Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Nevasca

Membros
  • Total de itens

    41
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1
  • País

    Brasil

Nevasca venceu a última vez em Outubro 21 2017

Nevasca had the most liked content!

Reputação

7 Neutro

Sobre Nevasca

  • Rank
    Novato

Informações do Perfil

  • Sua Localidade
    Campo Grande/MS

Últimos Visitantes

204 visualizações
  1. Olá, amigos. Espero estar criando esse tópico na área correta, caso não esteja eu peço para que um amigo admin e/ou moderador mova para a área correta. Obrigado! Ontem eu fiz meu "porta alvo" e hoje finalmente pude dar meus primeiros disparos no alvo de papel 10 metros. Gostei bastante da experiência e também fiquei intrigado com uma coisa.... Eu já sabia que atirar angulado pode interferir na balística, mas imaginava que isso era considerável apenas se por exemplo eu estivesse no solo atirando em uma fruta no topo de uma árvore, por exemplo. Porém hoje me aconteceu algo curioso... eu estava atirando no alvo de papel a 10 metros sentado em uma cadeira de área, com o alvo levemente para baixo... os disparos estavam acertando a região central do alvo, a mira estava regulada corretamente (o atirador que é ruim e não acertava o centro do alvo nem a pau, só o 8 ~ 9 rsrsrs). Mas aí eu tive a ideia de sentar no chão e utilizar o encosto da cadeira de área como apoio para atirar no mesmo alvo e com a mesma distância, só que dessa vez por eu estar mais baixo o alvo ficou levemente para cima. Eis que ao fim da seção de disparos eu fui verificar o alvo e o agrupamento estava no topo do papel, no 1, 2 e 3. Estou fazendo algo de errado ou é assim mesmo? Eu mirei exatamente no mesmo ponto, mesma referência que estava utilizando anteriormente, mas por algum motivo os chumbinhos atingiram a parte superior do alvo... fiquei intrigado, pois se foi assim somente com essa diferença de angulação que nem é tanta, então se eu estivesse atirando para o topo de uma árvore por, exemplo, esses disparos iriam atingir onde? rs Se tiver alguma matéria que fale sobre isso, agradeço... pois não sei nem como pesquisar sobre isso.
  2. Obrigado, amigo! Eu não atirei muito com ela ainda pois meu ambiente é controlado (quintal fechado e revestido em área urbana, não posso mirar e atirar onde eu quiser) e eu ainda não consegui fazer uma caixa de retenção para os chumbinhos já com algo para prender os alvos adequadamente. Por isso só fiz o procedimento de amaciamento (150 disparos) e algumas limpezas de cano no processo. Também não tenho muita experiência com carabinas, sendo essa a primeira carabina "famosa" que utilizei. As outras duas que tive contato uma era do py e a outra parecia muito com as qgk de cano fixo mais em conta do mercado, mas não sei se era. Comparado com essas que tive contato a Big Cat me surpreendeu. Achei o gatilho dela mais leve e macio, o basculamento também. Está sendo uma experiência agradável até aqui. Vale lembrar que acabei comprando a versão a mola mesmo. A troca do parafuso do gatilho eu farei em breve, já os demais procedimentos farei mais daqui um tempo, depois que eu estiver melhor familiarizado com o esporte. Abraços!
  3. Pessoal, minha Gamo Big Cat 4.5 chegou! Aparentemente tudo ok com ela visualmente (não atirei ainda para testar), mas eu achei que viria o túnel mas não achei ele em lugar nenhum. A Big Cat não vem de fábrica com túnel não?
  4. Eu não acho que seja nem indispensável e nem dispensável. Quero dizer... é como um carro manual e um carro automático, sabe? O câmbio automático não é indispensável, é apenas um outro tipo de experiência. Eu não trocaria uma carabina de mola por uma PCP, por exemplo, teria dos dois tipos. Claro que na minha realidade isso só será possível daqui alguns anos e quando eu tiver um espaço legal.
  5. Ahhhhhhhhhhhh, é você! rsrs Eu vi o seu vídeo... quando se referiu a review achei que fosse como os do Alberto, "dissecando" a carabina e tal, por isso disse que não tinha visto nenhum. Acho que ninguém fez como o do Alberto só que a versão IGT, de mostrar por dentro e tudo mais.
  6. Opa, pode me passar o link do Review? Queria ver e não encontrei... apesar de já ter comprado na mola eu ainda gostaria de ver. Obrigado!
  7. Opa, valeu pela indicação, já até coloquei anúncio do Rifle Premium nos favoritos aqui. Já o JSB está um pouco acima do meu "orçamento" para chumbinhos no momento, quero encontrar o chumbinho barato que melhor agrupa na carabina para só então testar opções mais caras (rs). Obrigado, cara! Opa, valeu man! Como eu disse pro o Eduardo, o Rifle Premium já está nos favoritos rsrs E sim, é exatamente isso que eu estou fazendo. Vou comprar apenas uma caixinha de cada, assim como fiz com os três primeiros que já comprei. Quando eu encontrar um (ou mais) que agrupe bem na carabina, aí fico mais tranquilo e vou incluindo uma caixinha de chumbinhos diferentes a cada pedido, pra fazer mais testes e quem sabe encontrar outras opções para variar. O meu é bem raso mesmo, diria até que furado kkkkkkkkk Com certeza vou comprar desses Rifle para testar, todo mundo tem recomendado ele. Só não comprei junto com os outros porque não tem na loja que eu comprei, vou ter que comprar junto com uma outra remessa de outro lugar (ML, talvez). Abraços!
  8. Opa, boa noite! Adquiri hoje uma Gamo Big Cat no calibre 4.5 na mola e obviamente que irei precisar comprar chumbinhos para utilizar com ela. Eu já comprei 3 caixas, sendo eles: Gamo Match Diabolô, Gamo Pro-Hunter e Striker Diabolo. Eram os que eu vi em vídeos youtube afora e que tinha na loja em que comprei a carabina, porém não sei se serão suficientes e se a carabina irá gostar de algum desses. O Gamo Match é ideal pro uso que farei, pois pretendo atirar mais em papel (10 metros e a distância máxima que tenho, uns 15 metros), mas pelo que vi em uns vídeos parece que não é em toda carabina que o Gamo Match agrupa bem, e se for o caso da minha talvez eu tenha que descartar a hipótese de adquirir mais deles. Enfim, gostaria de opiniões sobre quais chumbinhos vale a pena testar na carabina, os que a maioria das carabinas costumam gostar e tal... ainda estou meio por fora desse assunto. Ah, e claro, como a minha intenção não é competir nem nada do tipo, tenho preferência por chumbinhos que não sejam muito caros. E sobre a questão de eu atirar em alvos de papel, sei que os Match são ideais para isso, mas caso o Gamo Match não agrupe bem na minha carabina, existe algum tipo de chumbinho sem ser Match que deixe um furo mais demarcado em vez de rasgar o papel? Obrigado!
  9. Carabina comprada, amigos! Agora só esperar a loja enviar e partir pro abraço! Gostaria de agradecer a todos que reservaram um tempo para me ajudar com minhas dúvidas e indecisões (rs), aprendi bastante coisa com as informações compartilhadas. Abraços!
  10. Ah, agora entendi melhor a questão de ter o kit de mola... não havia visto por essa ótica antes. Como a fatura fecha nessa madrugada eu passei parte do dia madurando a ideia e acabei decidindo ficar com a Big Cat mesmo, pois como você disse o 4.5 serve para a finalidade que eu havia mencionado (ainda mais considerando que seria em último caso e não algo que pretendo fazer) além de que o acabamento da Big Cat me parece ser melhor no geral, enquanto que a questão do polímero pelas vastas pesquisas que fiz não é uma bomba relógio, são bem poucos os casos relatados e imagino que parte deles seja descuido ou até mesmo mal uso e não fadiga do material propriamente dito. Agora a pouco fui conferir os estoques tanto da versão com mola quanto da versão IGT e para minha surpresa o vendedor da IGT finalizou o anúncio anúncio e criou outro 20 reais mais caro e com frete de mais 60 reais. Deve ser um sinal rsrs vou de mola mesmo, com a vantagem de ser de uma loja mais conhecida. Assim que possível vou construir ou comprar um compressor de mola para fazer alguns ajustes no gatilho e dependendo do que eu achar da mola com o uso, coloco o GR de 40 kg. Se eu achar tranquilo na mola mesmo, fico mais um tempo. Abraços!
  11. Quanto ao guia de mola, pelo que andei vendo boa parte dos kits da Big Cat também vem com o guia que substitui o guia de mola. A questão de poder voltar pra mola e etc eu tinha achado uma ideia bacana inicialmente, mas agora eu estou questionando a lógica... quero dizer, se com o gás ram eu tenho uma arma menos barulhenta (pelo menos sem aquele estampido chato da mola), sem vibração, uma dez vezes mais durável e etc... qual seria a necessidade de voltar pra mola uma vez que já instalou o gás ram? Tem de fato algum benefício na mola helicoidal que o gás ram não proporciona? Comparei as informações da versão nitro de fábrica com a do segundo link e aparentemente o gás ram de fábrica deve ser de 40 ou 45 kgs, pois tem menos potência. Isso deve garantir melhor precisão porém menor alcance, correto? O alcance maior do GR de 50 kgs compensa a perda de precisão que eu teria? Estou um tanto inclinado para as carabinas já com GR, seja de fábrica ou não desde que esteja dentro do orçamento, porque aquele ruído característico da mola me incomoda um pouco e não é bem a experiência que eu gostaria de ter já de cara. Eu sei que tem como encamisar a mola e tudo mais, só que eu não tenho o compressor de molas ainda e seja para construir ou comprar um pronto eu teria gastos extras, já que não disponho de materiais em casa. Em todo caso são gastos que não pretendo ter no momento, seja só o compressor de molas para fazer o encamisamento ou também o GR, além de que para manter a garantia por pelo menos alguns meses eu só trocaria o parafuso de regulagem do gatilho como vi em alguns tutoriais. Em outras palavras, no momento a minha intenção é receber a carabina, fazer os procedimentos iniciais de amaciamento/remoção do efeito diesel e usufruir da mesma por um tempo, antes de pensar em customizações que envolvam desmontar a carabina. Por isso para mim o GR parece ser uma opção mais interessante, já estaria mais "pronta", como você disse.
  12. Eu não entendi muito bem o que você quis dizer quanto a "reflexão de caso", perdão. Compensa mais ainda na mola por causa de não saber qual é a "quilagem" do gás ram (que você citou anteriormente quando falou da Big Cat)? Interessante essa questão sobre a coronha, me lembrou um vídeo que vi de uma B19-17 ou B19z em que o cara fez o unboxing e na hora que foi fazer a primeira empunhadura ficou todo atrapalhado com a mão direita hahaha Sobre o parcelamento, pelo menos pra mim o anúncio está com parcelamento em 12x sem juros, se eu parcelar continua nos 880. Não sei se tem a ver com meu nível de comprador que é bem alto lá, mas está sem juros.
  13. Encontrei a CBC B19z NITRO (confesso que acho a coronha vazada meio estranha, mas okay) no calibre 5.5 por 880,00 no ML. Valeria a pena pegar essa versão nitro por esse valor em vez da versão de mola por mais de 900 (porém com a coronha mais bonita)? Não tem três semanas que eu vi a B19 e no calibre 4.5 por 750 reais. Essa mesma do link, mas acho que era da Venture... é meio deprimente ter de pagar mais de 900 reais nela agora rsrs
  14. Sim, a auto suficiência é algo que aprendi com meu pai desde sempre. Ele sempre fez tudo em casa, quase nunca precisou pagar alguém para consertar as coisas exceto quando era algo muito técnico e/ou que não compensava investir em ferramentas para realizar o serviço. Quanto à questão da versão com gás ram de fábrica, ao meu ver (me corrija se eu estiver errado) não seria nem uma vantagem nem desvantagem, certo? Quero dizer, a diferença de preço é condizente com o benefício. Ou seja, pago 100 reais a mais pelo GR para obter mais ou menos o mesmo desempenho só que sem a vibração da mola helicoidal. Eu fiquei em dúvida quanto ao GR da versão IGT ser de 45 ou 50 kgs, mas se o desempenho da carabina IGT e na mola é o mesmo, isso significa que o gás que vem na IGT não causa mais impacto ao sistema que a mola, não? Exatamente rsrs por isso eu não fui muito específico. Porém eu realmente não tenho nem intenção e nem local "apropriado" para executar esse tipo de atividade por esporte, só mesmo em caso de extrema necessidade/questão de sobrevivência. Acredito e torço para nunca ser necessário, mas é bom estar preparado para o pior rs Então, no caso da 5.5 eu realmente não iria de Big Cat, pois meu principal motivo para ter escolhido a Big Cat foi a sua precisão e leveza sem necessitar de muito investimento além da própria carabina, e a ideia seria utilizar ela com sua potência original pra menos (por isso não me preocupei muito com a questão do polímero). E pelo que vi até o gatilho original dela já é relativamente leve se comparado com outros gatilhos originais (inclusive minha escolha era pra ser a Norica Titan, que descartei exatamente por ter como calcanhar de Aquiles o gatilho). Quanto às carabinas 5.5, a dúvida é se tem alguma dentro do meu orçamento que seja quase ou tão precisa quanto a Big Cat no 4.5 e que ao mesmo tempo tenha potência suficiente para causar impacto para a questão do meu hipotético uso em caso de necessidade. Pois se eu for perder muita precisão não vejo vantagem, considerando que não é algo que VOU fazer, e sim algo que se eu precisar fazer seria interessante ser possível... enquanto que a precisão é uma coisa da qual farei uso constantemente. Você deve ter notado que minha intenção desde o princípio é de ter uma carabina precisa e de fácil manutenção/customização para tiro em alvos de papel, pois já até tive uma carabina 5.5 que aparentemente era forte mas tinha 0 precisão. Então, adquirir uma carabina forte (para a situação de sobrevivência) porém imprecisa demais seria comprar outro trambolho como a carabina que eu já tive. A ideia no caso da 5.5 seria manter um "meio termo" entre precisão e potência, porém com ênfase na precisão. O poder de impacto ficaria em segundo plano, mas obviamente que deveria ser o necessário para ser útil, caso contrário não faria sentido o 5.5 para a minha realidade. A B19 no calibre 5.5 teria a precisão que eu necessito? Abraços!
  15. Pessoal... eu ainda não comprei a carabina, pois estou esperando a fatura do cartão fechar... e aí eu lembrei de uma questão. Sou adepto da filosofia do sobrevivencialismo e como não tenho uma arma de fogo e/ou algum outro tipo de equipamento por enquanto, EM UMA SITUAÇÃO DE SOBREVIVÊNCIA eu poderia utilizar a carabina como ferramenta de sobrevivência. Porém é sabido que o calibre 4.5 não é focado em impacto e tal, então eu estive pensando... não seria interessante adquirir uma carabina 5.5 em vez de uma 4.5? As carabinas 5.5 são muito mais imprecisas que as 4.5 ou é mais questão de custo dos chumbinhos e tal? O objetivo continua sendo o de utilizar apenas no quintal de casa, para disparos a aproximadamente 15 metros e em alvos geralmente de papel (como já citei, não ligo muito pra destruição, não é minha praia... no máximo atirar em alguma latinha esporadicamente). A necessidade do 5.5 realmente seria apenas para caso de extrema necessidade, então queria a opinião de vocês se vale a pena investir no 5.5 considerando essa questão ou se serei muito prejudicado ao utilizar o 5.5 em vez de 4.5.
×
×
  • Criar Novo...

cilindro-pcp-300bar-completo_1.png