Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

MarceloDG_B.T.C.

CA Gold
  • Content Count

    1,661
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    11
  • Country

    Brazil

MarceloDG_B.T.C. last won the day on December 11 2015

MarceloDG_B.T.C. had the most liked content!

Community Reputation

171 Master Silver

About MarceloDG_B.T.C.

  • Rank
    Atirador Veterano
  • Birthday 01/11/1984
  • Age 35

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Sua Localidade
    Birigui - SP
  • Interesses
    Amizades e trocar experiências em armas de ar comprimido.
  • Age 35

Recent Profile Visitors

1,770 profile views
  1. No momento em que se discute o afrouxamento nas regras para posse e porte de armas por aqui, o Brasil vai levar aos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, uma atiradora que pega em armas desde criança. Geovana Meyer ainda é menor de idade, tem só 17 anos, e vai fazer sua estreia em uma competição desse porte no Peru. Em caso de ouro, ela se classifica para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Promessa da carabina de ar, Geovana vem de uma família de atiradores. "Meus avós atiravam, meus pais também. Para mim, atirar é uma coisa de família. Eu atiro desde os 9 anos e, quando eu tinha 14, uma amiga e o pai dela me chamaram para treinar no tiro esportivo", conta a garota. Quando criança, Geovana atirava em uma modalidade que não é abrigada pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE), que cuida do tiro "olímpico" no país. Ela, assim como os pais, praticavam o tiro seta, que praticamente só existe na comunidade de origem alemã de Santa Catarina. A carabina, também de ar comprimido, é parecida com a utilizada no esporte olímpico, mas o que sai dela é um dardo, mais fino. A similaridade entre as duas modalidades permitiu a Geovana uma mudança relativamente fácil para o tiro esportivo tradicional. A barreira, financeira, foi superada com a ajuda da amiga, que emprestou seu próprio equipamento – só a roupa apropriada custa cerca de R$ 8 mil. O mesmo valor foi recentemente investido pela família da atiradora em um equipamento que permite a ela treinar no corredor de casa, sem chumbinho. Esse é um dos fatores que faz com que poucas meninas atirem no Brasil. No Campeonato Brasileiro do ano passado, só três atletas participaram do júnior feminino em alguma das três provas de carabina (10 metros, deitada e três posições). Geovana era uma delas. "São poucos os novos atiradores que começam. Mesmo os que começam, desistem. É um esporte caro, não é barato. Tudo que envolve arma custa caro. Nem todo mundo tem esse recurso ou a possibilidade de quem te empreste, como eu tive", diz. Exército Ela chegou à seleção no ano passado, quando esteve nos Jogos Sul-Americanos e terminou em oitavo lugar na carabina feminina. No Campeonato das Américas, ela não foi bem, ficando em 21º. As duas competições valiam vaga olímpica para os campeões. As coisas podem melhorar quando ela puder entrar para o Exército, algo que só pode ocorrer depois dos 18 anos. As Forças Armadas precisam, também, abrir novo edital, que costuma ser direcionado para quem já está na seleção. Geovana espera isso para poder começar a treinar com arma de fogo. As normas vigentes antes do decreto do presidente Jair Bolsonaro exigiam autorização judicial para que menores de idade treinassem com armas de fogo, mas essa regra não vale para as carabinas de ar, segundo Geovana. "É uma arma que já é permitida há muito tempo, então não precisou de autorização para treinar. A autorização que eu tenho é para poder viajar sozinha com a minha arma", conta. Essa autorização, por sua vez, a permite tirar a guia de tráfego. Questionada sobre a polêmica em torno do decreto, Geovana preferiu não responder. Mas ressaltou que sabe da responsabilidade que tem como atiradora. "Quem está nesse meio do tiro com certeza tem noção do que é, dos perigos que tu corre, dos perigos que você pode proporcionar para outra pessoa. Essa consciência é muito importante, porque muitas pessoas querem ter arma mas não têm a noção do quanto perigoso é." Retirado do Site Uol, link: https://olharolimpico.blogosfera.uol.com.br/2019/06/25/tiro-esportivo-leva-ao-pan-jovem-de-17-anos-que-atira-desde-os-9/
  2. Use uma tampinha de canela BIC. Com a haste, encaixe na parte ôca do chumbinho e empurre.
  3. Bom dia. Caso o amigo lá desista dos itens, eu fico com a luneta ok. 

  4. Aconselho o uso de um mount Dampa, mesmo a Nikko sendo bem robusta. Tive uma CFX Royal com uma luneta Tasco sobre um Dampa, nem desregulava. Lembrando que estava com um GR de 40 kg.
  5. Boa tarde! Dá para mandar para Brasília - DF, CEP: 71936-250? Quanto fica o frete? Dá pra fazer no cartão?

    1. MarceloDG_B.T.C.

      MarceloDG_B.T.C.

      Oi, provavelmente dê pra enviar sim, vou fazer o cálculo pela Jadlog.

      No cartão, uso um aplicativo de celular, chamado Picpay. Ele tem 5% de taxa, se você assumir a taxa, divido sim.

      Somamos o valor da carabina e do frete, jogamos 5% e dividimos.

    2. MarceloDG_B.T.C.

      MarceloDG_B.T.C.

      Frete por Jadlog podem ficar mais caros ou mais baratos na hora da postagem.

      Os valores do site são:

      JadLog Expresso: R$ 91,34

      Ecomômico: R$ 73,36

      Lá mesmo no site dizem que pode haver diferenças de valor entre o simulado e o real.

       

      Att.

      Marcelo

  6. Ficou meio confuso, mas vou tentar ajudar: foque na alça, deixe desfocado a maça e o alvo. Nesse caso, tente fazer visada de base.
  7. Bem vindos de volta aos vídeos!!!! Com certeza faziam falta!!!! Enviado de meu XT1069 usando Tapatalk
  8. Não é possível. Caixas e mecanismos do gatilho da Marvic/SAG AR1000 são diferentes da Dragon.
  9. Bom, dia 11/01, com certeza, se não estiver chovendo, estarei no Thermas dos Laranjais!!!! Aguardo a visita do Grande Amigo Métil!!!!!
  10. http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2016/12/1842676-apos-gastanca-estatais-freiam-o-investimento-no-esporte-olimpico.shtml
  11. Sim, já havia lido isso sobre as Slavia. Como diria um Grande Amigo: Muitas vezes, menos é mais!!!!!
  12. Um detalhe que percebi: você limpou a mola antes da foto ou ela sai de dentro da arma assim, sequinha, sem estar lambuzada de graxa???? Bela análise como sempre!!!!!
  13. Zait, e se puder, faça um tópico, com a assinatura Zait de qualidade e humor!!!!! Esses fazem uma falta danada!!!
  14. Tambem não disse proibido, disse válido. Mas ele voltou sim à ativa, há poucos dias fez um review de uma pistola de airsoft.
×
×
  • Create New...