mola permitem o revestimento com plástico PET de uma garrafa, reduzindo o "twang" (vibração) da mola durante o disparo. Existem diversos tutoriais na internet e no Youtube explicando porque e como fazer o encamisamento da mola. Um deles é este: https://www.youtube.com/watch?v=6eYAnf-88nk Aqui no CA temos este tópico sobre o assunto: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/17440-camisa-de-mola-com-folha-de-acetato/&tab=comments#comment-295247 2.a) Uma opção interessante é utilizar um rolamento axial de esferas dentro do pistão (êmbolo), como sugerido nestes dois tópicos: Ano 2015, infelizmente sem as fotos: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/11798-rolamento-axial-de-esfera-em-carabinas-com-mola-helicoidal-parte-i/& Ano 2016, com fotos: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/15772-cbc-b12-6-45mm-mola-helicoidal-inox-com-rolamento-axial-de-esferas/&tab=comments#comment-279848 Custo aprox. em jan/2018: R$ 20,00 (unidade) Como teste eu usei um rolamento F10-18M (poderia ser o F8-19M) colocado em um "suporte" centralizante de plástico, como mostram as fotos: O resultado foi o esperado (como relatado no tópico acima), mas eu não estou usando este rolamento (o guia rolamentado é mais eficiente, veja a seguir...) 3) Uso de placa metálica para suavizar o movimento de armar a carabina. Custo: zero (ou muito baixo) Material: um pedaço de chapa de aço inox com 1mm de espessura Durante o movimento de armar (engatilhar) a carabina, uma peça conectada à haste de armar ("biela") pressiona uma articulação contra o cilindro (tubo) metálico da arma. Nesta parte do cilindro da minha B3-3 existem três pontos de solda que impedem o deslizamento suave da articulação, atrapalhando bastante o movimento de engatilhar. A solução que eu encontrei foi polir a articulação e colocar um placa de aço inox (1mm de espessura) por baixo da articulação. Com isso, o movimento de engatilhar ficou muito suave e sem pontos de "engasgos". As dimensões dessa placa são aproximadas e podem variar de arma para arma. A minha placa eu fiz usando uma lima chata e muita paciência ! 4) "Amaciando" a trava do gatilho. Custo: zero Material: lima chata para ferro A trava de gatilho da B3-3 é manual, ou seja, deve ser acionada pelo atirador, preferencialmente antes de engatilhar a carabina. Portanto, se a trava não for acionada, a arma pode disparar acidentalmente ou a qualquer momento que for desejado (ou necessário). É possível aliviar um pouco a dificuldade ("dureza") de acionamento desta trava limando uma parte da extremidade de um dos "dentes" da peça mostrada na figura: 5) Polimento do gatilho. Custo aprox. em jan/2018: R$ 10 (duas folhas de lixa d'água) Material: dois pedaços de lixa d'água, grana 600 e grana 1200 Gatilho... sempre um ponto "sensível" em qualquer arma. De fábrica, original, o gatilho é bem pesado, talvez para compensar a falta de uma trava automática de gatilho ou como consequência da simplicidade de construção do gatilho. Procurando pela internet sobre o gatilho dessa carabina (e suas "primas"), encontrei em um blog de 2007 da Pyramydair duas fotos (raio-X) bastante interessantes, mostrando o gatilho na posição desarmado e armado: No texto o autor não recomenda polir o gatilho, ou seja, não se deve polir a área (ponto) de contato do gatilho com o pistão, pois o atrito nesta região é o responsável por "travar" o pistão na posição de disparo. Quando desmontei o gatilho da minha BAM e estudando o seu funcionamento, pude verificar que é possível polir, sem exageros, as duas superfícies de contato mostradas na figura abaixo: AVISO: o procedimento a seguir deve ser efetuado com muito cuidado, pois se for executado de maneira errada pode tornar o gatilho inseguro ou mesmo inutilizável (quer dizer, você vai precisar comprar outro). Usando lixa d'água número 600 e depois 1200, poli apenas o suficiente para retirar a rugosidade maior das partes indicadas. Na montagem eu lubrifiquei as duas superfícies com graxa à base de Molibdênio. O gatilho continou a funcionar normalmente e ficou muito mais macio, com cerca de 50% de redução na força necessária para o disparo (percepção do atirador, eu não tenho como medir a força de acionamento do gatilho). 6) Substituição da bucha do pistão (êmbolo) e da vedação do cano. Custo aprox. em jan/2018: R$ 30,00 (bucha) e R$ 15,00 (vedação) A bucha do pistão e a vedação do cano são um upgrade realmente importante quando se pretende obter maior consistênca nos tiros (menor variação da velocidade nos disparos). Eu usei a bucha fabricada pela Elite Airguns e a vedação da QuickShot. Neste tópico existem algumas fotos do processo de troca da bucha do pistão: http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/14817-kit-mola-a-gás-quickshot-mg230-45-kgf-na-ar-b3-3/&tab=comments#comment-252248 7) Guia de mola rolamentado. Custo aprox. em jan/2018: R$ 90,00 (total) R$ 5,00 (tarugo de aço com 30mm diâmetro e 100mm de comprimento) R$ 25,00 (rolamento axial de esferas, modelo 51100) R$ 60,00 (mão de obra do serviço de tornearia) A ideia de colocar um rolamento axial de esferas dento do pistão é boa, mas no caso da B3-3 a melhor opção é usar um guia de mola rolamentado, semelhante aos usados em armas de airsoft (AEG). No desenho abaixo estão as dimensões do guia de mola rolamentado que eu desenvolvi para a minha carabina e que deve servir para as "primas" dela. guia-mola-rolamento-v2_librecad.pdf Pode-se observar na foto que o guia de mola rolamentado proporciona mais espaço para a mola, diminuindo a pré-compressão da mesma, mas isso não afeta a velocidade final do chumbinho (veja tabela em "Resultados") 8) Resultados com as modificações e conclusões Para a minha B3-3, com todas as modificações citadas (exceto o rolamento axial de esferas dentro do pistão), os resultados são os seguintes: Pode-se ver que a menor pré-compressão da mola não reduziu a velocidade final do projétil. Este resultado já foi verificado por um usuário no Youtube (para o calibre 4,5mm), que reduziu o comprimento da mola: https://www.youtube.com/watch?v=7QQ5P5EDAIY Com o guia rolamentado os tiros são mais uniformes, isto é, ocorre menor variação da velocidade entre um disparo e outro. Além disso, a carabina fica mais "mansa", ela vibra menos durante o tiro, o que certamente contribui para um aumento na precisão da arma. Conclusão: gastando cerca de R$ 140,00 (jan/2018) é possível deixar a BAM B3-3 uma carabina bem legal para o plinking ou para tiros de precisão até uns 15 metros. Para aqueles mais técnicos e/ou experientes, deixo aqui algumas fotos com informações adicionais sobre a carabina. Posição do pistão em repouso e engatilhado: Dimensões do pistão (êmbolo): Dimensões da câmara: Dimensões do guia de mola: Dimensões da mola original e nova (em mm): Número de espiras = 35 Espessura do arame = 3,0 Comprimento (distendida) = 252,0 Diâmetro interno = 12,5 Diâmetro externo = 18,5
  5. Ideia realmente muito legal. Hoje, dezembro/2017, um app interessante para ser usado é o IP Phone Câmera v3.0. Bem simples de configurar, as imagens podem ser acessadas de qualquer dispositivo que esteja na mesma rede WiFi do smartphone usando um browser de internet. Além disso, é possível configurar a captura do vídeo remotamente, como zoom, rotação e resolução da imagem.
  6. Angelo177

    Angelo177, novo integrante do CA

    Boa tarde a todos, Eu resido na cidade de Maringá - PR e já participei de outros fóruns sobre carabinas de ar comprimido. Estou retornando ao mundo do "tiro com chumbinho" e pretendo aprender e compartilhar com vocês tudo o que estiver ao meu alcance.
×