Jump to content

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

batanero

Members
  • Content Count

    41
  • Joined

  • Last visited

  • Country

    Brazil

Community Reputation

1 Neutro

About batanero

  • Rank
    Novato

Profile Information

  • Sua Localidade
    Guarantã-SP
  • Interesses
    Tudo em relação a armas e cutelaria.

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Qual o material da camisa. Enviado de meu SM-G920I usando Tapatalk
  2. Alguém poderia me informar o tamanho da mola original da slavia 631. Enviado de meu SM-G920I usando Tapatalk
  3. Alguém sabe o comprimento da mola original da slavia 631. Enviado de meu SM-G920I usando Tapatalk
  4. Nas minhas carabinas tiro totalmente o 1 estágio e deixo o gatilho bem leve. Aconteceu comigo o peso do gatilho estava bem leve e apertei quase que totalmente o parafuso torks 8, quando liberei a trava disparou. Enviado de meu SM-G920I usando Tapatalk
  5. Outro parafuso que dá trabalho é o m4 torks 8 que regula o curso do gatilho. Quando apertamos ela fica muito duro. Aconselho antes de fazer qualquer regulagem retirá-lo e passá-lo em um lixa lubrifica-lo. Assim evita que ele trave. Outra dica é não apertar demais, pois é perigoso disparar sem acionar o gatilho, quando destravar o gatilho. Enviado de meu SM-G920I usando Tapatalk
  6. É essa carabina foi minha comprei e reformei no Edson Boatto de Birigui-SP. Ela não tinha conjunto de miras colocamos os que estão nela e também uma soleira que tinha sobrando que tirei de uma espingarda CBC 12 pump. Ela foi reformada a coronha e a oxidação de resto é original. Como as marcas estavam apagadas acreditávamos que era uma Diana, pois a única inscrição que tinha era Germany. Essa carabina é muito rara, depois pesquisando em um fórum português descobri que era uma BSF, que foi comprada pela Weihrauch e acho que ainda fabrica chumbo. A FSB, Diana e HW na época eram concorrentes. É uma carabina pesada, com um sistema de alimentação muito legal e pode-se usar chumbo esférico, pretendia usa-la para precisão, mas o peso não ajudou, depois ela foi vendida para o Mauricio Massao de Graça-SP e quando quis compra-la de volta, não deu para pagar o preço que ele pedia. Parabéns ao atual proprietário, se quiser tenho fotos de um modelo original, e podemos ver se conseguimos as miras originais.
  7. Papa Você vendeu com o cano LW. Grato. Adilson
  8. Aproveitando a deixa alguem tem um gatilho do modelo antigo, o que veio nas primeiras at44 para venda. Grato. Adilson
  9. Alguem poderia me informa onde consigo comprar um air striper para minha at44. Grato. Adilson
  10. Podemos conversar por e-mail dai mando a foto de minha dúvidas. batanero@ig.com.br Ficou grato se puder me ajudar. Tirei as duas alças que prende o cano e o cilindro. Li também que é melhor recarregar o cilindo fora da arma, esta certo. Abraço. Adilson
  11. Papa A minha at44 não tem os dois hallens, isso é adaptado ou depende do modelo mais novo ou mais antigo. Na minha parece-me que tem um pino igual os de revolveres para travar o cano na posição. Grato. Adilson
×
×
  • Create New...

Cometa 220.jpg