Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Eloi13

Membros
  • Total de itens

    129
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1
  • País

    Brasil

Eloi13 venceu a última vez em Outubro 27 2016

Eloi13 had the most liked content!

Reputação

12 Bom

Sobre Eloi13

  • Rank
    Atirador Avançado
  • Data de Nascimento 13-10-1988
  • Age 30

Métodos de Contato

  • MSN
    .
  • Skype
    .
  • Age 30

Informações do Perfil

  • Website URL
    https://www.facebook.com/Ant.Eloi13
  • Sexo
    Masculino
  • Sua Localidade
    Fortaleza/CE
  • Interesses
    Tiro Esportivo, Carabinas de Ar, Chumbinho, Pistola de Ar, Papel 10 Metros
  • Age 30

Últimos Visitantes

346 visualizações
  1. Eloi13

    Das manhas e artimanhas do atirador

    Bom dia meus amigos. Grande Evaldo meu amigo um forte abraço, se pensar vc ou outro em desistir, eu estou aqui para ajudar a dar uns gritos de alivio e volta a normal, rsrsrsr. Forte abraço a todos Enviado de meu SM-J710MN usando o Tapatalk
  2. Eloi13

    Apresentação EFilho (Edric Filho)

    Seja bem vindo ao CA Edric. Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  3. Eloi13

    [AJUDA] - O Que fazer após chegar a carabina

    Lendo as repostas dos amigos e se falando sobre o WD40, Lembrei desse texto. Desengripante WD-40 do site oficial do WD-40, com correções Nota especial: por José Joaquim D'Andrea Mathias O texto aqui apresentado foi obtido no site oficial da WD-40 e demonstra a grande flexibilidade de emprego desse formidável produto. O WD-40 chega a ser tão versátil que lembra aqueles produtos milagrosos que os mascates vendiam nas cidades do interior, no século 19. Porém, deve-se fazer algumas observações muito importante quanto ao seu emprego no âmbito das armas de fogo: 1 - O WD-40 tem baixíssima tensão superficial. Isso significa dizer que ele penetra em frestas, emendas e roscas de parafusos. Em contato com a munição de uma arma, o WD-40 pode penetrar no bolso da espoleta e simplesmente "matar" a munição pela contaminação do iniciante. Passar WD-40 numa arma de porte, por exemplo, pode deixar seu proprietário em péssima situação, quando ele descobrir que sua munição não funciona quando percutida. 2 - O WD-40 não serve para lubrificar armas que serão estocadas por longos períodos. Como o lubrificante é muito fino e desengordura totalmente os metais, ele pode escorrer para pontos mais baixos do mecanismo, deixando as peças sem nenhuma proteção. Assim, numa Arma longa estocada em pé, por exemplo, o WD-40 aplicado em seu cano vai escorrer, com o tempo, para dentro da arma, deixando exposto a boca do cano, que estará sujeita a umidade e a oxidação. 3 - O produto é excelente para fazer uma manutenção primária, aquela que se faz ainda no estande de Tiro, antes de levar a arma para casa. O WD-40 retira boa parte dos sais depositados pelo suor, reduz os depósitos de carbono e dá uma pré-limpeza nas partes metálicas e de madeira de uma arma, antes desta ser devidamente limpa com os produtos específicos. Mas não serve, como já comentado, para lubrificação de estocagem e nem para lubrificação periódica. WD-40 nasceu nos Estados Unidos na década de 50, mais precisamente em 1953, numa pequena companhia, composta por apenas 3 pessoas, chamada Rocket Chemical, que desenvolvia um produto destinado a desempenhar um papel importante em tudo, desde o programa espacial ao lar moderno. O jovem químico Norm Larsen, apoiado por dois investidores, desenvolveu um produto resistente a corrosão para a manutenção e uso na industria aeroespacial chamado WD-40. O nome vem de Water Displacement, dispersor de água em inglês, e o nº 40, pois a fórmula resultou da 40ª tentativa. Inicialmente WD-40 foi concebido para o uso em proteção de mísseis da NASA, e na fuselagem de aeronaves. Porém, não demorou muito para os funcionários começarem a descobrir uma quantidade enorme de novas aplicações. Além de seu uso na indústria, possuía claramente o seu mercado consumidor, especialmente quando começou a ser vendido em latas de spray. Em 1958, o produto foi envasado em latas e colocado nas prateleiras de supermercados e lojas de ferramentas. No decorrer da década que viu o homem ir a Lua, um grande desastre desempenhou um papel importante na história do WD-40. Em 1961 o Furacão Carla devastou a costa da Flórida e imediatamente todo o estoque da Rocket Chemical foi despachado para a região, para recuperar equipamentos e veículos que haviam sido danificados pela água. Na Guerra do Vietnã, novamente a inigualável capacidade de WD-40 de eliminar a umidade evitando ferrugem e corrosão provou ser valiosa na manutenção de armas mantendo o funcionamento de equipamentos militares. E em 1969 a empresa foi renomeada de Rocket Chemical para WD-40 Company. Hoje, WD-40 pode ser encontrado em 4 de cada 5 lares norte-americanos e é distribuído em mais de 160 paises. WD-40 é uma fórmula secreta composta de diversos minerais, a composição só é conhecida por 3 pessoas, e permanece inalterada desde sua invenção. No Brasil, WD-40 chegou na década de 60 e desde 1997 é representada pela Theron Marketing Ltda, com sede em Curitiba-PR. Sempre conquistando cada vez mais espaço no mercado, WD-40 já se destaca como líder no segmento em grande parte do Brasil e bate recordes de venda mês após mês. Verdades e Mentiras - Mitos sobre WD-40 • WD-40 não pode ser aplicado no computador. Pelo contrário. WD-40 pode sim ser usado para limpar e proteger as peças do computador. Apesar de ser inflamável, WD-40 não pega fogo se aplicado no interior do equipamento. Porém, o PC deve estar desligado no momento da aplicação. Depois de aplicar WD-40, pode ligar o computador imediatamente. Para um melhor resultado, tire o excesso de sujeira do computador antes da aplicação. • WD-40 não pode ser usado para limpar potenciômetro de guitarra. Pode sim! Ele pode ser aplicado em qualquer tipo de componente eletrônico. Não danifica e nem conduz energia elétrica, além de proteger contra a corrosão dos condutores e eliminar a umidade. • WD-40 corrói e oxida componentes eletrônicos e peças metálicas. Na verdade, WD-40 foi criado justamente para evitar que isso aconteça. Sua fórmula impede a oxidação e corrosão além de eliminar a umidade. • WD-40 estraga borracha e madeira. A composição química do WD-40 não ataca madeira e borracha. Ele não deteriora e nem "come" nenhum tipo de material pois, não contém querosene e pode ser aplicado em qualquer lugar. • WD-40 é óleo. Na realidade, WD-40, é uma mistura de concentrados químicos complexos diluídos em um destilado de petróleo de alta qualidade. Não contém silicones ou lanolinas de qualquer espécie. É mais fino do que a água e penetra na peça, não deixando a mesma com aspecto de gordura como os óleos comuns. • WD-40 lava a peça e tira a lubrificação. De maneira alguma. WD-40 derrete sim a graxa e produtos "gordurosos" das correntes, limpando assim, a peça. WD-40 é um lubrificante, ele evita o atrito entre as peças. • WD-40 atrai pó e sujeira e faz com que elas grudem na peça. Mentira. WD-40 cria uma película protetora sobre os materiais e infiltra nos mesmos, aumentando a proteção. Por isso, não atrai mais poeira do que outra superfície não tratada com este produto. WD-40 não é "gorduroso", portanto, não gruda a sujeira. • WD-40 é feito com óleo de peixe. Mentira. A fórmula de WD-40 não contém nenhum tipo de extrato animal, apenas mineral. Os compostos que formam o WD-40 são a base de derivados de petróleo juntamente com uma fórmula secreta, conhecida por apenas 3 pessoas no mundo. • WD-40 pode ser usado em ferimentos e queimaduras. O produto não foi criado para fins medicinais, mas sim para uso doméstico e industrial. A empresa não recomenda, de forma alguma, que WD-40 seja usado na pele para curar ou aliviar sintomas de doenças. Para dúvidas e/ou sugestões de uso, entre em contato conosco, a WD-40 está sempre a sua disposição, pelo fone (41)2109-8025 ou pelo e-mail theron@wd40.com.br . Em razão de e-mails que estão circulando na internet sobre WD-40, a empresa afirma que o produto não foi criado para fins medicinais, ou seja, não deve ser aplicado em picadas de inseto, queimaduras ou qualquer tipo de ferimento. Entretanto, as outras dicas (que não envolvem a saúde) são todas VERDADEIRAS. WD-40 pode ser aplicado desde parafusos até espantar pombos. Em caso de dúvidas sobre o e-mail, nosso setor de Atendimento ao cliente está pronto para ajuda-lo através do e-mail thero@wd40.com.br e do fone (41)2109-8025. Confira a sessão dicas sobre WD-40. WD-40 no uso AUTOMOTIVO ELIMINA A UMIDADE - Pulverize regularmente WD-40 em todo o motor, principalmente após lavá-lo, para eliminar a umidade, evitar ferrugem e melhorar os contatos elétricos. Pulverize WD-40 no distribuidor para eliminar a água. Não é necessário secar. Aplique em partes eletrônicas e circuitos integrados, nos bornes da bateria para proteger contra oxidação e nos contatos das lâmpadas. LUBRIFICA - Aplique WD-40 para lubrificar as fechaduras, chave de ignição, canaletas dos vidros, antenas, cabos de embreagem, acelerador e freios. PENETRA E DESEMPERRA - Para fixar ou soltar parafusos e porcas. LIMPA E DESCARBONIZA BICO INJETOR E CARBURADORES - WD-40 é um produto cuja fórmula permite usos ilimitados. Pode ser usado para limpar e descarbonizar as velas, os bicos injetores e carburadores de motores a álcool, gasolina e diesel, de 2 ou 4 tempos. WD-40 penetra e remove a carbonização e resíduos, remove respingos de asfalto, graxa e óleo da pintura, adesivos de vidros, lataria e pára-choques. Aplique sobre bancos de couro para hidratá-lo e dar brilho. Limpa graxa de carpetes. PROTEGE - Protege peças e ferramentas contra ferrugem. Não ataca a pintura, borrachas, couro, plástico ou partes eletrônicas. WD-40 Você sempre tem onde usar para... LIMPAR! • Tira marcas de sapato do chão Remover aquelas marcas de sapato do chão da cozinha não serão mais um problema tão grave se você tiver WD-40 à mão. Aplique o produto e ele irá tirar todas as manchas do piso. Não é preciso lavar e nem esfregar muito. Lembre-se de abrir as janelas se for tirar muitas marcas do chão com WD-40. • Limpa cola seca Limpe cola seca de praticamente todos os lugares com muita facilidade. Sabe como? Aplique WD-40 no local, aguarde alguns segundos e depois passe um pano limpo sobre o local e pronto! O problema está resolvido. • Tira graxa das mãos Quando você mexer no motor ou em outra parte do seu carro ou da moto, e sua mão ficar cheia de graxa e toda suja, passe WD-40 e esfregue as mãos por alguns segundos. Depois, lave as mãos com água e sabonete ou passe uma toalha de papel. Elas estarão limpas e sem nenhum vestígio de graxa. • Remove adesivos Você não precisa usar objetos pontiagudos ou lâminas de barbear para retirar adesivos, selos e decalques. Basta passar WD-40 e aguardar aproximadamente 30 segundos. Depois é só retirar o adesivo, sem esforço e sem estragar a superfície. • Remove adesivos de copos Onde os fabricantes estão com a cabeça quando colocam aqueles adesivos nos copos? Será que eles não sabem como aquilo é difícil de tirar? Quando água e sabão não resolverem, você não precisa ficar raspando a sua unha ou usar algum objeto pontiagudo para retirar o adesivo. Além de poder se machucar, você corre o risco de quebrar o delicado vidro. A solução para isso é o WD-40. Aplique sobre o adesivo, aguarde alguns segundos e depois o remova facilmente. • Dá adeus as manchas de chá Tire as manchas de chá que ficam no fundo da xícara ou dos copos usando WD-40. Aplique o produto em um pano ou esponja e esfregue o local. Em poucos minutos a mancha sairá totalmente. Não esqueça de lavar a xícara ou o copo antes de usar novamente. • Limpa manchas no carpete Não deixe tinta ou outras manchas arruinarem o seu lindo carpet. Borrife a mancha com WD-40 e espere um minuto ou dois. Depois limpe com limpa carpet normal ou esfregue com uma esponja com água e sabão. Continue até a mancha sair completamente. • Tira manchas de tomate das roupas Aquela macarronada cheia de molho de tomate parecia tão convidativa, não é mesmo? Agora a sua camiseta tem uma enorme (e difícil de tirar) mancha de molho. Para removê-la, aplique WD-40 sobre a mancha e espere alguns segundos. Depois é só lavar normalmente. • Limpa sua geladeira Quando água e sabão não conseguem tirar aquelas manchas de comida da sua geladeira, é hora de WD-40 entrar em ação. Depois de tirar todos os alimentos de dentro do refrigerador, aplique uma pequena quantidade de WD-40 sobre as manchas e depois passe um pano ou uma esponja. Não esqueça de lavar bem a geladeira antes de colocar os alimentos novamente. • Cuida das cadeiras e estofados de couro Mantenha sua cadeira de couro reclinável favorita ou outro móvel de couro limpos, macios e bem cuidados. Borrife WD-40 em uma flanela e passe no couro. Os componentes químicos de WD-40 irão hidratar e deixar o couro limpo e brilhante. • Tira manchas de sangue e outras manchas Oh não! Seu filho caiu enquanto estava brincando, e agora há sangue por toda a sua camiseta nova. Depois de cuidar dele, de os primeiros socorros à camiseta também. Tire as manchas de sangue com WD-40. Aplique o produto diretamente sobre as manchas, espere alguns minutos e depois lave normalmente. Tente tirar a mancha enquanto o sangue ainda está fresco pois, depois de seco a remoção fica mais difícil. Use WD-40 também para tirar outras manchas como baton, tinta e graxa. • Limpa quadro-negro Quando o assunto for limpar o quadro-negro, WD-40 é o "queridinho" da professora. É só borrifar WD-40 em um pano limpo e passar no quadro. Ele vai ficar limpo e novo como se fosse o primeiro dia de aula. • Remove manchas de canetinhas e giz de cera Seus filhos usaram sua parede como se fosse um grande livro de colorir? Não se preocupe. Pulverize WD-40 em um pano limpo e passe sobre as marcas na parede. WD-40 não danifica pintura ou papéis de parede. Aplique também para tirar manchas de canetinha e giz de cera em móveis e outros objetos. WD-40 - Você sempre tem onde usar...no JARDIM • Limpa a grelha de churrasco Para fazer a boa e velha grelha de churrasco ficar como nova, borrife WD-40 sobre ela e depois passe uma esponja de aço sobre a grelha. Esteja certo de que a grelha não está sendo usada e que ela está fria. Não esqueça de lavar a grelha antes de usa-la novamente. • Renova os móveis de plástico Dê cor aos móveis plásticos desbotados do seu jardim aplicando WD-40 neles. Simplesmente aplique o produto diretamente sobre o móvel e depois passe um pano seco e limpo. Você ficará surpreso com os resultados. • Tira marcas de unhas de gato Você considera o seu gato como membro da família, mas não é isso que você pensa quando vê as marcas que ele deixou no piso ou no capô do carro com as unhas. Para não brigar com o gato, aplique WD-40 sobre o local e passe um pano seco e limpo pra tirar as manchas. • Mantém os animais longe do canteiro de flores Os animais adoram brincar no jardim e cavar no meio das flores que você teve tanto trabalho para cuidar. O que eles não gostam é do cheiro de WD-40. Para mante-los longe do canteiro e deixar as suas flores lindas por toda a primavera, borrife WD-40 em volta do canteiro, uma ou mais vezes durante a estação. • Repele os pombos Os pombos estão usando a sua sacada mais do que você? Se eles e suas penas e sujeira estão evitando que você aproveite a linda vista da sua sacada, borrife WD-40 em todo o local, incluindo grades e móveis. Os pombos não agüentam o cheiro de WD-40 e voam para bem longe. • Não deixa vespas construirem ninhos WD-40 não deixa nenhum tipo de vespa arruinar a sua primavera ou o seu verão. O lugar favorito delas para construir ninhos é embaixo de calhas. Então, na próxima primavera, pulveriza a parte de baixo das suas calhas e deixe as vespas longe da sua casa. • Tira coco de cachorro do tênis Oh não! Você pisou? Poucas coisas na vida são tão desagradáveis do que limpar coco de cachorro da sola do tênis, mas esta tarefa pode se tornar muito mais fácil se você tiver uma lata de WD-40 sempre à mão. Aplique WD-40 no local e depois limpe com uma escova de dentes velha. Em seguida, lave com água fria e pronto! O tênis estará pronto para pisar no solo novamente. Agora, não esqueça de olhar onde pisa. • Mata plantas com espinhos Não deixe nenhuma planta que contenha espinhos, como aquelas que ficam entre a grama e cutucam os seu pé, estrague o seu jardim. Aplique WD-40 e elas morrerão imediatamente. WD-40 - Você sempre tem onde usar...no LAZER • Impermeabiliza botas e sapatos Impermeabilize botas e sapatos colocando uma camada protetora de WD-40 neles. Ele vai formar uma barreira que irá impedir a água de penetrar no material do sapato ou da bota. Use WD-40 também para tirar manchas de calçados que sujam durante o inverno. Aplique o produto em um pano e passe sobre as manchas para tirá-las. Seus calçados ficarão como novos! • Remove cera velha de skis, pranchas de surf e snowboard Para tirar a cera velha e a sujeira dos skis, pranchas de surf e snowboard, pulverize a base com WD-40 e depois raspe a cera com um raspador de acrílico. • Preteje seu barco da corrosão Para proteger os equipamentos do seu barco da maresia e da corrosão, lave o motor com água potável e depois aplique WD-40 em todo ele. Isso vai evitar que você tenha que trocar peças várias vezes por estarem enferrujadas, além do seu barco parecer novinho, como no dia em que foi comprado. • Remove craca do barco Tirar craca do casco do barco é realmente uma tarefa muito chata. Mas pode ficar mais fácil e menos desprazerosa com uma ajuda de WD-40. Aplique generosamente o produto na área desejada, espere alguns minutos e então tire a craca com uma espátula. Espirre quanto WD-40 for necessário. Se for preciso, use uma lixa para tirar a a substância corrosiva deixada pelas cracas. • Aplique em iscas de pesca Pescadores de salmão do Oceano Pacífico aplicam WD-40 nas suas iscas pois, o aroma do produto atrai os peixes, além de dissipar o cheiro dos humanos, o que pode afugentar os animais. Você pode aumentar a quantidade de pesca na próxima vez, levando uma lata de WD-40 com você e borrifando todas as iscas artificiais e vivas antes de começar a pescaria. Antes, verifique se no local onde você está pescando, é permitido o uso de produtos químicos nas iscas. • Desembaraça linhas de pesca Para soltar uma linha de pesca embaraçada, aplique WD-40 e use um clips para desfazer os pequenos nós. Use WD-40 também para estender a vida útil da sua linha (porém, não em linhas muito velhas). Aplique uma noite antes da pescaria e sua linha sempre ficará nova. • Limpa e protege clavas de golf Seja você um profissional ou amador, sempre é hora de limpar e proteger as clavas de golf aplicando WD-40 nelas depois de cada uso. WD-40 também solta pregos e espinhos presos. • Tira carrapatos Para remover carrapatos da crina ou do rabo do cavalo (sem ter que cortar os pelos), aplique WD-40 sobre o local e você estará pronto para acabar com o incomodo completamente. Isso também funciona em gatos e cachorros. • Mantém as moscas longe das vacas Se as moscas estão atormentando as suas vacas, borrife um pouco de WD-40 sobre elas. Estes insetos odeiam o cheiro de WD-40 e ficarão bem longe. Tome cuidado para não ir WD-40 nos olhos das vacas. Texto oficial de divulgação da marca WD-40 Fonte: http://www.zecamat.com.br/pag0203.htm
  4. Eloi13

    Rolinha caldo de feijão !

    Parente próximo da caudo de feijão , a cascavel. Cheguei em casa tava na área no chão aprendendo a voa ainda. Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  5. Muito bom o trabalho, e esclarecedor para os iniciantes assim quando sair de uma lata para outra e agrupamento abrir um pouco eles não vão desmontar logo de cara a carabina achando que tem algo errado. Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  6. Eloi13

    Alvos CBTE x WRABF

    http://www.cbte.org.br/index.php Principal > Mídias > Notícias 07/01/2018 ATA da Reunião Técnica da Diretoria de Rifle Internacional Seguindo o modelo adotado em 2016, foi realizada as 19h do dia 25 de novembro de 2017 a II Reunião Técnica da Diretoria de Rifle Internacional, com a participação dos membros desta Diretoria e de atletas do Tiro de Rifle. Nessa ocasião foram discutidos e decididos diversos assuntos e temas ligados as disciplinas de Tiro de Rifle Internacional, com a participação ativa dos atletas, inclusive na tomada de decisões através de votação aberta. Abaixo, o resumo dos temas abordados na Reunião e as deliberações tomadas: 1 - F-Class: Contagem do X na pontuação e no Recorde e Desempate (score perfeito) Foi salientado que a contagem do “X” só é relevante na Carabina NRA F-Class para duas coisas: desempate na prova e contagem de recorde. Portanto, foi pedido pelos atletas, e acatado pela DIR, uma alteração no sistema da CBTE para que ele mostre a quantidade de X na pontuação das Etapas do Campeonato Brasileiro, porém somente para fins de classificação naquela etapa específica, sem que ocorra o somatório do número de X entre as etapas. Dessa forma os atletas terão registrados o número de X, para visualização do desempenho e para validação de recorde, mas sem que o número de Xs aumente a pontuação. 2 - Benchrest: Novas provas na WRABF e futuro do USBR. Como resultado direto das deliberações ocorridas na Reunião Técnica da DIR-CBTE realizada em 2016 na cidade de Brasília, o assessor técnico Flavio Vieira, iniciou pesquisas, discussões, testes e contatos com entidades internacionais de Benchrest com o intuito de aperfeiçoar o Benchrest no Brasil, especialmente no tocante a apuração de alvos e disciplinas que proporcionassem um maior desafio técnico, participação de atletas estrangeiras em provas no exterior e inclusão do maior número possível de atletas do tiro no Benchrest, sempre respeitando as normas internacionais. A disciplina de Benchrest da USBR no âmbito mundial, encontra-se em um grande dilema: ela está em franco declínio no número de participantes e, principalmente, de competições, em virtude de outras disciplinas de Benchrest possuírem regras mais completas e permitir melhor competição entre os atletas. De fato, várias questões levantadas na Reunião Técnica de 2016 apontaram problemas e questões nas regras internacionais de USBR e que geraram problemas durante o ano no Campeonato Brasileiro, por falta de previsão expressa nas regras de USBR. Outro ponto importante é que o formato dimensional do alvo de USBR não permite a apuração eletrônica com os meios disponíveis (hardware e software) e utilizados com sucesso no mundo todo pelos praticantes e organizações de Benchrest da WRABF. Portanto, diante do exposto, deliberou-se e ficou decidido os seguintes pontos: A- No tocante a apuração de alvos, com o foco em aperfeiçoar e permitir uma apuração de alvos mais célere, fiável e padronizada, optou-se por ampliar para todas as demais provas de Benchrest, a apuração eletrônica dos alvos, forma já utilizada em campeonatos anteriores nas provas de WRABF LV e HV. O sucesso proporcionado pela apuração de alvos eletrônica realizada nas finais dos Campeonatos Brasileiros de 2016 e 2017, foi determinante para o amadurecimento das mudanças nas disciplinas de Benchrest aqui propostas, principalmente no que tange ao USBR. B- O calibre padrão de apuração será o .224 para todas as provas, independentemente do calibre utilizado, no rimfire (fogo anular) e no ar comprimido. Mesmo que o alvo tenha sido disparado com projétil 4,5 mm, o calibrador utilizado será o .224”. O padrão de apuração no calibre .224 também será o utilizado na apuração eletrônica. Deve-se levar em conta que o custo do equipamento necessário para apuração eletrônica dos alvos (hardware) é baixo, bastando um notebook/microcomputador e um scanner A3 com resolução mínima de 300 DPI. O software de apuração será fornecido gratuitamente pela DIR-CBTE aos clubes. Os benefícios gerados pela apuração eletrônica são enormes, como por exemplo, a padronização na apuração, impessoalidade, rapidez, praticidade e arquivamento digital de todos os alvos, permitindo futuras conferências e/ou acompanhamento dos atletas de sua performance. É bom lembrar que os alvos que permitirão apuração eletrônica permitem, por óbvio, que seja feita a apuração manual como já vinha sendo feita, não restringindo ou obrigando todos os locais de prova a operarem somente de forma eletrônica. O ganho de maior expressão será nos grandes campeonatos, nas finais, que possuem uma demanda muito maior de apuração. O outro assunto deliberado se trata diretamente da disciplina de USBR. O USBR foi trazido ao Brasil visando promover uma competição em que as regras permitiam o uso de equipamentos divididos em classes, dos mais simples aos mais sofisticados, tornando a competição justa e possível no Brasil, com nosso mercado incipiente de equipamentos de tiro esportivo. Porém, ao passo que no Brasil o USBR cresceu e se desenvolveu, no país de origem e no resto do mundo o USBR vem sofrendo contínuo declínio ao ponto de não existirem competições importantes e as regras não mais serem atualizadas há quase uma década, o que tem gerado inúmeros questionamentos de situações em prova que não são previstas na regra original internacional. Diante deste fato, foram iniciadas pesquisas junto a WRABF (World Rimfire and Air Benchrest Federation) sobre o assunto e após algumas deliberações, a WRABF autorizou a CBTE a “absorver” as provas de USBR como uma categoria internacional de Benchrest WRABF, utilizando os alvos oficiais WRABF e suas regras, seguindo os moldes das provas de USBR. Sendo assim, decidiu-se que as provas de fogo circular praticadas nas regras da USBR, que são Sporter, Custom e Unlimited, passarão a se chamar Carabina WRABF Fogo Circular Sporter, Carabina WRABF Fogo Circular Custom e Carabina WRABF Fogo Circular Unlimited, utilizando-se os alvos da WRABF Rimfire 50 metros e sendo balizadas pelas regras gerais da WRABF. Para manter a quantidade de munição utilizada por prova, apenas um cartão (alvo) será computado, assim como era feito no USBR. No Ar Comprimido as provas oficiais de WRABF nos moldes internacionais continuam, que são WRABF Ar Comprimido Light Varmint e Heavy Varmint e nos mesmos moldes descritos acima teremos Carabina WRABF Ar Comprimido Springer e Carabina Ar Comprimido WRABF Unlimited, sendo as duas com apenas 1 cartão (alvo) cada, todas utilizando os alvos de 25 metros para ar comprimido. As regras no tocante aos equipamentos para essas novas provas de WRABF (advindas da USBR) não foram modificadas para permitir que os mesmos equipamentos que competiram em 2017 permaneçam em suas categorias, sem modificações neste aspecto. Há algumas pequenas diferenças quanto ao tamanho dos alvos entre a USBR e a WRABF: Alvo WRABF Fogo Circular: - O alvo de Fogo Circular padrão da WRABF possui o anel do "10" maior do que o do USBR. - O "X" para contar, basta que o furo encoste nele, não precisando mais ser obliterado integramente como no USBR. Alvo WRABF Ar Comprimido: - Por outro lado, o alvo de Ar Comprimido padrão da WRABF possui o anel do "10" menor do que o do USBR. - O "X" para contar, tem que ser totalmente obliterado para ser contado. Há que se ficar atento para não confundir os alvos. Outras tópicos quanto as distâncias, tempo, peso de armas etc permanecem os mesmos. As regras das disciplinas Carabina WRABF (ex USBR) serão publicadas em breve no site da CBTE. Os alvos já estão sendo providenciados no fabricante LCL Alvos. Em resumo, no Benchrest a partir de 2018 teremos no Campeonato Brasileiro as seguintes provas: Carabina WRABF Ar Comprimido - Springer Carabina WRABF Ar Comprimido - Unlimited Carabina WRABF Ar Comprimido - Light Varmint Carabina WRABF Ar Comprimido - Heavy Varmint Carabina WRABF Fogo Circular - Sporter (antiga USBR Rimfire - Sporter) Carabina WRABF Fogo Circular - Custom (antiga USBR Rimfire - Custom) Carabina WRABF Fogo Circular - Unlimited (antiga USBR Rimfire - Unlimited) 3 - F-Class: Sistema de Rodízio para a Final do Camp. Brasileiro (trincheira, scorer e atirador) Foi explicado aos atletas que o cenário ideal para as provas de Carabina NRA F-Class é que o maior número possível de atletas possa atirar ao mesmo tempo, o que demandaria cerca de 25 a 30 postos de tiro na final do Campeonato Brasileiro, por exemplo. Ocorre que o custo de pagamento de 25 auxiliares de trincheira para 25 postos de tiro acaba tornando inviável, do ponto de vista financeiro da CBTE, a realização da prova nesses moldes. Por outro lado, observado o crescimento no número de participantes da disciplina e baseado no regulamento internacional e nacional, é provável que na Final do Campeonato Brasileiro de 2018, seja aplicado o sistema de rodízio entre os atletas nas funções de Atirador, Scorer (Pontuador) e Trincheira (Apontador), conforme item 5.5.7 da Regra Oficial de Carabina NRA F-Class. Desse modo, todos os atiradores participantes deverão estar preparados para nas provas presenciais de Carabina F-Class da CBTE para se revezar nas funções de Atirador, Scorer (Pontuador) e Trincheira (apontador, puxando e marcando os alvos na trincheira). 4 - Todas as disciplinas: Gabaritos de apuração de alvos (scoring gages) Diante da insistente cobrança dos atletas, a DIR decidiu fazer os scoring gages para apuração dos alvos, definindo um padrão que será obrigatório para todos os clubes que desejarem promover as provas de Rifle Internacional. Essa medida evitará as constantes queixas e inconsistências nas medições das pontuações dos alvos apurados nas etapas do Campeonato Brasileiro e atenderá um antigo pleito dos atletas. É esperado que nos próximos 60 dias os scoring gages estejam disponíveis para aquisição pelos clubes, entidades e atletas. 5 - CMP Rimfire Sporter: Equipamento de medição de peso de gatilho (Trigger Pull Weight) para CMP Rimfire Sporter Alguns atletas levantaram a questão de que a limitação de peso do gatilho prevista nas regras da Carabina CMP Rimfire Sporter, de 1,5 libras (ou 1,36kgs) não estaria sendo observada pelos atletas, notadamente pela falta de equipamento de medição disponível aos clubes e atletas. Diante disso, sugeriram que se deveria abolir essa parte da regra internacional, ou ao menos determinar que a mesma somente fosse aplicada a partir de 2019, dando tempo para os atletas se adaptarem. Outros atletas presentes se manifestaram contrariamente a essas medidas e salientaram que esse é um aspecto importante da regra internacional e que deveria ser mantido. Procedeu-se então a uma votação aberta, onde por maioria, ficou decidido que a regra internacional deveria ser mantida, ou seja, a restrição do peso do gatilho dever permanecer. A DIR se comprometeu a produzir um sistema simples e acessível de aferição do peso do gatilho, a exemplo do que existe na NRA-US, e torná-lo disponível aos clubes, entidades e atletas, ao mesmo tempo em que irá comunicar a todos os delegados locais que devem observar o cumprimento das regras. 6 - F-Class: Valor da inscrição da Prova de F-Class A CBTE informou que o valor das provas de Carabina NRA F-Class, de R$30,00 no total (sendo R$15,00 para a CBTE e R$15,00 para o clube) é deficitário para o clube e que isso estaria gerando insatisfação e desestímulo aos clubes para realizarem essa prova. Foi cogitado o aumento do valor para R$50,00 por prova, o que deve ocorrer de qualquer forma uma vez que a CBTE recentemente aprovou que os Clubes cobrassem uma taxa de arbitragem de até R$20,00. Portanto, foi informado que o valor da inscrição para a prova de F-Class pode ser majorado para R$50,00 no total, por decisão do Clube que promoverá a prova, nas provas On Line e nas presenciais. 7 - Benchrest e F-Class: Campeonato Sul-americano de F-Class / Benchrest É intenção da DIR realizar e/ou promover Campeonatos Sul-americanos nas disciplinas de Tiro de Rifle Internacional. O I Campeonato Sul-americano de F-Class Mid Range foi realizado esse ano em Tupanciretã, no Rio Grande do Sul nos dias 29/09 a 01/10 com grande sucesso e em 2018 deverá ser realizado a 2ª edição em data ainda a confirmar. Os atletas presentes foram conclamados a cobrarem em seus estados a construção de estandes de 500 e 600 jardas para podermos promover mais provas e também um Campeonato Brasileiro de F-Class Mid Range, como forma de nos aproximarmos no desempenho técnico dos atletas do resto do mundo, notadamente da Europa e Estados Unidos, que atiram até 1.000 metros de distância. No tocante ao Benchrest, foi mencionado que o maior problema é a falta de número e padronização das mesas, o que na prática impede uma competição justa com um número maior de participantes. Ficou decidido que o a DIR iria fazer um projeto de mesa (Benchrest) e indicar um único fornecedor para que as mesmas tivessem padronização quanto ao modelo e qualidade, permitindo aos clubes e atletas adquirirem mesas de qualidade e em quantidade suficiente para uma competição grande. Outro ponto levantado é que há uma certa dificuldade de se contatar e reunir atletas do tiro esportivo de outros países, especialmente para virem competir no Brasil e isso dificulta os planos de um Campeonato Sul-americano. Entretanto, alguns atletas mencionaram que com as redes sociais e aplicativos de celular, já é possível esse contato de forma fácil e ágil. Foi mencionado que a DIR, clubes, entidades e os atletas devem procurar contatar os atletas de outros países para promovermos essa integração. 8- Benchrest e F-Class: Seleção Brasileira Permanente de F-Class / Benchrest Sempre foi, e continua sendo, a intenção e objetivo da DIR-CBTE a formação de uma Seleção Brasileira permanente de Carabina F-Class e Benchrest. Entretanto, há grandes dificuldades nesse sentido, em especial para participação de competições no exterior, devido a burocracia, alto custo, grande tempo de viagem e número suficiente de atletas com disponibilidade dos itens anteriores. A CBTE informa que não possui verba para manter uma equipe brasileira permanente, como ocorre com a equipe olímpica, pois esta recebe verba pública, que é vinculada e não pode ser revertida a outras disciplinas de tiro esportivo. Portanto, em que pese a CBTE ter promovido a participação de atletas de Tiro de Rifle Internacional em competições mundiais, inclusive com pagamento de inscrições e uniforme, o custeio total de uma equipe permanente se mostra inviável no momento, com verbas próprias, restando somente as opções de patrocínio privado ou custeio individual pelos próprios atletas. A DIR-CBTE afirma que está aberta a qualquer ideia, proposta, auxílio e sugestão por parte dos atletas, clubes, empresas etc, de forma a poder viabilizar a formação de Seleção/Equipes permanentes de Tiro de Rifle Internacional. 9 - Temas sugeridos pelos Atletas: A- Todas as disciplinas: Uso da tecnologia de redes sociais para acompanhamento das provas on line A ideia foi recebida de forma positiva, embora foi salientado que seria preciso uma pessoa com experiência e tempo para se dedicar a alimentar as redes sociais com os eventos e novidades, sendo que a DIR não dispõe dessa pessoa, mas que aceita voluntários para ajudar a promover o esporte. Foi levantada a questão também das provas serem filmadas e transmitidas ao vivo pela internet, como forma de divulgação e evitar fraudes. Novamente, a DIR vê com bons olhos essas iniciativas, porém acredita que tornar isso obrigatório traria grandes obstáculos na realização das provas, com aumento de custos. Por outro lado, entende que o Clube tem a liberdade de efetivar essa medida e promover outros a também fazê-la. B- Benchrest: horários para realização de provas de Benchrest Foi sugerido por um atleta, que o horário das provas de Benchrest fosse aumentado e/ou limitado no Campeonato Brasileiro, devido a ter informações de que há clubes e/ou atletas que esperam o momento mais adequado (ex: com pouco vento) para realizar a prova. Foi explicado pela DIR que o horário das provas do Campeonato Brasileiro é definido pela CBTE para todo o Brasil e para todas as disciplinas e que, nas etapas on line, cabe ao Clube definir o horário, dentro do período de tempo permitido pelo regulamento. C- Benchrest: alteração de distância nas provas de Benchrest Unlimited de Ar Comprimido Foi sugerido por um atleta que se alterasse a distância nas provas citadas. Outros atletas presentes contestaram argumentando que a distância é definida pelas regras internacionais e que alterá-las, não traria qualquer benefício prático para o esporte, que se distanciaria da disciplina internacional, o que foram apoiados pela DIR nesse sentido de manter fiel as regras e distâncias constantes das regras internacionais da disciplina. D- Todas as disciplinas: enquadramento de gênero (provas mistas) nas regras para fins de bolsa atleta Foi explicado pela DIR que essa questão gerou problemas no tocante ao Bolsa Atleta, notadamente no caso de atleta do sexo feminino, por interpretação do Ministério dos Esportes. Foi explicado que como estamos vinculados aos Esportes Olímpicos, o gênero das provas, até 2017, era dividido no tiro esportivo olímpico em provas masculinas e femininas. Porém, tal questão deve ser resolvida para 2018, uma vez que foram inseridas nas provas olímpicas, provas de tiro esportivo mistas, para homens e mulheres, sem distinção de gênero, o que deve evitar problemas na interpretação do Ministério dos Esportes na concessão de bolsa atleta para atletas femininas nas disciplinas de Tiro de Rifle Internacional e Provas Nacionais em 2018. E- NRA Sporting Rifle: Interpretação do item 10.1.7 da regra original do NRA Sporting Rifle Foi levantado por um atleta que o item 10.1.7 da regra oficial internacional da NRA no tocante a Carabina NRA Sporting Rifle estipula que: 10.1.7 Rapid Fire Loading Procedure-At the command to load, com­petitors will load 4 rounds and close the bolt. (tradução: Procedimento para carregar no Tiro Rápido: ao comando de carregar, os competidores irão carregar 4 cartuchos e fechar o ferrolho). Alegou o atleta que essa parte da Regra proibiria então a utilização de rifles que não coubessem 4 cartuchos e/ou que qualquer rifle fosse alimentado tiro a tiro na série de Tiro Rápido. Cabe salientar que em 2014, essa mesma questão foi levantada pelo mesmo atleta perante a CBTE. Na época, o Diretor da CBTE responsável pelas provas de Carabina NRA Sporting Rifle, Walter “Lobão” ao analisar as regras, entendeu e decidiu que a reclamação era improcedente, visto que no regulamento quanto ao equipamento, não existia qualquer vedação ao Rifle ser monótiro ou que o atirador alimentasse na série de tiro rápido, os cartuchos um por vez, já que ele próprio seria prejudicado pela demora, em comparação a já ter os cartuchos carregados na arma ao início da série de tiros, conforme extraído da regra original da NRA-US: 3.4 Sporting Rifle-A center fire rifle of any caliber, not equipped with palm rest or Schuetzen type buttplate, weighing not over 9.5 pounds including detachable magazine and sights but excluding sling. (tradução: Rifle Esportivo - Um rifle de fogo central de qualquer calibre, não equipado com palm rest ou soleira do tipo Schuetzen, pesando igual ou menos do que 9,5 libras (4,31kgs), incluindo carregador destacável e miras, mas excluindo a bandoleira.) De fato, a posição da Diretoria de Rifle Internacional da CBTE (DIR-CBTE) até o presente momento é seguir a decisão tomada pela Diretoria de Provas Especiais da CBTE em 2014 (então responsável pela disciplina de NRA Sporting Rifle) ao afirmar que não há nas regras internacionais, qualquer vedação ao rifle ser monotiro e que se o atirador quiser se prejudicar ao alimentar o rifle cartucho a cartucho, em vez dos quatro de uma vez, é sua decisão. Não havendo, portanto, qualquer violação da regra internacional e nacional da disciplina de Carabina NRA Sporting Rifle. Entretanto, na presente Reunião foi requerida uma votação entre os participantes, tendo saído vencedora por maioria a opção de que o atirador deve sim carregar com 4 cartuchos o rifle, antes de iniciar a série, eliminando na prática, qualquer rifle que não possa acomodar 4 cartuchos ao mesmo tempo e/ou que o atirador possa alimentar seu rifle com menos do que 4 cartuchos, nas séries de tiro rápido. A DIR-CBTE, entendendo que esta posição, decidida em votação, está em desacordo com as regras internacionais, e que será prejudicial aos atletas brasileiros, que terão uma limitação maior no quesito de equipamentos, irá fazer uma consulta formal ao órgão internacional responsável pelas regras internacionais, para dirimir qualquer dúvida a respeito desse pontos da regra, comunicando publicamente o resultado dessa consulta. Entretanto até que tal questão seja definitivamente esclarecida e obedecendo a vontade da maioria votante e presente na Reunião Técnica, a DIR-CBTE adotará o entendimento prevalente nesta votação, de que o atleta deverá carregar com 4 cartuchos o rifle na série de tiro rápido. F- Carabina F-Class e NRA Sporting Rifle: Alteração da denominação de Classe A e B para Master e Sharpshooter no F-Class: Foi sugerido que fosse alterado a nomenclatura das Classes nas provas de Carabina F-Class e Carabina NRA Sporting Rifle, para refletir os termos utilizados internacionalmente nessas classificações, adotando os mesmos critérios de pontos. Nas regras internacionais, essas são as classificações: Carabina F-Class: Regra Internacional: Rule 19.15: Individual F-Class (N.CBTE: 300 pontos máx / 600 pontos máx) High Master - 98.00 and above (de 300 / 600 até 294 / 588 pontos) Master - 96.50 to 97.99 (de 294 / 588 até 289 / 578 pontos) Expert - 94.00 to 96.49 (de 288 / 577 até 282 / 564 pontos) Sharpshooter - 91.50 to 93.99 (de 281 / 563 até 273 / 546 pontos) Marksman - Below 91.49 (de 272 / 563 pontos para baixo) Classificação atual no Brasil: Campeonato Brasileiro On Line CBTE: Carabina F-Class FT/R - principal Classe A - acima de 285 pontos Classe B - até 285 pontos Carabina F-Class OPEN - principal Classe A - acima de 290 pontos Classe B - até 290 pontos Portanto, para espelhar a Regra Internacional para Carabina F-Class, sem diferenciação entre OPEN e F/TR, as classificações ficariam (por aproximação): Carabina F-Class FT/R - (300m Camp. Brasileiro / Mid Range) Classe Master - 289 / 578 pontos e acima Classe Expert - até 288 / 577 pontos Carabina F-Class OPEN - (300m Camp. Brasileiro / Mid Range) Classe Master - 289 / 578 pontos e acima Classe Expert - até 288 / 577 pontos Regra Internacional para Carabina NRA Sporting Rifle: NRA Sporting Rifle (Rule 19.15): Regra Internacional: Avg. Score/ max. 320 - 100% Percent of Possible Master - 300 to 320 - 93.75% Expert - 284 to 299 - 88.75% Sharpshooter - 268 to 283 - 83.75% Marksman - 268 Below - 83.75 Regra atual Brasil: Campeonato Brasileiro On Line CBTE: Carabina NRA - Mira Metálica - principal Classe A - acima de 240 pontos Classe B - até 240 pontos Carabina NRA - Mira Ótica - principal Classe A - acima de 260 pontos Classe B - até 260 pontos No caso da Carabina NRA Sporting Rifle, a classificação adotada no Brasil possui como divisor o escore de 240 pontos. Porém, o escore mínimo na regra internacional é de 268 pontos. Logo, para se efetivar e espelhar a regra internacional, a classificação no Brasil teria que ficar (por aproximação): Carabina NRA - Mira Metálica - principal Classe A - acima de 268 pontos Classe B - até 268 pontos Carabina NRA - Mira Ótica - principal Classe A - acima de 268 pontos Classe B - até 268 pontos A DIR-CBTE irá verificar se é possível adotar essa classificação no Campeonato Brasileiro On Line da CBTE e, dependendo do resultado, levará a apreciação dos atletas na Reunião Técnica da DIR-CBTE de 2018 para votação. G- Carabina F-Class: estudar e efetuar proposta de modalidade de Tiro de Fuzil a ser aplicada a nível nacional e internacional e que seja voltada para armas de EDITADO - ASSUNTO PROIBIDO e/ou originais de fábrica: Alguns atletas sugeriram que fosse criada uma disciplina de tiro de rifle nos moldes de F-Class para armas de EDITADO - ASSUNTO PROIBIDO e/ou de fábrica. Debateu-se várias opiniões e ideias de como seria essa disciplina e se a mesma iria trazer algo novo e positivo para o esporte, visto que a Classe B de Carabina F-Class já encamparia essas armas. Também foi salientado que a filosofia da DIR-CBTE sempre foi a de não “inventar” disciplinas e/ou modalidades, mas sim adotar as que já existem internacionalmente. Ficou decidido por unanimidade que esse assunto deveria ser melhor estudado, procurando disciplinas de tiro de rifle internacionais que contemplassem essas armas, analisando regras existentes e efetuando provas nos Clubes para ver a viabilidade e público, para então apresentar os resultados para a DIR-CBTE em oportunidade futura. H- F-Class: Provas de F-Class Mid-Range: É a firme intenção da DIR-CBTE em promover provas de Carabina F-Class Mid Range e Long Range, ou seja, em distâncias acima de 500, 600 e 1.000 metros/jardas, visto que as provas internacionais são majoritariamente realizadas nestas distâncias. Ao mesmo tempo, quanto maior a distância do alvo, menor a importância do equipamento e maior a importância da habilidade do atirador, especialmente na leitura do vento, o que propicia melhor competição entre os atletas, especialmente os que não dispõe de equipamentos de alto nível. Nesse sentido, a DIR-CBTE conclama os Clubes e atletas a estabelecer e fomentar estandes de tiro nessas distâncias maiores, visando não só uma melhor preparação dos atletas que competem internacionalmente, mas principalmente para realizarmos um Campeonato Brasileiro de F-Class Mid Range (ou mesmo Long Range!) regular e com várias provas durante o ano e realizarmos um Campeonato Sul-americano com atletas de vários países competindo. Nada mais havendo a tratar e tendo a pauta sido esgotada, a DIR-CBTE finalizou a II Reunião Técnica e agradeceu a presença de todos os atletas presentes salientando que é muito positivo a participação ativa dos atletas para promover e melhorar o esporte do Tiro Esportivo no Brasil. Atletas Participantes: Alwin David Bok Antonio Augusto de Almeida Maioli Antonio Soares Portugal Junior Aristides Brugine Gomes Cassiano Pyles Machado Claudio Cyrino Cristiano Azambuja Gomes Edgard da Silva Neto Felix Quintana Gilles Renner João Rodrigues da Silveira Junior José Eduardo de Aguiar Leandro Rentes Lucas Bortolotto Luis Renato de C.L Campos Luiz de Gonzaga Santos Netto Luiz Eduardo da Silva Ronconi Marcelo Murias de Carvalho Marcos Basso Paulo Otávio Alves Ashidani Pedro Junior Ashidani Rafael Maturano Coró Ricardo Luís Fraga Pereira Ricardo Rabelo Rodrigo Rabelo Rogério Mariano Moraes Ronaldo Freund por: CBTE regulamento_prova_carabina_wrabf.pdf
  7. Eloi13

    CBC B12-6 4,5mm Mola Helicoidal Inox com Rolamento Axial de Esferas

    Ótimo tópico, ficou top a B12.
  8. Eloi13

    Aguardem, sorteio de uma carabina GAMO!!!

    Melhoras chefe, se recupere rápido. Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  9. Eloi13

    Aprezentaçao

    Seja bem vindo ao CA. Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  10. Eloi13

    Review GAMO Maxima - Promoção Gamo Pavei!!!

    Ótimo review, parabéns [emoji122][emoji122][emoji122][emoji122] Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  11. Eloi13

    Aguardem, sorteio de uma carabina GAMO!!!

    Show.... Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  12. Eloi13

    Francisco se apresentando.

    Seja bem vindo Francisco ao CA.
  13. Eloi13

    Apresentação

    Seja bem vindo ao CA Pedro.
×