Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Henrique Coelho

CA Gold
  • Total de itens

    4.171
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    100
  • País

    Brasil

Henrique Coelho venceu a última vez em Abril 9

Henrique Coelho had the most liked content!

Reputação

919 Master Gold

Sobre Henrique Coelho

  • Rank
    Ancião
  • Data de Nascimento 16-09-1967
  • Age 50

Métodos de Contato

  • MSN
    henrique.j.coelho@gmail.com
  • Skype
    Hjcoelho
  • Age 50

Informações do Perfil

  • Sexo
    Male
  • Sua Localidade
    São Paulo, SP
  • Interesses
    Armas, Aviação, Antigomobilismo e Fotografia de Aves.
  • Age 50

Últimos Visitantes

1.392 visualizações
  1. Deveria ser. Mas ficar remendando a Lei ordinária com essas portarias mal escritas é um cano. O entendimento é este. Mas o texto trás a bisonha informação de que não é necessário registro quando utilizadas em arma de pressão. Vejam como está mal escrito. O processo correto de aquisição de luneta ou qualquer outro acessório controlado é o mesmo da aquisição de uma arma de fogo. Pedido de compra, autorização, emite NF, apostilamento, solicitação de GT e emissão da GT. Esse seria o correto. Mas as lojas venderam quilos de lunetinhas 4x32 fora deste processo (naquela famosa interpretação errônea de que permitido significa que pode comercializar pra qualquer um). Agora vem a Portaria 41 e diz que não é controlado para quem afixa a luneta em arma de pressão. Como que se diferencia o processo de aquisição de uma luneta 4x32 ´para por numa CBC 8022 (arma de fogo) do processo de vender para quem vai usar numa arma de pressão? O comprador é que diz? " Aêh meu camarada, manda aí uma lunetinha 4x32 que eu vou carcá na minha Montenegro F22...". É o comprador que determina? Ou seja, basta chegar e dizer que é pra arma de pressão que a loja vende? tsk tsk tsk, muuuuito mal escrita. O que seria o certo? No mínimo dizer: "lunetas menores que 6x36 não são produto controlado na comercialização e no uso". Alguém deve até ter levantado essa bola no EB mas deve ter tido um engraçadinho que soltou a pérola "mas é um risco liberar estas lunetas para por em armas de fogo! A bandidagem vai deitar e rolar comprando lunetas nas lojas!" Aí saiu este texto "quando utilizadas em armas de pressão". Que como mostrei, não ajuda em nada em termos de controle.
  2. Rabo de Arame, fotografado em Novo Airão, AM

    Obrigado !
  3. Rabo de Arame, fotografado em Novo Airão, AM

    Aqui vai um dos registros bem legais que fiz na minha última viagem a Amazônia. Fomos a Novo Airão ao noroeste de Manaus junto ao Rio Negro. De lá pegamos um barco até a ilha pluvial de Anavilhanas e dentro desta ilhota no meio do Rio Negro eis que achamos o pequeno e belo Rabo de Arame. O nome do bicho que tem cara de bandeira da Alemanha vem das suas penas da cauda, finas como arames. E o negócio foi mais ou menos assim: Desembarcamos na Ilha e fizemos alguns bichos como a irrequieta choca-de-crista-preta, a pintadíssima choquinha-do-tapajós, ariramba-de-cauda-verde e nos pusemos a caminhar ela trilha em mata fechada que levaria a arena dos rabo-de-arame. “É no fim da trilha” dizia o guia Luiz Fernando. Essa coisa de final da trilha é um cano. Você fica pensando… não chega nunca… cadê o bicho? Mas fomos em frente. Rita fez a choca-da-várzea e um arapaçu-pardo. Logo adiante fizemos o bonito arapaçu-riscado. Até que chegamos na arena do rabo-de-arame. A guia Vanilce comentou que deveríamos esperar por eles pois nesta época, eles vão e voltam daquela arena diversas vezes. Não demorou muito e eles começaram a chegar com as suas cores vivas contrastando com a mata fechada e escura. Subi o ISO pra 2.500. Na Canon 7D Mark II eu já sabia que estava meio que abusando do ISO. Mas era o único jeito para ganhar alguma velocidade. E eles vieram, se empoleiraram e deram show. Sim deram show. Não pra nós. Mas os machos para uma fêmea que acompanhava o grupo. E numa destas dancinhas para a fêmea eu consegui pegar uma foto dele já começando a eriçar as penas das costas e o registro saiu bacana e eu reputo ser uma das melhores fotos que já fiz. Deu quase aquela vontade chorar, misto de nervoso, relaxamento, alegria e torpor pela imagem que fui presenteado.
  4. Rolinha caldo de feijão !

    Canta bonitinho... "fogo-apagou... fogo-apagou".
  5. Não há mais ILICITUDE - Lunetas permitidas Liberadas!

    Sim. Continua controlado na fabricação e importação. Porém não é necessário mais ter registro para a atividade (uso) quando afixadas em armas de pressão. Então, importar luneta vai sempre correr o risco de ir pro EB. Acho que o cara do Correio vai sempre querer se isentar da análise do produto e ele não vai decidir se é permitido ou não. Vai mandar pro EB porque eles saberão dizer com certeza. E aí o EB vai liberar ou não. Pela lei, importação de PCE ainda é controlado. E tem um detalhe importante. Os Correios não sabem se você vai colocar a lunetinha num Rifle 22LR ( o que requereria registro ) ou numa arma de pressão. Então vai pro EB na certa. Red dot, o certo seria mandar também mas como tem muita tranqueira chinesa, eu acho que o Correio vai relaxar. (mas isso sou eu que acho) Minha opinião pessoal. O texto é muuuuito mal feito. O certo é dizer "o produto X não é controlado". Pronto acabou. Dizer que a luneta não é controlada quando instalada em arma de pressão é remendo na lei.
  6. Iniciando no esporte - orientações

    Aqui vai minha humilde opinião. Opinião de quem já jogou airsoft por bons anos e hoje sou um "aposentado". O negócio é bem divertido. Mas tem uma pá de gente louca que faz um monte de besteiras, não joga direito, não respeita regras de nada e tuna as armas que podem acabar machucando alguém. Então a minha primeira dica é cole nas pessoas certas, certifique-se de que o grupo com quem pretende jogar faz a coisa por diversão de todos. Alegria de um não pode ser prejuízo do outro. Segunda coisa, não confie em tudo que é barato, via de regra chinês. Vai aí um caso: Um cara chegou no grupo mostrando o seu óculos de proteção chinês super bonitão. Uma outra pessoa chegou e disse. Este óculos é uma merda. É frágil. Rolou aquele mal estar. Não havia como provar a opinião e o comprador do óculos afirmava sem a menor base que o óculos era bom. No meio da discussão um cara catou o óculos, pôs em cima de uma mesa, pegou a carabina e disparou contra o óculos que espatifou em vários pedaços. Aí o Chefe falou: Imagina se são seus olhos que estão ali atrás... Portanto não brinque nem negligencie segurança. Vá pra se divertir e não pra passar perrengue. Sobre segurança em airsoft em geral eu lhe indico este post que tem aqui no CA que eu escrevi há 7 anos atrás :
  7. Expedições de Aventura --- Coisas que não podem faltar .

    http://icdn-6.motor1.com/images/mgl/GO0eA/s1/tesla-roadster-in-space.jpg Olha aí. Pelo jeito então ficou turbinada essa Brasilia "Amarela" (pra daltônicos). Ainda acho um risco essa carrim desgovernado aí espaço a fora ( a modi causá um acidente ). Falando em Curling. Tu viu a atleta da Russia que ganhou bronze nas duplas mistas? Aquela com cara de Angelina Jolie? Lindona...
  8. Expedições de Aventura --- Coisas que não podem faltar .

    Falando em assunto astronômico, o cabra arretado do Elon Musk mandou um Tesla Roadster veermeeelho chiquerérrimo com um astronauta de plástico a bordo ouvindo um rock n roll em direção ao planeta marte. É capaz do dito Tesla não acertar o planeta pois sacumé? isso não é muito fácil. Mas se ele não bater em Marte, ele vai fazer uma órbita elíptica e vai voltar pra cá. Segundo os especialistas, existe chance do Tesla vermeeeelho chiquerrérrimo com o astronauta de plástico ouvindo rock n roll (se a pilha durar) voltar pra cá em 2091. E se ele bater aqui na Terra? E se cair aqui na Terra Brasilis? Pelo Código Nacional de Trânsito se ele bater de frente ele está errado? Mas a Terra também não está em movimento? Quem entrou na frente de quem? Tem que que chamar a autoridade pra fazer o B.O. ? Vai sobrar alguma coisa do Astronauta esquisitão de plástico para comparecer na frente do juiz? O Tesla vermeeeeelho chiquerrérrimo tem seguro?
  9. AA Pro Sport 4,5 - Agrupamentos a 100 metros!

    Karolaza, Esse seu teste de 100 metros é muito interessante. Poderia ter RAM Rifle 100 metros para airgun, hein? Junto com a turma do 22LR. Usaria o mesmo alvo que eles usam. Aquele bolão. A turma que tem boas armas de mola com scope adequado é capaz de meter + de 200 pts. PCP então, as que tem pelo menos uns 24/30J de repente atingiriam mais de 250/300 acho eu.
  10. Anacã, o papagaio mais bonito do Brasil !

    É um conjunto bom. Não é assim igual uma lente fixa mas quebra um bom galho. Tem a flexibilidade de variar de 150 a 600 mm e a ótica da Sigma é bem boazinha. A 7D Mark II é também uma boa câmera. Muitos recursos, um sistema de foco decente mas bastante sensível. É mais fácil errar a foto com ela do que eu imaginava. Só não posso falar de equipamento Nikon porque nunca usei. O Ivan Marques é que é o Nikonman. Quem sou eu se não tiver as minhas tagarelices... rsrr
  11. Anacã, o papagaio mais bonito do Brasil !

    Vamos lá: Foto 1: Canon 7D Mark II com lente Sigma 150-600mm F6.3 DG OS HSM C. EXIF: f7.1 / 600mm / 1/320 / ISO 640 Foto 2: Canon 7D Mark II com lente Sigma 150-600mm F6.3 DG OS HSM C. EXIF: f7.1 / 600mm / 1/500/ ISO 1000 Foto 3: Canon 7D Mark II com lente Sigma 150-600mm F6.3 DG OS HSM C. EXIF: f7.1 / 600mm / 1/160/ ISO 400 Foto 4: Canon 7D Mark II com lente Sigma 150-600mm F6.3 DG OS HSM C. EXIF: f7.1 / 600mm / 1/125/ ISO 400 Foto 5: Canon 7D Mark II com lente Sigma 150-600mm F6.3 DG OS HSM C. EXIF: f7.1 / 600mm / 1/100/ ISO 400 Foto 6: Canon 7D Mark II com lente Sigma 150-600mm F6.3 DG OS HSM C. EXIF: f7.1 / 562mm / 1/320 / ISO 1000 As fotos com ISO mais alto foram feitas quando a gente notava que eles estavam se preparando para voar ou pular de galho. E aí a idéia era ganhar um pouquinho de velocidade. A foto 3 com leque aberto de frente eu também estava com 1000 de ISO mas ele ficou ali no galho por um pouco mais de tempo e achei que ele estava sossegado. Aí baixei o ISO. FOi a hora dele abrir o leque. Esse bicho é bem massa. É amazônico e ocorre do norte do Mato Grosso pra cima. Acho que vai até o meio do Pará.
  12. Rolinha caldo de feijão !

    Vixe, devem fazer a festa !
  13. Anacã, o papagaio mais bonito do Brasil !

    Eu já tinha clicado este papagaio em 2016 em Manaus em viagem com minha esposa e os amigos André Silva e o Ivan Marques, nosso colega aqui do CA. Mas naquela oportunidade foi um registro dele voando que fiz meio no susto. Em outras oportunidades no Mato Grosso, eu voltei a ver o Anacã ( Deroptyus accipitrinus ) e só consegui um registro muito cedo de manhã e no contraluz do amanhecer e o bandinho voando ficou preto na foto. Depois, na Torre de Observação do Cristalino eu vi outro bando voando mas não pararam e passaram gritando voando pra longe... E eu na fissura de fazer uma foto pelo menos razoável do bicho. Mas agora no fim de 2017 voltei uma vez mais ao Amazonas e estive na Torre do Musa (Museu da Amazônia no Jardim Botânico de Manaus). E lá, no último dia da viagem eu consegui o que sonhava. Não só poder ver a ave pousada e admirar sua beleza como também fazer bons registros dela. E com um mega bônus! O Anacã possui penas no pescoço que se eriçam formando um leque. Em geral estes papagaios usam este leque para se mostrar para um parceiro(a) ou para mostrar força e imponência. O problema é que este leque se abre por poucos segundos e não é nada fácil ver os bichos em situação e proximidade que permitam ver o leque aberto. Fotografar então tem que ser aquele segundo que você estava com a atenção certa, no momento certo e, óbvio, o bicho colaborando as pampas. E numa manhã de domingo eu finalmente vi e fotografei a ave. E com leque aberto e tudo mais ! E foi assim que eu descrevi o meu encontro com o anacã para o Blog Virtude AG: “Olha os anacãs vindo!”. Gritou a Vanilce, nossa guia ornitóloga. Pára tudo. Esquece tudo e olho nos anacãs. Um grupo de 3 indivíduos pousaram graciosamente em uma árvore a oeste da torre a cerca de 50 metros. Meio longe mas começamos as fotos. E passado um tempinho eles voaram para o lado leste da torre e depois voltaram e ainda foram para uma 4ª árvore. Os anacãs simplesmente resolveram passear em volta da Torre! A cada pouso do anacã botávamos os dedos nos disparadores e na mente uma única idéia… abra o leque…abra o leque…. Na segunda ou terceira vez que eles pularam entre árvores em volta da Torre finalmente vimos por uma fração de segundo um anacã abrir o leque olhando pra gente. Bem chapado. Bem de frente. Eu não estava acreditando. Olhei no viewfinder da câmera e comecei a rir de nervoso. Minutos depois um outro voou para uma árvore que não tinha galhos secos. Eu pensei. “puxa não vai dar pra fotografar ali”. E ele abriu o leque de novo ! Eu eu fiz foto de novo! E ficamos nós fazendo dezenas de fotos deste lindo psitacídeo. Eu que gosto “pouco” estava extasiado. Apareceu então um tem-tem-de-topete-ferrugíneo e fomos melhorar a foto do tem-tem que só tínhamos de muito longe. No momento em que eu a Rita estávamos fazendo fotos do tem-tem a Vanilce falou “Olha aqueles dois anacãs ali. Ele vão abrir o leque. Parece ser um casal”. Eu disse: “Peraí que estamos fazendo o tem-tem”. Neste segundo os dois anacãs fizeram o “cortejo”… e a gente perdeu ! Ficaram num galho um ao lado do outro mas em direções opostas. Aí eles se largam e ficam de cabeça pra baixo só que agora ficam um de frente para o outro. E abrem os leques gritando olhando um para outro… Nós perdemos a cena… Só pudemos ouvir da Vanilce o que nós perdemos… Mas não dá pra reclamar... Olha aí com o Leque aberto !
  14. Rolinha caldo de feijão !

    Bonitas Columbina talpacoti. Vocês dão o que pra elas? Quirela de milho?
  15. Meu amigo, Qual o problema com a proposta? O que ela tem de errado? A diferenciação das armas de airsoft das armas de fogo já existe desde Fevereiro de 2010 conforme lei complementar ( Portaria 02 do COLOG de Fev/2010 ). O que eles querem é tipificar como crime quem não cumpre a regra. Este projeto tramita por conta das diversas notícias de apreensões de armas de airsoft em feirões, mercado informal e outras fontes de armas de airsoft em geral importadas ilegalmente e que por conta disso não pagaram os devidos impostos nem foram vistoriadas pelo Exército Brasileiro para verificar se estão de acordo com a legislação aplicável. O seu uso em assaltos tem crescido mas não existe lei que defina a tipificação do crime. Até então, apreendia-se a arma e ficava por aí. As armas de airsoft importadas legalmente devem possuir a ponta laranja ou vermelho vivo conforme prevê a legislação. Pela proposta, se alguém for pego sem a ponta laranja este terá transformado sua arma em uma imitação de arma de fogo o que é proibído desde a Entrada do Estatuto do Desarmamento. A Lei não tem nada de errado. O objetivo é claro e, em minha opinião estritamente pessoal, a pena é até branda. As armas de Paintball que tem tubo de bolas também podem ser facilmente diferenciadas de uma arma de fogo. Há de diferenciar aquelas que são rigorosamente iguais. Esta necessidade de diferenciar existe pois no Brasil é permitido ao cidadão, desde que devidamente licenciado, de possuir uma arma de fogo. Em países que não é possível ter armas de fogo como a Inglaterra e o Japão as armas de airsoft não tem ponta laranja. Lá simplesmente não precisa. Ninguém pode ter um AR-15 em casa. Se é pego com um é entendido como de airsoft. E lá não deve ser fácil entrar contrabando. Onde eu acho que esta proposta tem problema é com as armas de pressão que disparam pellets ou BBs metálicas. Estas, muitas vezes são feitas com o design de uma arma de fogo e e a Lei não as reconhece e não pede a ponta laranja. Aqui, de fato, temos um problema. Mas o caminho eventualmente não é proibir a arma e sim diferenciá-la da arma de fogo de alguma forma. Eu estive na Disney, no parque Magic Kingdom onde tem o brinquedo do Piratas do Caribe. Na frente tem, é claro, uma lojinha. E lá nos EUA que a compra de armas é muuuito mais fácil, eu vi armas de plástico na lojinha do Piratas do Caribe, mosquetões e garruchas, estilo da época, todas brinquedos de criança, mas com ponta laranja. Não acho que a proposta esteja em absolutamente errada em seu conceito. É necessário coibir o contrabando e a venda informal.
×