Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Logan

Membros
  • Total de itens

    27
  • Registro em

  • Última visita

  • País

    Brasil

Reputação

4 Neutro

3 Seguidores

Sobre Logan

  • Rank
    Novato

Informações do Perfil

  • Sua Localidade
    São Paulo
  1. USO DE LUNETAS - LEGISLAÇÃO

    Sim, já li o R-105 algumas vezes, sou CAC a 37 anos, mas nunca vi esse glossário no R-105 com essa relação dizendo que uma coisa significa outra. Se for esses "entendimentos" que uns "especialistas" acrescentam por conta, eu nem considero. Se tiver em alguma portaria do EB, ai sim, apesar de algumas ainda discutíveis se em conflito com o R-105. Mas apesar de muitos lá gostarem de fazer interpretações como lhes convém, sigo o R-105 ao pé da letra e Portarias oficiais não conflitantes. Reconheço que esse glossário me passou desapercebido até hoje. Abraço.
  2. USO DE LUNETAS - LEGISLAÇÃO

    Atentem para as diferenças entre PERMITIDO, RESTRITO E PROIBIDO. Cada um significa uma coisa. Só RESTRITO precisa de apostilamento e CR. Proibido, nem com apostilamento. E permitido pode a qualquer um com as devidas qualificações.
  3. Qual a PCP mais indicada para o Benchrest ?

    Amigos, me perdoem por ressuscitar o tópico, mas estes relatos não podem cair no esquecimento. Seria muito interessante se o pessoal que postou voltasse a postar nele e agora com as impressões atualizadas sobre os equipamentos citados bem como novos que entraram em uso atualmente. Sobre este assunto, sempre haverão dúvidas tão quanto novas experiências. Parabéns a todos que participaram e espero que mais entusiastas animem e continuem o bel trabalho feito atá aqui. Cordiais saudações.
  4. Caros amigos, creio que essa pergunta já foi respondida aqui no fórum, mas não consegui encontrar. Minha questão é a seguinte, em qual recipiente caberá maior volume de ar, se em um cilindro S80 a 207BAR ou em um cilindro de 6L a 300BAR? A razão da pergunta é óbvia, pois se no de 6L a 300BAR couber a mesma quantidade que no S80 a 207BAR, sem dúvida este seria o ideal ou melhor ainda o de 9L a 300BAR. Grato a todos pelas colaborações. Logan.
  5. Existe ainda uma outra versão com uma barra que liga os dois rings deixando o mount mais rígido.
  6. REVIEW - Alvos reativos 100% brasileiros

    Já ficaram prontos os alvos ou ainda na prancheta de projetos??
  7. contaminação por chumbo

    Você já pesquisou em locais sérios e confiáveis sobre o risco de contrair Saturnismo?? Cuidado com o sensacionalismo, se fosse como muitos pregam, todo atirador, tanto de ar comprimido quanto de arma de fogo já estaria gravemente contaminado. Não é com o leve contato e seguindo os cuidados necessários que irá se contaminar. Atiro dês dos 12 anos, quando ganhei minha primeira carabina de ar comprimido vivia com a boca cheia de chumbo, pois era costume (muito errado!!!) na época, hoje estou com 51, fundo meus próprios projéteis a mais de 30, já fiz exames e nunca constatou-se alguma contaminação. Abraço.
  8. OLHA QUE GERINGONÇA SHOW DE BOLA

    Aqueles dois pontos pretos são pedaços de velcro, então quando acerta no centro a dobradiça vira desalinhando a peça branca menor que está colada nela em relação ao alarme o que faz o buzzer disparar. O velcro serve para travar a dobradiça dobrada para cima e com isso o buzzer fica tocando. A última imagem não vi sentido, deve ser algum erro de postagem. Sinceramente não vi algo de muito proveitoso nisso, pois cada vez que toca tem de ir até o alvo para rearmar. Coisa de gringo mesmo.
  9. Vazamento em PCP

    Só lembrando que a base da peça em Delin onde fica em contato com o corpo da válvula por onde passa o ar, quando liberado,é levemente cônico e não plano. Imagine a peça em Delin como um "sino" e a aste sendo seu "badalo".
  10. Colocar uma PCP na Mala

    Parece que a dúvida do amigo é trazer a carabina como bagagem acompanhada, ou seja, naquela mala que vem no porão do avião juntamente com o seu voo. Para isso, precisa solicitar a CII, informando todos os dados da arma a ser comprada, local onde será comprado, meio de transporte e aeroporto de destino, por onde ela entrará no país. No momento de escolher itens a declarar ou não, você se encaminha para o balcão da RF e informa que tem o item a ser declarado. Nesse momento podem ocorrer duas coisas. 1ª A RF emite GRU para recolhimento dos tributos que pode ser paga em dinheiro ou débito em conta no banco, no aeroporto e lhe entrega a peça para você vir feliz para casa ou 2º a RF emite a GRU com os tributos e envia para o EB para que confiram juntamente com a CII que que estará com você e que foi solicitada antes da viajem, nesse caso, geralmente terá de voltar outro dia para fazer a liberação junto ao EB e sair com sua carabina. Não é bicho de sete cabeças, mas é um pouco chato e as vezes constrangedor por conta do pessoal mal treinado e as vezes mal educado da RF. Mas vale a pena. Em tempo. Se a pessoa não estiver trazendo mais nada para ser incluído na cota de U$500,00 (coisa extremamente rara) poderá usar esse valor para abater sobre o valor base que serão calculados os impostos a serem pagos.
  11. Pessoal, qual a distância que vocês costumam ter de transportar os cilindros no braço? Pergunto pois em casa, quando tiro o S80 do carro são poucos metros até o local onde fica guardado e no clube mesma coisa até onde irei usar ele. Pergunto pois como no meu caso não chega a incomodar, talvez alguns estejam tentando arrumar uma solução para um problema que não exista e o carrinho seja mais uma trozoba para transportar que nem ajudaria tanto.
  12. Ok que aqui é um fórum de carabinas, mas deixo minha contribuição. Atiro de Baikal IZH46M e chumbo HN Finale Match 4.51, com e sem mira telescópica. Já com alguns 40X40 carimbados.
×