Ir para conteúdo

ANUNCIANTES

Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada Imagem Postada

Líderes


Conteúdo Popular

Mostrando conteúdo com a maior reputação desde 23-10-2017 em todas áreas

  1. 11 pontos
    Não, ela não é uma ave fantasma assim no pé da letra. Mas continue lendo... O Uirapuru Verdadeiro é uma ave que remonta a lendas contadas pelos índios nos primórdios do nosso Brasil. Uma ave bastante difícil de localizar pois é marrom e ela não sai das matas fechadas da Floresta Amazônica. É possível ouvir o melodioso canto flautado até de fora das matas mas encontrá-la é bem difícil além de ser um animal bem raro. Neste retorno ao Estado do Amazonas para passarinhar nas florestas tropicais o Uirapuru era um objetivo que parecia ser algo inalcançável. Um sonho. Um devaneio mas em conversa com os guias Vanilce de Souza e Luis Fernando Carvalho (que riam marotamente da minha ansiedade) eu vi que coisa poderia ser real mesmo. E assim vai aqui contada a saga da busca pelo Uirapuru Verdadeiro, ave que deveria ser a ave símbolo do Brasil mas que sabe-se lá porque não é. Viagem reservada em Maio para viajar somente no início de Novembro. Os guias não tinham vaga... Vixe, e agora? O bicho está aparecendo na mata logo após a cidade de Presidente Figueiredo, a uns 100km de Manaus. Mas estaria em Novembro? A Vanilce, óbvio, não garantiu nada: “natureza é assim, as vezes você vai ver as vezes não”. Mas reservamos a viagem com o intuito de ver uma outra ave na cidade de Novo Airão, endêmica do local cujas as chances eram um pouco maiores. Chegando perto da data perguntei à guia sobre o Uirapuru e recebi como resposta: “Tenho visto ele lá sim. Mas não sei por quanto tempo vai ficar na região...”. Chegou o dia, saímos bem cedo de Manaus em direção a Presidente Figueiredo sob um calor de matar. Os guias iam falando das aves que ocorrem no local que eram super interessantes mas no fundo do meu ser eu pensava assim...”troco todas pela oportunidade de ver o Uirapuru Verdadeiro. Ou mais, a oportunidade de ouvir o Uirapuru Verdadeiro...” Quer saber porque? Acompanhe O Uirapuru é uma ave endêmica do norte do Brasil que ganhou fama através de lendas indígenas que envolvem a ave. O Uirapuru é uma ave marrom, de porte pequeno e com marcas preto e brancas no pescoço como se fosse um colar. Uma ave assim muito bela? hmmm.... não. Mas o canto... O canto do Uirapuru Verdadeiro é algo muito difícil de descrever. Não é um canto destas pequenas aves (de gaiola) que muitos conhecem. O canto do Uirapuru é um som de flauta. Purinho purinho. Um som doce, suave, melodioso que pode ser entoado de forma curta para a defesa de território ou de forma longa para atrair fêmeas por exemplo. Este canto era escutado pelos indicos sem que a ave pudesse ser observada. Isto aguçou a mente das pessoas e naturalmente começaram a aparecer lendas em torno da ave que produzia aquele som. A Lenda A Lenda do Uirapuru tem uma enormidade de variações dependendo de quem conta. Consta que em uma tribo indígena do Rio Grande do Sul (Tapimirins) um cacique chamado Abaetê deveria casar-se e ele estava muito dividido entre o amor de duas índias. Esta contenda amorosa envolveu as índias Paraí e gostosona Oribici. Sem saber o que fazer para escolher sua amada, Abaetê recorreu aos deuses e então Sumá, a deusa guerreira, lhe teria dito que Abaetê pedisse uma disputa de Arco e Flecha entre as índias ! Gostei dessa Sumá rapá! E dito e feito, fez-se a disputa entre as silvícolas Paraí e Obirici. Obirici, muito nervosa errou o alvo e viu seu amado Abaetê ir embora com Paraí. Obirici então começou a chorar copiosamente rios e rios de lágrimas. Destas lágrimas formou-se um riacho chamado Ibicuiretã (Córrego das Lágrimas). O córrego que levava este nome foi canalizado e, hoje, num bairro de Porto Alegre, tem um Shopping no local. Mas voltando a índia gostosona Obirici (mais sobre o gostosona adiante), diz-se que a índia ficou tão inconsolável que ela teria pedido ao Deus Tupã que lhe retirasse a vida. Entretanto, Tupã achou que isto não seria razão para fazê-lo. (Será que Tupã achou um desperdício?) Ela pediu então que ele a transformasse numa ave para que ela pudesse visitar Abaetê sem que ele a reconhecesse. Tupã aceitou conceder este desejo mas ela deveria ir pra longe e deixar Abaetê em paz com Paraí. Esse Tupã, hein? Evitando a discórdia ! E assim Obirici foi transformada numa ave que voou para o norte ( para a Amazônia ) bem longe de Abaetê. E a ave foi então batizada de “waipu-ru” ( Uirapuru ) ou O pássaro que não é um pássaro. E lhe foi dado um canto melodioso para que Obirici pudesse expressar sua saudade, seu infortúnio e sua sina. Quando o Uirapuru canta nas matas outras aves se calam em respeito a sina de Obirici. Eu fui, vi e escutei o bicho cantar. E o silêncio na mata... de arrepiar! Mas e a história da índia gostosona? Um prefeito em Porto Alegre ergueu uma estátua pra índia Oribici. Sente o drama: Moral da história. Ooo Abaetê... abre o olho rapá! Voltando pro mato. Chegamos na entrada do local ( uma RPPN ). Estacionamos o carro, pegamos o material e caímos no mato. Na trilha já vimos algumas espécies bem legais. Maú, Abre Asa da Mata, Surucuá Violáceo, etc E lá no fundão, mato fechado, praticamente sem luz do sol, apenas alguns raios que entravam por algumas fendas entre galhos de árvores de 30/40 metros de altura. Chegamos perto de um tronco tombado que se dividia em dois. “É aqui”. Disse a Vanilce. Os guias então estenderam um “blind”, um pano verde entre duas árvores para que ficássemos atrás dele e assim não estressássemos o Uirapuru. O blind foi posicionado e meros 2 metros deste tronco caído. “ se ele aparecer ele vai subir neste tronco pra cantar “. O quê? Vou ver o bicho a pouco mais de 2 metros? Nossa, o coração começou a acelerar. A Vanilce emendou “ele já está vindo”. Caramba... como ela consegue ver um bicho marrom vindo no meio da floresta escura? “É território dele.” Eu ouvi. Máquinas preparadas e o Luis Carvalho entoa o canto do Uirapuru assobiando! Um breve silêncio. E a Vanilce manda “Chegou. Olhe por cima do blind”. Eu olhei e o ar faltou. Lá estava o Uirapuru em cima do tronco e não deu 1 minuto ele começou a cantar. Foram umas 50 fotos. E ela andava pra direita, para a esquerda. Parava e cantava. E cantava. Subia no tronco de cima e cantava. Descia e cantava. Ia no chão e cantava aquele canto doce flautado e a mata num silêncio constrangedor... E o Uirapuru lá entoando seu melodioso canto. Uirapuru Verdadeiro (Cyphorhinus aradu) Eu fiz um pequeno vídeo com a própria câmera. Olhem aí: Desculpem a tremedeira. Eu não levei tripé. Um outro video feito de forma decente. Saí encantado. Agradeço a Deus por ter me dado a oportunidade e condições de ver este bicho. Agradeço a minha esposa por ser minha grande companheira nestas passarinhadas Brasil a fora e agradeço demais a Vanilce e ao Luis Fernando por me apresentarem esta magnífica ave que talvez para quem não conheça e entenda a dificuldade de achá-la não consiga compreender a razão por que digo que bambeei as pernas ao vê-la e ainda mais assim tão de perto.
  2. 8 pontos
    Bom dia amigos! Quando primeiro testei os Rifle Premium há um tempo, disse que os chumbos eram muito bons e que para melhorar só se a Rifle aumentasse a disponibilidade de pesos e formatos. Muito bem, com o lançamento das linha Field e Sport temos uma boa gama de formatos e massas diferentes, mas ainda é preciso testar! Aliás, testar chumbinho é uma das tarefas mais divertidas do tiro de ar... Os chumbos dessas novas linhas da Rifle que testei foram os Field Heavy, Field Dome, Field Destroyer e Sport Cutter (não gosto e não vejo propósito em chumbo pontudo, meus alvos não usam blindagem nem armadura...). Esta nova linha tem a mesma qualidade aparente da linha Premium: sem muitas rebarbas ou marca do molde, saias uniformes, sem chumbinho bizarro no meio (tipo chumbinho mal moldado), etc. Parece ser feito da mesma liga (dura) de chumbo. A principal diferença que percebi foi no acabamento final do chumbo (a linha Premium é brilhante e a Field é bem escura). Acho que o Premium depois de lubrificado com grafite em pó é lavado, enquanto o Field vem bem grafitadão. Houve também alteração na embalagem: a tampa agora rosqueia na lata (na linha Premium também, ajuda a não perder chumbo com lata que abre do nada, atrapalha para abrir a lata com apenas uma mão) e a etiqueta da lata tem mais informações (massa do chumbo, por exemplo. Ainda não alterada na linha Premium). O que ainda falta: a fábrica aferir e fornecer aos consumidores o coeficiente balístico de cada projétil. Sei que vão pensar “tá querendo demais, até ontem a gente só tinha chumbinho Pardal feito no Brasil!”, mas acho que se a Indubrac (a fábrica que é dona da marca Rifle) está investindo tanto para fornecer um produto de qualidade, poderia agregar mais este valor aos seus produtos. Imagino que não deva ser muito difícil aferir o BC dos chumbos, aposto que se a Rifle convidasse o pessoal se disponibilizaria com armas e cronos... Segue uma análise pessoal de cada modelo. Rifle Field Super Magnum Heavy Bom, aqui dá pra fazer uma crítica generalizada à maioria dos produtos da Rifle: os nomes. Não tenho nada contra estrangeirismos, muito pelo contrário tenho até certo carinho pela língua inglesa. Mas não vejo porquê dar um nome desses à um produto, seja qual for. Primeiro que é impossível achar esse chumbo pelo Google, segundo que de todos esses nomes o único que descreve o chumbo é Heavy. Chamo esse de RFH (Rifle Field Heavy). Esse chumbo comprei com a esperança de ser um substituto mais barato ao JSB Heavy que a minha Pro Sport (com 19J) tanto gosta. Infelizmente ainda terei que mandar dinheiro para a República Tcheca, o RFH não casou com minha Pro Sport tão bem. [agrupamentos RFH e JSB Heavy com a Pro Sport, 20m, apoiado, 32x] Em princípio esse chumbo irá bem em armas de alta potência, pois com mais massa se mantém a energia mas se diminui a velocidade, o que aumenta a precisão se a diminuição de velocidade fizer com que o chumbo não saia supersônico. Vejo esse chumbo como uma opção de variedade em relação à massa do chumbinho. Rifle Field Dome (RFDom) Vejo esse chumbo como uma alternativa mais barata que o Premium Round. Me parece muito com um RWS Superdome, tanto no formato (saia estriada) quanto na massa. Vejo esse chumbo como alternativa mais leve a outros chumbos domed (cabeça redonda). Não superou o desempenho do Rifle Premium Round nas minhas armas. [agrupamentos RFDom e RPR com HW50, 20m, apoiado, 10x) Rifle Sport Cutter (RSC) Vejo esse chumbo como uma alternativa mais barata que o Premium Round. Me parece muito com um RWS Hobby, tanto no formato (saia estriada) quanto na massa. Vejo esse chumbo como alternativa mais leve a outros chumbos flat (cabeça chata). Não superou o desempenho do Rifle Premium Flat nas minhas armas. [agrupamentos RSC e RPR com HW50, 10m, apoiado, 10x] Rifle Field Destroyer (RFDest) Com esse chumbo tive uma gratíssima surpresa! Nunca confiei em chumbo com cabeça mirabolante, pra mim sempre foi mais marketing que desempenho. Principalmente com chumbos ponta oca. Já havia experimentado chumbo ponta oca de outras marcas (não me lembro qual) e não observei a deformação após o tiro que fez esse tipo de chumbo famoso. À partir desse dia enfiei na cabeça que chumbo ponta oca não funciona, provavelmente devido à baixa velocidade das armas de ar (comparada com as de fogo). Pois bem, o Rifle Destroyer foi uma gratíssima surpresa, em várias questões. Primeiro: ele apresenta a mesma precisão do Rifle Premium Flat na minha HW50, até 10 metros agrupa igual H&N Finale Match. [agrupamentos H&N, RFDest e RPF com HW50 a 10m] [agrupamentos H&N, RFDest e RPF com HW50 a 10m, 15m e 20m] Segundo: o coeficiente balístico deste chumbo é maior do que os de cabeça chata, ele cai menos a maiores distâncias e perde menos velocidade. Desconfio que seja por conta dessa pontinha que ele tem. (Ainda vou calcular direito o CB desse chumbo, vou usar um app novo da Hawke, X-Act). Terceiro: funciona! Comecei a desconfiar que esse chumbo expandia e transferia mais energia ao alvo quando testei ele em latinhas de refrigerante cheias de água. Em teoria o chumbo cabeça chata é o mais indicado para transferir energia para o alvo (quando o chumbinho “vara” o alvo e continua é porque ainda tinha energia para continuar), mas os testes que fiz com o Destroyer colocam qualquer cabeça chata no chinelo! Mesmo em armas de baixa velocidade (minha HW50 tá batendo 9,5J no máximo) o chumbo apresenta alto índice de deformação após o impacto. As latas de refrigerante com água chegam a pular uns 50cm no ar, chumbo cabeça chata, mesmo disparado de uma arma com 19J, apenas fura a lata enquanto o chumbo Destroyer rasga a lata de cima à baixo. As imagens valem mais que mil palavras: Tiro de arma de 19J em lata de refrigerante (250ml) cheia de água com chumbo flat. Só um furo de um lado e de outro. Tiro de arma de 9,5J em lata de refrigerante (250ml) cheia de água com chumbo Destroyer. O rasgo é a entrada do chumbo. Tiro de arma de 19J em lata de refrigerante (250ml) cheia de água com chumbo Destroyer. Chumbo disparado em um côco verde, expandiu bonito!! Conclusão: a nova linha Field traz mais opções nacionais bastante efetivas. É opção porquê tem variação de massa e a variação na cabeça é bastante efetiva (no caso do Destroyer).
  3. 7 pontos
    Alô amigos atiradores! Recebi hoje uma QGK Rhino 4,5mm da Dispropil, por R$ 504,90 pagos em 13/11/2017. Comprei esta arma num impulso, impulso de que era uma B19 (pela foto do site da Dispropil dava pra ver a trava e o pino da culatra). Assim que desembalei a arma tirei da coronha, de cara parecia uma B19, mas como não conheço essa arma tão bem peço ajuda aos amigos para ajudar na identificação. O acabamento da arma é bem mediano, a oxidação é bem preta e escura, mas a superfície do metal não é tão polida. Tem um blocão de aço que é maior que os da Gamo. O acabamento da culatra também não é ruim (nem ótimo). O que me agradou mais foi a coronha! Se parece com as Cometa! Além disso não é oca e tem uma boa soleira de borracha macia e grossa. Por hoje é tudo p-p-pessoal! Amanhã tiro umas fotos melhores (a luz estava péssima) e no fim de semana vou fazer uma desmontagem mais profunda, comparando com uma Gamo Hunter 440. Atualização 22/11/2017 Abri a danada e me surpreendi com o que vi! Primeiramente, mola bem cabada e guias dianteiro e traseiro. O guia traseiro é de plástico duro e bem justo dentro da mola (não consegui tirar) e o dianteiro (top hat) em metal e bem comprido. O êmbolo é do tipo rotativo (gira a vontade) e se parece com os êmbolos custom (Elite, Quickshot). acabamento meio tosco, mas já comecei o polimento dos contatos. Penso em futuramente usinar canaletas para anéis de teflon. O gatilho foi outra surpresa, seu conjunto é bem complexo e se parece com uma mistura do T06 da Diana e do CD da Air Arms! Quando conseguir desmontar e remontar fora da caixa atualizo com fotos do gatilho. IMPORTANTE! Segurança! No quesito segurança a arma é bem ruinzinha, tem uma tecla de segurança não automática, que meramente impede a movimentação da tecla do gatilho. Se a tecla estiver na posição "tiro" o gatilho fica livre, inclusive com o cano basculado!! A segurança é para usuários avançados, provavelmente um iniciante se acidentará... Legal é que dá para desengatilhar a arma, segura o cano aberto e puxa o gatilho (crianças, não tentem isso em casa!!!). Segue um esquema do gatilho, é uma mescla do CD da Air Arms com o gatilho Gamo: Na foto o parafuso 1 regula a tensão da mola da lâmina do gatilho. Dentro da própria lâmina do tem 2 parafusos Allen para regular curso dos estágios. É um gatilho de 2 estágios verdadeiro.
  4. 7 pontos
    Amigos com a parceria firmada com a importadora Pavei que é representante oficial da Gamo no Brasil, situada em Içara/SC, será feito um review pelo nosso amigo @karolaza onde ao fim do review faremos o sorteio nos mesmos moldes da rifas que são tradição aqui no fórum, desta forma estaremos disponibilizando 01 (UMA) reserva para cada usuário, depois daremos mais detalhes sobre as regras e a forma do sorteio ( tempo de cadastro, número minimo de postagens, etc). Então acompanhem este tópico para ficar por dentro deste sorteio. Eduardo Macedo.
  5. 4 pontos
    É uma pena, mais uma vítima dos gas ram magnum em carabinas de pressão... Isso que dá essa moda de colocar GR absurdamente forte na carabina... Uma pena uma carabina tão boa ser vendida com um GR tão brutal, esse negócio de querer arma de pressão com força de arma de fogo tem que acabar logo. (Não estou colocando a culpa no usuário, e sim em quem fez o tunning). Por isso quando minha Hatsan chegou eu não dei um disparo com ela, já tunei sabendo que o tuning "de fábrica" era incompatível com a arma, que na verdade não é de fábrica, é feito por armeiros da Rossi ou da própria loja na qual a arma é vendida. E o maior problema é que esses acontecimentos denigrem a imagem da fabricante, que é uma baita fabricante de arma que utiliza aço alemão, equipamentos da melhor qualidade, renomada no mundo todo pela qualidade das armas de pressão e de fogo... Daí a Rossi caga na arma para poder vender aqui no reino das bananas como se fosse uma arma ultra potente (como se isso fosse benefício...), acaba por estragar a carabina, e os compradores em sua grande maioria ainda não entendem que a Hatsan é excelente, o tuning feito nela FORA DA FÁBRICA que é uma porcaria. A mesma coisa para as Nitro, pessoal generaliza dizendo que a carabina é ruim, que a CBC só faz porcaria... Na verdade o tunning que é mal feito. A mesma coisa aconteceu com as KRAL... Daí os vídeos são divulgados com informações superficiais, colocando a culpa na pobre da fabricante, e em pouco tempo temos uma enorme massa de pessoas que nunca chegaram perto de uma Kral, falando que é ruim, que não presta, que quebra a toa... Eu duvido que o problema seja na fabricação por parte da HATSAN. Duvido muito. Esse problema é característico de impacto abusivo do êmbolo no fundo da câmara, associado ao excesso de lubrificação no interior da câmara. Não há metal que aguente a porrada. Portanto, vamos acordar e não vamos dividir a culpa entre a fabricante e a importadora, pois só tem uma culpada na história, que é a empresa que mandou o armeiro tunar a carabina de forma que ela fique com uma velocidade e potência absurda, ludibriando o comprador e ainda anunciando como "Gas Ram DE FÁBRICA...", para se livrar da bucha quando a carabina estragar. Feito o desabafo, gostaria de dizer que a assistência da Rossi é excelente. Entre em contato com eles que vão providenciar uma solução.
  6. 4 pontos
    Difícil de esquecer momentos ótimos que passamos juntos nas competições, nas conversas, nas viagens, sempre lembro do Paulinho daquele jeito alegra mesmo passando por dificuldades, muito prestativo, por isso vamos prestar uma homenagem à esse grande amigo. Nessa foto tirada pelo amigo Fabiano Musial, mostra um dos melhores momentos dele "Participando de uma prova de Field Target" Paulinho, descanse em Paz!
  7. 4 pontos
    Opa Regulando a mira - 5 tiros Com a mira regulada, 6 tiros Ah, o tiro na linha do seis já existia ( aproveitamento de alvo ) Essa carabina é mesmo excelente.! Abs
  8. 3 pontos
    http://carabinasdear.com.br/caforum/index.php?/topic/16588-vendo-preço-final-ht135-55mm-kit-elite-70kg-vendo/
  9. 3 pontos
    Olá a todos, Criei este espaço porque existem cada vez mais membros deste fórum com canais de Youtube e Blogs, com conteúdos que podem ser interessantes ou lúdicos para os restantes utilizadores do fórum. Gostaria que este fosse um espaço onde todos pudéssemos promover os nossos canais e blogs. Para dar o exemplo, deixo aqui o link para o meu canal: https://www.youtube.com/channel/UCeVsjFakWNoSXOTRtZYYsRw?sub_confirmation=1 Fico à espera dos vossos. Obrigado a todos. Tags / Keywords / Palavras Chave - Promoção, Promocao, Canal, Canais, Youtube, Blog, Blogger, Forum, Manobras, Diversão, Diversao, Piratices, Divulgação, Divulgacao; Divulgar.
  10. 3 pontos
    Fala Celso A primeira coisa q é preciso saber, vc irá desmontar sua carabina? se não for fazê-lo a melhor graxa do mundo não adiantará nada... é necessário retirar toda a graxa antiga com solventes antes de começar o novo processo. Sem retirar a graxa oxidada e depósitos de resíduos decorrentes dos desgastes superficiais e partículas da camara é a mesma coisa que lavar a mão na água suja. Tudo deve estar rigorosamente limpo antes de relubrificar. De jeito nenhum, nunca, jamais em tempo algum use nada a base de silicone, ele só fica a bom em algumas mulheres, rsrsrsrsrs.... a decomposição do silicone com o tempo em alta pressão, velocidade e atrito forma dioxido (particulas abrasivas) dentro da camara, isso não é bom, certo? Se lubrificantes a base de silicone fossem bons eles seriam usados largamente a indústria metal mecânica, motores maquinas, etc, etc, etc, coisa que não acontece, vai por mim. Use graxa de petróleo como disse o Bruno com boa porcentagem de molibidênio ou ainda graxa de lítio de uso geral que vc não poderá errar, entretanto apenas a quantidade pequena o suficiente, por fora um simples óleo de maquinas tipo Singer dará conta do recado. Se tiver duvida de como executar o procedimento, é só chamar. Brx
  11. 3 pontos
    Olá Lhacer Foi por este motivo que inventaram a tal da Big Cat toda de polímero, menor peso, resistente a chuva, etc... Os exércitos usam coronhas e fuzis também de polímero em campo, é melhor... Agora, vamos lá; pra ser de verdade um sobrevivencialista, aventureiro ou viver sempre na mata, não pode se preocupar com riscos na coronha, cano e oxidação pois eles fazem parte da natureza da atividade, não pode se preocupar com esses conceitos estéticos, carabina para mata não tenho no momento porque acredito que uma carabina que se preste ao sobrevivencialismo deve ser magnum, vai q aparece um zumbi? Tenho que estar preparado com uma carabina mais forte...Livre se dos conceitos estéticos se sua praia for sobrevivencialismo, como eu disse, não tenho hoje carabina pra isso mas tenho meus arcos que eu ralo na mata sem me preocupar se eles riscam, fazem marcas ou não. Se chover, não tem problema, vc enxuga e lubrifica... Uma boa compra é aquela que cabe dentro de seu bolso, se não cabe não é uma boa compra, obviamente existem compras melhores desde que vc esteja em situação mais confortável, então vc deve avaliar se foi uma boa compra ou não de acordo com sua situação financeira. Grande abraço!
  12. 2 pontos
    Acredito que as duas sejam equivalentes, obviamente podem haver pessoas que tiveram experiências ruim com ambas, seja um lote ruim, falta de precisão por alguma falha de fabricação, ..., mas as características mecânicas delas são similares, EU não tenho/tive uma Gamo com bloco em polímero, contudo, mesmo os relatos de problemas não sendo tão vastos EU tentaria fugir deste tipo de material, para evitar possíveis problemas. Outro fator a se considerar, mesmo que você não veja problemas em comprar a Gamo, é no caso de querer vender a mesma, como várias pessoas evitam a característica citada, a quantidade de possíveis compradores será reduzida e possivelmente o preço do produto também. Segue mais uma ilustração de falha na material do bloco.
  13. 2 pontos
    Última prova de BR no RAM 2017...homenagem ao Paulo Uehara ...tx200 Carbine.. .posto preferido de tiro do Paulinho... Enviado de meu SM-J710MN usando Tapatalk
  14. 2 pontos
    É com pesar que venho aqui para comunicar o falecimento do nosso amigo atirador Paulo Huera( o Paulinho) Paulinho com sua maneira timidada de se comunicar,era muito estimado por todos.Sempre conseguia levar uma premiação nos torneios.Esperamos que Deus o receba em um lugar todo especial porque assim ele merece. Borracha
  15. 2 pontos
    Bom dia ! A algum tempo afastado do tiro esportivo e forum.. por motivos pessoais, a 2 semanas resolvi voltar ao esporte. Como no momento meu espaço para tiro é de no máximo 40 metros, e a grana esta curta rs rs rs rs resolvi optar pela pistola ARTEMIS CP1 M. depois de pesquisar bastante resolvi transformara em carabina, o primeiro passo foi dado. CORONHA - em processo CANO - Semana que vem. KIT HPA - em estudo coronha em processo, volto em breve com atualizações. Obrigado ! * ATUALIZAÇÃO 09/11/16 * Ontem resolvi passar selador... passei uma camada bem grossa que sera lixada hj até zerar as lixas kkkkkkkk, optei por fazer a pintura hidrográfica. Coloquei o tubo que sera usado na fabricação do sobre cano nesse FDS. Como optei pro pintura pintura hidrográfica, tem alguns modelos de películas ainda não sei qual escolher kkkkk tenho até segunda. Obrigado a todos e uma ótima Trade ! Ps, não reparem a zona nas fotos kkkk MODELO 01 MODELO 02 MODELO 03 MODELO 04 Obrigado !
  16. 2 pontos
    Eu recomendaria a 220 se fosse no 4.5 e pra Papel 10M, ela tem a câmara muito pequena pra empurrar o 5.5 a uma potência satisfatória, é o mesmo caso da CFX... É ruim? Definitivamente não, mas que são muito melhores no 4.5 é um fato e contra eles não há argumentos. Já se perguntou porque as Cometa 220 no 4.5 são absurdamente caras e no 5.5 tem um preço até bom? Em comparação com as chinesas ela seria +/- na mesma pegada da B12, carabina leve e pequena pra atirar sem muito esforço mas paga o preço disso na potência baixa... Nesse caso EU iria de SAG sem pensar duas vezes, mas não a R1000, eu iria na AR1000 que tem coronha de madeira. Isso faz muita diferença pra mim, fora que se você é adepto da mira aberta (tipo eu ) vai adorar o conjunto de miras dela que tem a fibra ótica bem fininha. Já vi gente reclamando que a massa de mira que tem nesse muzzle da 220 (mesmo da Fênix) é grossa e trocaram... E pode acreditar, faz uma diferença grande, a original da minha Hatsan também era mais grossa e eu troquei pela da SAG justamente pra facilitar a visada a distâncias maiores Ache uma AR1000 com GR de 50kg e seja feliz, garanto que vai curtir. Inclusive achei elas na Dispropil num preço bacana já tunadinha: https://dispropil.com.br/produtos/carabina-de-pressao-sag-ar Essa tá com GR Rossi (que eu não recomendaria) mas se cogitou pegar a Cometinha com GR de fábrica é justamente com os Rossi que ela vai vir, como tem garantia eu não ficaria tão preocupado porque se der B.O eles trocam e depois da garantia se quiser trocar por um Elite ou Quick não vai ter dificuldades porque a mecânica dela é simples e fácil de mexer.
  17. 2 pontos
    Ary Leite, tire essa ideia absurda de que o aço da b19 é inferior, tem um usuário que vem falando isso, mas é errado. Existe sim carabinas com oxidação melhor mas elas também enferrujam se não usar proteção de lubrificante. A qualidade do aço não é possível de ser reconhecida sem testes de laboratório. Se você usar um lubrificante após usar a carabina, por mais simples que seja a carabina, não terá problemas com ferrugem. Quanto a sag, tente pegar a ar 1000 coronha em madeira, essa é muito forte, bonita e precisa. A cometa 220, 5.5 é uma carabina bacana para tiros curtos e sem luneta, mas não tem como comparar com a sag, uma da 160 mts e a outra 230 mts. Carabina até R$ 500 eu recomendo a b12, 4.5, coronha em madeira.
  18. 2 pontos
    Boa noite Fórum!!! Chegou a Cometa Fusion 4.5!!! Depois tiro fotos melhores!!! Abraços
  19. 2 pontos
    Cumpadi Fritz , o violeiro , as tuas observações são preciosas . Entretanto , por aqui nas nossas bandas , só louco rasga dinheiro e come bósta , seja lá o gosto que ela tenha . O café extraído do Jacu , corrobora o nosso pensamento . pagar o preço citado e tomar o café do cu do Jacu é dizagêro . O cabôco tem que ser muitas vezes louco , louco de quarteirão , daqueles que vigiam um quarteirão inteiro .
  20. 2 pontos
    Está na mão. https://www.youtube.com/channel/UC4AvAseSAOz6bRMtTSuSivw
  21. 2 pontos
    Verdade Giovanni. Isso é fato. Acredito fazer parte da evolução que é natural conforme continua-se praticando o esporte. Todo mundo no inicio, diverte-se explodindo latas e outras coisas, quer a carabina mais “porrada”, mas conforme amadurece e torna-se mais experiente, isso acaba tornando-se massante, perde a graça, e o foco passa a ser outro: a constante e desafiadora busca do “único furo”! Grande abraço.
  22. 2 pontos
    Gostei demais do seu comentário, é bem por aí, o coração tem falar mais alto, a gente só dá os pitacos aqui, arrepender-se por não ter comprado o que quer, é muito ruim mesmo. A B19-Z seria um ótima opção sim, a coronha dela impressiona, é muito bonita, dá pra achar ela com GR da Quickshot de 45 e 50kg já instalado. Ainda fico com o pé atrás na oxidação e no gatilho, mas acredito ser uma ótima compra sim.
  23. 2 pontos
    Se vc quer uma calibre 5.5mm, compre! A pior coisa que existe é o arrependimento; "Ah, porque não comprei a 5,5mm" . O chumbo é mais caro a diversão pode ser menor por atirar menos ou pode proporcionar melhor diversão por destruir mais. Ninguém manda no coração; não tem gente apaixonado por mulher feia? rsrsrsrsrsrs. Se decidir pela 5,5mm depois pode comprar uma 4,5mm, ninguém fica em uma carabina só, essa é a grande verdade. A B19 vc pode conseguir ela pronta com um GR 45/50 um gatilho da quickshot, creio q vai te custar menos de R$1.000... Se a diferença de preço é apenas R$110,00 e vc faz questão do GR, compre com GR que economizará dinheiro porém peça a loja tente negociar que mandem a mola e tudo que eles trocarem, nem todos querem mandar. A BAM B19z é a plataforma da B19 e realmente é bonita, qdo vc fala "B19" ou plataforma de B19, não tem muita coisa para sair dos conformes... Eu mesmo estou querendo a irmã dela B23, to esperando apenas alguém me passar as informações que eu ainda não tenho por ser um modelo novo. Enfim, vc está fazendo o correto, pesquisando, pense duas, três , quatro vezes e compre uma, rsrsrsrsrs, Abraços!
  24. 2 pontos
    Mistério das especificações da BAM B23X-WOT SWBR revelados! Especificações BAM B23X-WOT SWBR - Calibre = 5.5 mm Comprimento total = 112,5 cm Peso = 3,21 kg -------------------------------- Cano Comprimento = 455,0 mm Diâmetro = 15 mm Diâmetro externo da bucha = 17 mm Diâmetro interno da bucha = 10 mm Possui 12 Raias de sulcos rasos para medio, estriamento na rotação horária, com passo + ou - de 1 volta e 1/4 do começo ao fim do cano. -------------------------------- Cilindro Comprimento = 350 mm Comprimento interno = 295,0 mm Diâmetro externo = 33 mm Diâmetro interno = 29 mm Espessura = 2 mm Furo de vazão = 4 mm -------------------------------- Pistão Comprimento total = 152 mm Comprimento sem o pino da bucha = 146,0 mm Comprimento interno = 131,5 mm Diâmetro = 28,6 mm Peso = 295 gramas -------------------------------- Bucha Diâmetro = 29,5 mm Altura = 6 mm Diâmetro central = 13,5 mm -------------------------------- Mola Comprimento = 245,0 mm Diâmetro externo = 21 mm Diametro interno = 18 mm Espessura do fio = 3 mm Espaço entre os elos = 5 mm Peso = 120 gramas -------------------------------- Gatilho 2 estágios, com regulagem, muito macil e preciso! -------------------------------- Não tenho cronógrafo e fiz o teste com barras de sabão! kkkkkkkk Resultado: Com chumbinho "gamo pro magnum" a uma distancia de 2 metros, só atravessou 1 sabão e meio!!! Conclusão não exata, não chega nem a 200 m/s com chumbinho 5.5 mm! A mola que vem na versão SWBR, pelo amor de Deus, boa de qualidade de material, mais muito fraca. Pra desmontar, não precisa fazer nenhuma força para soltar o pino da carcaça do gatilho, que faz o encosto da mola! Outra coisa, até o manual de instruções que vem nela, tá tudo errado. Ele explica um processo para desarmar ela que não funciona, ela não desarma. Mais explico outra hora caso interesse á alguém. Já entrei em contato com o pessoal da "Elite Airguns", pra saber se eles tem algum kit que sirva na B23X. Mais eles desconhecem o modelo e pediu que enviasse fotos e medidas. Vamos ver né, quem sabe já tem um KIT com pistão alivio que sirva. Porque esse pistão que vem, tem um pino guia no interior dele e não sei se sai fácil. Com ele não da pra por o GR!
  25. 2 pontos
  26. 2 pontos
    No ultimo sábado no campeonato brasileiro da CBTE a equipe composta por Edgard, Marcelo Murias e Marcos Basso quebraram o record por equipe na modalidade WRABF Light Varmint. O Antigo recorde também era da equipe de SP mas com os atletas Edgar, Marcelo Murias e Cassiano Pyles que detiana a marca de 2234 ponto e foi ultrapassado com 2237. Foi um dia muito bom, onde todos atiraram muito bem e ainda teve recorde individual quebrado pelo atleta Edgard que detinha a marca de 749,49 e quebrou em 749,52.
  27. 1 ponto
    A massa da R1000 é fixada num muzzle break (aquela peça de plástico na ponta do cano), tenta girar o muzzle break para o outro lado... Enviado de meu XT1069 usando Tapatalk
  28. 1 ponto
    Tiodosbacon, realmente o assunto tornou-se confuso para muitos. As miras optrônicas, para utilização e tráfego, são dispensadas de CR. Quanto às lunetas, muitas lojas físicas (ainda) vendem sem maiores empecilhos. Inclusive com nota fiscal, que é uma obrigação. Mas é por conta e risco próprios. Mas o EB vem apertando a fiscalização. E está cumprindo com o seu dever. Em relação ao ML, uma coisa é o que se fala por lá. Outra coisa é o que determina a lei. A saber: Luneta, com aumento menor que seis vezes e diâmetro da objetiva menor que trinta e seis milímetros, é de uso permitido. Mas, ser permitido não quer dizer que não precise de CR concedido pelo Exército Brasileiro. Veja o quadro a seguir: As lunetas, que são classificadas como Categoria de controle 1, são sujeitas a controle em todas atividades que expõe o quadro. Por incrível que possa parecer, tal qual uma arma de fogo. Inclusive em relação às penalidades previstas em lei, iguais também em relação às armas de fogo. Detalhe: em caso de fiscalização (uma blitz policial, p.ex.) apresentar uma nota fiscal da luneta em seu nome não adianta de nada. A nota apenas comprova que a luneta foi adquirida por meios lícitos, e não que você estivesse autorizado a comprá-la. Em relação à pergunta inicial: As miras optrônicas (Red Dot), são da Categoria de controle 5. Utilização e tráfego não sujeitos a controle, conforme o quadro. Já as miras laser, que são dispositivos de pontaria que empregam luz ou outro meio de marcar o alvo, são Categoria de controle 1, iguais às lunetas. Não confundir com Red Dot. E aqui o decreto que dispõe sobre o assunto: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/d3665.htm Espero ter ajudado.
  29. 1 ponto
    Calma aí gurizada, esperem eu dar meus 10 mil tiros, depois conto pra vcs se ela continua inteira... kkkk
  30. 1 ponto
    DrG, quando nós compramos uma carabina, ela tem que ser trabalhada para que possamos aproveitar todo o seu potencial, na maioria dos casos a experiência de novatos passa a ser decepcionante com carabinas de ar, principalmente as mais potentes, pois elas vem com muito lubrificante e geralmente com o retentor alem de fraco com alguma fissura, pois na montagem de fabrica é feito por profissionais com e sem experiência sem mencionar os que fazem as coisas sem o mínimo capricho e na correria. Essa carabina do nosso amigo TPERETTI alem de ser linda foi trabalhada com esmero e acrescentado alguns acessórios. Vale a pena comprar, o vendedor é de confiança, a carabina é muito linda, preparada nos mínimos detalhes , está com preço bom, sem detalhe e agrupando demais.
  31. 1 ponto
    Olá pessoal, em novembro do ano passado comprei uma lata de Technogun Mamuth, que acho que muitos já usaram e assim como eu, acabaram passando nervoso kkkk Pois bem, essa coisa não tinha precisão alguma em minha B19, então dei a latinha para meu avô usar na B12 dele e por incrível que pareça, tinha uma precisão até razoável nela. Ontem encontrei alguns desses chumbos perdidos em casa então resolvi testar a expansão dele (acho que todos que compram fazem isso kkk) usando uma Nitro Advanced, com energia na casa dos 23 a 24 Joules. Esse primeiro foi disparado num balde com água, teve uma pequena expansão, nada muito relevante Esse segundo foi disparado contra uma pasta de limpeza que estava vencida a mais de 14 anos que encontrei em casa, e já estava bastante dura. Teve uma expansão bem considerável, e chegou até a fragmentar um pedaço da cabeça Esse terceiro foi disparado contra um barro bem ligoso que tem aqui no sítio. Enchi um balde de 3 litros de barro, compactei bastante e disparei. O chumbo atravessou o balde e penetrou na terra, sem contar que fez um belo buraco no balde, que não fotografei por estar sem o celular na hora. Pois bem, o nosso amigo se despedaçou todo, só encontrei um pedaço da saia. Ele literalmente perdeu a cabeça kkk Bônus: Um Rifle Diabolo disparado ao contrário (com a saia pra frente) contra a água Um Gamo Rocket disparado contra a mesma pasta de limpeza endurecida Enviado de meu GT-I8200L usando Tapatalk
  32. 1 ponto
    O curioso é realmente ver que quando ele canta nas matas o resto faz um silêncio... e aí vem o canto flautadinho dele. Uma beleza mesmo. Enviado do meu iPad usando Tapatalk
  33. 1 ponto
    Não sei, creio que o SAC da Rossi pode tirar esta dúvida ou se conseguir um cilindro vazio de 88g podemos verificar a compatibilidade das dimensões e rosca. Lembrando que CO2 tem o famigerado problema de ressecar os anéis de vedação se guardar a carabina pressurizada com o cilindro.
  34. 1 ponto
    Mas cabe a pergunta. Porque Abaetê não ficou com Obirici? Só porque Paraí mandou bem na flecha ?
  35. 1 ponto
    Amigo Cumpadi Alemão Fritz , o Cumpadi Vanderlice , com receio de ser mal interpretado e tratando-se de assunto delicado e que pode , eventualmente , ferir os brios da Ala Gay , esclareceu : Cumpadi Alemão Fritz , o Violeiro , vamo espraià os pensamento , premêro fazê os bicha trabaià é pordemais de difìci , acertá um horário intão , é um Deus mi livri , a maioria trabáia di noite . Nas suas idéia de acendê o fogo com fósfri ou fósqui , inté qui podi sê . Nos causo delis ficá esfregando pauzinhos , vamo logo ti avisano qui elis gosta mêmo é di si esfregá nus pau grande .Ansim , fica esclarecido e o dito pur não dito .
  36. 1 ponto
    Buenas gurizada! A pouco tempo atrás ganhei um presente de um amigo aqui do fórum, o Raufeman! Ganhei dele nada mais nada menos, que a pistola de Co2 modelo CP1-M da marca SPA, que como sabemos está fazendo ótimas armas de pressão, e na minha opinião com uma boa quantidade de inovações também! Eu estava a procura de uma pistola dessa a algum tempo, e como o amigo que citei acima comprou a PP700, uma pistola PCP também da SPA e estava usando pouco a de Co2 ele presenteou com ela! A primeira vista achei ótima, não tenho como comparar com outras pistolas ou carabinas mais famosas coisas como acabamento da coronha ou oxidação, mas a meu ver o único contra é ser 5,5! Eu queria uma pistola dessa por um motivo em particular, transformar ele em uma mini-bullpup PCP, já dei início a conversão fazendo uma coronha nova pra ela, ainda não está finalizada somente este domingo aprontei o grip é o cheekpiece, sábado levei ela pra um teste prático e apesar de um pequeno erro de cálculo na hora de fazer o recorte para o encaixe da mecânica ela se saiu bem! Acabei alargando demais o encaixe e ela acabou ficando frouxa, mas nada que não se resolva com um pedaço de EVA! Vamos ao que mais interessa, um agrupamento dela a 20m e fotos do andamento da coronha! O agrupamento abaixo foi feito com o auxílio de um Red Dot e com a arma apoiada em um sandbag inusitado, que era o que eu tinha a disposição no momento, os disparos foram a efetuados a 20m, apesar de alguns flyers, que acredito serem culpa do atirador, o resultado é promissor! No sábado a coronha ainda estava conforme as imagens abaixo: Do jeito que estava nas fotos aí em cima o grip estava muito grosso, impossibilitando uma empunhadura confortável, então quando voltei pra casa trabalhei um pouco com a grosa e afinei o grip até a empunhadura ficar mais confortável, o resultado segue abaixo: Quanto ao review, vou desmontar ela é fotografar as peças separadamente, achei o funcionamento muito simples, afinal não conheço o funcionamento das PCP's e achei muito engenhoso pela simplicidade! Já a respeito da conversão, peguei o cilindro no Aliexpress, então vai demorar um pouco, conforme eu for dando continuidade ao projeto vou atualizando o tópico! Segue foto do "Sand Bag"... ================================================ATUALIZAÇÃO 24/09/2017========================================= Boa tarde senhores! Hoje irei colocar as fotos das peças da pistola conforme prometido! Aqui tentei fazer uma vista explodida para mostrar como ela é montada: Close da disparadora, que nesta foto esta aberta, normalmente ela esta com as duas partes rosqueadas uma na outra, e da seladora do cilindro: Restante das peças, sendo elas transferport, martelo, guia e mola do martelo, top hat, conjunto de gatilho e bloco com ferrolho: Bom por hoje é isso, conforme for evoluindo o projeto vou atualizando o tópico! ================================================ATUALIZAÇÃO 22/10/2017========================================= Ontem comecei o processo de finalização da coronha, comecei com o lixamento e posteriormente tingimento e selamento com Polistein na cor Imbuia! Hoje dei a terceira demão do Polistein e decidi parar por ai, pois a coronha já havia adquirido o tom que eu desejava, apesar de ter ficado um pouco mais brilhosa do que eu gostaria eu gostei bastante do resultado, apesar de que após o tempo de cura de 24 horas passar a madeira possa absorver mais o Polistein e sair um pouco do brilho! No feriado quero terminar ela, caso o brilho ainda esteja presente vou lixar com uma lixa d'água e ver no que dá! Segue abaixo o resultado do trabalho do final de semana! Coronha lixada com lixas para madeira de gramatura 80, 120 e 220 nessa ordem! Aqui já com uma demão do Polistein Aqui já com as três mãos do Polistein E segue o baile! ================================================ATUALIZAÇÃO 28/10/2017========================================= Bom dia senhores! Cheguei de viagem ontem a noite e não me aguentei, precisei montar a pistola na coronha! Chegou o adaptador pra converter ela de Co2 para PCP, este adaptador só possibilita atirar plugado no cilindro por meio de um remote de paintball, estou sem o cilindro ainda mas daqui a pouco liberam ele das férias em Curitiba, segue o resultado da coronha finalizada e adaptador instalado! Gostei bastante do resultado da coronha, não ficou das mais bonitas, porém a cor me agradou e o conforto pra atirar ficou excepcional! Agora é esperar o cilindro pra testar com HPA!
  37. 1 ponto
  38. 1 ponto
    Eu desconfiaria dependendo do seu mount e configuração da carabina. As originais mais caras pelo pouco que ja li sobre tem reticulos melhores, lentes de cristal, construção melhor e umas partes internas que mantem a regulagem delas. A minha por exemplo o paralax se vc puxar ele sai, é só pintado kkkk
  39. 1 ponto
    Em todo caso , procuramos saber a sensata opinião do Cumpadi Vanderlice , que de forma simples esgotou o assunto : ---- Cumpadis , Cumpadis ... , seis tão quereno mangà do véio . Cum tantu assuntu bão , seis vem falá di gato e jacu i qui delis si aproveita até a merda prá fazê café . Só mi faltava essa . Si anssim fôsse , muita gente já tinha feito café de bosta de porco ou café de bosta de boi . I elis tinha enricado muitcho i tirado o pé da merda . .
  40. 1 ponto
    Tem um programa pro smartfone, não é 100% confiável, mas ajuda a ter uma noção. Chama-se chrono connect.
  41. 1 ponto
    O lufrificante é pouco, apenas pra bucha, excesso causa efeito diesel e o chumbo não tem constância, devido a variação da velocidade o chumbo também muda o POI, a sua direção.
  42. 1 ponto
    Boa noite e seja bem vindo ao fórum. Com relação ao seu questionamento, sobre os dois modelos da Hatsan citados, eu indicaria a HT 80. Ambas são boas carabinas dentro do seu propósito, mas a HT 80 tem um conjunto de gatilho melhor. Eu recomendo pensar também na Strike Edge, também da Hatsan. A empunhadura daquela coronha na minha opinião, é perfeita. Sobre a questão de que Hatsan e precisão não combinam (não que eu queira dar uma de "advogado do diabo"), eu sou totalmente contrário a essa opinião. Conheço pessoalmente duas Hatsans que contrariam totalmente essa idéia: a HT 135 do @TPERETTI666 que você pode conferir no video abaixo, e a Dominator 200W do @Unzioto. Abraço, sucesso na escolha e bons tiros!
  43. 1 ponto
    Eu levo tripé mas quase não uso. Tripé é bom para aves paradas, se alimentando ou em um ninho. Aves que estão em movimento não dá muito pra usar o tripé. Vai no braço mesmo. Olha aí umas fotos desta passarinhada feitas pelo guia André Grassi. Eu e a Rita, minha esposa. Nós usamos equipamentos iguais ( Canon 7D Mark II e lente Sigma 150-600mm ) As vezes dá pra apoiar num parapeito ou muro mas em geral é no braço. As vezes parado e as vezes com o barquinho em movimento ! Fotografando as Ciganas (aqueles pontos mais claros lá margem esquerda) Fotografando o Tempera Viola e os Beneditos de Testa Vermelha. Fotografando o Surucuá de Cauda Preta. Fotografando o Araçari de Bico Branco } Fotografando o Chororó de Goiás Fotografando o Pica Pau do Parnaíba
  44. 1 ponto
    Eduardo...eu tenho a tasco 2.5x10x42 e tambem a 6x24, a 6x24 com zoom acima dos 16x ela perde um pouco a qualidade da imagem, ja a 2.5x10 é muito nitida nos 10x, lunetinha show de bola, reticulo fino e bem resistente, minha escolha seria esta com certeza.segue link de um kit a venda com o preço muito bom aqui mesmo no forum.
  45. 1 ponto
    Olha, também nao sou especialista, mas a goldcrown deve durar muuuuuuuuuito em cima de uma cfx
  46. 1 ponto
    Os fabricantes não economizam na lubrificação das armas novas, então não é incomum que ocorram escorrimentos de lubrificante, conforme a temperatura ambiente e a posição de repouso da arma. Se você costuma guarda-la em pé com a coronha para baixo e a ponta do cano para cima, essa pode ser a razão do escorrimento de óleo na trava. Se for esse o caso, e você seguir a dica do Métil, perceberá que o óleo irá parar de escorrer.
  47. 1 ponto
    Boa tarde, Bonacini. Onde está a diferença no desempenho de antes? Ruído aumentado, fumaça, disfunção erétil, queda da precisão? Está usando hipócrita? Se está , verifique se está bem presa. Coloque a arma em repouso, ponta do cano para baixo sobre um jornal e deixe quieta. Verifique se aparece óleo ainda, na caixa ou tecla do gatilho ou dentro do cano. Pode ser femômeno transitório, óleos e graxa turcas não aguentando o calor de Franca... PS: por acaso, só por acaso, o amigo não chegou a dar um psit de lubrificante na Strikes? Talvez, eu disse talvez, não seja " defeito ". Responda para nós. Abraço do C. M.Q.
  48. 1 ponto
    Dá a tora mesmo, já tentei por red dot em minha carabina fênix e deu pau, imagine em uma hatsan 125 que é bem mais trancuda, se queres mira óptica vá de luneta gold crow e mount único dampa, não é garantido mais aumenta muito a chance de não quebrar. tem as lunetas Hawke também, a 4x32 ao da Hawke é bem conceituada, mais está virando lenda.
  49. 1 ponto
    Esse é o problema, qualquer um compra. não deveria ser assim.... tem um tópico parecido onde eu discuto esse fato... Sou cético em relação a campanha, brasileiro não tem educação, não consegue se conscientizar com campanha. Brasileiro em geral (não todos, claro) precisam ser educados por força de lei, multas e penalidades senão não vai...(vide lei seca) Fazer o que? Vc disse que espera suas filhas sair, eu faço um pouco diferente chamo meu filho (11 anos) para atirar comigo, colocamos óculos, preparamos os alvos, nos posicionamos (prendemos o cachorro também, rsrsrsrs) e atiramos, fazemos todo um ritual. Com isso creio que estou fazendo três coisas: tirando a curiosidade inerente das crianças pelas armas, educando o para o respeito as regras de segurança e risco das armas e em terceiro tendo um tempo de pai e filho juntos. Educação meu amigo, essa é a palavra, Abraços!
  50. 1 ponto
    Muito bom alguns grupos.....estes agrupamentos ajudara bastante os interessados em adquirir as Magnum da hatsan.....o negocio é investir nos sniper da hn e polimag da jsb né rsrs...leva + 1 pelo amplo numero de grupos e pela imparcialidade e transparência dos resultados.....Parabéns.
×