Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Líderes


Conteúdo Popular

Mostrando conteúdo com a maior reputação desde 15-09-2018 em todas áreas

  1. 3 pontos
    Pessoal bom, dia fiz um video sobre chumbos de expansão quem puder assista Fiz bem caprichado quem puder se inscreva no meu canal, vou fazer muitos outros videos. Obrigado TECHNOGUN MAMUTH PRO, RIFLE FIELD DESTROYER, GAMO EXPANDER, COMBAT HOLLOW POINT, H&N BARACUDA HUNTER EXTREME,COMETA ULTRA SHOCK HEAVY, H&N CROW MAGNUM, GAMO RED FIRE
  2. 2 pontos
  3. 2 pontos
    As oferta de final de ano aparecem direto...procurem pacotes completo...tipo At 44 10 com magazine...estação de recarga junto...tripé...acha boas oferta abaixo de 4 a 5 mil...um cilindro de 300bar...mangueira e adaptador din300bar...qdo vem no pacote junto com a arma sai de brinde...fique atento e evitem cilindros S80 ou Scuba de apenas 200 bar...e aqueles vencidos sem testes hidrostático válidos...alguns de fibra de carbono limitam a vida útil a 15 anos...se pegar um com 12 anos ...restam 3 anos de vida útil...bombas manuais...sao a última opção para brincar com pcp...exigem muito esforço físico...no meu caso a coluna já não suportaria a tarefa...vendo nego bombando feliz até os 150 bar...daí pra cima até 180 ...200 bar...cabra começa a suar...rosto fica vermelho...e logo soltam uns pum..fedidos...melhor e mais rápido usar o cilindro de 6.8l aço de 300 bar... Enviado de meu SM-J710MN usando o Tapatalk
  4. 2 pontos
    Falae atiradores ! Venho namorando uma PCP há algum tempo e semana passada saiu uma promoção relâmpago em uma loja e eu tomei coragem e comprei a minha PCP. É uma Artemis PR900W e já veio com uma bomba manual. Show, muito bacana, mas achei o manual (carabina e bomba) meio fraquinhos. O da bomba mal mostrava como montá-la (só onde ia cada peça, mas não explicava nada sobre aperto), manuseio maomeno (não lembro de ter lido sobre a válvula de expurgo). Sorte que eu já joguei paintball e lembrava de alguma coisa como encher cilindro... rs Li o review do TPERETTI666, sensacional. Inclusive ele me deu umas dicas via MP. Muito obrigado ! Agora vem a outra parte... Manutenção. Junto com a carabina, veio um saquinho cheio de orings que eu entendo que sejam peças de reposição. Beleza. Pergunta 1: Depois de quanto tempo/quantidade de disparos eu devo abrir a carabina ? Ou só vou abrir se der algum problema ? Pergunta 2: Depois de quantos disparos eu devo limpar o cano ? Ou se eu acho que devo, eu devo ? rs Junto com a bomba, veio um lubrificante transparente e vieram váriás pecinhas além dos orings... EDIT: Achei esse post do Pincipi. Parece que é a mesma bomba, então como desmontar eu já descobri... hahaha Pergunta 3: Pode ter água na bomba ? E desmonto a cada quanto tempo ? E troca do filtro ? Pergunta 4: Eu lembro que em cilindro de ar comprimido de paintball não se usa óleo porque ele pode entrar em combustão com a pressão e explodir o cilindro. Imagino que seja a mesma coisa. aqui. Então os orings e afins da carabina e bomba podem ser lubrificados, ou não ? Pergunta 5: alguém sabe se os orings são de nitrilica ? Assim eu posso montar mais de um kit reserva. E as peças da bomba, onde arrumo reposição ? É fácil ? Ufa, é isso. Ontem eu dei só 4 tiros com ela... Não tenho espaço em casa e já tinha passado da hora permitida prá fazer barulho... hahaha Ah é ! Segue a foto do brinquedo... Montei com a luneta de um amigo só prá ficar com cara invocada... hahaha (exagero de luneta... rs) Abraço a todos e agradeço a quem puder dar uma força ! 17/09/2018 - Voltei prá adicionar novidades Estava apanhando prá achar o chumbo ideal para ela. Cada um tem a sua preferência e eu fui seguindo as dicas, mas a verdade é que nenhum chumbo que eu estava testando estava dando um agrupamento que eu achasse bacana. Por sugestão do meu amigo TPERETTI, eu achei um distribuidor do chumbo Rifle Round e peguei uma lata de cada modelo disponível. Peguei só um modelo Premium, o resto foram todos Rifle Field... Dome, Destroyer, Spike e Super Magnum. Em contrapartida, resolvi também comprar e instalar uma válvula reguladora. Comprei a do ZECA (nacional). Chegou no meio da semana e eu logo taquei o pau prá instalá-la. Eu mesmo fiz a instalação é bem fácil, se prestar atenção. Esse é o kit: válvula, câmara de ar regulado, orings extras e mola da disparadora (tá dentro da câmara) Depois de instalado o kit, a PR900W ficou regulada com 120 BAR. Dei vários disparos e continuou ali firme e forte. Próximo passo: CRONO. 10 tiros com chumbo Rifle Premim Flat, 16,82 gr Como vocês podem ver, 19 tiros regulados. A partir do vigésimo começou a cair. Acho que a partir do 21 que a gente deve começar a ver diferença significativa na queda do chumbo. Fiz testes de agrupamento a 15 metros (sem escolher chumbo), mas o que me interessava mesmo eram os agrupamentos a 25 e a 50 metros. BORA PRO ESTANDE... Levei vários chumbos pro estande, inclusive o JSB heavy (18.13 grains) e os Rifle Premium (flat head e dome) e nenhum destes deu um agrupamento bom. Os que fizeram os melhores agrupamentos foram o Rifle Field Spike e o Super Magnum ! Primeiro e único teste de agrupamento com o spike. Fiz, gostei e nem tentei outro. Sem pesar/escolher chumbo Segundo teste com o Rifle Field Spike nos 50m. O primeiro eu fiz (e ficou bom), aí resolvi passar os chumbos por um padronizador e testar de novo. Deu nisso e eu nem tentei mais. Só passei pelo padronizador, não pesei. Passei de curiosidade mesmo... rs Nessas alturas do campeonato eu já estava feliz igual pinto no lixo, então esqueci de ver mais detalhes... hahahaha Não cronei com esses chumbos mais pesados e não vi se a autonomia melhorou depois de dar uns 200 tiros... Já estava tão feliz que resolvi parar de fazer agrupamentos e partir prá brincadeira... hahaha Primeiro fui brincar com silhueta metálica... Porco 1/5 (medida oficial), a 50 metros. Aí eu empolguei e resolvi atirar em tampinha de garrafa PET No total, foram 4 tampinhas de garrafas derrubadas em 6 tiros. Fiquei impressionado ! Bom, por enquanto é isso aí. Tô muito feliz com a minha PRzinha... Semana que vem vou amassar mais chumbinhos... rs
  5. 2 pontos
    já comparei esse dois cronografos e a diferença e pequena !
  6. 1 ponto
    Agradecendo o espaço e o incentivo do nosso amigo Eduardo de Macedo , vamos procurar trazer ao conhecimento de todos os participantes do Carabinas de Ar , um pouco do que pudemos aprender com o incomparável mestre Durval Ferreira Guimarães ,nas técnicas de tiro com armas curtas . A nossa pretensão é fazer uma adaptação dessas técnicas para aplicá-las no tiro de 10 metros , mira aberta . Temos verificado que a evolução dos resultados dos atiradores tem sido lento e causado muitas desistências dos companheiros de Tiro . Vamos tentar mudar a atitude desses atiradores que atiram por diversão . É só tentar e treinar . Claro que quem quiser utilizar os conhecimentos técnicos para o tiro de lazer, poderá fazê-lo com conhecimento de causa . Haverá um tópico para discussão e perguntas , sempre sobre os assuntos anteriormente tratados . Agradecemos , desde já , a colaboração e a participação dos amigos . Abraço . FundamentosdoTiro: 1)Preparação 2)Posições A- Interna B- Externa 3)Empunhaduras: A- Olímpica B- AmericanaEsporte C- Mista e as mais confortáveis 4)Respiração 5)Gatilho 6)Disparo 7)FollowThrue 8)Espotagem Considerações --- Deixamos o Fundamento da visada de fora da listagem , entretanto pode ser considerada como o número 4A , pela sua importância queremos discutir a visada em separado . Acreditamos serem esses os pontos principais da execução do Tiro , ficando a critério de cada um propor modificações ou dar opinião sobre os mesmos . Em seguida , vamos tentar esclarecer , um por um , os Fundamentos do Tiro . Por favor , queremos a sua opinião , para tanto utilize o outro Tópico . Preparação --- Verificar o funcionamento da luneta de espotagem --- Deixar por perto o abafador --- Verificar o aperto dos parafusos da arma --- Verificar o sistema de miras , ir ao banheiro fazexixi e boné . Se possível , levar um relógio . Concentração . 2) Posições : A- Interna , esse fundamento é muitas vezes descuidado pelos atiradores , trata-se da disposição do atirador . Se você estiver indisposto , não deve treinar e muito menos participar de provas ou torneios . O Atirador deve sentir-se bem consigo mesmo . B - Externa é a que o Atirador apresenta ao atirar Cuidado para não adotar a posição de "Lorde Inglês" , todo duro e empertigado . A base de todas as posições é muito assemelhada a do Judo , senta na bunda e relaxa . POSIÇÃO EXTERNA As posições de tiro podem variar de Atirador para Atirador . Não vamos discorrer sobre a posição Olímpica , por absoluta falta de conhecimento do assunto . A posição de tiro Americana Esporte consiste no atirador assumir uma posição corporal que lhe seja cômoda ,em seguida , de olhos fechados , levantar a arma e só então verificar se a mesma está perfeitamente direcionada para o alvo . Não caia na tentação de virar a arma para o alvo , você vai forçar o conjunto que , com o decorrer dos disparos forçará o retorno à posição original e você ficará sem saber o que aconteceu para que os impactos mudassem de lugar . Vale a pena insistir no treino para se encontrar a posição correta . Se a arma não estiver direcionada para o alvo , mudar a posição do corpo até encontrar a posição . Não se esquecer de que os nossos órgãos internos vão , com o decorrer do tempo da prova , vão sofrer um processo de acomodação . Verificar sempre se a sua posição está correta . Alguns atiradores conseguem assumir a posição sem conferir . Pessoalmente , acho muito arriscado . O treino desse Fundamento deve ser realizado com a arma desmuniciada e sem disparo . Repetir quantas vezes for necessário , até que a arma "caia "numa posição quase final . TREINO . As posições mistas ou mais confortáveis , como o próprio nome já o diz , são empunhaduras que podem facilitar o Tiro , não necessariamente a precisão . DETALHES Coronhas , cada atirador tem a sua adaptação melhorada com a utilização de determinada coronha . As coronhas podem ser melhoradas Existem as tão faladas coronhas que " atiram sozinhas " São as ótimas coronhas confeccionadas pelo mestre Hugo Coturri , já falecido e do seu filho Déo . Hugo Coturri foi o dono do afamado Pointer Inglês de nome Guarani e inventor dos pios de macuco automáticos . Essas coronhas eram assim chamadas porque eram feitas sob medida e as suas "caídas" eram perfeitas . Naquele tempo não havia sido instituída a modalidade do tiro com arma de ar comprimido . Hoje , com a obrigatoriedade imposta pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo de serem utilizadas somente armas originais e de quebrar o cano , as modificações ficaram restritas a uns poucos ítens externos . As coronhas , além do apôio servem para regular o peso e o ponto de equilíbrio do conjuto ferragem/coronha . No equilíbrio , são muitas as variações . Conforme o goto do atirador , o ponto de equilíbrio da arma pode variar da frente do gatilho , no gatilho ou atrás do gatilho . Pela pressão dos fabricantes de armas nacionais , acreditamos , e até pela falta de especificações técnicas melhores na fabricação das mesmas , temos as armas nacionais sem condições de competir com as importadas . Aproveitam para apregoar seus produtos dizendo que são potentes, que furam tantas latas e se esquecem de dizer que elas furam as latas quando acertam o tiro . As modificações mais recentes foram o aumento do peso máximo (?) e o limite para a altura da telha . Acreditamos que seria muito bom se dividíssemos em duas classes as carabinas de ar : as nacionais e as importadas . Qual a pressão das mãos que deve ser aplicada à coronha ? Esse é outro quesito controverso . Acredito que a modalidade ainda é nova para firmar conceitos complexos . Muitas coronhas oferecem ranhuras para apoio dos dedos , outras são mais finas e outras apresentam aqueles pipocadinhos na madeira . Devemos nos lembrar que as fábricas produzem armas de forma comercial , e cabe-nos a adaptação delas para a nossa modalidade de Tiro . Não podemos admitir o mesmo desempenho duma HW contra uma Jade . Entretanto , tivemos a satisfação de ver os resultados conseguidos pelos nossos atletas utilizando-se duma Bam , de entrada , colocada no mercado pela CBC , sob a denominação de CBC B19 e suas variações , sendo que a máquina é a mesma . Pois bem , existem notícias de que a CBC não importará mais o produto . . Para as pistolas de ar , existe o conceito do " falso apoio " que seriam as ranhuras e saliências indevidas por transmitirem ao Atirador a sensação falsa de estabilidade . As armas não poderão apresentar nas suas coronhas qualquer curva descendente . A altura dos alvos deve ser de 1,45 metros , contados do solo abaixo dos pés do Atirador . A distãncia entre o Atirador e o alvo de 10 metros é medida do alvo até uma linha ,imaginária ou não , perfazendo o total exigido . Não é permitido encostar qualquer parte do corpo ou da vestimenta na bancada ou nas laterais .Também , é absoluta a vedação de não se pisar/invadir a linha dos 10 metros , cabendo desclassificação . RESPIRAÇÃO Nunca encha o peito e tranque a respiração . Muito menos a respiração buscando a oxigenação do sangue efetuada pelos mergulhadores . Com a respiração busca-se o equilíbrio para a visada e o disparo . Procure efetuar o disparo durante uma pausa respiratória . Nossa respiração não é sequencial , ela é interrompida pelas pausas respiratórias . Tempo ótimo para o disparo ser efetuado é de mais ou menos 8 segundos , para os atiradores mais experientes esse tempo pode variar até os 12/14 segundos . Esse tempo , extremamente variável deve ser contado a partir do momento compreendido entre a visada e o disparo . A respiração deve ser interrompida durante o processo da levantada da arma até depois do follow . A melhor forma de se bloquear a respiração é se proceder como se estivesse dentro d'água , mergulhado , de boca aberta e sem engolir a água , travando-se a traquéia ser fazer força . Manter sempre a boca entreaberta , para que haja a equalização dos ouvidos externo e interno . E , é muito importante fazer cara de bobo . Utilize sempre o abafador . Um bom abafador é o 3M , baratinho . VISADA Esse aspecto do Tiro de Precisão é crucial . Vamos abordá-lo desde a levantada da arma . Lembre-se que o TiroNão termina com o disparo . Hoje , a visada consiste , estando~se na posição correta ,levantar a arma na posição correta . Deve-se levantar a arma acima do alvo e ir abaixando a arma até o ponto de visada . Antes , verificar qual é o seu olho diretor . Se ocorrer de você ter olho diretor esquerdo e atirar pela direita , não desanime . Dá pra atirar de carabina 10 metros , assim mesmo . A boa visada começa com o encaixe da coronha no conjunto atirador/arma . O conjunto de miras óticas é bom para tiros rápidos sem compromisso com a precisão . Posição da Cabeça --- Recomenda-se manter a cabeça alinhada com a coronha e miras e procurar repetir a posição , tiro após tiro .Não esquecer que seus órgãos internos estarão passando por acomodações que podem influenciar a sua postura externa . Monte Carlo ou almofada , a grande pergunta -e a que se destinava essa protuberância que algumas coronhas apresentam como sendo um plus . Pessoalmente , não vejo vantagem na utilização das mesmas para o Tiro de Precisão , pelo simples motivo de que ao recomendar-se o alinhamento da visada com a coronha , se você utilizar o Monte Carlo , vai causar o desalinhamento recomendado . Cabe observar que as armas olímpicas são mais pesadas e não tem recùo , sao de baixa velocidade .. Então , uma vez estabelecido o impasse , ficamos com a indecisão de raspar-se ou não o Monte Carlo . Muitos Atiradores querem aproveitar a mesma arma para a prática de mais de uma modalidade . Essa é uma das principais razões pelas quais lutamos pela criação de uma categoria só para armas nacionais . ---- Ponto da visada ou o local em que deve mirar . O ponto a ser buscado é o meio de um quadrado imaginário traçado do meio do 6 pra baixo . Tamanho e como traçar o quadrado : a linha superior passará pela linha que separa o 8 do 9 , descendo pela linha do 8 , passando pela linha inferior do 8 e fechando o quadrado ao subir pela linha lateral do 8 . Simplificando , voce pode tirar as medidas externas do quadrado que vai envolver o 9 e transferir as medidas começando pela parte superior do meio do 6 . Agora , você vai atirar visando o centro desse quadrado vazio . NÃO se preocupe com o resultado numérico . O objetivo é fechar o agrupamento .Depois que você fechar o agrupamento é que você vai transferi-lo para o centro do alvo mediante as regulagens de mira . Seu cérebro vai escolher qual a distãncia do preto do alvo vai ser a melhor . Mantenha a arma sempre alinhada e a posição da cabeça deve ser sempre a mesma . Um dos modos mais fácil de se obter um bom alinhamento é imaginar que das laterais da coronha saem asas . Se você disparar com as asas inclinadas para um dos lados , você vai se estrumbicar . O agrupamento muda de lugar e as regulagens do sistema de mira vai tornar-se muito mais difícil . O motivo para adotarmos como sendo o ponto da visada abaixo é simples : nós não conseguimos enxergar nitidamente dois objetos localizados em distâncias diferentes , ao mesmo tempo . Enxergamosnitidamente ou dentro do campo de profundidade ou no infinito . O campo de profundidade varia de atirador para atirador sempre até a distância de 1 metro . Se você quiser complicar , é só pedir para o seu Oftalmologista determinar o local da zona de convergência . Como nossa visão é atraída pelo preto do alvo , além de arriscar você terá mais uma coisa com que se preocupar .Uma vez ataída pelo preto do alvo , Você não vai enxergar com nitidez as miras e o que interessa é ver as miras . No começo vai te parecer estranho , em resumo , você só enxerga com um dos olh los e o alvo não é importante . Você vai isolar a visão do olho secundário com um tampão claro colocado sobre a lente de um óculos . Se necessário retire a lente do óculos referente ao olho diretor . Qualquer óculos antigo serve , ele vai ser usado somente para o Tiro . No momento da visada você vai estar enxergando o alvo bem descolorido , acinzentado . NÃO se preocupe , o teu ponto de referência é abaixo do preto e o conjunto de miras estará nítido . Existe ainda o recurso de se escurecer as miras , o que pode ser feito com um pequeno pedaço de cânfora ao qual ateia-se fogo . Faz uma fumaceira danada e você vai passar , de leve o conjunto das miras . Deve ser efetuado de forma rápida . DISPARO O Fundamento do Gatilho é fundamental . Aprenda a disparar suavemente , sentado e com a arma apoiada em uma das mãos colocada por baixo . Nunca apóie a arma diretamente sobre a mesa ou a bancada para efetuar o disparo . Da mesma forma , não efetue disparo sem o chumbo no cano . Dedo do Gatilho --- Deve ficar livre e sem encostar em outra coisa a não ser no gatilho . Formato do Gatilho --- Extra curvo , curvo , muito pouco curvado , curva leve no início e no fim da peça e o reto . Temos os gatilhos olímpicos de diferentes formatos e muitas regulagens . Lembre-se de que estamos falando do Tiro de Precisão com Carabinas de Ar 10 metros , mira aberta . Todas as etapas deverão ser treinadas de forma separada . Peso do Gatilho , o chamado gatilho cabelo ou cabelinho pode ser utilizado por atiradores com bastante prática . Por razões de segurança é desaconselhável a utilização desse tipo de regulagem por principiantes . Deve-se começar com ao menos 500 gramas O Fundamento do Gatilho --- A sua importância é de máxima importância para a execução do Tiro . Não vai adiantar nada seguir todos os outros Fundamentos e não saber acionar o gatilho Utilizando-se de uma arma com gatilho que lhe aprouver , comece apoiado numa mesa/bancada , com a mão por baixo da arma , só para sentir o gatilho . Depois , com a arma municiada , siga a ordem dos Fundamentos e puxe o gatilho lentamente , sem tentar adivinhar o momento do disparo , até disparar e Não se esqueça de usar o abafador . Arrasto --- Esse é um quesito muito importante de se entender . Influi diretamente no mecanismo de automação dos movimentos do disparo . Mantenha os olhos abertos e acostume-se a fazer o Follow . FOLLOW E ESPOTAGEM Para se entender de forma bem rápida o Fundamento do Follow é só se lembraqr que o ato de atirar não termina com o disparo e sim ao se abaixar a arma . O Tiro é como uma música , tem começo , meio e fim . Com o hábito de olhar pela luneta o resultado do tiro ou o local do impacto , sem antes olhar para o alvo , faz com que , com o tempo , o conjunto do 9 e do 10 do alvo pareçam enormes . E, com a vantagem de não sair da posição . O Follow consiste em após o disparo e antes de olhar o alvo pela luneta , manter-se a arma apontada e tentar imitar a última visão tida antes do disparo . RESUMO E CONSIDERAÇÕES Pressupondo-se que os colegas já estejam com os seus conhecimentos assimilados , vamos propor um roteiro básico , para a execução do Tiro de 10 metros : Preparação --- Verificar se está tudo nos conformes : boné , abafador , lentes limpas , chumbinhos , etc . Posição --- Acertar as posições , na externa não se esqueça de sentar na bunda . Levantar e baixar a arma o tanto que achar necessário . Conferir a posição externa . Respiração --- Inspirar e expirar suavemente e se isolar do ambiente - ABAFADOR --- Relembrar os Fundamentos do Tiro , Visada --- Levantar a arma pouca coisa acima dos alvos , enquadrar as miras e utilizar sempre os alvos de ensaio . Antes , retirar o excesso de óleo do interior do cano . Disparo --- De forma lenta e suave puxar o gatilho . Follow --- Sem abaixar a arma , tentar voltar para a posição das miras antes do disparo . Espotagem --- Abaixar a arma e olhar o impacto no alvo . NUNCA olhar para o alvo procurando pelo furo . . CONSIDERAÇÕES E MISCELÂNEA Análise do Tiro --- Existe uma fórmula que pretende definir , pelos impactos dos tiros , os erros dos Atiradores . Lembramos que essa análise é sobre apenas parte da variação apresentadas pelos impactos dos Tiros , abrangendo mais os aspectos dos Fundamentos do Tiro , da Visada e Gatilho . E , não foi imaginada a sua aplicação nos efeitos dos Tiros com Carabinas de Pressã Essa fórmula consiste num círculo dividido em quadrantes e a cada quadrante representando um tipo de erro . Ocorre que a desgraça nunca anda sozinha e os resultados são misto de erro com outro erro . Uns mais , outros menos . O procedimento pode ser adaptado para os Tiros com Carabina de Ar , desde que orientado por um técnico ou por pessoa que saiba analisar o quadro dos disparos . Use swmpre o abafador, mesmo treinando sozinho . Muitas vezes os erros são causados por involuntária ignorância ou por teimosia de algum atirador chucro nos efeitos do uso do Abafador . Podo mundo precisa usar o Abafador , o principal efeito do não uso do abafador é o chamado indução ao tiro . Pode acontecer e acontece . Vale o risco ? Na falta do abafador próprio , pode-se e deve -se improvisar um : algodão , duas cápsulas vazias de calibre .38 , serve qualquer improviso . Mantenha e exija SILÊNCIO durante os tiros e treinamentos . É questão de respeito . Qual a força empregada para se segurar a arma ? --- ..Na parte da coronha que se apóia no ombro , a força ou pressão deve ser constante e confortável . Já , a pressão a ser exercida pela mão que segura a telha da coronha , aí vareia , o nosso amigo e grande Atirador Ademar Nonato , acredita que as armas devam ser mantidas soltas . Nós acompanhamos a opinião do Eng. Nelson de Faria reconhecido expert na área do Tiro, que recomenda uma leve pressão da mão na arma . Para que essa questão não se transforme numa versão de receitas culinárias (sal a gosto?) , explicitamos que a força exercida na arma é mais ou menos a que você exerceria para segurar a mão da namorada e não deixá-la escapar ! Escurecimento das miras --- O conjunto das miras , massa e alça , deve ser escurecidos com uma cor que não brilhe . Isso pode ser obtido queimando-se um pedacinho de cânfora e aproveitando-se a fumaça para enegrecer as miras . Deve ser feito com cuidado para evitar queimar o plástico . Esqueça de usar vela ou outro material . Nas miras a abertura da alça e a largura do poste da massa de mira variam de atirador para atirador . Gosto muito da abertura produzida por uma lima K@F com um poste de 3mm . Se você for utilizar uma lima para fazr a abertura da alça de mira , use-a sempre no mesmo sentido e de dentro para fora . Toda alça de mira que tiver o 'clic" é boa .. Tenho utilizado a da Gamo sem fibra ótica . Alvos ---- Devem ser colocados , sempre que possível , nas medidas determinadas pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo . Leia o regulamento . Ênfase no " sempre que possível ". Você já vai entender o porquê , com os treinamentos e participações nas provas e torneios , o Atirador vai ficandomais condicionado ou cascudo a ponto de nã ser mais necessária a lembrança dos Fundamentos , vai realizar os procedimentos de forma automatizada . Lembre-se o Tiro é uma música , tem começo , meio e fim .É erro você achar que já sabe determinado procedimento . Os Fundamentos do Tiro devem ser efetuados na ordem formulada . Caso contrário o Atirador estará misturando missa com jogo de futebol . Altura das miras --- A altura das miras em relação ao cano da arma está regulamentada pela CBTE , em 1,5 cm . Temos , então , 7,5 da altura da telha mais 1,5 das miras e mais a espessura do cano . O Regulamento não fala em desconto para o cano bull . Na colocação ou posição das miras , existem divergências , tanto na distância entre a alça e o poste quanto na distância entre o ollho da visada e a alça de mira entre os fabricantes . Lembre-se que estamos falando das armas admitidas para o Tiro de 10 metros . Formato das miras --- Vamos ver o formato das miras e considerando ainda não existir as miras mistas e serem impróprias as com fibras óticas , adotamos as miras de formato retangular , tanto na janelinha da alça quanto nos postes . Como variáveis sobram as larguras da abertura da janela e dos postes . Essas medidas ficam a critério de cada Atirador . Aconselhamos não se mexer nas miras antes de se estar firmado o agrupamento . O formato retangular das miras facilita o equilíbrio da arma em relação a sua inclinação . Posição das pernas e dos pés ~~~ . É assunto brabo , já que ninguém tem o corpo igual ao de outra pessoa . Há uma coincidência , ninguém atira com as pernas fechadas . Resolvida essa parte , vamos para as diversas posições dos pés e pernas adotadas pelos Atiradores . Todos concordam a base 'sentado na bunda " , e as pernas , acompanhando o conjunto do corpo devem ficar esticadas e imóveis Quanto aos pés , eles vão ficar na posição que for adotada para o Tiro . O Fundamento da Posição deve ser treinado sempre que possível , vai facilitar muito o tiro em torneios e competições . Alguns Atiradores recomendam que se imagine estar com duas estacas fincadas (as pernas) e as unhas agarrando o chão . Para as posições do tiro com Pistolas de Ar , o bicho pega . Obervações sobre as miras --------- As alças de mira variam na altura e na largura das janelas de alinhamento do poste com o alvo . Nota-se que as alças de mira da maioria das HW tem a altura menor e vem comum quadradinho com diversas aberturas . É de se registrar que as laterais , por onde passam a luz , são baixas . Muito cuidado com a empunhadura da arma . É comum o erro do Atirador modificar , no decurso de uma série de tiros , a posição da arma causando a inclinação que para alguns não causa problemas e para outros vai mudando o local do impacto . É simples , é que para não haver problema , o Atirador tem que ser exímio regulador das miras . Com a arma na horizontalidade a regulagem da alça de mira fica mais fácil . Dizemos mais fácil porque as diversas alças de mira não tem o mesmo comportamento ao serem "tocadas" ou reguladas . IMPORTANTE ----- Saber regular a mira ou "tocar a mira" é condição essencial para a sequência de tiros . As diferenças do ponto de impacto do tiro podem ser causadas por mudança da luminosidade , mudança da posição da cabeça e ou acomodação do corpo do Atirador , Antes de culpar o equipamento , verifique se você adotou todos os Fundamentos do Tiro . Tocar as miras ---- Não mais falaremos em regular a alça de mira , vamos adotar os termos utilizados pelos aAtiradores : clicar ou tocar as miras . O modo mais prático de se lembrar para aonde o tiro vai ao de tocar a mira é anotar num cartão o funcionamento e o sentido de direção imprimido pela movimentação das regulagens . Não fique com vergonha ou inibido em fazê-lo ., pois quando você menos esperar vai precisar das anotações Quase todos os Atiradores tem um caderninho ou bloco de anotações . Aconselha-se para quando for dar 1 clic , dar 3 e voltar 2 . O objetivo do sistema de miras é dar uma noção do direcionamento dos tiros . As miras não dão a medida exata das distâncias que os impactos terão nos alvos , não há uma proporcionalidade . Ou seja , um clic na arma não equivale a um cm . Daí a necessidade de que o atirador faça treinos somente deste quesito . E , não se esqueça de levar o caderninho . ATENÇÃO ---- A CBTE , Confederação Brasileira de Tiro Esportivo , publicou as regras da modalidade 10 metros mira aberta . para as carabinas . É só ler . As novidades são a admissão dos cotrapesos nas coronhas desde que internos e a substituição da coronha original por outra , desde que a arma da outra esteja apta a participar da modalidade . Apanhado Geral --- Recapitulando ---- Assumir uma postura zen ---Concentração --- Assumir a Postura de tiro , levantar e abaixar a arma várias vezes , até a arma estar caindo certo --- Controlar a respiração Começou a prova , torneio ou treino ~~~ 35 minutos --- Levantar a arma acima do alvo e descer lentamente , passar do preto do alvo e acertar a visada --- Disparo ------ Follow ---- Abaixar a arma e conferir pela luneta o ponto de impacto DICAS --- NÂO TREINE ERROS , ao repetir tiros sem observar os Funamentos , você estará treinando procedimentos errados . Os erros arraigados são muito mais difíceis de serem corrigidos . Então , é muito melhor e mais fácil fazer do modo certo . Leve sempre o seu caderno de anotações e consulte-o sempre que necessário . NÃO atire sem seguir os procedimentos só pra ver se acerta . Depois de você ter automatizado os procedimentos do seu Tiro , ele será executado de forma natural . Não dispare muitos tiros , quando em treinamento , para isso existem os treinamentos .É IMPORTANTÍSSIMO que se obedeça ao procedimento de se olhar pela luneta o ponto de impacto dos seus tiros e é muito negativo olhar-se os alvos dos outros atiradores durante a prova . O Tiro é um esporte individual . Não sonhe com resultados durante a prova . C OM o hábito da espotagem/follow você perceberá que praticamente só vai enxergar e memorizar o 9 e o 10 ---- Ao constatar que o impacto deu-se num lugar não desejado , nunca atribuir o fato ao equipamento utilizado . Se mudar o chumbo , pode mudar o comportamento da arma durante o disparo , é bom voltar ao treino de agrupamento . VENTO --- O vento não influirá diretamente no curso do chumbo no percurso dos 10 metros . Pode e vai influir no tiro com o seu impacto no corpo do atirador . Já para a distância dos 25 metros , o vento influi muito . A grosso modo , como as raias das armas são da direita para a esquerda , com o vento da esquerda para a direita o impacto vai para baixo e á direita . Diferente dos efeitos do imnpacto que , quando o vento vem da direita para e esquerda , vai para o alto e para a esquerda . NÚMERO DE TIROS ----- É importante que o atirador se conscientize de que não precisa dar um grande número de tiros para treinar , bastam de 5 a 10 tiros disparados seguindo-se os Procedimentos . A resistência necessária para se conseguir realizar uma prova de 60 tiros é obtida pela observância dos treinamentos . Mais uma vez lembramos aos Atiradores de que estamos tratando de Tiro de precisão . A SEGURANÇA vem em primeiro lugar . Aprenda a não se preocupar com os resultados . É normal que eles subam ou desçam , de um dia para o outro . DESTAQUES ---- Manter sempre a concentração quer dizer que você deve desacelerar seu comportamento impulsivo Existem inúmeros métodos para se desenvolver o Tiro . Entretanto , poucos conhecem o treinamento do Tiro Mentalizado . É simples , sem a arma, quando você estiver com tempo sobrando , é só imaginar uma outra pessoa atirando e você chegando por trás e assumindo o lugar do atirador . Treinar essa ação até conseguir que todos os Procedimentos sejam seguidos . Com o tempo , você vai conseguir treinar os Procedimentos onde você estiver , de forma separada . Dessa forma , os Procedimentos do Tiro estarão sempre treinados RECOMENDAÇÕES ---- Ninguém nasce sabendo atirar . Treine bastante , sem pressa . Treine os Fundamentos do Tiro de forma compartimentada . Não pule a faixa do CD . No começo vai parecer fácil . O teu temperamento vai se modificar para melhor . Você olhando os outros atirarem vai poder identificar os erros mais comuns . Nunca corrija quem estiver atirando , a não ser que peçam a tua opinião . CONCENTRAÇÃO com relaxamento muscular . A concentração pode ser obtida a qualquer momento e por qualquer motivo . Por exemplo : quando você vai atravessar rua ou avenida , você vai parar e olhar para os dois lados e depois atravessar . Muito bem , você se concentrou para realizar o ato da travessia . Entretanto , você olha para os lados e atravessa . è essa automação que você vai precisar , com muito treino e dedicação . As questões técnicas envolvendo a preparação ou tunagem das carabinas deverão ser perguntadas ao nosso pessoal do Forum CarabinasdeAr que além de saber tudo sobre o assunto , respondem as questões com a maior boa vontade . Vamos colocar o texto de forma que possa ser copiado pelos Atiradores . Todas as dúvidas poderão ser dirimidas ou discutidas sob o título Discussão das Técnicas ... BOA SORTE .----- Muitas questões foram deixadas para serem discutidas no Tópico das Perguntas e Discussões . Poderemos elaborar um tópico sobre o Tiro com Pistola de ar 10 metros se houver interessados . FINALMENTE ------ Tentamos apresentar o que acreditamos ser importante para o Atirador , principiante ou não , fugindo duma ótica professoral e de certezas absolutas . No Tiro , muitos conceitos mudam e podem ser adotados . Não creia , Atirador , que você é o detentor de um segredo , por enquanto o Tiro só muda quando mudam os equipamentos , Melhores armas , melhores chumbinhos e novas regras ditadas pela CBTE , podem trazer melhores resultados ,Entretanto , os Fundamentos do Tiro ou a execução do tiro não mudam na sua essência . Podem ser melhorados pelos atletas . Vamos solicitar ao nosso amigo Eduardo de Macedo que encerre esse texto e coloque o Tópico para perguntas e discussões aberto . Abraço . Ass, Waldemar Lopes Ferraz Filho --- mazinhowaldemar
  7. 1 ponto
    bom pessoal, sei que já tem muito material bom a respeito dessa carabina aqui no forum, mas vou citar a minha experiência com a minha e as melhorias que estão me ajudando bastante ! 1 - rebaixei a massa de mira pois ela original não dava a regulagem que eu uso que e mira de base . 2 - fiz a cronografagem a três pressão de trabalho 200 bar 150 bar 100 bar 3 - essa arma não agrupava, descobri que a peça de plastico que tem dentro do muze, estava quebrada e o chumbo tocava nela na saida do cano, depois de desmontado concertei com aqueles cano de aluminio de antena de televisão ! depois disso melhorou bastante ! 4 - agrupamentos a 10 metros apoiados, ainda vou testa-lá ate 30 metros com red dot e ate os 50 com luneta . 5 - fiz um pulimento na culatra do cano, pois o chumbo entrava apertado , depois disso também melhorou bastante ! 6 - a potência dessa arma me surpreendeu , por ela ser muito leve quando você pega ela nas mãos não imagina que tenha essa força toda ! 7 - essa arma dar 40 tiros bons .
  8. 1 ponto
    Boa tarde pessoal. Gostaria da ajuda e opinião dos mais experientes. Vou comprar uma PCP e gostaria de saber qual o melhor custo benefício hoje em dia. Gostaria de participar de algumas provas de precisão. Andei lendo algo sobre o assunto e encontrei várias opiniões diferentes. Gosto demais da estética da Sumatra mas todos dizem que ela é muito potente porem não muito precisa. Outra linda que encontrei seria a Edgun mas la fora está custando US 1.200,00, bem fora do meu orçamento. Hoje qual seria o melhor custo benefício em se falando em potencia x precisão ? Agradeço qualquer dica. Obrigado.
  9. 1 ponto
    ola amigos não sei se estou no lugar certo para fazer esse poster mais gostaria de umas ajuda de vocês. estou querendo comprar um cronógrafo mais estou em duvida em qual comprar Acetech Ac6000 https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1060781996-cronografo-balistico-airsoft-acetech-ac6000-original-_JM Xcortech Mk3 X3200 https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1011538158-cronografo-airsoft-xcortech-mk3-x3200-medidor-fps-promoco-_JM gostaria de uma ajuda de vocês de qual dos 2 pegar desde já muito obrigado.
  10. 1 ponto
    Segue uma "Escala Numismática" para comparação de agrupamentos 1 centavo "cobre" - 17,11mm 1 centavo prateada - 20,02mm 10 centavos dourada - 20,06mm 5 centavos prateada - 21,09mm 5 centavos "cobre" - 21,89mm 10 centavos prateada - 21,98mm 50 centavos fina - 22,90mm 50 centavos grossa - 22,99mm 25 centavos prateada - 23,51mm 25 centavos dourada - 25,01mm 1 Real - 27,05mm
  11. 1 ponto
    Edu, essa segunda é um modelo clássico, tem até atirador ganhando medalha com ela em campeonatos. Ela só tem o gatilho meio pesado, o ideal seria polir ele um pouco, mas como vai deixar ela com sua mãe e com crianças, desaconselho. Ela tem trava de gatilho na culatra é bem bacana, tem uma v0 de 180 ms, dá para fazer uns tirinhos até uns 30 mts sem problema e é super macia para bascular, dá para atirar o dia inteiro sem sentir cansaço. O legal é que tem peças no mercado é simples para mexer e tudo nela é barato e é muito bem acabada.
  12. 1 ponto
    Olá, Achei o forum através do Google e acabei me registrando. Recentemente comprei os 5 tipos de chumbos da Rifle Sport & Field, no calibre 4.5mm: Cutter, Dome, Destroyer, Spike e Super Magnum. Além de duas latas do Rifle Diabolô STR, como uma munição de treino. Eu corroboro com a opinião aqui dos demais. O chumbo Rifle Destroyer realmente foi o com melhor precisão. Estou usando uma carabina CBC Jade Mais c/ Gas Ram 35kg e gatilho de metal da Quickshot (Comprada aqui: https://dispropil.com.br/produtos/carabina-de-pressao-cbc-jade-mais-preta-4-5mm-gatilho-ajustavel-dourado-kit-mola-gas-ram-quick-shot-35kg), que não é assim uma "Brastemp" mas é um equipamento iniciante. Além de um alvo Nautika spinner. Distâncias de 7 a 11 metros. Segue a avaliação dos chumbos, por ordem de peso: - Rifle Cutter: por ser o mais leve, achei que poderia ter um desempenho melhor, não sei o que raios acontece na minha carabina, mas esse chumbo sai muito fraco do cano. Li em algum lugar que a "saia" do chumbo pode estar expandindo dentro do cano. Vai ficar guardado; - Rifle Dome: interessante, entra direitinho no cano, mas não chegou aos pés de um Gamo Match, por exemplo; - Rifle Destroyer: TODOS os chumbos vieram um pouco menor que 4.5mm, se virar o cano pra baixo, os chumbos caem. Acabei dando um disparo a seco por conta disso. Primeiro e único da minha carabina (espero). Saiu muita fumaça depois disso. Ainda assim, foi o chumbo "mirou acertou"; - Rifle Spike: mais pesado que os demais, mas boa precisão. Os chumbos tem o tamanho certo; - Rifle Super Magnum: como minha carabina é fraca, não consegui tirar o máximo proveito desse chumbo, que é o mais pesado dos 5. Portanto não dá pra ter uma conclusão. Vai ficar guardado até a próxima carabina. Até mais
  13. 1 ponto
    Esporte Nacional ---- Tá virando mania de brasileiro dar opinião ou simples pitacos em matéria eleitoral Repórters que , até outro dia , quando diziam que faz frio no Polo Norte e ninguém acreditava , são ungidos a condição de sábios que dominamj o assunto de eleições , falam com a maior cara de pau quem pode ser eleito ou nãoeO futebol ainda tem o seu permanente reinado o motivo , quase sempre baseados em pesquisas eleitorais . O futebol ainda mantem o seu reinado . Enquanto isso , os babacas vão se dando uma importância que não tem , nunca disputaram uma eleição , nunca pediram o voto de alguém para o seu candidato e o dia de eleição era uma folga a mais . Prestem atenção nos noticiários , alguns são tão tendenciosos que tem a pretensão de definir o resultado da vontade popular . Dá nojo .
  14. 1 ponto
    Eu possuo o combro cb 625 e me atende muito bem, se hoje eu fosse comprar outro escolheria o AC 6000 pelo relato dos colegas.
  15. 1 ponto
    Boa noite! Não tem mas por ser o rise de alumínio eu mesmo acabei adaptando e fazendo uma rosca e foi fácil, acabei quase nem usando mira nele pois curti atirar instintivo.
  16. 1 ponto
    Fazer teste de agrupamento com a carabina apoiada e com chumbos bons é para saber qual é o chumbo que garante o melhor resultado. Sabendo disso é só trabalhar as técnicas de tiro para aprimorar o atirador, já que o mesmo sabe que ela agrupa muito com o chumbo que está sendo usado. Quanto a treinar com chumbos mais baratos, eu acredito que a maioria dos atiradores fazem isso. Não dá para ficar atirando em latinha, a tarde inteira, com jsb!
  17. 1 ponto
  18. 1 ponto
  19. 1 ponto
    CBC Jade mais nitro ao extremo.
  20. 1 ponto
    Teste usbr Boito Urutu 25 jardas 249 pontos 9x chumbo direto da lata, vídeo sem cortes.
  21. 1 ponto
    Pessoal, segue uma coletânea de dispositivos caseiros para facilitar a manutenção de carabinas de pressão. Estes dispositivos foram confeccionados utilizando-se peças e ferramentas facilmente encontradas em lojas de material de construção. Dispositivo para "abrir" CBC Jade A CBC Jade com a sua caixa de gatilho integral estilo "traseira de fusca", requer cuidados durante a abertura para a manutenção interna, de modo a não magoar a caixa de gatilho. Material necessário - nipple roscável 1-1/4" - Luva roscável 1-1/4" - bucha de redução 1-1/4" x 3/4" - bucha de redução - 3/4" x 1/2" - fita adesiva crepe - Durepóxi Ferramental necessário - arco de serra Montagem do dispositivo nipple roscável se encaixa perfeitamente na culatra da CBC Jade Rosqueie o nipple na luva Corte o nipple conforme mostrado na foto abaixo Cubra a culatra da CBC Jade com fita crepe adesiva Delimite a borda do cilindro da carabina Utilizei para tal, dois anéis o-ring. Pode-se usar barbante ou liga elástica de prender $$ Prepare a massa durepóxi Introduza o dispositivo até o limite demarcado, para moldar o durepóxi e aguarde a cura do durepóxi Após a cura do durepóxi, basta puxar o dispositivo e retirar a fita crepe Rosqueie as buchas de redução para finalizar a montagem do dispositivo O dispositivo está pronto para ser usado em conjunto com um compressor de molas Uso do dispositivo com compressor de molas Uma vez comprimida a culatra, pode-se retirar o pino e a mola Dispositivo para "abrir" Beeman 1072/1074 e SAG AR1000 Considero estas carabinas, as mais complicadas para retirar a caixa de gatilho para proceder a manutenção interna Vamos lá: Material necessário - tubo PVC soldável 20mm - tubo de alumínio 1" Ferramental necessário - arco de serra - furadeira elétrica e brocas de aço rápido - lima miniatura Confecção do 1º protótipo em PVC para obtenção das medidas necessárias - com auxílio da furadeira, broca e lima miniatura, abra um rasgo de 10mm x 65mm - em seguida, abra dois rasgos de 5,5mm ortogonais ao rasgo de 10mm A peça final fica com a aparência conforme mostrada na foto abaixo Teste do 2º protótipo Nota: não recomendo usar de modo definitivo o dispositivo confeccionado em tubo de PVC pois com o tempo, os "garfos" tendem a entortar devido a força necessária para comprimir a mola. Dispositivo final confeccionado em tubo de alumínio 1" Dispositivo para limpar o cilindro da carabina Material necessário - pano de limpeza tchan - silver tape - 50 cm de tubo PVC roscável 1/2" Ferramental necessário - tesoura - objeto com formato de chave de fenda por exemplo (usei um saca pino) Corte um pedaço de 13cm x 19cm aproximadamente (para carabinas com cilindro de 1") Com o uso de silver tape, cole o pano no tubo de PVC, deixe uma sobra de no mínimo 2,5cm, conforme mostrado na foto abaixo Enrole o pano ao redor do tubo e com o uso de um saca pino ou outra ferramenta, empurre a sobra do pano para dentro do tubo O dispositivo está pronto para uso Nota: o lado a ser colado no tubo e o sentido de enrolamento do pano dependerá se o movimento de limpeza será horário ou anti-horário. Se desejar pode-se pré-lavar o pano e após seco, efetuar a colagem. Este dispositivo pode ser utilizado para efetuar um polimento do cilindro para eliminar as imperfeições das aberturas de passagem da sapata da alavanca de armar e caixa de gatilho, que podem cortar o retentor ao se introduzir o êmbolo com novo retentor. Introduza uma lixa d'água conforme mostrado nas fotos abaixo Pode-se usar também para polir a câmara de pressão da carabina Dispositivo para polir a câmara de pressão com uso de furadeira elétrica - mandril 1/2" Material necessário - luva de transição Aquaterm 15 x 1/2" - parafuso M10 x 50, porca, arruela lisa e arruela de pressão - lixa d'água - 50 cm tubo PVC 1/2" roscável - 12 cm tubo de alumínio 1" - pano de limpeza Ferramental necessário - tarracha 1/2" - chave de fenda 5/16" - chave inglesa ou jogo de chaves de boca - furadeira elétrica manual 1/2" Aperte o parafuso com a chave inglesa e a chave de fenda para calçar a cabeça do parafuso (impede o giro) Manopla guia feita com tubo de alumínio de 1" Auxilia a centralização durante o polimento Houve necessidade de atualização do dispositivo devido ao comprimento do tubo de PVC na parte roscável (fios insuficientes) Utilizamos para tal, uma luva e um nipple e com auxílio de uma lima, rebaixamos a cabeça do parafuso Nova versão do dispositivo Dispositivo em uso Dispositivo para "abrir" CBC 345 Material necessário - tubo de alumínio 1" Ferramental necessário - arco de serra - jogo de limas miniatura Dimensões - 7,5cm de comprimento Faça duas aberturas simétricas de 9mm x 25mm Dispositivo para troca de retentor - Tampa de pasta de dente / pomada Confecção de chave de fenda U-Type para Ruger Air Hawk Este tipo de chave é utilizado na porca de fenda "cabeça abaulada", existente na carabina Ruger Air Hawk que exige uma chave de fenda U-Type que não se acha a venda no Brasil. Equipamento de Proteção Individual - EPI - óculos de segurança (brinde que geralmente acompanha as carabinas Rossi) - luva confeccionada em raspa de couro (luva de soldador) Material necessário - bit de fenda SL7 Ferramental necessário - esmerilhadeira e disco de corte - lima murça chata e lima miniatura redonda - Morsa para prender o bit Marque o centro do bit para iniciar o corte vertical com a esmerilhadeira Observe as seguintes medidas: - profundidade ~ 5mm - largura das pontas ~ 1,7mm - vão entre as pontas ~ 4mm Com as limas faça o acabamento do corte Profundidade do corte ~ 5mm largura das pontas ~ 1,7mm Vão entre as pontas ~ 4mm Teste da ferramenta na porca de fenda "cabeça abaulada" A utilização desta ferramenta pode ser vista em detalhes no link abaixo Ruger Air Hawk 4,5mm - Parte II "Barrigada" dissecando a Ruger Air Hawk Dispositivo para retirar muzzle de carabinas de pressão (B12, B19) Na confecção deste dispositivo, deve-se usar um pedaço madeira resistente, empregada para a fabricação de esquadrias e aduelas As dimensões devem ser conforme o diâmetro do cano Utilize outro pedaço de madeira para dar leves pancadas. Obs: a foto abaixo é meramente ilustrativa, é necessário observar a existência de parafusos de fixação do "muzzle" e retirá-los antes de iniciar o procedimento. Este procedimento pode ser empregado nas carabinas B12, B19, Ruger Air Hawk. Não é recomendado para as carabinas Cometa 200 e New Fênix 400. Dispositivo para retirar travas do bloco de gatilho das carabinas Weihrauch - HW30, HW50 - chave allen 3mm - cabo para lima Com auxilio de uma morsa e arco de serra, cortamos a chave allen e encaixamos no cabo Detalhes sobre o uso podem ser vistos em detalhes no seguinte tópico: Recomendo aos interessados, que procedam um Cut & Paste
  22. 1 ponto
    Esse post é o 1º de uma série de 4 postagens sobre a experiência de quem começa no tiro na modalidade Carabina Mira Aberta de Ar, mais conhecida como “Papel 10m”. A teoria dos 4 estágios do aprendizado é um retrato de como o ser humano encara uma nova atividade e se desenvolve nela. São eles: Estágio 1, "ignorância inconsciente" (este tópico). Mais ou menos assim, "não faço a menor idéia do que não sei". É feliz não sabe... Estágio 2, “ignorância consciente”. Epa, já sei que nada sei! http://carabinasdear...cia-consciente/ Estágio 3, “conhecimento consciente”. É quando você consegue desempenhar bem algo, atento e ciente dos detalhes necessários. http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php/topic/13892-o-treino-para-papel-10m-parte-3-conhecimento-consciente/ Estágio 4, “conhecimento inconsciente”. É quando o desempenho é natural, sem exigir atenção especial, com fluência. Recentemente voltei a me dedicar ao tiro com armas de pressão e pela primeira vez tomei contato com as modalidades de competição, graças à imensa quantidade de literatura, notícias e fóruns na Internet. Interesse estimulado, pensei "essa coisa de papel 10m parece muito interessante". Por ser sócio de um clube de tiro, ficou fácil escolher a modalidade. No clube, perto de casa, tem um espaço adequado para tiro a 10m, com 5 pistas, transportadores de alvos e iluminação. Claro, vem o pensamento simples, óbvio e errado "agora só falta a arma". Mal eu sabia o quanto desconhecia... Ainda não aprendi um vigésimo do que preciso, mas apanhei tanto e fiz tanta trapalhada que pensei "dá para escrever um história disso". Vocês conhecem a teoria dos 4 estágios do aprendizado? Parece mais uma baboseira de auto-ajuda empresarial, mas é um retrato bom de como o ser humano encara uma nova atividade e se desenvolve nela. Bem, o primeiro estágio é conhecido como "Ignorância inconsciente". Mais ou menos assim, "não faço a menor idéia do que não sei". É feliz não sabe... Minha experiência treinando para papel começou exatamente assim. Completamente ignorante do que desconhecia, o que me deu uma imensa tranquilidade. Tiro a 10m? Moleza. Para quem já (acha que) sabe os conceitos, segurar a arma com firmeza, prender a respiração, linha de visada, é bico! Bem, chego no stand de tiro. Arma alugada, uma CBC B-12 do clube, lata de chumbo Rifle, alvo de papel CBTE. 10m parece meio longe... vou colocar o alvo no meio do caminho. Por que esse transportador de alvos tem cabos tão moles? O alvo não pára de chacoalhar. Que coisa idiota! Ok, deixa ele ficar parado. Agora dá para atirar. Para quem já mexeu com carabinas de mola há tantos anos, coisa fácil. Dobra o cano, chumbo na culatra, arma, aponta, posição caçador. Como é que essa mira está calibrada? Há, é fibra ótica. Ouvi falar que é preciso alinhar os 2 pontos verdes com o ponto vermelho da maça de mira. Aí coloco este bem sobre o centro do alvo. Tá, mas o alvo não pára de se mexer. Tudo bem, eu também não consigo deixar a ponta do cano parada. Então mexe tudo junto. Dedo no gatilho, coronha firme apoiada no ombro, pressão lenta, gradual até o acionamento vir de surpresa. Depois de 3 quilos de força no gatilho, a surpresa vem com um tranco para a esquerda (sou canhoto). Acerto o arame que prende o lado esquerdo do alvo. Caramba... Vamos novamente. Agora sim! Acerto dentro do círculo preto. Também, quem teve a idéia de colocar um círculo preto no meio do alvo? Não dá para ver o centro, como vou mirar? Podiam fazer um alvo todo branco. Idéia idiota. Agora começo a me acostumar com o sistema de mira. Fácil, fecho bem o olho direito, fico "medindo" a distância entre os pontos de fibra ótica para o vermelho ficar bem no meio. Será que está no meio do círculo? E agora, não consigo focalizar o círculo. Quer dizer, consigo, mas quando faço isso não consigo focalizar a maça de mira. E muito menos a alça de mira. 10 tiros depois, vários no círculo preto, no 7, até no 8. Agora dá para tentar os 10 metros. Xi, rapaz, é meio longe. Por quê dizem que 10 metros é pouco? Nem dá para ver o círculo direito. Que dirá as linhas do 8, 9 e 10. Será que preciso de óculos? Bem, é claro que preciso de óculos. 20 tiros depois, o alvo parece uma peneira, metade dos tiros fora do centro preto (pensando bem, muito mais que a metade). Fico pensando no que comentam sobre chumbos e agrupamento. Será que é o chumbo? Mas nem dea para enxergar direito essa bolinha. Talvez precise mesmo do óculos. Mas uma coisa eu já sabia: para se acostumar com uma arma precisa de alguns tiros. Depois de uns 80 tiros, começo a acertar um pouco mais. Até consegui colocar 7 tiros seguidos no círculo preto! 200 tiros depois, lata de chumbo quase no fim. Esse até que é um exercício bom. Meu bíceps vai ficar grande. Quem sabe se eu treinar alternando o lado exercito igual os dois braços? Talvez esse negócio de papel a 10m não seja para mim. Com certeza preciso de óculos e achar um alvo todo branco, pois com esse círculo preto não vou enxergar nunca! Continua...
  23. 1 ponto
    Esse post é o 2º de uma série de 4 postagens sobre a experiência de quem começa no tiro na modalidade Carabina Mira Aberta de Ar, mais conhecida como “Papel 10m”. A teoria dos 4 estágios do aprendizado é um retrato de como o ser humano encara uma nova atividade e se desenvolve nela. São eles: Estágio 1, "ignorância inconsciente" (este tópico). Mais ou menos assim, "não faço a menor idéia do que não sei". É feliz não sabe... http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php/topic/12494-o-treino-para-papel-10m-parte-1-ignorancia-inconsciente/ Estágio 2, “ignorância consciente” (este post). Epa, já sei que nada sei! Estágio 3, “conhecimento consciente”. É quando você consegue desempenhar bem algo, atento e ciente dos detalhes necessários. http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php/topic/13892-o-treino-para-papel-10m-parte-3-conhecimento-consciente/ Estágio 4, “conhecimento inconsciente”. É quando o desempenho é natural, sem exigir atenção especial, com fluência. Há um tempo comecei a relatar as minhas "agruras" treinando na modalidade de papel 10 m. http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php/topic/12494-o-treino-para-papel-10m-parte-1-ignorancia-inconsciente/ Depois de tanto apanhar, comecei a aprender o que não sabia. E como isso ajuda! Como citei no post anterior, na teoria dos 4 estágios do aprendizado o primeiro estágio é conhecido como "Ignorância inconsciente" ou "não faço a menor idéia do que não sei". Bem, passemos então ao segundo estágio, "já sei muito do que não sei". É o único jeito de aprender, mas tem hora que assusta de tanta coisa que se nota incapaz. Primeiro, descobri que a modalidade é organizada, tem suas regras definidas pela CBTE. http://www.cbte.org.br/tecnico/regulamento/2014/regulamento_prova_carabina_mira_aberta_ar_2014.doc Além disso, descobri que o regulamento foi criado a partir de elementos de outras provas, as modalidade de carabina de ar e pistola de ar ISSF. http://www.cbte.org.br/tecnico/regulamento/issf_regulamento_pistola.pdf http://www.cbte.org.br/tecnico/regulamento/issf_regulamento_carabina.pdf O regulamento para a Carabina de Ar Mira Aberta foi criado como uma simplificação desses dois. Limita-se à prova às carabinas mais simples, de cano dobrável. Proíbem-se os mecanismos sofisticados de mira e acessórios, bem como traje de tiro. Usa-se o alvo de pistola de ar, que tem tamanho condizente com o potencial dessas armas. Finalmente, o estande de tiro para essa prova tem as mesmas características. Alvos a 10m e a 140 cm de altura. A distância e altura são padronizadas, então a postura do atirador é a mesma em qualquer local de prova. O alvo... usa um círculo para visada e ninguém espera que o atirador seja capaz de enxergar a "mosca" ou a marca do 10 no meio desse círculo. A idéia é usar visada de base e aí o cículo é uma referência grande o suficiente. Por sinal, não se atira focando nele, mas sim na maça de mira. Mesmo sem óculos e com olhos meio usados, a maça de mira a pouco mais de meio metro de distância não é um problema na visada. Mas como manter o foco, empunhando a arma. Bem, por isso o sistema de miras preferido nesse esporte são as miras metálicas sem fibra ótica. Essas miras em geram são mais grossas, para ficarem bem visíveis. Em pistolas de ar olímpicas as maças de mira têm 3 a 4,5 mm para garantir a facilidade em manter o foco. Idem a alça de mira, que tem cantos vivos, formando um desenho retangular. Fica fácil acertar a visada notando com clareza a altura relativa de maça e alça, visíveis em foco contra o cículo do alvo ao fundo. Mas precisa restringir tanto a arma? Cano fixo, calibre 4,5, mira aberta, mola? Essa é uma modalidade brasileira, pensada para equipamentos de menor custo. Se você pesquisa em blogs e fóruns pelo mundo, quase não se fala desse tipo de arma e das técnicas para esse tipo de tiro, pois quem atira em competições oficiais de carabina no exterior usa as regras ISSF. Até que o regulamento é bem acessível. A mola é o melhor exemplo disso. O cano dobrável é questão filosófica. Ainda hoje, mas em especial algum tempo atrás, carabinas de cano fixo eram as mais sofisticadas. Veja-se que são as preferidas em modalidades como bench rest e field target, onde a precisão em longas distâncias é fundamental. A mira aberta é realmente a expressão da simplicidade. Em contraponto aos dióptros com íris regulável das carabinas olímpicas, temos apenas um aparelho de mira com ajuste de altura e lateralidade. Essa regra se inspira no regulamento das pistolas de ar, que usam dispositivo similar. Herdando ainda a filosofia das pistolas de ar, o regulamento proíbe trajes que facilitem o tiro. Mais simples ainda, elimina a possibilidade de uso de contrapesos, compensadores, regulagens de empunhadura e outros. E o calibre? Hoje 4,5 não é o mais popular... Em termos. Herdou-se o arranjo de outras modalidades oficiais. Além disso, a regra de pontuação, considerando-se a pontuação do maior círculo tangenciado na passagem do chumbo, mesmo que do lado externo, privilegiaria calibres maiores. Ficou então a uniformidade adotando-se o padrão mais comum em competições de tiro de ar no mundo. Bem, agora tem muito bla bla blá, mas cadê o tiro? Esse é o nome, ignorância consciente. Sabendo um tanto da modalidade fica possível começar a se desenvolver. Ajustar a arma, aprender a empunhadura que dá mais estabilidade, habituar-se à visada que favorece a constância de resultados e principalmente, passar a ter condição de aprender com quem tem experiência. Como as provas são organizadas nacionalmente, em todo o país encontramos atiradores que têm muita bagagem sobre a modalidade. Bons tiros! *Saran
  24. 1 ponto
    Boa noite à todos! Esses dias atrás em um e-mail do Balim (Edição 03) o assunto girava em torno de um coletor de chumbos que teve seu fundo "estourado" pela quantidade de tiros recebida. Fiz contato com o pessoal do e-mail dando uma dica, e o Eduardo Mecedo aqui do forum sugeriu que eu criasse um post para compartilhar a dica, vamos lá: Há um tempo precisava de um coletor para mim e decidi dar uma "procurada" com o pessoal fora do Brasil para ver o que eles fazem mundo a fora. Numa dessas pesquisas descobri num site americano a dica: uma caixa qualquer (de preferência resistente) forrada com uns 5 cm de massa de calafetagem. É barato de fazer (comprei uma caixa de embutir p/ cabos de telefonia e uns 4 pacotes de 500g de massa de calafetagens - não aqueles pacotes com "tirinhas" - custo total entre R$ 50 e R$ 60 na época), portátil (usei uma caixa 20x20cm onde prendo alvos feitos com meia folha A4) e resolve dois problemas extras: não há barulho do chumbo batendo (a massa absorve o chumbo, ele não chega no fundo da caixa) e ele não ricocheteia (pelo mesmo motivo). Já estou usando esse sistema a mais de um ano direto e continua funcionando muito bem, há relatos em páginas estrangeiras de pessoas que usam por anos e anos sem problema. Quando fica uma "buraqueira" muito grande no centro da caixa é só "massetar" a massa e tudo resolvido! O mais difícil mesmo foi traduzir o que significava o "duct seal" nos tutorias, até eu chegar na massa de calafetagem demorou um pouco... Seguem fotos: Massa de calafetagem https://drive.google.com/file/d/0ByZFyEXitbC8YzY3U1VwMFdmbFE/edit?usp=sharing Caixa de cabos https://drive.google.com/file/d/0ByZFyEXitbC8Y25lazFGZmp0VEE/edit?usp=sharing Caixa preenchida https://drive.google.com/file/d/0ByZFyEXitbC8Y203b1FSVU50LXM/edit?usp=sharing Obs.: aqui depois eu dei acabamento preenchendo as entradas nos cantos com o que sobrou de massa. Caixa pronta https://drive.google.com/file/d/0ByZFyEXitbC8R1BMVWhwbG9iOTg/edit?usp=sharing Simples, fácil e funcional. Quando não está em uso eu coloco a tampa dela pra evitar poeira e sujeira contaminando a massa de calafetagem. Abraço! Elvio Gomes Jr - elvio@viotec.com.br
  25. 1 ponto
    Aos amigos do Fórum Carabinas de Ar Não sei se vcs conhecem este livro, estou lendo e estou gostando bastante. Há dicas para os iniciantes como eu, mas também dicas, técnicas e táticas para os já veteranos no esporte. O livro é de domínio público e, portanto, gratuito. O Governo disponibiliza este livro no site www.dominiopublico.gov.br. Para fazer o download, acesse o site, escolha como mídia "Texto" e pesquise por "tiro esportivo" Clique em "Caderno Técnico-Didático: O Treinamento do Tiro Esportivo" e faça o download. Vale a pena. Um ótimo final de semana a todos. Do amigo Roberto Editando: Do amiguinho Luiz Almeida... Pra agilizar... veja se vai direto: http://www.dominiopu...=&co_obra=26693 Formato: .pdf Tamanho: 1,89 MB






























Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear

Carabinasdear



×