Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

ekoiti

Members
  • Content Count

    23
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

30 Ótimo

1 Follower

About ekoiti

  • Rank
    Novato
  • Birthday 03/16/1972
  • Age 47

Profile Information

  • Sua Localidade
    Bertioga
  • Age 47
  1. Olá Henrique. Esse eu achei o melhor esquema de visualização. Posso utilizar em outros alvos, o equipo eletronico fica ao lado do atirador (não na linha de tiro) e não tem distorção hahaha. Andei até vendo o custo de uma filmadora, mas vou usando o celular para isso por enquanto. ps, Achei a tela do celular no ML barato. O problema é trocar... Do jeito que sou "caprichoso" vou destruir ainda mais o aparelho. ab
  2. Obrigado Henrique. Realmente a imagem ficou distorcida, não sei muito bem como resolver isso, pois se eu afastar o celular do alvo, vai ocorrer do alvo sair do enquadramento tornando-o "menor". Não tenho acesso ao zoom da câmera pelo software para fazer o melhor enquadramento. É muita gambiarra. Mas encontrei um novo software, com mais opções, chamado "IP Webcam" de "Pavel We..." para o Android. Gostei do controle de foco do software, tornando a imagem do alvo mais nítida: Na foto estou usando um centro de alvo 17x17. abs
  3. Valeu G Almeida, fica aí uma sugestão para usar um celular velhinho. Legal que gostaram. Quanto à engenhosidade, não é mérito meu. Aqui mesmo no fórum vc verá tópicos sobre o uso da caixa de passagem 20x20cm como alvo e também o uso de massa de calafetar, cameras etc. É só mais uma forma de fazer do mesmo, para se divertir um pouco. Nada muito trabalhoso. Vou tentar, dia desses colocar o alvo à uns 25mt, 30mt já que o wi-fi pode alcançar mais que isso. Quem sabe não ajuda a aferir uma mira otica não ? abs
  4. Tempos atrás um acidente quebrou a tela de meu celular. O valor da tela: $ 750 dilmas. Valor do aparelho: $800. Ora pois... comprei outro e resolvi utilizar o celular com a tela quebrada para outros fins, que apesar da tela totalmente trincada, o touch screen ainda funcionava, permitindo o acesso a todas as funções. Aparelho recente, com boa câmera, rodando android com rede sem fio. Meti-lhe um protetor plastico, para segurar os cacos e instalei um software de camera IP bem simples, que não traz propagandas. O software está disponivel gratuitamente no google play para o Android com o nome de "IP Camera" feito por ShenYao - China. Basicamente o software torna a câmera do celular acessível através de qualquer navegador. Eu uso um iPad com o Safari para acessar, mas já testei com o Firefox e Chrome e parece funcionar bem. Além do "IP Camera" existem muitos outros, para Android e Apple e a escolha é livre e claro, não me responsabilizo pelo uso do software... aliás nem do uso desse esquema... Escolhido o software, adaptei um suporte para o celular em uma caixa de luz de 20x20cm que utilizo como suporte para o papel. A caixa de luz de 20x20 foi pintada de verde e o espelho recortado para alvos de 14cm. (Não é o oficial de 17cm) Coloquei pequenos imãs no fundo de metal da caixa, para aderir magneticamente com uma lata preenchida com massa de calafetar. A massa absorve os chumbos silenciosamente, e a lata "colada por imã" permite que se retire e coloque a lata com a massa facilmente. Tudo isso para facilitar a retirada dos chumbinhos da massa de calafetar reutilizando a mesma, ou trocar por uma nova massa. Para o suporte do celular, utilizei velhos suportes laterais de livros, espessura de latas que dobrei e uni com fita isolante (gambiarra). No suporte, utilizei uma pequena placa de policarbonato, a prova de tiros de chumbinhos. O suporte foi parafusado à caixa do alvo: A fita adesiva com um "calombo" é para evitar que o celular escorregue. I Fiel: O aparelho celular é ligado à um fio para segura-lo em caso de queda. E uma última placa de policarbonato, para segurar ricochetes. Finalmente, instalado na parede, centro à 1,40m fica assim: Aos 10 metros a visão que tenho. Mais uma foto, note a pequena faixa amarela pintada no chão... 10mt na trena ! rs Teste do led à noite (Achei a luz muito forte, além de aumentar ainda mais o consumo de energia, já usando para câmera e wi-fi) Não acho que essa seja a melhor solução para visualizar o alvo. Gostei mais de filmadoras com zoom optico acima de 60x, mas não tenho e é uma forma razoável de dar os últimos dias de funcionalidade ao celular fora de uso. É isso aí.. diversão garantida. E se não funcionar, a culpa é do sistema. Abs Editado para corrigir alguns erros.
  5. Estou com problemas na Diabolo. Comprei uma HW50S em 26 de Junho, paguei no boleto e até hoje não recebi. A loja enviou a carabina via Sedex, a carabina foi retida e apreendida pelo Exército. A Diabolo, no entanto se dispôs a enviar nova carabina, pedindo para que eu recusasse quando a segunda carabina (apreendida) chegasse ao meu endereço. Achei que a loja, na pessoa de seu proprietário sr. Carlos, foi atenciosa, colocando-se em risco (por mandar 2 carabinas) para atender o cliente. Apesar dos problemas.... recomendo a Diabolo e comprarei novamente.
  6. Reativando o tópico, o manual recomenda que seja lubrificado o pistão através do pequeno orifício (com a seringa, como sugere o colega) com 0,3ml de óleo lubrificante. Essa manutenção ocorre a cada ciclo de 1000 disparos ou a cada 6 meses. Além disso, o manual recomenda a lubrificação a cada 2.500 tiros do mecanismo de gatilho, martelo e segurança. Mas o ponto que realmente me chamou a atenção foi o seguinte texto (sic): "Após 1.500 tiros remover os pinos na ponta do pistão e lubrificar os pinos conexões. (precisa ser feito por pessoa especializada)" Está escrito exatamente como acima, no manual em português que recebi... Será algum erro na tradução ? Será que após os primeiros 1.500 disparos tenho que mandar a pistola para a assistência técnica para isso ? abs
  7. Como o Alberto fez, sempre é melhor ter a ferramenta certa para o trabalho, mas com um pouco de cuidado, é possível desmontar a Cometa sem essa peça "especial", necessária para comprimir a mola sem danificar a lingueta da trava de segurança: Eu desmonto a minha cometa, utilizando grampos de marceneiro, tomando cuidado para não comprimir a "orelha" da trava, como abaixo: E então temos acesso ao gatilho, mola, êmbolo...
  8. Coronha de madeira... além dos atributos citados pelos colegas, é muito mais gostosa de pegar, encostar a bochecha, temperaura e o cheiro também... é melhor. Polímero... bahh... é leve demais e cheira mal.
  9. Tenho uma Fenix Galaxy que também tem o escareamento no cano, onde é mais profundo na parte de cima, igual à Cometa Fusion recém adquirida. A diferença na "profundidade" parece ok, pois o encaixe não é de 90 graus e sim com uma certa inclinação, como já foi dito por algum colega, páginas atrás. Minha Fenix agrupa bem mas a Cometa Fusion veio com a alça de mira quebrada, e então tive que troca-la e nos primeiros disparos já não agrupava. Testei com JSB Exact 15gr, Gamo Expander, Strike, Sonic Pro mas com todos eles com mau resultado. Retirei a alça de mira, apliquei uma trava química nos parafusos. Retirei os parafusos que seguram a coronha, troquei-os por parafusos ALIEN apliquei trava química e apertei todos. Uma coisa que notei, é que um dos parafusos que seguram nas laterais da coronha estava com marcas de desgaste, perdendo a oxidação original e mostrando o material metálico. Isso dá uma dica, que talvez o parafuso não estava fixando corretamente a coronha. Montei a coronha e testei novamente com JSB Exact, Strike, Sonic Pro, Gamo Expander. Melhorou muito o agrupamento com todos os chumbos (tiro apoiado). Creio que agora está dentro do esperado. Então, deixo aí uma sugestão... mesmo que nova, faça um reaperto nos parafusos. Veja se o final do aperto não vem "de repente", com rangido de metal. Isso significa que o parafuso chegou ao limite, metal com metal, e já não está fazendo seu trabalho de fixar à coronha.
  10. Tirei algumas fotos e estou tentando postar aqui... Ao comparar a alça de mira da Cometa Fusion, com a Cometa Fenix 400 ambas parecem ser o mesmo modelo, no entanto a base é diferente nos modelos FUSION e FENIX. A base do cano, em que a alça está parafusada é plana no caso da FENIX 400 e arredondada no caso da FUSION. Tudo indica que, a mira é da Cometa mesmo, feita para a FENIX, pois tem a base reta e casa direitinho com o cano. Mas a mesma mira instalada na FUSION ficará mal assentada, já que tem a base RETA e a base no cano é ARREDONDADA. Ao que parece, a Cometa não faz a Fusion com M.A. O que tenho aqui é uma adaptação mal feita da M.A. da Fenix que foi "acoxambrada" na Fusion. Nas fotos, a Fusion tem a coronha de madeira, e a Fenix, coronha de polímero. * A Fusion é novinha... acabei de receber da loja com problema na fibra direita, que se soltou.
  11. Valeu TFHG depois dessas msgs, fico ainda mais inclinado a colocar uma luneta mesmo. Matou a pau Carlos... Acessei o site da cometa e não vi nenhuma Fusion com mira aberta. Mais um joinha pra vc !!! Valeu !
  12. Uso o rádio quase todos os dias corujando a frequência marítima e também fazendo as chamadas necessárias quando navegando (moro em Bertioga). Tenho 2 HTs chineses, um Baofeng BF A58 e outro Quansheng TG-UV2 ambos VHF/UHF. Além dos HTs, tenho um Unidem Solara e um Yaesu FT1900 em uma estação fixa que estou montando. Sou radioamador classe B (fiz a provinha) apesar de nunca ter visto uma fiscalização da Anatel. Com a experiências nesses rádios que tenho, acho que o "Baofeng" deixa a desejar em robustez e qualidade eletrônica. Quando comparado com o Quansheng, que tem o mesmo preço, leva um verdadeiro banho em todos os quesitos (qualidade de transmissão/recepção, programação, organização dos menus, informações disponíveis no display, duração da bateria, ergonomia, eletrônica embarcada). Sinceramente o único ponto o Baofeng BF A58 supera seu irmão chinês é na proteção IP 57, sendo a prova de água até 1m. Se querem um HT chinês, recomendo fortemente o QUANSHENG.... esse sim, pode substituir um HT de grandes marcas como Kenwood, Alinco, ICOM, Yaesu, Motorola.... Outra opção chinesa, que não conheço, mas que me foi recomendado foi a marca Wouxun que parece ter boa eletrônica. Baofeng... nunca mais... mas isso é só minha opinião.
  13. Puxa... fraco na construção é ? Nada como um fórum para ganhar conhecimento. Valeu unzioto. abraço !
  14. Valeu TPERETTI. Boa adaptação. A massa de mira da Fusion não possui o tunel de proteção então quebrar a fibra é questão de tempo, como aconteceu durante suas atividades. Aliás, é também por isso que busco um sistema de mira simples e resistente. Obrigado Marcelojc. Depois de dois colegas indicando o sistema da SAG, vale a pena saber mais dela. Um outro problema que notei, para quem deseja utilizar mira aberta, é a posição da massa de mira no cano, que está no ponto natural de colocar as mãos para quebra do cano. Minha Fusion é uma spring, e achei pesada para bascular (mais pesada que a Fenix com GR Rossi 55kg), então a "pegada" tem que ser consistente e segura. Ao que parece, a fusion foi pensada para ser utilizada com outros sistemas de mira mesmo. Abraço a todos !
  15. Caros, tenho uma Cometa Fusion, que tenho poucos defeitos a apontar, mas uma delas é a mira aberta original, que gostaria de substituir por outra, com melhor construção/qualidade. Gosto do sistema de mira aberta, mas não gostei da mira da Cometa. Vi aqui no fórum alguns tunnings da Cometa 220, usando alça de mira da CBC B19, e também uma outra customização onde foi utilizado a alça da HW 50 (http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php/topic/232-cometa-220-45mm-gr-45-kg-alca-de-mira-hw/?hl=%2Bcometa+%2Bmira) Muito interessante, mas já são mensagens antigas, e quem sabe algum atirador aqui tenha encontrado outras opções melhores para a mira da Cometa. No caso da Fusion, a massa de mira não tem tunel... Quais as opções que tenho ? Gostei da mira da Norica. Será que alguém já fez a adaptação ? Grato !
×
×
  • Create New...